VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

14 de fev de 2013

Devocional Boa Semente 14/02/2013

A vida que agora vivo na carne vivo-a na fé do Filho de Deus, o qual me amou e se entregou a si mesmo por mim (Gálatas 2:20) 

MORREU POR SUA FÉ AOS 17 ANOS

Raquel conversava com seu amigo Richard quando dois rapazes de sua escola dispararam. Richard ficou ferido na coluna e Raquel, nas pernas e no tórax. Um dos agressores a agarrou pelo cabelo e perguntou: "Você crê em Deus?" - Sim. "Então vai se juntar a Ele", e lhe deu um tiro fatal na cabeça. Isso aconteceu no dia 20 de abril de 1999 nos EUA.
Raquel amava o Senhor e estava bem consciente do quanto o tempo passa rápido. Em seu diário, ela desenhou a palma de uma mão na qual escreveu: "O que faria se soubesse que iria morrer amanhã? O que aconteceria? Para onde iria? O amanhã não é uma promessa, mas uma oportunidade que pode não se apresentar novamente. O que há depois da morte? Onde você passará a eternidade? Terá uma vida terna na presença do Pai que nos ama, ou estará para sempre longe de Jesus Cristo, o Salvador? A eternidade está em suas mãos... Mude-a!"
Sua mãe comentou: "Raquel tinha dois sonhos: testificar de Deus § viver sempre em Sua presença. Deus cumpriu ambos na morte dela".
E você, querido leitor, a brevidade da vida é algo que o estimula a viver cada dia com sabedoria? Ou você simplesmente nem pensa nisso? E como você responderia às perguntas do diário de Raquel?

Nenhum comentário:

Postar um comentário