VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

30 de mar de 2013

Devocional Boa Semente 30/03/2013

Não era um inimigo que me afrontava; então, eu o teria suportado; nem era o que me aborrecia que se engrandecia contra mim, porque dele me teria escondido, mas eras tu, homem meu igual, meu guia e meu íntimo amigo (Salmo 55:12-13).

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 SAMUEL (Leia 2 Samuel 15:30-37;16:1-4)

Essas aflições que Davi está sofrendo agora são consequências de seus próprios pecados. Portanto não podem ser comparadas aos sofrimentos do Senhor Jesus, que foram consequências de nossos pecados. Contudo, sob certos aspectos, elas nos permitem entender melhor o que nosso Salvador teve de suportar. Veja Davi, acompanhado por poucos amigos fiéis, indo para o Monte das Oliveiras, chorando à medida que subia! Séculos depois, neste mesmo lugar, no Jardim do Getsêmani, o Homem de dores, na agonia de Seu conflito, orou e suplicou com grande clamor e lágrimas ao que o podia livrar da morte (Hebreus 5:7). Davi experimentou ali a traição de Aitofel, seu conselheiro e amigo (mas cujo nome significa 'irmão louco'!). Foi ali também que Judas avançou à frente dos soldados e oficiais.
Sem dúvida, esse foi o momento em que Davi clamou em agonia no Salmo 55:13-14: "Mas és tu, homem meu igual, meu companheiro e meu íntimo amigo. Juntos andávamos, juntos nos entretínhamos e íamos com a multidão à Casa de Deus". Pense com que angústia o Senhor deve ter perguntado ao Seu infiel discípulo: "Amigo, para que vieste?". (Mateus 26:50).

Nenhum comentário:

Postar um comentário