VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

13 de jan de 2013

Devocional Boa Semente 13/01/2013


Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam... Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me (2 Timóteo 4:16-17).

A SOLUÇÃO PARA A SOLIDÃO

A solidão é um sentimento muito incômodo. Percebemos isso nestas palavras do apóstolo Paulo. Muitos que perderam entes queridos sabem como é se sentir assim, às vezes até anos depois da perda. E o próprio Senhor experimentou uma profunda e inimaginável solidão e, portanto, compreende bem o que sentimos.
Nos últimos capítulos de Mateus o Senhor prediz Sua rejeição e crucificação. Ele fala da traição de Judas, de como seria abandonado por Seus discípulos, e menciona as três vezes que Pedro O negaria. No Getsêmani, o Senhor Se afasta de Seus discípulos para orar. Mesmo os três que foram convidados a estar com Ele nesse momento foram incapazes de O ajudarem em oração ao Pai, pois não conseguiram vencer o sono que veio sobre eles.
O Senhor estava completamente só. Pouco depois a multidão veio para prendê-Lo e Seus discípulos fugiram. Durante as vezes que compareceu diante das autoridades, ninguém ficou ao Seu lado. Foi rejeitado pelo povo, a quem havia servido com sinais e maravilhas. Os que O amavam ficaram a uma boa distância quando Ele foi crucificado. Que terrível solidão o Senhor Jesus experimentou. Vários salmos descrevem com nitidez os pensamentos de Seu coração: "Esperei por alguém que tivesse compaixão, mas não houve nenhum; e por consoladores, mas não os achei" (69:20). "O meu coração está ferido e seco como a erva... sou como um mocho nas solidões. Vigio, sou como o pardal solitário no telhado" (102:4-7).
Então veio o clímax: as três horas da cruz, quando as trevas O envolveram como uma mortalha. Foi quando o brado do Cordeiro ecoou: "Deus meu, Deus meu, porque me desamparaste?" (Mateus 27:46). Não houve e jamais haverá solidão como a do Senhor!
Há períodos em que nos sentimos solitários e isso dói muito. Mas há esperança, compreensão e conforto nesse Senhor que passou por tudo isso. E Ele também é a solução para esse problema que não parece ter saída: "Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me"!

Nenhum comentário:

Postar um comentário