VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

9 de fev de 2013

RABUGICE

A rabugice tem levado muitos homens à destruição e muitas mulheres ao desespero. Você pode resmungar em qualquer idioma que exista no mundo. Pode resmungar até de boca fechada quando ergue as sobrancelhas, joga a cabeça pra cima ou sorri com desdém. A rabugice não é coisa só de homem ou só de mulher. Tem a ver com o gênio da pessoa. Quem resmunga magoa a si mesmo e é extremamente cruel com aquele a quem se dirige. É melhor ter logo uma boa e velha discussão. Se “água mole em pedra dura tanto bate até que fura” é verdade, também é verdade que a rabugice interminável arruinará o melhor dos bons humores.
Se você tem uma reclamação, faça-a, mas não fique resmungando. Se foi magoado, diga abertamente, e não resmungue. Se tem um pedido a fazer, faça-o, sem resmungar. Muita gente resmunga quando está cansada; outras, quando estão doentes ou se sentem abandonadas; algumas, quando elas mesmas estão erradas. Há aqueles que resmungam simplesmente porque são mesmo rabugentos.
A rabugice é um pecado contra si, sua casa, seu cônjuge, seus amigos. Por que não juntá-la à lista de outros pecados? Este é o lugar dela. Ninguém pode ser culpado deste pecado e continuar seguindo a Cristo de verdade.
 
(Gospel Herald)

Nenhum comentário:

Postar um comentário