VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

14 de abr de 2013

Cante! (Êxodo 14.23 – 15.22)

Depois que Deus afogou no mar todo o exército de faraó, pela primeira vez na história, Israel se viu morando no deserto egípcio, ao ar livre, completamente por conta própria. Os hebreus haviam começado sua viagem para a terra de Canaã. Deus provara ser fiel; a nação caminhara pelo mar em terra seca. Como devem ter-se sentido intimidado! Como resultado, cantaram um hino de grande louvor a Deus. Desde o versículo 1 ao 21 de Êxodo 15 eles continuam cantando.
Você já fez isso? Você alguma vez, num impulso repentino, elevou um hino de louvor ao Senhor? Recomendo que o faça; é uma experiência realmente empolgante. Você diz: “Bem, Chuck, isso é ótimo para você, mas eu não sou um poeta eloqüente, criativo. Não tenho esse dom. As palavras não fluem através de mim desse modo”.
Verdade? Como saber se nunca tentar? Da próxima vez em que passe por uma experiência e Deus se mostrar fiel, pare e pense: “Eu talvez possa escrever um hino”. (Mesmo que seja para uma só pessoa). Assim nascem as músicas de louvor. Por que não compor uma hoje?
Logo após esse cântico hebraico de triunfo e gratidão lemos uma palavra que denota um momento específico: “Depois”. Quando? Depois do mar Vermelho. Depois do primeiro sopro de liberdade. Depois do maravilhoso hino de louvor. A Bíblia relata: “Depois Moisés conduziu Israel desde o mar Vermelho até o deserto de Sur”.
Que descrição da vida cristã! Todos nós atravessamos o mar Vermelho. Em termos espirituais, os cristãos foram todos colocados na família de Deus por meio da cruz. Passamos a conhecer o Senhor Jesus. Ao conhecê-lo, fomos libertados pela primeira vez da escravidão à velha vida. Qual glorioso! Livres do domínio de nosso antigo mestre, recebemos um novo cântico, uma nova vida, um novo começo.
Neste início, porém, descobrimos rapidamente que devemos suportar algumas expectativas de deserto. Em retrospecto, compreendemos mais tarde que foram desertos designados por Deus com um propósito muito real. Mas quanta decepção depois de nossa conversão no mar Vermelho!
Dia a dia com os heróis da fé – Dr. Charles Swindoll

Nenhum comentário:

Postar um comentário