VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

5 de jan de 2013

Philip Doddridge


Philip Doddridge (1702-1751) [407], o vigésimo filho de um comerciante de Londres, teve como avô e bisavô pastores que sofreram por sua fé. Ele mesmo recusou a oferta duma educação universitária, formou-se numa academia dissidente em Kbworth. Aceitou o pastorado duma igreja independente em Northampton. Conduziu, ao mesmo tempo, sua própria academia, onde mais de 200 homens foram preparados para o ministério (especialmente entre os dissidentes) que, depois, chegaram a servir em muitos países. Continuou este ministério por 22 anos. Doddridge foi um erudito e autor de muitas obras teológicas. Seu livro The progress of Religion in the Soul (O Progresso da Religião na Alma), traduzido para sete línguas, teve um “lugar de honra nas prateleiras do nosso país”. Foi o livro que Deus usou na conversão de Wilbur Wilberforce, o grande batalhador para a abolição da escravatura.
  Os hinos de Doddridge, no estilo de Watts mas sem a mesma expressão poética, refletem uma maior compreensão da mensagem social do evangelho. Escritos “principalmente como resumos dos seus sermões, foram ensinados, linha por linha, à congregação a cada culto”. Doddidge foi o primeiro a revelar zelo missionário nos seus hinos, antecipando por mais de meio século o movimento missionário dos primórdios do século XIX! Muitos manuscritos dos hinos de Doddidge são preservados até hoje, verdadeiras paráfrases das Escrituras. Foi dito que, quando se pedia uma copia de qualquer um desses hinos por alguém de sua congregação, o doutor Doddridge, com bondade “que era sua característica principal, se assentava para escrevê-la e depois, apresentá-lo com um sorriso de doçura que lhe era tão peculiar”. Marks, no seu livro, chama-o “homem de Deus que sempre andou bem de perto com seu Deus”. A Doddridge foi conferido o doutorado em Divindades (honoris causa) pela Universidade de Aberdeen (Escócia), em 1736.

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_234.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário