VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

18 de abr de 2013

Prossiga! (Atos 12.25; 13.5, 13-15)

Paulo, Barnabé e João Marcos partiram de Chipre e navegaram em direção à Panfília, no sul da Turquia, onde o mar dá lugar a falésias que se elevam até formar uma cadeia de montanhas mais escarpada e majestosa que os montes Taurus, a leste, perto de Tarso, e mais imponente que os montes das terras do cipriota Barnabé e do judeu João Marcos.
Só a visão dessa paisagem intimidadora pode ter sido suficiente para desencadear o turbilhão de dúvidas que acabou tomando conta da alma do jovem João Marcos. Pouco depois de chegar à Panfília, Paulo foi acometido de uma febre grave, talvez malária. Sem maiores explicações, Lucas informa: “João os deixou ali e voltou para Jerusalém”. Saindo de Perge, Paulo e Barnabé prosseguiram viagem, não se detendo pela deserção de João Marcos.
É importante considerar que algumas pessoas deixarão o trabalho ao qual estavam se dedicando. Toda igreja perde membros, e até líderes, e por vários motivos. Mas ainda que algumas pessoas saiam, a igreja prossegue. Não obstante as circunstâncias que levaram este ou aquele indivíduo a sair, a jornada continua. No caso de Paulo e Barnabé não havia tempo nem necessidade de longas despedidas. Eles prosseguiram, olhando firmemente para o alvo.
É difícil prosseguir quando nos sentimos abandonados. Ao mesmo tempo, é fácil ceder ao desânimo e permitir que nos esgote as energias; mas Paulo e Barnabé não podiam se dar ao luxo de entregar os pontos. Tinham um trabalho a realizar e, portanto, controlaram as emoções e avançaram com determinação ainda maior.
A maturidade se manifesta, entre outras coisas, na capacidade de prosseguir independentemente de quem sai de cena. Nenhuma outra opção é válida. Terminadas as despedidas, é hora de seguir viagem, exatamente como Paulo e Barnabé fizeram. Conforme Paulo escreve em sua carta aos filipenses: “Prossigo para o alvo, a fim de ganhar o prêmio do chamado celestial de Deus em Cristo Jesus” (3.14).
Dia a dia com os heróis da fé – Dr. Charles Swindoll

Nenhum comentário:

Postar um comentário