VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

22 de jun de 2013

LEVE MEU FILHO

Um senhor rico e seu filho gostavam de colecionar objetos de arte raros. Em sua coleção, tinham de Picasso a Rafael. Os dois costumavam admirar juntos todas aquelas maravilhas artísticas.
Quando a guerra do Vietnã começou, o filho se alistou. O rapaz era corajoso, e morreu tentando salvar outro soldado. Ao saber do ocorrido, o pai sofreu profundamente a morte de seu filho único. 
Um mês depois, pouco antes do Natal, alguém bateu à porta. Era um jovem carregando um embrulho bem grande.
“Cavalheiro, o senhor não me conhece”, o rapaz falou. “Sou o soldado por quem seu filho deu a vida. Ele salvou muitos companheiros naquele dia. Ele estava me levando pra o abrigo quando foi atingido no coração por uma bala inimiga; seu filho morreu na hora. Ele falava muito no senhor e em seu amor pelas artes”.
O jovem lhe entregou o pacote. “Sei que não é de muito valor. Não sou um grande artista, porém acho que seu filho gostaria que o senhor ficasse com isto aqui”.
O pai abriu o pacote. Era um retrato de seu filho, pintado pelo jovem que ali estava. O pai ficou admirado ao ver como o rapaz havia capturado a personalidade de seu filho naquele retrato. O pai ficou tão atraído pelos olhos do filho no quadro que seus próprios olhos se encheram de lágrimas. Ele agradeceu ao jovem soldado e quis pagar pelo retrato.
“De jeito nenhum senhor! Eu jamais poderei retribuir o que seu filho fez por mim. O quadro é um presente pra o senhor.”
O pai pendurou o quadro sobre o parapeito da lareira. Sempre que recebia visitas, o pai fazia questão de lhes mostrar o retrato do filho, antes mesmo de lhes mostrar os outros objetos de arte colecionados ao longo da vida.
O velho morreu alguns meses mais tarde. Seus quadros seriam leiloados. Muita gente importante compareceu, todos animados com a oportunidade de comprar algo tão raro. O retrato do filho se
encontrava bem à vista, na plataforma. O leiloeiro bateu o martelo.
“Iremos começar com este retrato do filho. Quem faz um lance pelo quadro?” Ninguém se pronunciou.
Uma voz se fez ouvir lá de trás: “Queremos ver os quadros famosos. Deixe esse aí de lado”.
O leiloeiro, no entanto, persistiu. “Alguém fará um lance pelo retrato? Quem começará? Quem dará 100, 200 dólares?”
Outra pessoa gritou enraivecida: “Não viemos aqui por causa desse retrato. Viemos por causa de Van Gogh, Rembrandt. Comece o leilão de verdade!”
Porém o leiloeiro não desistiu: “O filho! O filho! Quem levará o filho?”
Finalmente, alguém se pronunciou lá de um canto da sala. Era o antigo jardineiro da casa, que trabalhou durante muitos anos para o pai e filho. “Dou dez dólares pelo quadro”. Isso era tudo que o pobre homem podia oferecer.
“Temos 10. Quem dará 20?”
“Entregue o quadro por 10, e apresente os grandes mestres.”
“O lance é 10. Alguém oferece 20?”
O grupo foi ficando bravo. Ninguém queria o retrato do filho. Queriam os investimentos bem mais valiosos para suas coleções. O leiloeiro bateu o martelo. “Doulhe uma; dou-lhe duas; VENDIDO por 10 dólares!”
Um homem sentado na segunda fileira gritou: “Prossiga com a coleção importante!”
O leiloeiro descansou seu martelo. “Sinto muito; o leilão acabou!”
“E os quadros famosos?”
“Mais uma vez, sinto muito. Quando fui chamado para conduzir o leilão, recebi uma estipulação sigilosa registrada no testamento. Fui proibido de revelar o que era; posso fazer isso agora. Somente o retrato do filho seria leiloado. Quem comprasse o retrato herdaria toda a propriedade, incluindo as obras de arte. O homem que ficou com o filho, ficará com tudo!”
Há mais de dois mil anos, Deus mandou seu Filho morrer numa cruz infame. Da mesma forma que as palavras do leiloeiro, a mensagem de Deus é: “O Filho! Quem ficará com o Filho!” Pois, vejam bem, quem ficar com o Filho, fica com tudo.
(Autor desconhecido)

Nenhum comentário:

Postar um comentário