VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

10 de mai de 2013

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 3, dia 17)

Josué 19-21


Josué 19

 (1) E SAIU a segunda sorte a Simeão, para a tribo dos filhos de Simeão, segundo as suas famílias; e foi a sua herança no meio da herança dos filhos de Judá. (2) E tiveram na sua herança: Berseba, e Seba e Moladá. (3) E Hazar-Sual, e Balá, e Azem, (4) E Eltolade, e Betul, e Hormá, (5) E Ziclague, e Bete-Marcabote, e Hazar-Susa, (6) E Bete-Lebaote, e Saruém; treze cidades e as suas aldeias. (7) E Aim, e Rimom, e Eter, e Asã; quatro cidades e as suas aldeias. (8) E todas as aldeias que havia em redor destas cidades, até Baalate-Ber (que é Ramá), do sul; esta é a herança da tribo dos filhos de Simeão, segundo as suas famílias. (9) A herança dos filhos de Simeão foi tirada do quinhão dos de Judá, porquanto a herança dos filhos de Judá era demasiadamente grande para eles; pelo que os filhos de Simeão tiveram a sua herança no meio deles. (10) E saiu a terceira sorte pelos filhos de Zebulom, segundo as suas famílias; e foi o termo da sua herança até Saride. (11) E sobe o seu termo pelo ocidente a Maralá, e vai até Dabesete, e chega também até ao ribeiro que está defronte de Jocneão. (12) E de Saride volta para o oriente, para o nascente do sol, até ao termo de Quislote-Tabor, sai a Daberate, e vai subindo a Jafia. (13) E dali passa pelo oriente, para o nascente, a Gate-Hefer, em Ete-Cazim, chegando a Rimom-Metoar, que vai até Neá; (14) E rodeando-a, passa o termo para o norte a Hanatom, chegando ao vale de Iftá-El, (15) E Catate, Naalal, e Sinrom, e Idala, e Belém; doze cidades e as suas aldeias. (16) Esta é a herança dos filhos de Zebulom, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (17) A quarta sorte saiu para Issacar; aos filhos de Issacar, segundo as suas famílias. (18) E foi o seu termo Jizreel, e Quesulote e Suném, (19) E Hafaraim, e Siom, e Anaarate, (20) E Rabite e Quisiom, e Ebes, (21) E Remete, e En-Ganim, e En-Hadá, e Bete-Pazez. (22) E chega este termo até Tabor, e Saazima, e Bete-Semes; e vai terminar no Jordão; dezesseis cidades e as suas aldeias. (23) Esta é a herança da tribo dos filhos de Issacar, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (24) E saiu a quinta sorte para a tribo dos filhos de Aser, segundo as suas famílias. (25) E foi o seu termo Helcate, e Hali, e Béten, e Acsafe, (26) E Alameleque, e Amade, e Misal; e chega ao Carmelo para o ocidente, e a Sior-Libnate; (27) E volta para o nascente do sol a Bete-Dagom, e chega a Zebulom e ao vale de Iftá-El, ao norte de Bete-Emeque e de Neiel, e vem sair a Cabul, pela esquerda, (28) E Hebrom, e Reobe, e Hamom, e Caná, até à grande Sidom. (29) E volta este termo a Ramá, e até à forte cidade de Tiro; então torna este termo a Hosa, para terminar no mar, na região de Aczibe. (30) E Umá, e Afeque, e Reobe; vinte e duas cidades e as suas aldeias. (31) Esta é a herança da tribo dos filhos de Aser, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (32) E saiu a sexta sorte para os filhos de Naftali, segundo as suas famílias. (33) E foi o seu termo desde Helefe e desde Alom em Zaananim, e Adami-Neguebe, e Jabneel, até Lacum, terminando no Jordão. (34) E volta este termo pelo ocidente a Aznote-Tabor, e dali passa a Hucoque; e chega a Zebulom ao sul, e chega a Aser ao ocidente, e a Judá pelo Jordão, ao nascente do sol. (35) E são as cidades fortificadas: Zidim, Zer, e Hamate, Racate e Quinerete, (36) E Adama, e Ramá, e Hazor, (37) E Quedes, e Edrei, e En-Hazor, (38) E Irom, e Migdal-El, Horém e Bete-Anate, e Bete-Semes; dezenove cidades e as suas aldeias. (39) Esta é a herança da tribo dos filhos de Naftali, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (40) A sétima sorte saiu para a tribo dos filhos de Dã, segundo as suas famílias. (41) E foi o termo da sua herança, Sora, e Estaol, e Ir-Semes, (42) E Saalabim, e Aijalom, e Itla, (43) E Elom, e Timna, e Ecrom, (44) E Elteque, e Gibetom, e Baalate, (45) E Jeúde, e Bene-Beraque, e Gate-Rimom, (46) E Me-Jarcom, e Racom, com o termo defronte de Jafo; (47) Saiu, porém, pequeno termo aos filhos de Dã, pelo que subiram os filhos de Dã, e pelejaram contra Lesém, e a tomaram, e a feriram ao fio da espada, e a possuíram e habitaram nela; e a Lesém chamaram Dã, conforme ao nome de Dã seu pai. (48) Esta é a herança da tribo dos filhos de Dã, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (49) Acabando, pois, de repartir a terra em herança segundo os seus termos, deram os filhos de Israel a Josué, filho de Num, herança no meio deles. (50) Segundo o mandado do SENHOR lhe deram a cidade que pediu, a Timnate-Sera, na montanha de Efraim; e reedificou aquela cidade, e habitou nela. (51) Estas são as heranças que Eleazar, o sacerdote, e Josué, filho de Num, e os cabeças dos pais das famílias repartiram às tribos dos filhos de Israel, em herança, por sorte, em Siló, perante o SENHOR, à porta da tenda da congregação. E assim acabaram de repartir a terra.

Josué 2

 (1) E JOSUÉ, filho de Num, enviou secretamente, de Sitim, dois homens a espiar, dizendo: Ide reconhecer a terra e a Jericó. Foram, pois, e entraram na casa de uma mulher prostituta, cujo nome era Raabe, e dormiram ali. (2) Então deu-se notícia ao rei de Jericó, dizendo: Eis que esta noite vieram aqui uns homens dos filhos de Israel, para espiar a terra. (3) Por isso mandou o rei de Jericó dizer a Raabe: Tira fora os homens que vieram a ti e entraram na tua casa, porque vieram espiar toda a terra. (4) Porém aquela mulher tomou os dois homens, e os escondeu, e disse: É verdade que vieram homens a mim, porém eu não sabia de onde eram. (5) E aconteceu que, havendo-se de fechar a porta, sendo já escuro, aqueles homens saíram; não sei para onde aqueles homens se foram; ide após eles depressa, porque os alcançareis. (6) Porém ela os tinha feito subir ao eirado, e os tinha escondido entre as canas do linho, que pusera em ordem sobre o eirado. (7) E foram-se aqueles homens após eles pelo caminho do Jordão, até aos vaus; e, havendo eles saído, fechou-se a porta. (8) E, antes que eles dormissem, ela subiu a eles no eirado; (9) E disse aos homens: Bem sei que o SENHOR vos deu esta terra e que o pavor de vós caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desfalecidos diante de vós. (10) Porque temos ouvido que o SENHOR secou as águas do Mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito, e o que fizestes aos dois reis dos amorreus, a Siom e a Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes. (11) O que ouvindo, desfaleceu o nosso coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o SENHOR vosso Deus é Deus em cima nos céus e em baixo na terra. (12) Agora, pois, jurai-me, vos peço, pelo SENHOR, que, como usei de misericórdia convosco, vós também usareis de misericórdia para com a casa de meu pai, e dai-me um sinal seguro, (13) De que conservareis com a vida a meu pai e a minha mãe, como também a meus irmãos e a minhas irmãs, com tudo o que têm e de que livrareis as nossas vidas da morte. (14) Então aqueles homens responderam-lhe: A nossa vida responderá pela vossa até à morte, se não denunciardes este nosso negócio, e será, pois, que, dando-nos o SENHOR esta terra, usaremos contigo de misericórdia e de fidelidade. (15) Ela então os fez descer por uma corda pela janela, porquanto a sua casa estava sobre o muro da cidade, e ela morava sobre o muro. (16) E disse-lhes: Ide-vos ao monte, para que, porventura, não vos encontrem os perseguidores, e escondei-vos lá três dias, até que voltem os perseguidores, e depois ide pelo vosso caminho. (17) E, disseram-lhe aqueles homens: Desobrigados seremos deste juramento que nos fizeste jurar. (18) Eis que, quando nós entrarmos na terra, atarás este cordão de fio de escarlata à janela por onde nos fizeste descer; e recolherás em casa contigo a teu pai, e a tua mãe, e a teus irmãos e a toda a família de teu pai. (19) Será, pois, que qualquer que sair fora da porta da tua casa, o seu sangue será sobre a sua cabeça, e nós seremos inocentes; mas qualquer que estiver contigo, em casa, o seu sangue seja sobre a nossa cabeça, se alguém nele puser mão. (20) Porém, se tu denunciares este nosso negócio, seremos desobrigados do juramento que nos fizeste jurar. (21) E ela disse: Conforme as vossas palavras, assim seja. Então os despediu; e eles se foram; e ela atou o cordão de escarlata à janela. (22) Foram-se, pois, e chegaram ao monte, e ficaram ali três dias, até que voltaram os perseguidores, porque os perseguidores os buscaram por todo o caminho, porém não os acharam. (23) Assim aqueles dois homens voltaram, e desceram do monte, e passaram, e chegaram a Josué, filho de Num, e contaram-lhe tudo quanto lhes acontecera; (24) E disseram a Josué: Certamente o SENHOR tem dado toda esta terra nas nossas mãos, pois até todos os moradores estão atemorizados diante de nós.

Josué 21

 (1) ENTÃO os cabeças dos pais dos levitas se achegaram a Eleazar, o sacerdote, e a Josué, filho de Num, e aos cabeças dos pais das tribos dos filhos de Israel; (2) E falaram-lhes em Siló, na terra de Canaã, dizendo: O SENHOR ordenou, pelo ministério de Moisés, que se nos dessem cidades para habitar, e os seus arrabaldes para os nossos animais. (3) Por isso os filhos de Israel deram aos levitas da sua herança, conforme a ordem do SENHOR, as seguintes cidades e os seus arrabaldes. (4) E saiu a sorte para as famílias dos coatitas; e aos filhos de Arão, o sacerdote, que eram dos levitas, tiveram por sorte da tribo de Judá, e da tribo de Simeão, e da tribo de Benjamim, treze cidades; (5) E aos outros filhos de Coate couberam por sorte, das famílias da tribo de Efraim, e da tribo de Dã, e da meia tribo de Manassés, dez cidades; (6) E aos filhos de Gérson couberam por sorte, das famílias da tribo de Issacar, e da tribo de Aser, e da tribo de Naftali, e da meia tribo de Manassés, em Basã, treze cidades; (7) Aos filhos de Merari, segundo as suas famílias, da tribo de Rúben, e da tribo de Gade, e da tribo de Zebulom, doze cidades; (8) E deram os filhos de Israel aos levitas estas cidades e os seus arrabaldes por sorte, como o SENHOR ordenara pelo ministério de Moisés. (9) Deram mais, da tribo dos filhos de Judá e da tribo dos filhos de Simeão, estas cidades, que por nome foram mencionadas, (10) Para que fossem dos filhos de Arão, das famílias dos coatitas dos filhos de Levi; porquanto a primeira sorte foi sua. (11) Assim lhes deram a cidade de Arba, do pai de Anaque (esta é Hebrom), no monte de Judá, e os seus arrabaldes ao redor. (12) Porém o campo da cidade, e as suas aldeias, deram a Calebe, filho de Jefoné, por sua possessão. (13) Assim aos filhos de Arão, o sacerdote, deram Hebrom, cidade do refúgio do homicida, e os seus arrabaldes, Libna e os seus arrabaldes; (14) Jatir e os seus arrabaldes, e Estemoa e os seus arrabaldes; (15) E Holom e os seus arrabaldes, e Debir e os seus arrabaldes; (16) E Aim e os seus arrabaldes, e Jutá e os seus arrabaldes, e Bete-Semes e os seus arrabaldes; nove cidades destas duas tribos. (17) E da tribo de Benjamim, Gibeão e os seus arrabaldes, Geba e os seus arrabaldes; (18) Anatote e os seus arrabaldes, e Almom e os seus arrabaldes; quatro cidades. (19) Todas as cidades dos sacerdotes, filhos de Arão, foram treze cidades e os seus arrabaldes. (20) E as famílias dos filhos de Coate, levitas, que ficaram dos filhos de Coate, tiveram as cidades da sua sorte, da tribo de Efraim. (21) E deram-lhes Siquém, cidade de refúgio do homicida, e os seus arrabaldes, no monte de Efraim, e Gezer e os seus arrabaldes; (22) E Quibzaim e os seus arrabaldes, e Bete-Horom e os seus arrabaldes; quatro cidades. (23) E da tribo de Dã, Elteque e os seus arrabaldes, Gibetom e os seus arrabaldes; (24) Aijalom e os seus arrabaldes, Gate-Rimom e os seus arrabaldes; quatro cidades. (25) E da meia tribo de Manassés, Taanaque e os seus arrabaldes, e Gate-Rimom e os seus arrabaldes; duas cidades. (26) As cidades para as famílias dos demais filhos de Coate, foram dez e os seus arrabaldes. (27) E aos filhos de Gérson, das famílias dos levitas, deram da meia tribo de Manassés, Golã, cidade de refúgio do homicida, em Basã, e os seus arrabaldes, e Beesterá e os seus arrabaldes; duas cidades. (28) E da tribo de Issacar, Quisiom e os seus arrabaldes, Daberate e os seus arrabaldes, (29) Jarmute e os seus arrabaldes, En-Ganim e os seus arrabaldes; quatro cidades. (30) E da tribo de Aser, Misal e os seus arrabaldes, Abdom e os seus arrabaldes, (31) Helcate e os seus arrabaldes, e Reobe e os seus arrabaldes; (32) E da tribo de Naftali, Quedes, cidade de refúgio do homicida, na Galiléia, e os seus arrabaldes, e Hamote-Dor e os seus arrabaldes, e Cartã e os seus arrabaldes; três cidades. (33) Todas as cidades dos gersonitas, segundo as suas famílias, foram treze cidades e os seus arrabaldes. (34) E às famílias dos filhos de Merari, aos demais levitas, foram dadas, da tribo de Zebulom, Jocneão e os seus arrabaldes, Cartã e os seus arrabaldes, (35) Dimna e os seus arrabaldes, Naalal e os seus arrabaldes; quatro cidades. (36) E da tribo de Rúben, Bezer e seus arrabaldes, e Jaza e os seus arrabaldes, (37) Quedemote e os seus arrabaldes, e Mefaate e os seus arrabaldes; quatro cidades. (38) E da tribo de Gade, Ramote, cidade de refúgio do homicida, em Gileade, e os seus arrabaldes, e Maanaim e os seus arrabaldes, (39) Hesbom e os seus arrabaldes, Jazer e os seus arrabaldes; ao todo, quatro cidades. (40) Todas estas cidades foram dos filhos de Merari, segundo as suas famílias, que ainda restavam das famílias dos levitas; e foi a sua sorte doze cidades. (41) Todas as cidades dos levitas, no meio da herança dos filhos de Israel, foram quarenta e oito cidades e os seus arrabaldes. (42) Estavam estas cidades, cada uma com os seus arrabaldes em redor delas; assim estavam todas estas cidades. (43) Desta maneira deu o SENHOR a Israel toda a terra que jurara dar a seus pais; e a possuíram e habitaram nela. (44) E o SENHOR lhes deu repouso de todos os lados, conforme a tudo quanto jurara a seus pais; e nenhum de todos os seus inimigos pôde resisti-los; todos os seus inimigos o SENHOR entregou-lhes nas mãos. (45) Palavra alguma falhou de todas as boas coisas que o SENHOR falou à casa de Israel; tudo se cumpriu.

Nenhum comentário:

Postar um comentário