VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

8 de jul de 2013

OLHAR PARA JESUS


OLHARAM PARA JESUS E FORAM ILUMINADOS,E OS SEUS ROSTOS NÃO FICARÃO CONFUNDIDOS(SL 34.5)

            Pelo contexto podemos entender que o pronome ?ele? se refere ao !Senhor? do versículo anterior. !Olharam para o Senhor Jeová e foram iluminados?. Entretanto, ninguém jamais olhou para o Senhor Jeová, assim como Ele é, e achou consolo nele, !Porque nosso Deus é fogo consumidor?. Um Deus absoluto, sem o Senhor Jesus Cristo, não pode trazer nenhum conforto ao coração atribulado. Se olharmos para ele, seremos cegados por sua luz insuportável; assim como o olho mortal não pode olhar para o sol, o intelecto humano não pode olhar para Deus e ver a luz, porque o brilho de Deus iria ferir o olho da mente com cegueira eterna. A única maneira de ver a Deus é através do mediador Jesus Cristo.

            Deus se cobriu e envolveu com a natureza humana --- assim podemos contemplá-lo sem parar, porque ele desceu até onde estamos, e nossa pobre inteligência finita pode compreender e segurar-se nEle. Por isso usarei meu texto essa manhã, penso que de modo legítimo, com referência ao nosso Senhor e salvador Jesus Cristo --- !olharam para Ele e foram iluminados?. Quando olhamos para Deus como foi revelado em Jesus Cristo nosso Senhor, e contemplamos a divindade como se tornou visível no homem encarnado que nasceu da virgem Maria e foi crucificado sob Pôncio Pilatos, vemos o que ilumina a mente e lança raios confortadores de luz em nosso coração desperto.

            Para ilustrar meu texto, quero primeiro convidá-lo a olhar para Jesus Cristo em sua vida na terra, na esperança de que alguns de vocês sejam iluminados com isso. Depois olharemos para ele na cruz. Em seguida, olharemos para ele em sua intercessão e, por último, olharemos para ele em sua segunda vinda. Acontecerá que, olhando para ele com fé, o versículo se cumprirá em nossa experiência. A melhor prova de uma verdade é quando verificamos em nossos corações que ela é autêntica. !olharemos para Ele? e !seremos iluminados?.

            Primeiro, então olharemos para Jesus em sua vida. Aqui o santo atribulado encontrará o máximo para iluminá-lo. No exemplo, na paciência, nos sofrimentos de Jesus Cristo, há estrelas de glória que embelezam as trevas da meia noite do céu da nossa angústia. Cheguem mais perto, filhos de Deus, e, não importa quais sejam seus problemas, terrenos ou espirituais, vocês encontrarão na vida de Jesus Cristo e em seus sofrimentos o suficiente para alegrar e consolá-los, se o Espírito Santo abrir agora os olhos de vocês para que possam contemplá-lo. Talvez haja em minha comunidade, na verdade tenho certeza, algumas pessoas que afundaram na pobreza. Vocês são filhos do trabalho; com muito suor do rosto vocês comem o pão; o jugo pesado da opressão esfola a nuca; talvez nesse momento estejam sofrendo os extremos da necessidade; vocês passam fome e, mesmo na casa de Deus, seu corpo reclama, porque se sente doente. Pobre irmão desanimado, olhe para Jesus; olhe para Ele e seja iluminado.

                                                                                                 
                                                                   Por que reclamar de tristeza ou de dor,

                                                                   Carência, desânimo ou tentação?

                                                                    A bíblia nos diz que por tribulação

                                                                    Terá de passar o que segue o Senhor.



            Veja-o ali; por quarenta dias ele jejuou e passou fome. Olhe de novo: ele anda cansado pela estrada e, com sede, senta-se à beira do poço de Sicar. Ele, o Senhor da glória, que tem as nuvens na palma da mão, pede a uma mulher: !dá-me de beber?. Será que o servo estará acima de seu senhor e o discípulo além do seu mestre? Se Ele passou fome, sede e nudez, ó herdeiro da pobreza, tenha bom ânimo: em tudo isso você tem a companhia de Jesus. Por isso console-se, olhe para ele e seja iluminado.

            Talvez seu problema seja de outro tipo. Você veio aqui gemendo com o mal que lhe causou a língua dividida da víbora da calúnia. Seu caráter, apesar de puro e imaculado diante de Deus, parece estar perdido para as pessoas. A fofoca podre esforçou-se por tirar aquilo que lhe é mais precioso que a própria vida: o seu caráter, sua boa fama. Agora você está cheio de ressentimento, embriagado de amargura, porque foi acusado de crimes que sua alma abomina. Venha, filho da tristeza; esse golpe é realmente duro. A pobreza é como os açoites de Salomão, a calúnia como os escorpiões de Roboão; cair nas profundezas da tristeza é como carregar um peso com o dedo mínimo, ser difamado é levá-lo sobre os lombos. Em tudo isto, porém, você pode ter o consolo de Cristo. Venha, olhe para Ele e seja iluminado. O Rei dos reis foi chamado de samaritano; disseram que ele tinha demônio e estava louco, ele, em quem habita a sabedoria infinita. Não foi ele sempre puro e santo? E não o chamaram de bêbado e viciado em álcool? Não era ele o filho glorioso do seu pai? Mesmo assim disseram que ele expulsava demônios pelo poder de Belzebu, o príncipe dos demônios. Venha, pobre caluniado; enxugue essas lágrimas! !se chamaram belzebu o dono da casa, quanto mais aos domésticos?? Se o tivessem honrado, você poderia esperar que honrassem você também; mas assim como zombaram dele e roubaram sua glória e caráter, não se envergonhe de ser xingado e ridicularizado, porque ele está com você, carregando a sua cruz à sua frente, e essa cruz é mais pesada que a sua. Portanto, olhe para ele e seja iluminado.

           
Entretanto, ouço outro dizer: !O meu problema é pior que o destes dois. Eu não estou gemendo por causa de calúnias, nem passando necessidade, mas, senhor, a mão de Deus pesa sobre mim. Ele me trouxe meus pecados à lembrança, ocultou de mim o brilho de sua presença. Antigamente eu cria nEle, e podia ler meu nome inscrito nas mansões celestiais. Agora estou jogado no chão: ele me ergueu e depois deixou cair, levantou-me como um lutador para jogar-me no chão com mais força. Meus ossos estão quebrados, meu espírito se derreteu de angústia dentro de mim?. Venha, meu irmão atribulado, olhe para ele e seja iluminado. Não suspire mais por causa de suas misérias, venha comigo e olhe para ele, se puder. Você está vendo o jardim das oliveiras? A noite é fria, os passos rangem na lama endurecida pela geada. Ali, numa clareira, está ajoelhado seu Senhor. Ouça-o. Você consegue compreender a música dos seus gemidos, o sentido dos seus suspiros? Com certeza suas tristezas não são tão pesadas como as dEle, que fizeram gotas de sangue brotar em sua pele e escorrer para o chão. Diga, suas lutas são maiores que as dEle? De forma alguma, mas se ele teve de lutar contra os poderes das trevas, espere fazer o mesmo. Olhe para ele na sua hora final solene e ouça-o dizer: !Meu Deus, meu Deus, porque me abandonaste?? Não pense que algo estranho está acontecendo com você, como se você tivesse que acompanhá-lo em seu lamá sabactani e suar sangue como Ele. ?Olharam para Ele e foram iluminados?.

            Agora quero convidá-lo para uma visão ainda mais sombria. Todavia, por estranho que pareça, quanto mais escura fica a cena, mais clara ela se torna para nós. Quanto mais fundo o Salvador mergulha nas profundezas da miséria, mais brilhantes são as pérolas que ele traz à tona---quanto maiores as suas tristezas, maiores são as nossas alegrias, quanto mais profunda a sua desonra, mais esplêndida a nossa glória. Venham, então--- e desta vez convido os santos e os pecadores para a cruz do calvário. Ali, no alto do pequeno monte fora dos portões de Jerusalém onde geralmente os criminosos comuns eram executados --- o Tyburn de Jerusalém, o Old Bailey daquela cidade --- ali há três cruzes, estando a do meio reservada para aquele que é considerado o pior dos criminosos. Veja! Eles o pregaram na madeira, o Senhor da vida e da glória, perante os pés de quem os anjos se comprazem em derramar taças cheias de glória. Eles o pregaram na cruz: ele está ali, pendurado no meio do céu, sangrando, morrendo. Ele está com sede e grita, eles lhe enfiam uma esponja com vinagre na boca. Ele está sofrendo e precisa de compaixão, mas eles zombam dEle: !salvou a outros mas a si mesmo não pode salvar?. Eles citam errado as palavras dEle: desafiam-no a destruir o templo e reconstruí-lo em três dias; no momento em que Ele faz exatamente isso, eles dizem que Ele não tem poder para fazê-lo. Olhe para Ele, antes que caia o céu sobre agonias tristes demais para contemplar. Veja-o! Existiu algum rosto desfigurado como o dEle? Existiu algum coração tão cheio de agonia? Existiram olhos tão abrasados pelo fogo atroz? Venha e olhe para Ele, contemple-o agora. O sol eclipsou-se, recusando-se a olhá-lo! A terra treme, os mortos levantam, os horrores dos seus sofrimentos deixaram a própria terra perplexa:



                                               Ele está morrendo!

                                               O próprio amigo dos pecadores!



E nós convidamos você a olhar esta cena para que você seja iluminado. Quais são as suas dúvidas esta manhã? Sejam quais forem, elas podem ter uma solução agradável e amorosa, olhando para Cristo na cruz. Talvez você tenha vindo duvidando da misericórdia de Deus; depois de olhar para Cristo na cruz, ainda tem duvidas? Se Deus não fosse cheio de misericórdia e pleno de compaixão, será que ele daria seu Filho para sangrar e morrer? Você acha que um pai que arranca seu filho querido do seu coração e prega-o numa arvore de modo que tenha uma morte infame em nosso lugar, que um pai assim é duro, inclemente, impiedoso? Não permita tal pensamento ímpio! Deve haver misericórdia no coração de Deus, ou jamais haveria uma cruz no calvário.

Talvez você duvide que Deus tenha poder para Salvar? Talvez você esteja dizendo em seu coração esta manha: !Como será que ele pode perdoar um pecador tão grande como eu?? Olhe, pecador, olhe para a grande expiação que foi feita, o grande resgate que foi pago. Você acha que este sangue é ineficaz para perdoar e justificar? É verdade que, sem a cruz, uma pergunta ficaria sem resposta: !Como Deus pode ser justo e, ao mesmo tempo, justificar os ímpios?? Todavia, veja ali o substituto sangrando! E saiba que Deus aceitou os sofrimentos dEle e equivalem às desgraças de todos os crentes. Depois, se seu Espírito puder, atreva-se a pensar que o sangue de Cristo não é suficiente para que Deus vingue sua justiça e mesmo assim tenha misericórdia dos pecadores.

Mas eu posso imaginar que você diga: !Não tenho duvidas da misericórdia em geral, nem que ele pode perdoar, mas se ele quer perdoar." Eu insto com você, por amor daquele que morreu mas esta vivo, a não procurar esta manha uma resposta para esta dificuldade em seu próprio coração, a não ser sentar e olhar para os seus pecados; foram estes que o colocaram em perigo?eles não poderão livrá-lo dele. A melhor resposta que você pode receber esta ao pé da cruz. Sente-se em contemplação silente por meia hora quando chegar em casa hoje; sente-se ao pé da cruz e contemple o Salvador que morre, e daí eu o desafio a dizer: !Duvido que ele me ame." Olhar para Cristo gera fé. Você não pode crer em Cristo se não olhar para Ele; e, fazendo-o, você vai saber que ele pode salvar. Você conhecerá seu carinho, e não poderá mais duvidar depois de tê-lo visto. O Dr. Watts diz:

Se os povos vissem seu valor,

Reagiriam com amor.

            Eu tenho certeza de que também podemos dizer assim:

                        Se os povos vissem seu valor,

                        Confiariam com fervor.



            Olhe para Ele agora, e suas dúvidas logo serão dissipadas; não há nada que dissolve dúvidas e medo tão rápido como encontrar o olhar amoroso do Senhor morrendo na cruz.

            !Oh!?, diz outro, ?minhas dúvidas dizem respeito à minha salvação; não consigo ser tão santo quanto gostaria?. Outro diz: !tentei muito livrar-me dos meus pecados, e não tive sucesso; esforcei-me para viver sem pensamentos sujos e ações não santas, mas vejo que meu coração ainda é !desesperadamente corrupto? e que se desviou de Deus. Com certeza não posso ser salvo nessa situação?. Pare! Olhe para Ele e seja iluminado. Quem disse que você deve estar olhando para si mesmo? A principal preocupação de um pecador não é consigo mesmo mas com Cristo. Nossa responsabilidade é ir à Cristo, doentes, cansados, desanimados, e pedir que Cristo nos cure. Você não deve ser seu próprio médico para só depois ir à Cristo, mas deve ir como está. A única esperança para você é confiar totalmente em Cristo, de modo simples, nu. Como eu gosto de dizer--- faça de Cristo a única base de apoio, e jamais tente apoiar-se em si mesmo. !Ele pode, Ele quer?. Tudo o que ele espera é que confie nEle. Quanto às suas obras, elas vêm depois. São fruto do Espírito. Sua responsabilidade não é fazer mas crer. Olhe para Jesus, confie somente nEle.

            !Senhor?, exclama outro, !temo não sentir minha necessidade de um Salvador como deveria.". novamente olhando para si! Tudo o que vocês estão vendo é porque olham para si. Tudo esta errado. Nossas duvidas e temores resultam disto?olhamos na direção errada. Simplesmente olhe para a cruz, como o pobre ladrão que estava morrendo. Ele disse: !Jesus, lembra-te de mim quando vieres no teu reino?. Faça a mesma coisa. Se você quiser, pode dizer-lhe que não sente necessidade dele como deveria; pode relacionar este entre seus outros pecados, o de temer não ter o senso correto da sua culpa grave e enorme. Pode acrescentar a todas as suas confissões este grito: !Senhor, ajuda-me a confessar melhor os meus pecados, ajuda-me a senti-los com mais contrição?. Lembre-se, contudo, que não é seu arrependimento que salva, exclusivamente o sangue de Jesus escorrendo das suas mãos, pés e lados. Oh! eu insto com você, por amor daquele de quem sou servo, a voltar os olhos esta manha para a cruz de Cristo. Ali Ele esta pendurado hoje; Ele foi levantado no meio de vocês. Assim como Moises levantou a serpente no deserto, o Filho do homem foi levantado diante de nossos olhos, para que todo aquele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.

            E vocês, filhos de Deus, volto-me para vocês porque também tem suas duvidas. Vocês querem se livrar delas? Quer alegrar-se no Senhor com fé firme e confiança inabalável? Então olhem para Jesus; olhem novamente para Ele e sejam iluminados. Não sei a situação em que cada um se encontra, meus amados amigos, mas sei que eu muitas vezes abrigo duvidas em minha mente. Para mim a questão parece ser se tenho amor por Cristo ou não. Apesar de alguns rirem do hino abaixo, eu sou obrigado a cantá-lo:

                                               Há algo que eu quero saber,

                                               Para a angustia desfazer:

                                               Será que sou do meu Senhor?

                                               Será que é Dele o meu amor?

            Eu estou realmente convicto de que todo cristão às vezes tem dúvida e que as pessoas que não tem duvidas são exatamente as que deveriam tê-las, porque quem nunca tem duvidas quanto a sua situação talvez as tenha quando for tarde demais. Conheci um homem que disse não ter nenhuma duvida há trinta anos. !isto não é estranho??, ele disse, pensando em merecer elogios. Eu respondi: !conheci um homem que durante trinta anos nunca teve duvidas a seu respeito. Ele sempre soube que você era o maior hipócrita que ele jamais conheceu; não tenha duvidas quanto a isso?. Este homem não tinha duvidas sobre si mesmo: e era filho dileto de Deus, favorito do altíssimo; amava a doutrina da eleição, tinha-a escrita na testa. Entretanto, ele era o chefe mais duro e o opressor dos pobres mais cruel que já encontrei e, quando ele mesmo ficou pobre, com freqüência pode ser visto rolando pela rua. Este homem durante trinta anos não teve duvida; as melhores pessoas, porem, sempre tem duvidas. Alguns que já estão à porta do céu têm medo de ainda serem jogados no inferno, enquanto os que estão adiantados na via expressa para o abismo não tem medo nenhum. Mais uma vez, porém, se você quer se livrar das suas duvidas, volte-se para Cristo. Você sabe que o dr Carey mandou colocar no seu epitáfio? Só estas palavras, que foram seu conforto:

                                               Um verme fraco e sem razão,

                                                Caio nos braços de Jesus.

                                               Ele da força e retidão;

                                               Nada mais quero---só Jesus.

            Lembre-se do que um teólogo escocês famoso disse quando estava à morte. Alguém lhe tinha perguntado: !O que você está fazendo??, ele respondeu: !Estou juntando todas as minhas boas obras e lançando-as ao mar; estou me agarrando à tábua da graça gratuita e espero flutuar com ela até a glória?. Faça você a mesma coisa. A cada dia fixe seus olhos só em Cristo. Enquanto seus olhos tiverem só este propósito, todo o seu corpo será cheio de luz. Se você, porém, olhar de esguelha para lado, primeiro para você depois para Cristo, todo seu corpo será cheio de escuridão. Lembre-se então, cristão, de ir para a cruz. Quando o grande cão medonho estiver atrás de você, fuja para a cruz! Vá aonde as ovelhas vão quando são pressionadas pelo cão: para o Pastor. O cão tem medo do cajado do pastor. Você não precisa ter medo dele, é uma das coisas que o confortarão: !O teu bordão e o teu cajado me consolam?.



                        III. agora convido vocês para uma cena gloriosa---a ressurreição de Cristo. Venham todos vocês, e veja como a antiga serpente o fere no calcanhar:

                                                           Ele morreu! Dos pecadores era amigo---

                                                           Choram as filhas de Jerusalém



            Ele foi enrolado nos panos mortuários e colocado no túmulo, onde dormiu por três dias e três noites. No primeiro dia da semana, Ele, que não podia ser seguro pelos laços da morte e cuja carne não podia ver corrupção nem sua alma permanecer no Ades--- ele ressuscitou. Em vão os laços o tinham envolto; Ele desvencilhou-se deles e, com seu poder vivo, dobrou-os corretamente e os colocou no seu lugar. Em vão selaram a pedra; o anjo veio e rolou a pedra, e o Salvador saiu. Em vão puseram guardas e soldados; eles fugiram aterrorizados, e Ele ressurgiu, vitorioso sobre a morte---primícias dos que dormem. Com seu próprio poder e força Ele voltou à vida. Vejo em meio à minha congregação alguns com fitas pretas de luto. Alguns perderam os mais queridos dos parentes terrenos. Há outros aqui que eu sei que estão sobre o medo constante da morte. Vocês estão por toda a vida sujeito à escravidão, porque estão sempre pensando no sofrimento e na luta da morte que atinge todos os que se aproximam do rio Jordão. Venham, venham, eu insisto com vocês que choram e estão assustados---olhem para o Cristo ressurreto! Lembre-se da grande verdade; !De fato, Cristo ressuscitou dentre os mortos, sendo Ele as primícias dos que dormem?. O verso do nosso Hino abrange tudo isso:

                                                           O pecado que há em nós requer

                                                           Que a carne vire pó;                                     

                                                           Mas sei que vamos reviver

                                                           Com o nosso salvador.

            Por isso,querida viúva, não chore mais por seu marido, se ele morreu em Jesus. Olhe para O mestre: Ele ressurgiu dos mortos, Ele não é um fantasma. Na presença de seus discípulos Ele comeu um pedaço de peixe assado e um favo de mel. Ele não é um fantasma, porque disse: !Apalpai-me e verificai, porque um espírito não tem nem carne nem ossos, como vedes que eu tenho?. Sua ressurreição foi real. Amados, quando vocês choram, saibam que podem dominar a tristeza, porque seus amados reviverão. Não só em seus espíritos, mas com seus corpos.

                                                           A terra, vermes, podridão

                                                           A carne irão guardar;

                                                           Quando a trombeta der o tom

                                                           A iremos retomar.

            Oh! não pense que o verme devorou seus filhos, amigos, marido, pai, avôs idosos---mesmo que pareça. O que é o verme senão o filtro pela qual nossa carne imunda precisa passar? Num piscar de olhos, quando soar a última trombeta, seremos ressuscitados incorruptíveis e os vivos serão transformados

 Você verá aqueles que ha pouco fecharam os olhos, olhando para você, abraçando com as mãos que estavam imóveis, beijando com os lábios que estavam brancos como a cal, falando-lhe com a voz que estava muda no túmulo. Todos reviverão. E você que teme a morte --- por que ter medo de morrer? Jesus morreu antes de você, passou pelos portões de ferro na sua frente, e Ele virá ao seu encontro. Jesus, que vive, pode:

                                                           Tornar o leito de torpor

                                                           Macio como um cobertor.

            Por que chorar? Jesus ressuscitou e o mesmo acontecerá conosco. Você não está perdido quando é colocado no túmulo; você é simplesmente uma semente que amadurecerá até o dia da colheita eterna. Seu espírito vai para Deus, seu corpo dorme por um tempo para ser reavivado para a vida eterna. Ele não pode ser reavivado se não morreu, e ao morrer não será destruído, mas receberá uma vida nova. !Olharam para Ele e foram iluminados?.

            Com a maior brevidade possível, convido-o para olhar para Jesus subindo para o céu. Depois de quarenta dias Ele levou seus discípulos para o alto de um monte e, enquanto conversava com eles, derrepente começou a subir, foi separado deles e uma nuvem o recebeu na glória. Talvez me possa ser dada uma pequena liberdade poética, enquanto eu tento descrever o que aconteceu depois que Ele ascendeu até a nuvem. Os anjos vieram do céu



                                                           Vieram do alto céu lhe dar

                                                           Entrada triunfal

                                                           Bateram asas, a anunciar

                                                           Vitória sobre o mal.

            Eu não duvido que, em marcha triunfal inigualável, ele ascendeu pelo monte de luz e chegou à cidade celestial. Quando se aproximou dos portões da grande metrópole do universo, os anjos exclamaram: !Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos, ó portais eternos, para que entre o rei da glória?. Os espíritos alvos de campos de batalhas ardentes perguntam: !Quem é o rei da glória? --- quem?? A resposta vem: !O Senhor forte e poderoso, O Senhor, poderoso nas batalhas. Ele é o rei da glória?. Em seguida a sua escolta e os que o esperam sobre os muros entoam juntos o cântico mais uma vez e, com um oceano explêndido de música arremessando suas ondas melodiosas sobre as portas do céu e forçando a entrada, ouve-se o estribilho: !Levantai, ó portas, as vossas cabeças; levantai-vos ó portais eternos, para que entre o rei da glória?--- e Ele entra. A seus pés, os exércitos lançam suas coroas, os que foram lavados com o seu sangue vem ao seu encontro, não espalhando rosas aos seus pés como nós fazemos com os conquistadores hoje em dia, mas espalhando flores imortais, grinaldas de honra que nunca irão murchar. Enquanto isso, de novo, de novo e de novo o céu ressoa com este hino: !Àquele que nos amou, nos lavou dos pecados com seu sangue e nos tornou reis e sacerdotes para Deus, seu pai --- a Ele seja a glória para todo o sempre?. E todos os santos e anjos dizem: !amém?.

            Cristão, olhe para cá: aqui está o seu consolo; Jesus Cristo obteve a vitória e ascendeu ao seu trono de glória. Hoje você está lutando, debatendo-se com inimigos espirituais, não com carne e sangue mas com principados e potestades. Você está em guerra, e talvez o inimigo o tenha feito cair em angústia. Você está admirado por não ter voltado as costas na batalha, porque várias vezes você já teve medo de ter de fugir como um covarde. Você não precisa temer, seu mestre foi mais que vencedor e você também será. Está chegando o dia em que você também entrará pelos portais da bênção, com um esplendor inferior ao dEle mas na mesma medida. Quando você estiver morrendo os anjos o encontrarão no meio do caminho, e quando seu sangue estiver esfriando no rio gelado, seu coração estará esquentando em outro rio, um rio de luz e calor da grande fonte de alegria. Você estará do outro lado do Jordão, recebido pelos anjos em suas vestes imaculadas; eles cuidarão de você no alto do monte de luz, louvarão a Jesus e lhe darão as boas vindas como mais um troféu conquistado pelo seu poder. E quando você entrar pelas portas do céu, o próprio Cristo, seu mestre, virá ao seu encontro e dirá: !Muito bem, servo bom e fiel; entra no gozo do teu Senhor?.  Você sentirá que está participando da sua vitória assim como antes tomou parte em suas lutas e em sua guerra. Continue lutando, cristão, se capitão glorioso obteve uma grande vitória e incluiu você nela. Seu estandarte nunca experimentou a derrota, apesar de estar bastante manchado com o sangue dos mártires.

            Mais uma vez, !Olhem para Ele e sejam iluminados?. Vejam, Ele está assentado no céu. Ele levou cativo o cativeiro e agora está assentado à direita de Deus para sempre, intercedendo por nós. Você consegue vê-lo pela fé? como um sumo-sacerdote majestoso dos tempos antigos Ele estende as suas mãos. Seu olhar é soberano, pois Ele não é um mendigo desprezível e servil. Ele não bate no peito e olha para o chão, mas solicita com autoridade, entronizado em glória. Sobre a cabeça Ele tem uma mitra brilhante e clara do seu sacerdócio e, vejam, sobre o peito faíscam as pedras preciosas com os nomes dos seus eleitos gravados para sempre. Ouçam enquanto Ele intercede --- não é a oração que você fez, que ele está mencionando diante do trono? A oração desta manhã, feita antes de vir à casa de Deus, Cristo está oferecendo diante do trono do seu pai. A entrega que você fez quando disse: !Tem pena e misericórdia?. Ele está repetindo lá. Ele é o altar e o sacerdote, e com seu próprio sacrifício Ele perfuma nossas orações. Mesmo assim, várias vezes você deve ter orado sem resposta; pobre suplicante em lágrimas, você buscou o Senhor e Ele não o ouviu ou, pelo menos, não respondeu como a alma desejava. Você clamou, mas os céus estavam duros como metal, e sua oração ficou de fora. Você está cheio de escuridão e peso por causa disso: ?Olhe para Ele e seja iluminado?. Se você não consegue chegar lá, Ele consegue; se a petição que você faz passa desapercebida, a dEle não irá; se a oração que você faz são como água derramadas sobre as pedras, que não pode ser ajuntadas de novo, as orações dEle não são assim. Ele é o filho de Deus; quando ele pede, é atendido; Deus nada pode recusar ao seu próprio filho, àquele que comprou a misericórdia com seu sangue. Tenha bom ânimo, continue a suplicar. !Olhe para Ele e seja iluminado?.

            Em ultimo lugar, há alguns aqui cansados com os ruídos e clamores deste mundo e com as iniqüidades e os vícios. Você lutou a vida inteira para por um fim ao domínio do pecado, e parece que seus esforços não deram resultado. As colunas do inferno estão tão duras como sempre, e o palácio escuro do mal não foi feito em ruínas. Você levantou contra ele todos os aríetes da oração e todo o poder de Deus, você pensou --- mas o mundo continua pecando, seus rios estão tintos de sangue, suas praças ainda são profanadas com danças lascivas, seus ouvidos continuam poluídos com canções imundas e palavras chulas. Deus não é honrado, o ser humano continua vil, e talvez você diga: !Não vale a pena continuar lutando; tentamos uma tarefa que não pode ser realizada; os reinos deste mundo jamais se tornarão o reino do nosso Senhor e do seu Cristo?. Todavia, cristão, !olhe para Ele e seja iluminado?. Veja, ele vem, ele vem rapidamente. Aquilo que nós não pudemos fazer em seis mil anos, Ele pode fazer num instante. Veja! Ele vem, Ele vem reinar. Podemos tentar construir seu trono, mas não o conseguiremos. Porém quando Ele vier, Ele mesmo erguerá seu trono sobre pilares sólidos de luz, sentará e julgará Jerusalém rodeado de seus santos, em glória. Talvez Ele venha hoje, na hora em que estamos reunidos --- !a respeito do dia e da hora ninguém sabe, nem os anjos dos céus?. Enquanto eu estou falando, Cristo Jesus pode aparecer nas nuvens da glória. Não precisamos fazer projeções quanto ao tempo em que ele vem pois ele virá como o ladrão na noite. Se ele vem ao cantar do galo, ao meio dia ou à meia noite, não nos é dado saber; isto está totalmente no escuro. As profecias humanas são inúteis. Ninguém sabe nada sobre isso, a não ser que é certo que Ele vem. Mas quando ele vem, nenhum espírito no céu ou na terra deve achar que sabe. Oh! é minha esperança jubilosa que Ele vem enquanto estou vivo. Talvez haja alguns de nós que permanecerão vivos até a vinda do filho do homem. Que esperança gloriosa! Talvez todos tenhamos que adormecer, mas todos seremos transformados. Ele pode vir agora, e estaremos para sempre com ele. Mas se você morrer, cristão, sua esperança é esta: !Voltarei e vos receberei para mim mesmo, para que onde eu estou estejais vós também?. E esta é tua obrigação: !Ficai também vós apercebidos; porque, à hora em que não cuidais, o filho do homem virá?. Eu quero continuar trabalhando, porque Cristo está às portas! Quero trabalhar com empenho porque meu mestre está vindo, e sua recompensa com Ele, dando a cada um conforme suas obras. Não quero perder o ânimo em desespero, porque a trombeta já está soando. Parece-me que já ouço o som de marcha do exército conquistador; pode ser que neste instante os últimos heróis de Deus estão nascendo. A hora deste culto é a hora de voltar-se para a batalha; a luta tem sido renhida e o combate feroz, mas a trombeta do  vencedor está pronta para soar, neste instante ele a está levando aos lábios. O primeiro toque já se ouviu sobre o mar, e havemos de ouvi-lo mais uma vez; se não o ouvirmos em nossos dias, ele ainda é a nossa esperança. Ele vem, ele vem e todo olho o verá. Aqueles que o crucificaram irão chorar e se lamentar diante dEle, mas os justos se regozijarão e o bendirão grandiosamente. !Olharam para ele e foram iluminados?.



Autor: Pr Charles Haddon Spurgeon
Extraído de: Spurgeon´s Sermons Fonte: www.PalavraPrudente.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário