VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

13 de ago de 2013

COMO UM EXÉRCITO PODEROSO



Um soldado havia acabado de retornar da guerra e foi convidado a falar na igreja. A princípio, o homem recusou, depois mudou de ideia. Com um brilho divertido no olhar, ele pediu que a igreja cantasse o hino “Avantes, soldados de Cristo” antes de seu testemunho.
Entre outras coisas, o soldado disse:

Como um exército poderoso ... avança a igreja de Deus.
A frase pode ter sido verdadeira no passado. O problema é que hoje em dia, milhares de homens sabem como um exército avança, e ele não avança da maneira que muito membro de igreja avança.
O que aconteceria se um exército aceitasse as desculpas esfarrapadas que muitos crentes oferecem para não participar dos cultos?
Imagine este cenário. Quartel, sete horas da manhã, pelotões no pátio. O sargento berra: “De quatro em quatro. Um! Dois! Três! O número quatro está ausente. Cadê o soldado Silva?”
“Ah, o Silva chegou tarde ontem, e decidiu ficar descansando. Ele mandou avisar que está aqui em espírito”, esganiça um rapaz ao lado do lugar vazio.
“Tudo bem”, responde o sargento. “Dê lembranças minha a ele! Cadê o Alves?”
“Foi bater uma bola com os amigos. Ele só tem um dia na semana pra descansar, como o senhor bem sabe.”
“Claro, claro”, o sargento responde com um sorriso. “Espero que ele se divirta.”
“Alguém viu o Souza?”
“O Souza disse que infelizmente não poderia cumprimentar o senhor pessoalmente, pois vai receber visitas mais tarde e tem de se preparar. Além disso, ele participou do treinamento da semana passada”, explica um companheiro de farda.
“Obrigado”, responde o alegre sargento. “Diga ao Alves pra aparecer quando puder; ele será sempre bem-vindo.”
Será que diálogos assim acontecem em algum exército? Não me faça rir. No entanto, ouvimos coisas desse tipo nas igrejas todos os domingos, e são ditas com a maior cara de pau.
Como um exército poderoso! Se nossa igreja avançasse igual a um exército poderoso, muitos crentes seriam levados à corte marcial!
(Copiado)

Nenhum comentário:

Postar um comentário