VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

4 de abr de 2013

O melhor que eu puder (I Crônicas 28.1-11)

Davi estava dizendo: “Deus não me deu um sim como resposta. Quando se tratou do meu sonho, ele disse não. No entanto, deu-me outras coisas em lugar desse sonho e estou fazendo o melhor que posso em relação a essas outras coisas”. Todos nós podemos aprender muito com a resposta amadurecida de Davi.
Você tem algum grande desejo que sabe que vai ter de abandonar? No geral, é preciso adiantar-nos em anos para compreender que isso é certo, porque quanto mais jovem somos, tanto maiores os nossos sonhos, mais largas as nossas esperanças e tão mais determinada a nossa vontade de pô-los em prática. Talvez seja um sonho de alguma grande realização mediante um tipo de ministério ímpar.
Quem sabe o desejo de uma carreira notável ou de reconhecimento pessoal. Talvez seja o desejo de romance e casamento. Ou o desejo de livrar-se de algo em sua vida com o qual teve de conviver durante anos. O que quer que seja, você conhece agora que nunca vai acontecer e essa é uma pílula amarga de engolir.
Mas, como no caso de Davi, é também uma oportunidade para encontrar satisfação no que Deus permitiu que você faça. Ao refletir sobre sua vida e seu próprio desejo não satisfeito, ele diz: “Quero voltar minha atenção daquilo que não deveria ser e concentrá-la nas coisas que Deus fez”.
Este é o nosso desafio, não é? Podemos passar os últimos anos de nossa vida imersos em um sentimento de culpa ou vencidos pelos remorsos do passado. Podemos “sofrer em silêncio” ou dizer: “Pela graça de Deus, fiz o melhor que pude com o que tinha em mãos. Reclamo agora a sua promessa de que de alguma forma usará o que fiz para a sua maior glória”. Que atitude maravilhosa para o final da nossa vida.
Dia a dia com os heróis da fé – Dr. Charles Swindoll

Nenhum comentário:

Postar um comentário