VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

30 de set de 2013

0 PÚLPITO PARECE MAIS MACIO QUE 0 BANCO DA IGREJA

Eu suponho que há uns poucos que vêem o chamado de Deus para o ministério do Evangelho muito semelhante ao que o homem Booker T. Washington costumava falar. Num calorento dia no velho Alabama o pobre homem negro parou de trabalhar na enxada e, olhando para o céu, disse: "Ó Senhor, o algodão está no mato, o trabalho muito duro, e o sol tão quente, que eu creio que estou sendo chamado para pregar!"

ASSIM DIZ O SENHOR PARA O HOMEM

Você me chama de MESTRE mas não me obedece.
Você me chama de LUZ mas não me vê.
Você me chama de CAMINHO mas não anda em mim.
Você me chama de VIDA mas não me deseja.
Você me chama de SÁBIO mas não me segue.
Você me chama de RICO mas não pede nada de mim.
Você me chama de FORMOSO não me ama.
Você me chama de ETERNO mas não me busca.
Você me chama de GRACIOSO mas não confia em mim.
Você me chama de NOBRE mas não me serve.
Você me chama de PODEROSO mas não me honra.
Você me chama de JUSTO mas não me teme.
Se eu o condeno não me culpe.
"Quando botamos uma vasilha de leite no fogo, temos que ter muita atenção porque justamente quando tiramos a atenção, o leite sobe e derrama, sujando todo o fogão, que deve ser limpo imediatamente. Se não limparmos logo, o leite gruda, ficando muito difícil de limpar.
Assim é a vida do crente, qualquer vacilo pecamos e nosso interior fica sujo e se não cuidarmos, gruda. Que possamos confiar e confessar a Deus os nossos pecados que Ele nos limpará."
Irmão Valmir de Jesus Santos

Há muita gente que não crê em nada, mas tem medo de tudo. (Hebbel)

Edgard C. Watts, da Califórnia (EUA), com 84 anos de idade, já leu a Bíblia 161 vezes, apenas 161 porque conta com um só olho!

OBREIROS EXEMPLARES

Leitura: I Tess. 1:1-10
Texto: 1:2-10
1. Que tipo de igreja queres que tua igreja seja? A esta pergunta seriam dadas respostas semelhantes mas as ações divergiriam consideravelmente.
2. Assim sendo, nossa igreja será o produto daquilo que efetivamente produzirmos.
3. A igreja de Tessalonica era bem sucedida porque os Tessalonicenses eram bem sucedidos espiritualmente. Tinham um objetivo comum (construir uma igreja exemplar). Paulo os preparou para isto (recursos providos). eles uniram sua ações, talentos, etc. (desenvolvimento do plano) para alcançar tal objetivo (meta). OBS. Mesmo esquema empregado em área administrativa- Recurso/plano/objetivo.
4. Resultante disso Paulo os apresenta como exemplos: o crente é básico neste processo, por isso:
PROPOSIÇÃO: NOS DEVEMOS IMITAR OS OBREIROS EXEMPLARES DE TESSALONICA
Por que? Encontramos neste texto 3 RAZÕES porque devemos imitar os obreiros exemplares de Tessalonica.
I. ELES ERAM CRENTES CONSAGRADOS v. 3
(Como Sabemos?)
   A. TRABALHADORES INSPIRADOS POR SUA FÉ - v.3 "obra de vossa fé"
      1. Sua fé os transformou em trabalhadores (obs. ordem, primeiro fé, depois obras).
      2. Fé sem obras é morta. Fé verdadeira deve produzir frutos.
      3. Este era um trabalho de apreciação, de retribuição - possivelmente agradável, deleitoso (Ilustr. Inicio do trabalho numa firma nova).
     4. Aplicação:
         (1) Carecemos de uma estima prática (estima em ação), i.e. temos falta de vontade de trabalhar para Deus como quem é imensamente grato.
         (2) Nossa fé deve nos transformar pelo menos em trabalhadores.
         (3) Obra é a manifestação de nossa fé; Tens Fé? Mostre sua manifestação, suas obras.
   B. LABUTADORES INSPIRADOS POR SEU AMOR - v. 3 "trabalho da caridade (agape)".
      1. Eles não somente trabalhavam como resultado básico e natural da fé verdadeira, mas
      2. Sugestão do termo aqui empregado é de que labutavam arduamente, ao ponto de exaustão...
      3. Isto porque eram inspirados por amor (verdadeiro, genuíno amor Cristão)
      4. Aplic.
         (1) É hora de termos amor Cristão verdadeiro e labutarmos juntos;
         (2) Se tivermos amor real, este resultara em labuta. Obs. Eles não eram apenas trabalhadores mas labutadores; por isso não se trata de mera coincidência que eles eram grandes obreiros ...
   C. GUERREIROS INSPIRADOS POR SUA ESPERANÇA - v. 3, "paciência da esperança...."
      1. Muitos crentes hoje sucumbem diante de pressões, risco de perda de prestigio, oposição, amigos, trabalho, etc.
      2. Mas os Tessalonicenses tiveram problemas também (e serios cf. v. 6), todavia tiveram "paciência-brava" (figurativamente, a habilidade de permanecer debaixo das piores circunstâncias como se estivessem em cima).
      3. A fonte deste vigor = (lit. v. 3, esperança Do Senhor Jesus Cristo).
      4. Aplicação:
         (1) Esperança do Senhor Jesus Cristo deveria ser suficiente para transformar-nos em guerreiros também (Hino 466, Cantor Cristão);
         (2) Nada deve nos deter ou diminuir nosso fervor (Rom. 8:35-37);
         (3) Se querem que sua igreja seja uma copia de Tess., vocês têm diante de si mesmo um grande desafio, i.e. imitar seus crentes!
II. ELES ERAM CRENTES CONFIANTES - v. 5
   1. Falta de confiança é talvez causa da ineficiência (não auto suficiência) dos crentes. Falta de convicção, poder espiritual...
   2. Confiança implantada pelo Espírito Santo ("muita certeza")
Veja o porque eram confiantes:
   A. RENDIÇÃO A SALVAÇÃO - v.5
      1. Sob persuasão que a mensagem era divina, eles aceitaram a verdade sem restrições - "muita certeza"
   B. RENDIÇÃO AO CRESCIMENTO ESPIRITUAL - v. 6,7
      1. Na realidade eles copiavam os líderes nos mínimos detalhes (transliteração do termo grego: mímica).
      2. Aplicação:
         (1) Que exemplo a ser seguido...
         (2) Esta copia detalhada não deixava lugar para muitos males como a inveja, ciúme, vicio, indiferença etc., mas sim punham este crescimento em ação (I Pedro 3:15).
   C. RENDIÇÃO AO ESPÍRITO - v. 6
      1. Note o que acontece quando o crente esta entregue (rendido) ao Espírito Santo - Fil. 1:6; Gal. 4:6.
      2. Gozo, alegria inspirada pelo residente Espírito Santo; mesmo em tribulação das mais severas TODO o crente pode e deve desfrutar desta alegria.
      3. Aplicação:
         (1) Vamos tirar proveito deste potencial que temos para confiança;
         (2) E trabalhar com confiança e alegria, não importando quais sejam as circunstâncias.
III. ELES ERAM CRENTES CONSTANTES - v. 8
De acordo com os "relatórios" que chegavam a Paulo em Corinto através de viajantes, eles eram constantes (uma qualidade rara):
   A. NA PREGAÇÃO DA PALAVRA v.8
      1. Eram como um "trampolim" - "vos", coletivamente
      2. "Soavam" a Palavra como o som retumbante da trombeta; uma evidencia de entusiasmo.
      3. Aplicação:
         (1) É esta nossa característica como igreja, coletivamente?
         (2) Somos conhecidos por estas qualidades?
   B. NA APRESENTAÇÃO DE SEUS TESTEMUNHOS - v. 8,9
      1. Abertamente, sem reservas ou vergonha - v. 8
      2. Note: Conversão, resultado da pregação; tal pregação demandava um ação por parte dos ouvintes.
      3. Explicar significado de "conversão" (ensinamento literal do versículo "face a face").
      4. Aplicação:
         (1) Se nada mais consegues falar, fale seu testemunho de salvação.
         (2) Somos Suas testemunhas, porque sabemos que Cristo realmente salva pois nos salvou...
   C. NA APRESENTAÇÃO DE SEUS NOVOS PROPÓSITOS - V. 9,10
      1. seu cristianismo não era um "comodo-crentismo". Não eram salvos só para escapar do inferno.
      2. Salvação é primeiramente doxológica e secundariamente soteriológica.
      3. "Para servir": lit. tornar-se um escravo; aquele que rende sua vontade a vontade do seu Mestre, e
      4. "Esperar" o Filho (não a ira futura; pre-trib.)
      5. Aplic.
         (1) Enquanto espera o Filho, o crente serve.
         (2) Para que fostes salvo? Desfrutar melhor a vida, escapar o inferno, ou para "servir" enquanto esperas por Cristo.
CONCLUSÃO:
1. Se queremos ter igrejas animadas, deveremos ser animados nós mesmos; a igreja somos nos, conseqüentemente ela será o que somos!
2. Devemos imitar (como mímica) os competentes obreiros de Tessalonica porque: A. Eles eram crentes consagrados, B. Eles eram crentes confiantes, C. Eles eram crentes constantes.
(o pregador poderá suprir suas proporias ilustrações)
Pr.Valdir Silveira

O BOLO DA VIÚVA POBRE

"Porque todos aqueles deitaram para as ofertas de Deus, do que lhes sobeja; mas esta, da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha." Lucas 21:4
Grande é o contraste entre a hipocrisia dos escribas e a devoção da viúva pobre, "Que devoram as casas das viúvas, fazendo, por pretexto, largas orações. Estes receberão maior condenação". Luc. 20:47
A lição da viúva pobre é uma das mais essenciais das Escrituras, muitos milhares de crentes não conhecem sua obrigação perante Deus de contribuir liberalmente, "No primeiro dia da Semana cada um de vós ponha de parte o que puder ajuntar, conforme a sua prosperidade". I Cor. 16:2. "E digo isto: Que o que semeia pouco, pouco também ceifará. Cada um contribua segundo propôs no seu coração; não com tristeza, ou por necessidade; porque Deus ama ao que dá com alegria." II Cor. 9:6-7
Quantos nobres filhos de Deus, poupados por seus Pastores, sofrem de magreza de alma "Porque em que tendes vós sido inferiores ás outras Igrejas, a não ser que eu mesmo vos não fui pesado? Perdoai-me este agravo". II Cor. 12:13 " Não que procure dádivas, mas procuro o fruto que abunde para a vossa conta". Fil. 4:17
Cristo observa "E, OLHANDO Ele, viu os ricos lançarem as suas ofertas na arca do tesouro; E viu também uma pobre viúva lançar ali duas pequenas moedas;" Luc. 21:1-2. Cristo estava na véspera de sua paixão e morte, mas tinha tempo para observar as ofertas dos ricos e da viúva pobre, "E não há criatura alguma encoberta diante dEle; antes todas as coisas estão nuas e patentes aos olhos daquele quem temos de tratar." Heb. 4:13
Lembremo-nos que quando damos as  nossas ofertas, Cristo sabe o intento de nosso coração, Jesus também observar a situação e as necessidades da viúva "mas esta da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha". Luc. 21:4b. Aquele que mandou três milhões de Israelitas deitarem-se, ao anoitecer no Deserto, sem uma migalha de pão na dispensa, não os supria de Maná ao amanhecer o dia? Servimos um Deus que honra a oferta da viúva pobre, segundo as suas riquezas em Cristo Jesus, "O meu Deus, segundo as suas riquezas suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus." Fil. 4:19. Jamais ouvimos falar em uma pessoa que falisse porque contribuiu demais para a obra de Deus.
Deus não quer o que não temos, qualquer pessoa daria com prazer aquiloque não possui, é fácil prometermos: se eu achar um Diamante valioso eu dou uma grande oferta, Jesus não contemplava como nos, apenas o dinheiro, nem a roupa, nem qualquer outra coisa exterior, mas observava o coração. A maior oferta vale nada quando o motivo não é reto, "E ainda que distribuísse toda a minha fortuna para sustento dos pobres, e ainda que entregasse o meu corpo para ser queimando, e não tivesse caridade, nada disso me aproveitaria".I Cor. 13:3. Dois crentes pobres, para poderem contribuir para a obra de Deus, passaram noites a fio no escuro e ofertaram a importância poupada com não comprar querosene, foi talvez, a maior oferta jamais recebida naquela Igreja. Ficaremos muito surpreendidos ao saber os nomes dos maiores no Céu.
"Da sua pobreza, deitou todo o sustento que tinha". A viúva tinha duas moedas bem podia ter dado uma e ficado com a outra. Perguntamos na terra: Quanto foi a oferta? Pergunta-se no Céu: Quanto lhes restou depois de levantarem a coleta? Em certa cidade, durante um culto, o pastor lia a lista dos contribuintes à obra de Evangelização no estrangeiro. Houve grande aplauso, quando leu o nome de um irmão que dera 150.000.00. Houve ainda maior aclamação quando leu que outro dera 500.000.00, mas quando leu o nome de um pobre irmão que dera 1.500.00 não houve qualquer demonstração do povo. O pastor ficou comovido e disse: irmãos ouço bater as palmas com os sinais dos cravos.
O rei Davi não quis oferecer holocausto que não lhe custasse nada, ninguém pense que sua oferta é a oferta da viúva pobre, se não estiver dando todo o seu sustento.
Pr. Geraldo Majela Pupin

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 6, dia 28)

2 Reis 15-17


2 Reis 15

 (1) NO ano vinte e sete de Jeroboão, rei de Israel, começou a reinar Azarias, filho de Amazias, rei de Judá. (2) Tinha dezesseis anos quando começou a reinar, e cinqüenta e dois anos reinou em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Jecolias, de Jerusalém. (3) E fez o que era reto aos olhos do SENHOR, conforme tudo o que fizera Amazias, seu pai. (4) Tão-somente os altos não foram tirados; porque o povo ainda sacrificava e queimava incenso nos altos. (5) E o SENHOR feriu o rei, e ficou leproso até ao dia da sua morte; e habitou numa casa separada; porém Jotão, filho do rei, tinha o cargo da casa, julgando o povo da terra. (6) Ora, o mais dos atos de Azarias, e tudo o que fez, porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Judá? (7) E Azarias dormiu com seus pais e o sepultaram junto a seus pais, na cidade de Davi; e Jotão, seu filho, reinou em seu lugar. (8) No ano trinta e oito de Azarias, rei de Judá, reinou Zacarias, filho de Jeroboão, sobre Israel, em Samaria, seis meses. (9) E fez o que era mau aos olhos do SENHOR, como tinham feito seus pais; nunca se apartou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, com que fez pecar a Israel. (10) E Salum, filho de Jabes, conspirou contra ele e feriu-o diante do povo, e matou-o; e reinou em seu lugar. (11) Ora, o mais dos atos de Zacarias, eis que está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel. (12) Esta foi a palavra do SENHOR, que falou a Jeú: Teus filhos, até à quarta geração, se assentarão sobre o trono de Israel. E assim foi. (13) Salum, filho de Jabes, começou a reinar no ano trinta e nove de Uzias, rei de Judá, e reinou um mês inteiro em Samaria. (14) Porque Menaém, filho de Gadi, subiu de Tirza, e veio a Samaria; e feriu a Salum, filho de Jabes, em Samaria, e o matou, e reinou em seu lugar. (15) Ora, o mais dos atos de Salum, e a conspiração que fez, eis que está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel. (16) Então Menaém feriu a Tifsa, e a todos os que nela havia, como também a seus termos desde Tirza, porque não lha tinham aberto; e os feriu, pois, e a todas as mulheres grávidas fendeu pelo meio. (17) Desde o ano trinta e nove de Azarias, rei de Judá, Menaém, filho de Gadi, começou a reinar sobre Israel, e reinou dez anos em Samaria. (18) E fez o que era mau aos olhos do SENHOR; todos os seus dias não se apartou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, com que fez pecar a Israel. (19) Então veio Pul, rei da Assíria, contra a terra; e Menaém deu a Pul mil talentos de prata, para que este o ajudasse a firmar o reino na sua mão. (20) E Menaém tirou este dinheiro de Israel, de todos os poderosos e ricos, para dá-lo ao rei da Assíria, de cada homem cinqüenta siclos de prata; assim voltou o rei da Assíria, e não ficou ali na terra. (21) Ora, o mais dos atos de Menaém, e tudo quanto fez, porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel? (22) E Menaém dormiu com seus pais; e Pecaías, seu filho, reinou em seu lugar. (23) No ano cinqüenta de Azarias, rei de Judá, começou a reinar Pecaías, filho de Menaém, sobre Israel, em Samaria, e reinou dois anos. (24) E fez o que era mau aos olhos do SENHOR; nunca se apartou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, com que fez pecar a Israel. (25) E Peca, filho de Remalias, seu capitão, conspirou contra ele, e o feriu em Samaria, no paço da casa do rei, juntamente com Argobe e com Arié, e com ele cinqüenta homens dos filhos dos gileaditas; e o matou, e reinou em seu lugar. (26) Ora, o mais dos atos de Pecaías, e tudo quanto fez, eis que está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel. (27) No ano cinqüenta e dois de Azarias, rei de Judá, começou a reinar Peca, filho de Remalias, sobre Israel, em Samaria, e reinou vinte anos. (28) E fez o que era mau aos olhos do SENHOR; nunca se apartou dos pecados de Jeroboão, filho de Nebate, com que fez pecar a Israel. (29) Nos dias de Peca, rei de Israel, veio Tiglate-Pileser, rei da Assíria, e tomou a Ijom, a Abel-Bete-Maaca, a Janoa, e a Quedes, a Hazor, a Gileade, e a Galiléia, e a toda a terra de Naftali, e os levou à Assíria. (30) E Oséias, filho de Elá, conspirou contra Peca, filho de Remalias, e o feriu, e o matou, e reinou em seu lugar, no vigésimo ano de Jotão, filho de Uzias. (31) Ora, o mais dos atos de Peca, e tudo quanto fez, eis que está escrito no livro das crônicas dos reis de Israel. (32) No ano segundo de Peca, filho de Remalias, rei de Israel, começou a reinar Jotão, filho de Uzias, rei de Judá. (33) Tinha vinte e cinco anos de idade quando começou a reinar, e reinou dezesseis anos em Jerusalém; e era o nome de sua mãe Jerusa, filha de Zadoque. (34) E fez o que era reto aos olhos do SENHOR; fez conforme tudo quanto fizera seu pai Uzias. (35) Tão-somente os altos não foram tirados; porque o povo ainda sacrificava e queimava incenso nos altos. Este edificou a porta alta da casa do SENHOR. (36) Ora, o mais dos atos de Jotão, e tudo quanto fez, porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Judá? (37) Naqueles dias começou o SENHOR a enviar contra Judá a Rezim, rei da Síria, e a Peca, filho de Remalias. (38) E Jotão dormiu com seus pais, e foi sepultado junto a seus pais, na cidade de Davi, seu pai; e Acaz, seu filho, reinou em seu lugar.

2 Reis 16

 (1) NO ano dezessete de Peca, filho de Remalias, começou a reinar Acaz, filho de Jotão, rei de Judá. (2) Tinha Acaz vinte anos de idade quando começou a reinar, e reinou dezesseis anos em Jerusalém, e não fez o que era reto aos olhos do SENHOR seu Deus, como Davi, seu pai. (3) Porque andou no caminho dos reis de Israel, e até a seu filho fez passar pelo fogo, segundo as abominações dos gentios que o SENHOR lançara fora de diante dos filhos de Israel. (4) Também sacrificou, e queimou incenso nos altos e nos outeiros, como também debaixo de todo o arvoredo. (5) Então subiu Rezim, rei da Síria, com Peca, filho de Remalias, rei de Israel, a Jerusalém, para pelejar; e cercaram a Acaz, porém não o puderam vencer. (6) Naquele mesmo tempo Rezim, rei da Síria, restituiu Elate à Síria, e lançou fora de Elate os judeus; e os sírios vieram a Elate, e habitaram ali até ao dia de hoje. (7) E Acaz enviou mensageiros a Tiglate-Pileser, rei da Assíria, dizendo: Eu sou teu servo e teu filho; sobe, e livra-me das mãos do rei da Síria, e das mãos do rei de Israel, que se levantam contra mim. (8) E tomou Acaz a prata e o ouro que se achou na casa do SENHOR, e nos tesouros da casa do rei, e mandou um presente ao rei da Assíria. (9) E o rei da Assíria lhe deu ouvidos; pois o rei da Assíria subiu contra Damasco, e tomou-a e levou cativo o povo para Quir, e matou a Rezim. (10) Então o rei Acaz foi a Damasco, a encontrar-se com Tiglate-Pileser, rei da Assíria; e, vendo um altar que estava em Damasco, o rei Acaz enviou ao sacerdote Urias o desenho e o modelo do altar, conforme toda a sua feitura. (11) E Urias, o sacerdote, edificou um altar conforme tudo o que o rei Acaz lhe tinha enviado de Damasco; assim o fez o sacerdote Urias, antes que o rei Acaz viesse de Damasco. (12) Vindo, pois, o rei de Damasco, viu o altar; e o rei se chegou ao altar, e sacrificou nele. (13) E queimou o seu holocausto, e a sua oferta de alimentos, e derramou a sua libação, e espargiu o sangue dos seus sacrifícios pacíficos sobre o altar. (14) Porém o altar de cobre, que estava perante o SENHOR, ele tirou de diante da casa, de entre o seu altar e a casa do SENHOR, e pô-lo ao lado do altar, do lado do norte. (15) E o rei Acaz ordenou a Urias, o sacerdote, dizendo: Queima no grande altar o holocausto da manhã, como também a oferta de alimentos da noite, o holocausto do rei e a sua oferta de alimentos, e o holocausto de todo o povo da terra, a sua oferta de alimentos, as suas ofertas de bebidas e todo o sangue dos holocaustos, e todo o sangue dos sacrifícios espargirás nele; porém o altar de cobre será para mim, para nele inquirir. (16) E fez Urias, o sacerdote, conforme tudo quanto o rei Acaz lhe ordenara. (17) E o rei Acaz cortou as cintas das bases, e de cima delas tomou a pia, e tirou o mar de sobre os bois de cobre, que estavam debaixo dele, e pô-lo sobre um pavimento de pedra. (18) Também a coberta que, para o sábado, edificaram na casa, e a entrada real externa, retirou da casa do SENHOR, por causa do rei da Assíria. (19) Ora, o mais dos atos de Acaz e o que fez, porventura não está escrito no livro das crônicas dos reis de Judá? (20) E dormiu Acaz com seus pais, e foi sepultado junto a seus pais, na cidade de Davi; e Ezequias, seu filho, reinou em seu lugar.

2 Reis 17

 (1) NO ano duodécimo de Acaz, rei de Judá, começou a reinar Oséias, filho de Elá, e reinou sobre Israel, em Samaria, nove anos. (2) E fez o que era mau aos olhos do SENHOR, contudo não como os reis de Israel que foram antes dele. (3) Contra ele subiu Salmaneser, rei da Assíria; e Oséias ficou sendo servo dele, e pagava-lhe tributos. (4) Porém o rei da Assíria achou em Oséias conspiração; porque enviara mensageiros a Sô, rei do Egito, e não pagava tributos ao rei da Assíria cada ano, como dantes; então o rei da Assíria o encerrou e aprisionou na casa do cárcere. (5) Porque o rei da Assíria subiu por toda a terra, e veio até Samaria, e a cercou três anos. (6) No ano nono de Oséias, o rei da Assíria tomou a Samaria, e levou Israel cativo para a Assíria; e fê-los habitar em Hala e em Habor junto ao rio de Gozã, e nas cidades dos medos, (7) Porque sucedeu que os filhos de Israel pecaram contra o SENHOR seu Deus, que os fizera subir da terra do Egito, de debaixo da mão de Faraó, rei do Egito; e temeram a outros deuses. (8) E andaram nos estatutos das nações que o SENHOR lançara fora de diante dos filhos de Israel, e nos dos reis de Israel, que eles fizeram. (9) E os filhos de Israel fizeram secretamente coisas que não eram retas, contra o SENHOR seu Deus; e edificaram altos em todas as suas cidades, desde a torre dos atalaias até à cidade fortificada. (10) E levantaram, para si, estátuas e imagens do bosque, em todos os altos outeiros, e debaixo de todas as árvores verdes. (11) E queimaram ali incenso em todos os altos, como as nações, que o SENHOR expulsara de diante deles; e fizeram coisas ruins, para provocarem à ira o SENHOR. (12) E serviram os ídolos, dos quais o SENHOR lhes dissera: Não fareis estas coisas. (13) E o SENHOR advertiu a Israel e a Judá, pelo ministério de todos os profetas e de todos os videntes, dizendo: Convertei-vos de vossos maus caminhos, e guardai os meus mandamentos e os meus estatutos, conforme toda a lei que ordenei a vossos pais e que eu vos enviei pelo ministério de meus servos, os profetas. (14) Porém não deram ouvidos; antes endureceram a sua cerviz, como a cerviz de seus pais, que não creram no SENHOR seu Deus. (15) E rejeitaram os seus estatutos, e a sua aliança que fizera com seus pais, como também as suas advertências, com que protestara contra eles; e seguiram a vaidade, e tornaram-se vãos; como também seguiram as nações, que estavam ao redor deles, das quais o SENHOR lhes tinha ordenado que não as imitassem. (16) E deixaram todos os mandamentos do SENHOR seu Deus, e fizeram imagens de fundição, dois bezerros; e fizeram um ídolo do bosque, e adoraram perante todo o exército do céu, e serviram a Baal. (17) Também fizeram passar pelo fogo a seus filhos e suas filhas, e deram-se a adivinhações, e criam em agouros; e venderam-se para fazer o que era mau aos olhos do SENHOR, para o provocarem à ira. (18) Portanto o SENHOR muito se indignou contra Israel, e os tirou de diante da sua face; nada mais ficou, senão somente a tribo de Judá. (19) Até Judá não guardou os mandamentos do SENHOR seu Deus; antes andaram nos estatutos de Israel, que eles fizeram. (20) Por isso o SENHOR rejeitou a toda a descendência de Israel, e os oprimiu, e os deu nas mãos dos despojadores, até que os expulsou da sua presença. (21) Porque rasgou a Israel da casa de Davi; e eles fizeram rei a Jeroboão, filho de Nebate. E Jeroboão apartou a Israel de seguir ao SENHOR, e os fez cometer um grande pecado. (22) Assim andaram os filhos de Israel em todos os pecados que Jeroboão tinha feito; nunca se apartaram deles; (23) Até que o SENHOR tirou a Israel de diante da sua presença, como falara pelo ministério de todos os seus servos, os profetas; assim foi Israel expulso da sua terra à Assíria até ao dia de hoje. (24) E o rei da Assíria trouxe gente de Babilônia, de Cuta, de Ava, de Hamate e Sefarvaim, e a fez habitar nas cidades de Samaria, em lugar dos filhos de Israel; e eles tomaram a Samaria em herança, e habitaram nas suas cidades. (25) E sucedeu que, no princípio da sua habitação ali, não temeram ao SENHOR; e o SENHOR mandou entre eles, leões, que mataram a alguns deles. (26) Por isso falaram ao rei da Assíria, dizendo: A gente que transportaste e fizeste habitar nas cidades de Samaria, não sabe o costume do Deus da terra; assim mandou leões entre ela, e eis que a matam, porquanto não sabe o culto do Deus da terra. (27) Então o rei da Assíria mandou dizer: Levai ali um dos sacerdotes que transportastes de lá; e vá e habite lá, e ele lhes ensine o costume do Deus da terra. (28) Veio, pois, um dos sacerdotes que transportaram de Samaria, e habitou em Betel, e lhes ensinou como deviam temer ao SENHOR. (29) Porém cada nação fez os seus deuses, e os puseram nas casas dos altos que os samaritanos fizeram, cada nação nas cidades, em que habitava. (30) E os de Babilônia fizeram Sucote-Benote; e os de Cuta fizeram Nergal; e os de Hamate fizeram Asima. (31) E os aveus fizeram Nibaz e Tartaque; e os sefarvitas queimavam seus filhos no fogo a Adrameleque, e a Anameleque, deuses de Sefarvaim. (32) Também temiam ao SENHOR; e dos mais baixos do povo fizeram sacerdotes dos lugares altos, os quais lhes faziam o ministério nas casas dos lugares altos. (33) Assim temiam ao SENHOR, mas também serviam a seus deuses, segundo o costume das nações dentre as quais tinham sido transportados. (34) Até ao dia de hoje fazem segundo os primeiros costumes; não temem ao SENHOR, nem fazem segundo os seus estatutos, segundo as suas ordenanças, segundo a lei e segundo o mandamento que o SENHOR ordenou aos filhos de Jacó, a quem deu o nome de Israel. (35) Contudo o SENHOR tinha feito uma aliança com eles, e lhes ordenara, dizendo: Não temereis a outros deuses, nem vos inclinareis diante deles, nem os servireis, nem lhes sacrificareis. (36) Mas o SENHOR, que vos fez subir da terra do Egito com grande força e com braço estendido, a este temereis, e a ele vos inclinareis e a ele sacrificareis. (37) E os estatutos, as ordenanças, a lei e o mandamento, que vos escreveu, tereis cuidado de fazer todos os dias; e não temereis a outros deuses. (38) E da aliança que fiz convosco não vos esquecereis; e não temereis a outros deuses. (39) Mas ao SENHOR vosso Deus temereis, e ele vos livrará das mãos de todos os vossos inimigos. (40) Porém eles não ouviram; antes fizeram segundo o seu primeiro costume. (41) Assim estas nações temiam ao SENHOR e serviam as suas imagens de escultura; também seus filhos, e os filhos de seus filhos, como fizeram seus pais, assim fazem eles até ao dia de hoje.

DEVOCIONAL PARA HOJE 30/09/2013


VERSÍCULO:
   Escolhi o caminho da fidelidade e decidi-me pelos teus juízos. -- Salmos 119:30

PENSAMENTO:
   Ontem nós fizemos um compromisso de seguir o Senhor Jesus com todo coração. Vamos não esquecer, nem voltar a velhos hábitos e maus padrões. Escolhamos o caminho da verdade hoje novamente, e amanhã, e…

ORAÇÃO:
   Pai Justo, seu caminho e sua palavra são minha fonte de vida e orientação. Eu escolho sua vontade e sua verdade hoje. Ajude isto a se tornar vivo em mim através de alegre obediência. No nome de Jesus. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0930.html

29 de set de 2013

NÃO É BRINCADEIRA


"Não é brincadeira - quando o outro colega gasta muito tempo para fazer algo, ele é lerdo. Mas quando eu gasto muito tempo para fazer algo, eu sou cuidadoso. Quando o companheiro não faz algo, ele é preguiçoso. Mas quando eu não faço algo, é porque estou muito ocupado. Quando o companheiro vai em frente e faz algo sem que lhe tenham pedido, ele está ultrapassando seus limites. Mas quando eu tomo esta atitude, isto é iniciativa. Quando o companheiro expõe veementemente sua posição numa questão é teimoso. Mas quando eu declaro minha posição fortemente, eu estou sendo firme. Quando o  companheiro se descuida de algumas regrasde etiqueta, ele é rude. Mas quando eu passo por cima das regras, eu sou original. Quando o companheiro faz algo que agrada ao chefe,ele está "puxando sardinha para sua lata". Mas quando eu faço algo que agrada ao chefe, isto é cooperação. Quando o companheiro vai em frente, ele certamente teve sorte. Mas quando eu consigo ir pra frente, puxa! Meu próprio esforço conseguiu isso. Não é brincadeira, ou e?
(Anônimo)

UM PROFESSOR ESPERTO


Certa vez três meninos ausentaram-se das suas classes na escola na parte da manhã. Eles disseram para o professor que eles demoraram de chegar na escola por causa de um pneu furado.
Ele disse que eles teriam de fazer um exame que eles haviam perdido. Ele mandou cada um dos rapazes assentar-se num lugar longe dos outros dois. O exame que ele deu tinha apenas uma pergunta. O professor falou que eles teriam apenas 30 segundas para escrever a resposta da seguinte pergunta: "QUAL FOI O PNEU QUE FOI FURADO?"

CÍRCULOS DA VIDA CRISTÃ


1. O círculo dos 500 (1 Co.15:6). Muitos que são salvos pela fé em Cristo.
2. O círculo dos 70 (Lu.10:1-10). Aqueles que estão ocupados no serviço do Senhor.
3. O círculo dos 12 (Mc.3:13-15). Aqueles que andam em comunhão íntima com o Senhor.
4. O círculo dos 3 (Mt.17:1). Aqueles que gozam o lugar de privilégio porque eles usam as suas habilidades para Ele.
5. O círculo do 1 (Jo.13:34,35; 21:20). Este poderia ser chamado o círculo do amor. João foi o único discípulo (homem) ao pé da cruz. Ele era "o discípulo que Jesus amava" porque ele mostrou um amor total para o Salvador. Você também pode fazer parte do "círculo do 1" se você é totalmente consagrado ao Senhor Jesus.

O DEZEJO DA ALMA É CONHECER JESUS LU.19:1-10


Tem de vencer obstáculos e dificuldades
I. QUATRO GRANDES OBSTÁCULOS. Vs.2-3
      A. Posição social. V.2c
      B. Riquezas. V.2; Lu.18:24-27
     C. A multidão. V.3
     D. Dificuldade material. V.3c pequena estatura. pode ser: emprego, residência, etc.
II. COMO REALIZAR ESSE DESEJO? Vs.4-5
     A. Correndo adiante, deixando a multidão pra traz. V.4
     B. Alcançado pela vista de Jesus. V.5
     C. Descer de sua posição. V.5
     D. Jesus entra em sua casa. V.5c
III. O FRUTO DO CONHECER JESUS. Vs.6-10
     A. Recebê-Lo com alegria. V.6
     B. Critica da multidão. V.7
     C. Prova da conversão. V.8, Generosidade e restituição. Êx.22:1,2
     D. Jesus lhe deu a salvação. Vs.9,10 Não quer você também buscar e conhecer Jesus hoje?



Pr. Raimundo Lobato Maciel

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 6, dia 27)

Amós 7-9


Amós 7

 (1) O SENHOR DEUS assim me fez ver, e eis que ele formava gafanhotos no princípio do rebento da erva serôdia, e eis que era a erva serôdia depois de findas as ceifas do rei. (2) E aconteceu que, tendo eles comido completamente a erva da terra, eu disse: Senhor DEUS, perdoa, rogo-te; quem levantará a Jacó? pois ele é pequeno. (3) Então o SENHOR se arrependeu disso. Não acontecerá, disse o SENHOR. (4) Assim me mostrou o Senhor DEUS: Eis que o Senhor DEUS clamava, para contender com fogo; este consumiu o grande abismo, e também uma parte da terra. (5) Então eu disse: Senhor DEUS, cessa, eu te peço; quem levantará a Jacó? pois é pequeno. (6) E o SENHOR se arrependeu disso. Nem isso acontecerá, disse o Senhor DEUS. (7) Mostrou-me também assim: e eis que o Senhor estava sobre um muro, levantado a prumo; e tinha um prumo na sua mão. (8) E o SENHOR me disse: Que vês tu, Amós? E eu disse: Um prumo. Então disse o Senhor: Eis que eu porei o prumo no meio do meu povo Israel; nunca mais passarei por ele. (9) Mas os altos de Isaque serão assolados, e destruídos os santuários de Israel; e levantar-me-ei com a espada contra a casa de Jeroboão. (10) Então Amazias, o sacerdote de Betel, mandou dizer a Jeroboão, rei de Israel: Amós tem conspirado contra ti, no meio da casa de Israel; a terra não poderá sofrer todas as suas palavras. (11) Porque assim diz Amós: Jeroboão morrerá à espada, e Israel certamente será levado para fora da sua terra em cativeiro. (12) Depois Amazias disse a Amós: Vai-te, ó vidente, e foge para a terra de Judá, e ali come o pão, e ali profetiza; (13) Mas em Betel daqui por diante não profetizes mais, porque é o santuário do rei e casa real. (14) E respondeu Amós, dizendo a Amazias: Eu não sou profeta, nem filho de profeta, mas boiadeiro, e cultivador de sicômoros. (15) Mas o SENHOR me tirou de seguir o rebanho, e o SENHOR me disse: Vai, e profetiza ao meu povo Israel. (16) Agora, pois, ouve a palavra do SENHOR: Tu dizes: Não profetizes contra Israel, nem fales contra a casa de Isaque. (17) Portanto assim diz o SENHOR: Tua mulher se prostituirá na cidade, e teus filhos e tuas filhas cairão à espada, e a tua terra será repartida a cordel, e tu morrerás na terra imunda, e Israel certamente será levado cativo para fora da sua terra.

Amós 8

 (1) O SENHOR DEUS assim me fez ver: E eis aqui um cesto de frutos do verão. (2) E disse: Que vês, Amós? E eu disse: Um cesto de frutos do verão. Então o SENHOR me disse: Chegou o fim sobre o meu povo Israel; nunca mais passarei por ele. (3) Mas os cânticos do templo naquele dia serão gemidos, diz o Senhor DEUS; multiplicar-se-ão os cadáveres; em todos os lugares serão lançados fora em silêncio. (4) Ouvi isto, vós que anelais o abatimento do necessitado; e destruís os miseráveis da terra, (5) Dizendo: Quando passará a lua nova, para vendermos o grão, e o sábado, para abrirmos os celeiros de trigo, diminuindo o efa, e aumentando o siclo, e procedendo dolosamente com balanças enganosas, (6) Para comprarmos os pobres por dinheiro, e os necessitados por um par de sapatos, e para vendermos o refugo do trigo? (7) Jurou o SENHOR pela glória de Jacó: Eu não me esquecerei de todas as suas obras para sempre. (8) Por causa disto não estremecerá a terra, e não chorará todo aquele que nela habita? Certamente levantar-se-á toda ela como o grande rio, e será agitada, e baixará como o rio do Egito. (9) E sucederá que, naquele dia, diz o Senhor DEUS, farei que o sol se ponha ao meio-dia, e a terra se entenebreça no dia claro. (10) E tornarei as vossas festas em luto, e todos os vossos cânticos em lamentações; e porei pano de saco sobre todos os lombos, e calva sobre toda cabeça; e farei que isso seja como luto por um filho único, e o seu fim como dia de amarguras. (11) Eis que vêm dias, diz o Senhor DEUS, em que enviarei fome sobre a terra; não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir as palavras do SENHOR. (12) E irão errantes de um mar até outro mar, e do norte até ao oriente; correrão por toda a parte, buscando a palavra do SENHOR, mas não a acharão. (13) Naquele dia as virgens formosas e os jovens desmaiarão de sede. (14) Os que juram pela culpa de Samaria, dizendo: Vive o teu deus, ó Dã; e vive o caminho de Berseba; esses mesmos cairão, e não se levantarão jamais.

Amós 9

 (1) VI o Senhor, que estava em pé sobre o altar; e me disse: Fere o capitel, e estremeçam os umbrais, e faze tudo em pedaços sobre a cabeça de todos eles; e eu matarei à espada até ao último deles; nenhum deles conseguirá fugir, nenhum deles escapará. (2) Ainda que cavem até ao inferno, a minha mão os tirará dali; e, se subirem ao céu, dali os farei descer. (3) E, se se esconderem no cume do Carmelo, buscá-los-ei, e dali os tirarei; e, se dos meus olhos se ocultarem no fundo do mar, ali darei ordem à serpente, e ela os picará. (4) E, se forem em cativeiro diante de seus inimigos, ali darei ordem à espada que os mate; e eu porei os meus olhos sobre eles para o mal, e não para o bem. (5) Porque o Senhor DEUS dos Exércitos é o que toca a terra, e ela se derrete, e todos os que habitam nela chorarão; e ela subirá toda como um rio, e abaixará como o rio do Egito. (6) Ele é o que edifica as suas câmaras superiores no céu, e fundou na terra a sua abóbada, e o que chama as águas do mar, e as derrama sobre a terra; o SENHOR é o seu nome. (7) Não me sois, vós, ó filhos de Israel, como os filhos dos etíopes? diz o SENHOR: Não fiz eu subir a Israel da terra do Egito, e aos filisteus de Caftor, e aos sírios de Quir? (8) Eis que os olhos do Senhor DEUS estão contra este reino pecador, e eu o destruirei de sobre a face da terra; mas não destruirei de todo a casa de Jacó, diz o SENHOR. (9) Porque eis que darei ordem, e sacudirei a casa de Israel entre todas as nações, assim como se sacode grão no crivo, sem que caia na terra um só grão. (10) Todos os pecadores do meu povo morrerão à espada, os que dizem: Não nos alcançará nem nos encontrará o mal. (11) Naquele dia tornarei a levantar o tabernáculo caído de Davi, e repararei as suas brechas, e tornarei a levantar as suas ruínas, e o edificarei como nos dias da antiguidade; (12) Para que possuam o restante de Edom, e todos os gentios que são chamados pelo meu nome, diz o SENHOR, que faz essas coisas. (13) Eis que vêm dias, diz o SENHOR, em que o que lavra alcançará ao que sega, e o que pisa as uvas ao que lança a semente; e os montes destilarão mosto, e todos os outeiros se derreterão. (14) E trarei do cativeiro meu povo Israel, e eles reedificarão as cidades assoladas, e nelas habitarão, e plantarão vinhas, e beberão o seu vinho, e farão pomares, e lhes comerão o fruto. (15) E plantá-los-ei na sua terra, e não serão mais arrancados da sua terra que lhes dei, diz o SENHOR teu Deus.

DEVOCIONAL PARA HOJE 29/09/2013


VERSÍCULO:
   e quem não toma a sua cruz e vem após mim não é digno de mim. Quem acha a sua vida perdê-la-á; quem, todavia, perde a vida por minha causa achá-la-á. -- Mateus 10:38-39

PENSAMENTO:
   Jesus quer que examinemos nossos corações seriamente e que entreguemos as coisas que nos impedem de segui-lo e servi-lo totalmente. Nós sabemos quais elas são. Ele vem a nós com suas mãos marcadas pelos pregos e nos lembra que ele mesmo abriu mão de tudo para nos redimir. Ele agora quer que entreguemos à Cruz as coisas que nos prendem. Façamos isto hoje!

ORAÇÃO:
   Deus Pai. Rei Poderoso, eu sinto muito pelas áreas da minha vida que tenho escondido da justiça que o Seu Espírito está tentando cultivar em mim. Agora eu confesso aquelas áreas secretas de pecado ao Senhor, e peço que me limpe e me liberte do poder de Satanás, que as prende a mim, e me impedem de servir seu Filho com todo meu coração. No nome dele.Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0929.html

28 de set de 2013

DISCIPLINA NA IGREJA


TEXTO: MT. 18:15-20
Intro.: 
A. É causado por...
      1. Pecado na vida.
      2. Renúncia de perdão.
      3. Recuso de ouvir a igreja. Mt.18:17
B. A forma da disciplina.
     1.Afastar da comunhão. Mt.18:17,18
     2. Afastar das atividades da igreja.
            a. Porque o trabalha de Deus não cresce.
            b. Porque o trabalho de Deus leva derreta.
            c. O Espírito Santo não pode ter liberdade.
C. O resultado é..
      1. Vergonha para a igreja.
      2. Mal testemunho.

I. POR QUE DISCIPLINAR?
      A. Ordem do Senhor. Mt.18:15-20
      B. Perde a Presença do Senhor. Mt.18:20
      C. O crente não pode viver na prática do pecado. 1 Jo.3:1-10
      D. Raça eleita. 1 Pe.2:9
      E. Para os outros aprender temer. 1 Tm.5:20

II. MÉTODO A CUMPRIR.
      A. Não associeis. 2 Cor.5:11-13
      B. Fugi de qualquer outro pecado. 1 Cor.6:9,10
      C. Não vos engane. 2 Cor.6:14-17

III. ADVERTÊNCIA.
      A. Escuta-me. Sl.50:7
      B. Invoca-me. Sl.50:15
      C. Obedeça a Deus. Sl.50:14

Conclusão - Sl.50:16-20; 8,9
Pr. Antônio Luiz de Souza

EU PREFERIRIA PREGAR


O notável pregador metodista Samuel Chadwick disse: "Eu preferiria pregar do que fazer qualquer outra coisa no mundo. Eu preferiria pregar do que jantar ou ter férias. Eu preferiria pagar para pregar do que ser pago para não pregar. Isto tem seu preço em agonia, suor e lágrimas e nenhuma chamada tem tais alegrias e angústias, mas é uma chamada que um arcanjo desejaria. Existe alguma alegria semelhante à de salvar uma alma? Existe alguma emoção como a de ver os olhos se abrindo? Há algum tesouro como o agradecido amor de corações curados e confortados?"

SOMENTE CRISTO SALVA


Um bêbedo, cambaleando, se aproximou do evangelista D.L. Moody uma vez e disse: "Não se lembra de mim, Sr. Moody...sou um dos seus convertidos." Moody respondeu: "Você parece um trabalho meu; e agora por que não deixe DEUS trabalhar na sua vida?"

AMOR DE CRISTO


Conta-nos Dr. Gordon a história de Jorge  Matheson, quando soube que estava condenado à cegueira.
Um jovem estudante atravessava a praça duma das antigas universidades escocesas, indo de caminho para o seu quarto no internato. Não se sentia bem. Seus olhos estavam fracos, o que tornava o trajeto difícil. Seguindo o conselho dum amigo, havia consultado um especialista em doenças da vista. O médico, depois de um exame minucioso, o avisara firmemente que havia de perder a visão em pouco tempo.
Um terrível soco entre os olhos não poderia tonteá-lo mais do que esta notícia. O seu coração estava perturbado. Perderia a visão!...
Todos os planos que tão esperançosamente arquitetara desfaziam-se na sua frente. Com a perda da visão ir-se-iam o ensino na universidade e todos os seus sonhos dourados. Perturbado, confuso, saiu do consultório médico apalpando o caminho como um sonâmbulo.
Jorge era noivo. Encaminhou-se em direção à casa da querida noiva, esperando, sem dúvida, alguma palavra de conforto para o coração dolorido. Como daria ele a triste notícia à moça que ele tanto amava e que prometera ser sua esposa? Seus planos estavam todos mudados; e como receberia ela a notícia?!
Quando lá chegou, contou-lhe em palavras brandas mas briosas a sua situação, sua mudança de planos, dizendo-lhe que ela teria liberdade para decidir segundo julgasse melhor. A noiva aceitou a liberdade!
A rejeição da noiva foi o segundo golpe. Pela segunda vez, saiu tristonho e sem enxergar o caminho em que pisava. O golpe parecia acima de suas forças, e a dor lhe sufocava o coração!
Mas não estava só. Alguém o aguardava e ternamente fortaleceu seu coração quebrantado, falando-lhe palavras amorosas e dando-lhe o bálsamo do conforto e do verdadeiro amor. O moço entregou-se nos braços do Verdadeiro Amigo e todas as dificuldades foram vencidas. Uma nova disposição o dominou, tomando inteira e permanente posse de sua vida. E do seu coração quebrantado, mas cheio de conforto, saíram palavras de louvor e gratidão a Deus, o Amor que nunca muda sejam quais forem as circunstâncias. Estas palavras são cantadas com a música do hino nº 19 do Cantor Cristão.
Transcrevemos aqui apenas duas estrofes desse hino traduzido para o português:
"Amor, que por amor desceste, 
Amor, que por amor morreste, Oh! Quanta dor não padeceste, Meu coração p'ra conquistar, E meu amor ganhar.
Amor que nunca, nunca mudas, Que nos teus braços me seguras, E cerca-me de mil venturas. Aceita agora, ó Salvador, O meu humilde amor."
Do livro "Coletânea de Ilustrações"

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 6, dia 26)

Amós 1-6


Amós 1

 (1) AS palavras de Amós, que estava entre os pastores de Tecoa, as quais viu a respeito de Israel, nos dias de Uzias, rei de Judá, e nos dias de Jeroboão, filho de Joás, rei de Israel, dois anos antes do terremoto. (2) Ele disse: O SENHOR bramará de Sião, e de Jerusalém fará ouvir a sua voz; os prados dos pastores prantearão, e secar-se-á o cume do Carmelo. (3) Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Damasco, e por quatro, não retirarei o castigo, porque trilharam a Gileade com trilhos de ferro. (4) Por isso porei fogo à casa de Hazael, e ele consumirá os palácios de Ben-Hadade. (5) E quebrarei o ferrolho de Damasco, e exterminarei o morador do vale de Áven, e ao que tem o cetro de Bete-Éden; e o povo da Síria será levado em cativeiro a Quir, diz o SENHOR. (6) Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Gaza, e por quatro, não retirarei o castigo, porque levaram em cativeiro todos os cativos para os entregarem a Edom. (7) Por isso porei fogo ao muro de Gaza, e ele consumirá os seus palácios. (8) E exterminarei o morador de Asdode, e o que tem o cetro de Ascalom, e tornarei a minha mão contra Ecrom; e o restante dos filisteus perecerá, diz o Senhor DEUS. (9) Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Tiro, e por quatro, não retirarei o castigo, porque entregaram todos os cativos a Edom, e não se lembraram da aliança dos irmãos. (10) Por isso porei fogo ao muro de Tiro, e ele consumirá os seus palácios. (11) Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Edom, e por quatro, não retirarei o castigo, porque perseguiu a seu irmão à espada, e aniquilou as suas misericórdias; e a sua ira despedaçou eternamente, e conservou a sua indignação para sempre. (12) Por isso porei fogo a Temã, e ele consumirá os palácios de Bozra. (13) Assim diz o SENHOR: Por três transgressões dos filhos de Amom, e por quatro, não retirarei o castigo, porque fenderam o ventre às grávidas de Gileade, para dilatarem os seus termos. (14) Por isso porei fogo ao muro de Rabá, e ele consumirá os seus palácios, com alarido no dia da batalha, com tempestade no dia da tormenta. (15) E o seu rei irá para o cativeiro, ele e os seus príncipes juntamente, diz o SENHOR.

Amós 2

 (1) ASSIM diz o SENHOR: Por três transgressões de Moabe, e por quatro, não retirarei o castigo, porque queimou os ossos do rei de Edom, até os tornar a cal. (2) Por isso porei fogo a Moabe, e consumirá os palácios de Queriote; e Moabe morrerá com grande estrondo, com alarido, com som de trombeta. (3) E exterminarei o juiz do meio dele, e a todos os seus príncipes com ele matarei, diz o SENHOR. (4) Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Judá, e por quatro, não retirarei o castigo, porque rejeitaram a lei do SENHOR, e não guardaram os seus estatutos, antes se deixaram enganar por suas próprias mentiras, após as quais andaram seus pais. (5) Por isso porei fogo a Judá, e ele consumirá os palácios de Jerusalém. (6) Assim diz o SENHOR: Por três transgressões de Israel, e por quatro, não retirarei o castigo, porque vendem o justo por dinheiro, e o necessitado por um par de sapatos, (7) Suspirando pelo pó da terra, sobre a cabeça dos pobres, pervertem o caminho dos mansos; e um homem e seu pai entram à mesma moça, para profanarem o meu santo nome. (8) E se deitam junto a qualquer altar sobre roupas empenhadas, e na casa dos seus deuses bebem o vinho dos que tinham multado. (9) Todavia eu destruí diante dele o amorreu, cuja altura era como a altura dos cedros, e que era forte como os carvalhos; mas destruí o seu fruto por cima, e as suas raízes por baixo. (10) Também vos fiz subir da terra do Egito, e quarenta anos vos guiei no deserto, para que possuísseis a terra do amorreu. (11) E dentre vossos filhos suscitei profetas, e dentre os vossos jovens nazireus. Não é isto assim, filhos de Israel? diz o SENHOR. (12) Mas vós aos nazireus destes vinho a beber, e aos profetas ordenastes, dizendo: Não profetizareis. (13) Eis que eu vos apertarei no vosso lugar como se aperta um carro cheio de feixes. (14) Assim perecerá a fuga ao ágil; nem o forte corroborará a sua força, nem o poderoso livrará a sua vida. (15) E não ficará em pé o que maneja o arco, nem o ligeiro de pés se livrará, nem tampouco se livrará o que vai montado a cavalo. (16) E o mais corajoso entre os fortes fugirá nu naquele dia, diz o SENHOR.

Amós 3

 (1) OUVI esta palavra que o SENHOR fala contra vós, filhos de Israel, contra toda a família que fiz subir da terra do Egito, dizendo: (2) De todas as famílias da terra só a vós vos tenho conhecido; portanto eu vos punirei por todas as vossas iniqüidades. (3) Porventura andarão dois juntos, se não estiverem de acordo? (4) Rugirá o leão no bosque, sem que tenha presa? Levantará o leãozinho no seu covil a sua voz, se nada tiver apanhado? (5) Cairá a ave no laço em terra, se não houver armadilha para ela? Levantar-se-á da terra o laço, sem que tenha apanhado alguma coisa? (6) Tocar-se-á a trombeta na cidade, e o povo não estremecerá? Sucederá algum mal na cidade, sem que o SENHOR o tenha feito? (7) Certamente o Senhor DEUS não fará coisa alguma, sem ter revelado o seu segredo aos seus servos, os profetas. (8) Rugiu o leão, quem não temerá? Falou o Senhor DEUS, quem não profetizará? (9) Fazei ouvir isso nos palácios de Asdode, e nos palácios da terra do Egito, e dizei: Ajuntai-vos sobre os montes de Samaria, e vede que grandes alvoroços há no meio dela, e como são oprimidos dentro dela. (10) Porque não sabem fazer o que é reto, diz o SENHOR, aqueles que entesouram nos seus palácios a violência e a destruição. (11) Portanto, o Senhor DEUS diz assim: O inimigo virá, e cercará a terra, derrubará a tua fortaleza, e os teus palácios serão saqueados. (12) Assim diz o SENHOR: Como o pastor livra da boca do leão as duas pernas, ou um pedaço da orelha, assim serão livrados os filhos de Israel que habitam em Samaria, no canto da cama, e em Damasco, num leito. (13) Ouvi, e protestai contra a casa de Jacó, diz o Senhor DEUS, o Deus dos Exércitos; (14) Pois no dia em que eu punir as transgressões de Israel, também castigarei os altares de Betel; e as pontas do altar serão cortadas, e cairão por terra. (15) E ferirei a casa de inverno juntamente com a casa de verão; e as casas de marfim perecerão, e as grandes casas terão fim, diz o SENHOR.

Amós 4

 (1) OUVI esta palavra vós, vacas de Basã, que estais no monte de Samaria, que oprimis aos pobres, que esmagais os necessitados, que dizeis a vossos senhores: Dai cá, e bebamos. (2) Jurou o Senhor DEUS, pela sua santidade, que dias estão para vir sobre vós, em que vos levarão com ganchos e a vossos descendentes com anzóis de pesca. (3) E saireis pelas brechas, uma após outra, e sereis lançadas para Harmom, disse o SENHOR. (4) Vinde a Betel, e transgredi; a Gilgal, e multiplicai as transgressões; e cada manhã trazei os vossos sacrifícios, e os vossos dízimos de três em três dias. (5) E oferecei o sacrifício de louvores do que é levedado, e apregoai as ofertas voluntárias, publicai-as; porque disso gostais, ó filhos de Israel, disse o Senhor DEUS. (6) Por isso também vos dei limpeza de dentes em todas as vossas cidades, e falta de pão em todos os vossos lugares; contudo não vos convertestes a mim, disse o SENHOR. (7) Além disso, retive de vós a chuva quando ainda faltavam três meses para a ceifa; e fiz que chovesse sobre uma cidade, e não chovesse sobre a outra cidade; sobre um campo choveu, mas o outro, sobre o qual não choveu, secou-se. (8) E andaram errantes duas ou três cidades, indo a outra cidade para beberem água, mas não se saciaram; contudo não vos convertestes a mim, disse o SENHOR. (9) Feri-vos com queimadura, e com ferrugem; a multidão das vossas hortas, e das vossas vinhas, e das vossas figueiras, e das vossas oliveiras, comeu a locusta; contudo não vos convertestes a mim, disse o SENHOR. (10) Enviei a peste contra vós, à maneira do Egito; os vossos jovens matei à espada, e os vossos cavalos deixei levar presos, e o mau cheiro dos vossos arraiais fiz subir às vossas narinas; contudo não vos convertestes a mim, disse o SENHOR. (11) Subverti a alguns dentre vós, como Deus subverteu a Sodoma e Gomorra, e vós fostes como um tição arrebatado do incêndio; contudo não vos convertestes a mim, disse o SENHOR. (12) Portanto, assim te farei, ó Israel! E porque isso te farei, prepara-te, ó Israel, para te encontrares com o teu Deus. (13) Porque eis aqui o que forma os montes, e cria o vento, e declara ao homem qual seja o seu pensamento, o que faz da manhã trevas, e pisa os altos da terra; o SENHOR, o Deus dos Exércitos, é o seu nome.

Amós 5

 (1) OUVI esta palavra, que levanto como uma lamentação sobre vós, ó casa de Israel. (2) A virgem de Israel caiu, e não mais tornará a levantar-se; desamparada está na sua terra, não há quem a levante. (3) Porque assim diz o Senhor DEUS: A cidade da qual saem mil conservará cem, e aquela da qual saem cem conservará dez, para a casa de Israel. (4) Porque assim diz o SENHOR à casa de Israel: Buscai-me, e vivei. (5) Mas não busqueis a Betel, nem venhais a Gilgal, nem passeis a Berseba, porque Gilgal certamente será levada ao cativeiro, e Betel será desfeita em nada. (6) Buscai ao SENHOR, e vivei, para que ele não irrompa na casa de José como um fogo, e a consuma, e não haja em Betel quem o apague. (7) Vós que converteis o juízo em alosna, e deitais por terra a justiça, (8) Procurai o que faz o Sete-estrelo e o Órion e torna a sombra da noite em manhã, e faz escurecer o dia como a noite, que chama as águas do mar, e as derrama sobre a terra; o SENHOR é o seu nome. (9) O que promove súbita destruição contra o forte; de modo que venha a destruição contra a fortaleza. (10) Odeiam na porta ao que os repreende, e abominam ao que fala sinceramente. (11) Portanto, visto que pisais o pobre e dele exigis um tributo de trigo, edificastes casas de pedras lavradas, mas nelas não habitareis; vinhas desejáveis plantastes, mas não bebereis do seu vinho. (12) Porque sei que são muitas as vossas transgressões e graves os vossos pecados; afligis o justo, tomais resgate, e rejeitais os necessitados na porta. (13) Portanto, o que for prudente guardará silêncio naquele tempo, porque o tempo será mau. (14) Buscai o bem, e não o mal, para que vivais; e assim o SENHOR, o Deus dos Exércitos, estará convosco, como dizeis. (15) Odiai o mal, e amai o bem, e estabelecei na porta o juízo. Talvez o SENHOR Deus dos Exércitos tenha piedade do remanescente de José. (16) Portanto, assim diz o SENHOR, o Deus dos Exércitos, o Senhor: Em todas as ruas haverá pranto, e em todas as estradas dirão: Ai! Ai! E ao lavrador chamarão para choro, e para pranto os que souberem prantear. (17) E em todas as vinhas haverá pranto; porque passarei pelo meio de ti, diz o SENHOR. (18) Ai daqueles que desejam o dia do SENHOR! Para que quereis vós este dia do SENHOR? Será de trevas e não de luz. (19) É como se um homem fugisse de diante do leão, e se encontrasse com ele o urso; ou como se entrando numa casa, a sua mão encostasse à parede, e fosse mordido por uma cobra. (20) Não será, pois, o dia do SENHOR trevas e não luz, e escuridão, sem que haja resplendor? (21) Odeio, desprezo as vossas festas, e as vossas assembléias solenes não me exalarão bom cheiro. (22) E ainda que me ofereçais holocaustos, ofertas de alimentos, não me agradarei delas; nem atentarei para as ofertas pacíficas de vossos animais gordos. (23) Afasta de mim o estrépito dos teus cânticos; porque não ouvirei as melodias das tuas violas. (24) Corra, porém, o juízo como as águas, e a justiça como o ribeiro impetuoso. (25) Oferecestes-me vós sacrifícios e oblações no deserto por quarenta anos, ó casa de Israel? (26) Antes levastes a tenda de vosso Moloque, e a estátua das vossas imagens, a estrela do vosso deus, que fizestes para vós mesmos. (27) Portanto vos levarei cativos, para além de Damasco, diz o SENHOR, cujo nome é o Deus dos Exércitos.

Amós 6

 (1) AI dos que vivem sossegados em Sião, e dos que estão confiados no monte de Samaria, que têm nome entre as primeiras das nações, e aos quais vem a casa de Israel! (2) Passai a Calne, e vede; e dali ide à grande Hamate; e depois descei a Gate dos filisteus; serão melhores que estes reinos? Ou maior o seu termo do que o vosso termo? (3) Ó vós que afastais o dia mau, e fazeis chegar o assento da violência. (4) Ai dos que dormem em camas de marfim, e se estendem sobre os seus leitos, e comem os cordeiros do rebanho, e os bezerros do meio do curral; (5) Que cantam ao som da viola, e inventam para si instrumentos musicais, assim como Davi; (6) Que bebem vinho em taças, e se ungem com o mais excelente óleo: mas não se afligem pela ruína de José; (7) Portanto agora irão em cativeiro entre os primeiros dos que forem levados cativos, e cessarão os festins dos banqueteadores. (8) Jurou o Senhor DEUS por si mesmo, diz o SENHOR, o Deus dos Exércitos: Abomino a soberba de Jacó, e odeio os seus palácios; por isso entregarei a cidade e tudo o que nela há. (9) E acontecerá que, se numa casa ficarem dez homens, morrerão. (10) Quando o tio de alguém, aquele que o queima, o tomar para levar-lhe os ossos para fora da casa, e disser ao que estiver no mais interior da casa: Está ainda alguém contigo? E este responder: Ninguém; então lhe dirá ele: Cala-te, porque não devemos fazer menção do nome do SENHOR. (11) Porque, eis que o SENHOR ordena, e ferirá a casa grande de brechas, e a casa pequena de fendas. (12) Porventura correrão cavalos sobre rocha? Lavrar-se-á nela com bois? Mas vós haveis tornado o juízo em fel, e o fruto da justiça em alosna; (13) Vós que vos alegrais do nada, vós que dizeis: Não é assim que por nossa própria força nos temos tornado poderosos? (14) Porque, eis que eu levantarei sobre vós, ó casa de Israel, uma nação, diz o SENHOR, o Deus dos Exércitos, e oprimir-vos-á, desde a entrada de Hamate até ao ribeiro do deserto.

DEVOCIONAL PARA HOJE 28/09/2013


VERSÍCULO:
   Firma os meus passos na tua palavra, e não me domine iniqüidade alguma. -- Salmos 119:133

PENSAMENTO:
   A Palavra de Deus é uma luz para nosso caminho escuro num mundo moralmente incerto. Ela deve ser nosso padrão para certo e errado, justiça e mal. Enquanto a vontade e a palavra de Deus se apoderam de nós, nós somos libertos de toda sorte de práticas destrutivas que podem arruinar nossas vidas

ORAÇÃO:
   Deus grandioso e poderoso, que ressuscita o morto e restaura o caído, faça meu coração se agradar na sua verdade, e minha vida se conformar mais perfeitamente à sua vontade. Leve-me no seu caminho e guie meus passos na sua justiça. Dê-me poder para ser livre de qualquer forma de escravidão que Satanás possa usar para me controlar e arruinar minha influência cristã. No nome de Jesus. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0928.html

27 de set de 2013

PENSANDO NA VIDA


Para melhor compreender como nossa vida aqui na terra é passageira, vamos pensar nela como se fosse um dia. Vamos considerar uma vida de setenta anos como um dia, que começa às 07:00 hrs e termina às 23:00 hrs. Pensando assim, se você tem:
      15 anos, já são 10:25 hrs.
      20 anos, já são 11:34 hrs.
      25 anos, já são 12:42 hrs.
      30 anos, já são 13:51 hrs.
      35 anos, já são 15:00 hrs.
      40 anos, já são 16:08 hrs.
      45 anos, já são 17:16 hrs.
      50 anos, já são 18:25 hrs.
      55 anos, já são 19:34 hrs.
      60 anos, já são 20:42 hrs.
      65 anos, já são 21:51 hrs.
      70 anos, já são 23:00 hrs.
Isto deve nos lembrar que não temos muito tempo para servir a Deus. Vamos procurar investir nosso tempo nas coisas que vão ter valor na eternidade. "Portanto vede prudentemente como andais, não como néscios, e, sim, como sábios, remindo o tempo, porque os dias são maus." Ef.5:16

PRIMEIRO DEUS


Enferma, uma senhora foi ao médico. Este, depois de examiná-la, passou-lhe a receita, fazendo a seguinte advertência:
MÉDICO: "Agora, por seis meses, repouso absoluto. Não saia de casa."
SENHORA: "Pois é doutor. Acontece que eu sou crente...E a igreja, como é que vai ficar?"
MÉDICO: "Ora, a igreja pode passar muito bem sem a senhora..."
SENHORA: "Sim, eu sei, mas eu é que não passo passar bem sem a minha igreja."
UM PENSAMENTO: Ninguém atira pedras em uma árvore a não ser que ele tenha frutos!

COMO ACERCAR-NOS DE DEUS


Texto:Lucas 18:9-14 
INTRODUÇÃO:
1- Temos que confiar em Deus ao orar, não em nós mesmos. Não podemos crer nos justos e menosprezar os outros.
2- Os fariseus se dedicavam à fiel observância da lei e às tradições. Consideravam-se "o verdadeiro Israel de Deus", e sentiam desprezo pelo povo comum que permanecia ignorante e negligente da lei (João 7:45-49). Além disso, sobrepunham a autoridade da tradição à das Escrituras (Marcos 7:13). O fariseu era um separatista pelo prazer de separar-se dos pecadores.
3- Os publicanos eram odiados pelo povo porque:
a- Trabalhavam para o Império Romano que oprimia os judeus e cobravam os impostos.
b- Ao cobrar os impostos, os publicanos exigiam um tanto além do devido para ficar para si mesmos.
I.TEMOS QUE CONFIAR EM DEUS AO ORAR, NÃO EM NÓS MESMOS. (Versículos 11-13).
      A- O fariseu é um exemplo de confiança em si mesmo ao orar. (11-12). Em sua oração não exaltou a Deus, mas a si mesmo, baseando-se em:
            1- Seu orgulho e desrespeito por outros pecadores. (11)
            2- Sua própria justiça. (12)
      B- O publicano, exemplo de confiança em Deus ao orar (13): "Sê propício a mim, pecador" (Em outras palavras, tira todo obstáculo para que obre sua misericórdia sobre mim, ainda que mereço o pior castigo porque sou o pior pecador). Em sua oração exaltou a Deus e humilhou-se a si mesmo, baseando-se em:
            a- Sua consciência de pecado, sem comparar-se com os demais.
            b- Sua dependência da imerecida misericórdia de Deus para ele. (13).
II. TEMOS QUE CONFIAR EM DEUS AO ORAR, PARA OBTER BONS RESULTADOS. (Versículo 14)
      A- O fariseu se exaltou ao orar e foi humilhado. Voltou para sua casa sem ter sido declarado justo (maus resultados) porque confiou em si mesmo baseandose em:
            1- Seu orgulho e depreciação dos outros pecadores.
            2- Sua justiça própria.
      B- O publicano se humilhou ao orar, foi enaltecido por Deus. Voltou para sua casa tendo sido declarado justo (Bons resultados). Confiou em Deus baseandose em:
            1- Sua consciência de pecado, sem comparar-se com os demais.
            2- Sua dependência da imerecida misericórdia de Deus para com ele.
Pr. Carlos A. Moraes

CRISTO É O SENHOR


Por mais surpreendente que pareça, o Novo Testamento se refere a Jesus como Salvador apenas 16 vezes; Chama-O Mestre 64 vezes; mas proclama-O SENHOR umas 650 vezes!
A igreja do século XX inverteu a proporção neo-Testamentária. A proclamação da igreja mudou de ênfase e, por conseguinte, sua postura diante do mundo.
A igreja do primeiro século se apresentava em pé, proclamando Cristo como SENHOR, chamando todos os homens a se ajoelharem perante Sua autoridade absoluta e eterna.
Em contraste a igreja do século XX se ajoelha perante o mundo - que fica sempre em pé - implorando-lhe que aceite de graça Jesus como Salvador.
Os homens querem um Salvador, mas não um Senhor. Querem a coroa, mas não a cruz. Desejam o reino de Deus sem o Rei que manda no Reino. Numa palavra querem todos os benefícios do evangelho, mas sem nenhuma responsabilidade. Prezado leitor, qual é a sua posição?
Extraído do livro: Cristo é Senhor, Editora Luz e Vida.

A CANÇÃO DO PASTOR - SALMO 23


"O mais amado de todos, mas o menos crido" foi o que alguém disse sobre o Salmo 23.
Na perda de um emprego, na doença ou quando um querido parte para a eternidade será que dizemos: "nada me faltará"?
Daví inspirado pelo Espírito escreveu este belo salmo. Alguns acreditam que ele escreveu este hino na velhice, olhando para trás e regozijando-se nestas verdades, e outros que ele era um jovem.
Certa vez um professor pediu para alguém recitar o Salmo 23. Para sua surpresa, uma menina de quatro anos foi à frente. Ela disse: "O Senhor é meu Pastor, Isto é tudo o que preciso!" Sim, somente o crente em Jesus pode dizer: "nada me faltará".
I. O SEGREDO DE UMA VIDA FELIZ - VS.1-3
Começa com uma relação certa - "O Senhor é o meu pastor". O Senhor é Jeová, Deus de concerto e promessa. Não basta dizer que o Senhor é o pastor. Isto apenas vem separá-Lo de todos os outros. É preciso haver uma relação com Ele - "meu pastor".
Um humilde pregador e um grande ator estavam em uma festa. Alguém chamou o ator para recitar o Salmo 23. Ele o fez com eloqüência e beleza. Ao terminar, todos aplaudiram até que ficaram vermelhas as palmas das mãos. Depois o pregador foi convidado também a falar. Ele levantou-se e com lágrimas contou sobre o seu andar com o pastor, o beber das águas tranqüilas, e de como o Pastor guiou a sua vida, e também como ele contava com a presença do Pastor no vale da sombra da morte e no Céu esperando-o. Quando terminou, houve silêncio e pessoas choraram. O ator levantou e disse: "A diferença entre eu e este pastor é que eu conheço o salmo e ele o Pastor".
Resulta numa realidade perfeita - "nada me faltará". Filipenses 4:19 diz: "O meu Deus, segundo as suas riquezas, suprirá todas as vossas necessidades em glória, por Cristo Jesus." O Senhor suprirá todas as necessidades de Seus filhos. Você acredita nisso? Então não fique andando com a cabeça baixa como se fosse um órfão.
Não falta descanso - "Deitar-me faz em verdes pastos". Ele dá descanso para Suas ovelhas. Não preguiça, mas descanso espiritual. Você não precisa correr de um lado a outro numa fadiga extrema e com mente e corpo cansados.
Não há descanso sem paz - "águas tranqüilas". Todo dia o pastor tem algo em mente: achar água para as ovelhas. Onde Davi morava eram raros os rios, córregos e correntes. Muitas vezes, um rio não resolve o problema. A ovelha pode não chegar até a água ou, se entrar no rio, ser levada pela correnteza a por causa da pesada lã. Se não fosse pelo Pastor, as ovelhas teriam grandes problemas em encontrar "águas tranqüilas". O Pastor sabe onde estão poços e fontes de águas. Há momentos em que o Pastor bloqueia parte de uma correnteza para que as ovelhas entrem, e beba até a pequenina ovelha. Isto é "porque ele é a nossa paz" - Ef. 2:14.
Restauração - "Refrigera a minha alma". Há sempre lugares perigosos para as ovelhas, e elas têm problemas em evitá-los. A ovelha não é inteligente como o leão ou o cachorro, e nem é rápida como o veado. A característica da ovelha é ignorância. "Refrigera a minha alma" significa trazer de volta de um lugar de perigo. O Pastor restaura a ovelha do vaguear.
"Guia-me pelas veredas da justiça". O pastor trabalha muito para encontrar veredas certas para as ovelhas. Graças a Deus porque somos guiados pelo Senhor. O Espírito guia-nos a toda verdade. Temos a Palavra de Deus para orientar-nos: "Lâmpada para os meus pés e luz para os meus caminhos".
Certo dia um senhor viu um pastor guiando ovelhas. As ovelhas tinham sede e queriam beber da água suja empossada na estrada. À primeira vista, perecia que o pastor era cruel, pois não deixou que bebessem. Mas depois o homem observou que o pastor guiou as ovelhas para águas cristalinas e gostosas. O nosso Pastor não nos deixa tomar certas águas deste mundo. Ele é cruel? De forma alguma. Ele está apenas guiando-nos para algo melhor.
II. O SEGREDO DE UMA MORTE FELIZ - VS. 4,5
Era costume no Oriente Médio os vales serem chamados por nomes. Um foi chamado de "O Vale dos Salteadores". Em qualquer situação, as ovelhas são confortadas pela presença do pastor. Às vezes um lobo ataca o rebanho e as ovelhas entram em pânico fugindo, facilitando assim o ataque do lobo. Mas de repente o pastor grita e elas começam a fugir para ele, chegando até mesmo a atropelar o lobo.
O túmulo - "pelo vale da sombra da morte". Até aqui Davi esteve falando do Pastor, mas agora ele fala para o Pastor: "tu estás comigo".
"Ainda que eu andasse" - Não é certo que iremos entrar no vale. Provavelmente, seremos arrebatados. "Pelo vale" significa que estamos passando de um lado

para outro" 
D a sombra da morte". A morte para o crente é descrita apenas como "sombra". A sombra não faz dano a alguém. Onde há sombra, há luz.
"A tua vara e o teu cajado me consolam". Estes instrumentos foram usados para guiar as ovelhas e ao mesmo tempo lutar contra o inimigo. Na mente do salmista existe um provável Éxodo. Ele lembra de Moisés e Israel fazendo seu exôdo. Faraó atrás, montanhas dos lados e o mar vermelho à frente. Moisés usa a vara para dividir as águas - Deus o guia. Depois ele estica a vara, e o mar engole o inimigo.
"Mesa" - O pastor coloca uma mesa na presença dos inimigos. A mesa era apenas uma pele de animal ou outro material que o pastor usava para fechar os buracos dos lobos e animais selvagens nas rochas.
"Unges a minha cabeça com óleo - Aqui está um quadro do pastor guardando as ovelhas. Elas estão cansadas, mas o pastor coloca óleo em suas cabeças para refrescá-las.
"Misericórdia e bondade" - O Pastor guia, mas tem dois cães treinados atrás para proteger as ovelhas.
Uma senhora com problemas mentais imaginava que havia sempre dois homens a seguindo. Ninguém conseguia tirar isso da cabeça dela. Um dia o seu pastor disse a ela: "Eu sei quem são; são misericórdia e bondade". A mulher ficou muito contente e até pagou por três no ônibus.
III. O SEGREDO DE UMA ETERNIDADE FELIZ - VS. 6
Em 1572, John Knox estava morrendo, e amigos estavam ao redor de sua cama. Um deles disse: "Irmão, no momento que cruzar o rio para a eternidade, dê um sinal para nós de que tudo está ok". Na saída deste mundo com o último suspiro, o pregador apontou para o céu.
Que glória! Uma vida feliz, uma morte feliz e uma eternidade feliz!
Pr. Jaime

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 6, dia 25)

Jonas 1-4


Jonas 1

 (1) E VEIO a palavra do SENHOR a Jonas, filho de Amitai, dizendo: (2) Levanta-te, vai à grande cidade de Nínive, e clama contra ela, porque a sua malícia subiu até à minha presença. (3) Porém, Jonas se levantou para fugir da presença do SENHOR para Társis. E descendo a Jope, achou um navio que ia para Társis; pagou, pois, a sua passagem, e desceu para dentro dele, para ir com eles para Társis, para longe da presença do SENHOR. (4) Mas o SENHOR mandou ao mar um grande vento, e fez-se no mar uma forte tempestade, e o navio estava a ponto de quebrar-se. (5) Então temeram os marinheiros, e clamavam cada um ao seu deus, e lançaram ao mar as cargas, que estavam no navio, para o aliviarem do seu peso; Jonas, porém, desceu ao porão do navio, e, tendo-se deitado, dormia um profundo sono. (6) E o mestre do navio chegou-se a ele, e disse-lhe: Que tens, dorminhoco? Levanta-te, clama ao teu Deus; talvez assim ele se lembre de nós para que não pereçamos. (7) E diziam cada um ao seu companheiro: Vinde, e lancemos sortes, para que saibamos por que causa nos sobreveio este mal. E lançaram sortes, e a sorte caiu sobre Jonas. (8) Então lhe disseram: Declara-nos tu agora, por causa de quem nos sobreveio este mal. Que ocupação é a tua? Donde vens? Qual é a tua terra? E de que povo és tu? (9) E ele lhes disse: Eu sou hebreu, e temo ao SENHOR, o Deus do céu, que fez o mar e a terra seca. (10) Então estes homens se encheram de grande temor, e disseram-lhe: Por que fizeste tu isto? Pois sabiam os homens que fugia da presença do SENHOR, porque ele lho tinha declarado. (11) E disseram-lhe: Que te faremos nós, para que o mar se nos acalme? Porque o mar ia se tornando cada vez mais tempestuoso. (12) E ele lhes disse: Levantai-me, e lançai-me ao mar, e o mar se vos aquietará; porque eu sei que por minha causa vos sobreveio esta grande tempestade. (13) Entretanto, os homens remavam, para fazer voltar o navio à terra, mas não podiam, porquanto o mar se ia embravecendo cada vez mais contra eles. (14) Então clamaram ao SENHOR, e disseram: Ah, SENHOR! Nós te rogamos, que não pereçamos por causa da alma deste homem, e que não ponhas sobre nós o sangue inocente; porque tu, SENHOR, fizeste como te aprouve. (15) E levantaram a Jonas, e o lançaram ao mar, e cessou o mar da sua fúria. (16) Temeram, pois, estes homens ao SENHOR com grande temor; e ofereceram sacrifício ao SENHOR, e fizeram votos. (17) Preparou, pois, o SENHOR um grande peixe, para que tragasse a Jonas; e esteve Jonas três dias e três noites nas entranhas do peixe.

Jonas 2

 (1) E OROU Jonas ao SENHOR, seu Deus, das entranhas do peixe. (2) E disse: Na minha angústia clamei ao SENHOR, e ele me respondeu; do ventre do inferno gritei, e tu ouviste a minha voz. (3) Porque tu me lançaste no profundo, no coração dos mares, e a corrente das águas me cercou; todas as tuas ondas e as tuas vagas têm passado por cima de mim. (4) E eu disse: Lançado estou de diante dos teus olhos; todavia tornarei a ver o teu santo templo. (5) As águas me cercaram até à alma, o abismo me rodeou, e as algas se enrolaram na minha cabeça. (6) Eu desci até aos fundamentos dos montes; a terra me encerrou para sempre com os seus ferrolhos; mas tu fizeste subir a minha vida da perdição, ó SENHOR meu Deus. (7) Quando desfalecia em mim a minha alma, lembrei-me do SENHOR; e entrou a ti a minha oração, no teu santo templo. (8) Os que observam as falsas vaidades deixam a sua misericórdia. (9) Mas eu te oferecerei sacrifício com a voz do agradecimento; o que votei pagarei. Do SENHOR vem a salvação. (10) Falou, pois, o SENHOR ao peixe, e este vomitou a Jonas na terra seca.

Jonas 3

 (1) E VEIO a palavra do SENHOR segunda vez a Jonas, dizendo: (2) Levanta-te, e vai à grande cidade de Nínive, e prega contra ela a mensagem que eu te digo. (3) E levantou-se Jonas, e foi a Nínive, segundo a palavra do SENHOR. Ora, Nínive era uma cidade muito grande, de três dias de caminho. (4) E começou Jonas a entrar pela cidade caminho de um dia, e pregava, dizendo: Ainda quarenta dias, e Nínive será subvertida. (5) E os homens de Nínive creram em Deus; e proclamaram um jejum, e vestiram-se de saco, desde o maior até ao menor. (6) Esta palavra chegou também ao rei de Nínive; e ele levantou-se do seu trono, e tirou de si as suas vestes, e cobriu-se de saco, e sentou-se sobre a cinza. (7) E fez uma proclamação que se divulgou em Nínive, pelo decreto do rei e dos seus grandes, dizendo: Nem homens, nem animais, nem bois, nem ovelhas provem coisa alguma, nem se lhes dê alimentos, nem bebam água; (8) Mas os homens e os animais sejam cobertos de sacos, e clamem fortemente a Deus, e convertam-se, cada um do seu mau caminho, e da violência que há nas suas mãos. (9) Quem sabe se se voltará Deus, e se arrependerá, e se apartará do furor da sua ira, de sorte que não pereçamos? (10) E Deus viu as obras deles, como se converteram do seu mau caminho; e Deus se arrependeu do mal que tinha anunciado lhes faria, e não o fez.

Jonas 4

 (1) MAS isso desagradou extremamente a Jonas, e ele ficou irado. (2) E orou ao SENHOR, e disse: Ah! SENHOR! Não foi esta minha palavra, estando ainda na minha terra? Por isso é que me preveni, fugindo para Társis, pois sabia que és Deus compassivo e misericordioso, longânimo e grande em benignidade, e que te arrependes do mal. (3) Peço-te, pois, ó SENHOR, tira-me a vida, porque melhor me é morrer do que viver. (4) E disse o SENHOR: Fazes bem que assim te ires? (5) Então Jonas saiu da cidade, e sentou-se ao oriente dela; e ali fez uma cabana, e sentou-se debaixo dela, à sombra, até ver o que aconteceria à cidade. (6) E fez o SENHOR Deus nascer uma aboboreira, e ela subiu por cima de Jonas, para que fizesse sombra sobre a sua cabeça, a fim de o livrar do seu enfado; e Jonas se alegrou em extremo por causa da aboboreira. (7) Mas Deus enviou um verme, no dia seguinte ao subir da alva, o qual feriu a aboboreira, e esta se secou. (8) E aconteceu que, aparecendo o sol, Deus mandou um vento calmoso oriental, e o sol feriu a cabeça de Jonas; e ele desmaiou, e desejou com toda a sua alma morrer, dizendo: Melhor me é morrer do que viver. (9) Então disse Deus a Jonas: Fazes bem que assim te ires por causa da aboboreira? E ele disse: Faço bem que me revolte até à morte. (10) E disse o SENHOR: Tiveste tu compaixão da aboboreira, na qual não trabalhaste, nem a fizeste crescer, que numa noite nasceu, e numa noite pereceu; (11) E não hei de eu ter compaixão da grande cidade de Nínive, em que estão mais de cento e vinte mil homens que não sabem discernir entre a sua mão direita e a sua mão esquerda, e também muitos animais?

DEVOCIONAL PARA HOJE 27/09/2013


VERSÍCULO:
   Os lábios do justo sabem o que agrada, mas a boca dos perversos, somente o mal. -- Provérbios 10:32

PENSAMENTO:
   Quantas vezes você já disse o que não devia? Para mim, nem quero pensar em quantas vezes já fiz isto. As palavras de Jesus neste tópico realmente me declaram culpado: “A boca fala do que está cheio o coração.” Ou seja, palavras pobres e tempo errado são mais relacionados ao nosso coração, do que a traquejo social e decoro. Peçamos a Deus para purificar, consertar e refocalizar nosso coração na Sua vontade e desejo.

ORAÇÃO:
   Deus Poderoso, Pai amoroso e misericordioso, por favor purifique meu coração de todo o mal, ódio, duplicidade, preconceito, malícia, cobiça e avareza. Pelo poderoso nome de Jesus, por favor afaste qualquer poder maligno ou tentação sedutora que corromperia meu coração e machucaria minha alma. Encha meu coração com amor, graça, justiça, paixão santa, mansidão, sensibilidade, coragem, convicção, e perdão. Dê-me discernimento para saber qual destas qualidades eu preciso em cada momento. Santifique a mim, meu corpo, alma, e espírito com seu Espírito Santo. No nome de Jesus. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0927.html

26 de set de 2013

O VERDADEIRO ARREPENDIMENTO


I- Mudança de Pensamento.
      A- Parábola dos dois filhos. Mt.21:28-31
      B- O filho pródigo. Lc.15:17-20
II. Mudança de Sentimento.
      A- Segundo Deus traz verdadeiro arrependimento. 2 Cor.7:10
      B- O fariseu e o publicano. Lc.18:9-14 Davi. 2 Sm.12:18-23
      C. Sentimento produz lágrimas. Sl.51:1-7; 1 Sm.15:24-31; Pedro (Mt.26:75)
III. Mudança de Propósito.
      A- Confissão do pecado. Lu.15:17-20
      B- Abandono do pecado.
      C- Deixar o caminho errado.
      D- Ter um coração quebrantado.
Conclusão: O verdadeiro arrependimento produz gozo no Céu e perdão dos pecados. No verdadeiro arrependimento o Espírito Santo é derramado sobre aquele que se arrepende.
Pr. Antônio Luiz de Souza Silva

QUEM PODE SER USADO POR DEUS?


TEXTO: Ef.6:10-12
Estamos envolvidos numa grande batalha espiritual. Satanás não quer a salvação das pessoas e uma vida liberta por Cristo Jesus. 
Deus quer nos usar nesta batalha, vejamos algumas características daqueles que podem ser usados por Ele nesta obra.
I- Pessoas que perderam de vista a si mesmos (ex. Timóteo, Epafrodito, Paulo) Veja Filipenses 2:19-21 e v.30, Atos 20:24
      a) O amor a Deus e a sua obra deve ser maior que eu tenho por mim.
      b) Deus tem um plano para sua vida que começou na sua conversão. Quanto mais crescemos à imagem de Cristo mais aumenta nosso compromisso com a obra de Deus.
II- Pessoas que querem ouvir de Deus e conhecer sua vontade. I Rs. 19:9-13
      a) Qual é a sua disposição em ouvir a Deus? Qual é o seu lugar na sua obra?
     b) Nesta obra não há lugar para espectadores, nem para indiferentes ou descompromissados. Vanguarda ou retaguarda? Qual é o seu lugar? Vanguarda: Os que estão na frente, "os pés formosos". Retaguarda: Os que ficaram, apoiando os que vão. Esta é a igreja fiel. Na medida que reconhecemos que temos um lugar e estamos dispostos a assumi-lo, nossa vida passa a ter uma dimensão, um significado novo, que produz grande satisfação espiritual.
III- Pessoas que estão obedecendo colocando em prática o que recebem de Deus.
      a) Não estão apenas cheios de boas intenções e planos.
      b) Ouviram o apelo "A quem enviarei"? e responderam ao apelo: "Eis me aqui" Is. 6:8
Conclusão: Irmão se estás convicto que Deus te quer na obra servindo na frente creia que o Deus que te chama permanecerá fiel. E se não tens chamado para servir na frente, fique na retaguarda, mas faça dela uma retaguarda fiel, faça de sua igreja, uma igreja forte cada dia para honra e glória de Deus.
Pr. Tercio Avena da Silva

SUCESSO

"Cara, você não sabe da maior! É a melhor coisa que poderia ter acontecido! Entrei na faculdade!!" "Sério? Parabéns, hem! Vamos até à lanchonete comemorar essa grande vitória!" Ao chegarem à lanchonete, Sérgio e Carlos foram abordados por um repórter da Revista Para e Pense. A primeira pergunta foi dirigida a Sérgio. Rp.: "Do seu ponto de vista, o que é sucesso?" Sérgio: "Puxa, hoje eu posso realmente responder com toda certeza o que é sucesso. Sucesso é entrar na faculdade, pois nela está a porta para mais sucessos ainda."
Rp.: "Então, você só começou a ser bem sucedido depois que passo no vestibular?" Sérgio: "Não, não é bem assim. Eu me julgo um cara bem sucedido. Minha família tem uma boa posição social, aliás meu pai está ganhando muito bem, eu já tenho um bom carro, sempre fui bem na escala e, modéstia à parte, sempre fiz sucesso com as gatinhas." Carlos: "É verdade. Sérgio tem muita sorte mesmo!" Rp.: "Quer dizer, então, que para você, sucesso é entrar na faculdade, ter um carro, muito dinheiro e garotas?" Sérgio: "Sem dúvida" Que mais um homem pode desejar?" Rp.: "E você, Carlos, qual a sua opinião?" Carlos: " Bem, para mim, os mais importante é ficar famoso - este é meu grande objetivo. Sou jogador de tênis e pretendo fazer parte da seleção brasileira. Isto é sucesso."
E para você, leitor? O que responderia caso lhe fizessem a mesma pergunta? Há no mundo dos esportes uma curiosa tensão. Grande parte dos esportes sofre mais com o sucesso do que com o fracasso. Manter-se no auge da forma, sustentar o sucesso é muito mais complexo do que usar certa marca de material esportivo ou de desodorante. O sucesso tem a capacidade de tocar as cordas sensíveis de nossa inadequação pessoal, de provocar orgulhos infundados e tornar-nos suscetíveis à lisonja (Que aos olhos de Salomão era uma armadilha montada diante da pessoa bem sucedida, Pv. 29:5). O verdadeiro sucesso, seja ele material ou espiritual, só é sucesso quando não corrompe, quando não inibe, quando não incha e quando não aliena.
A Bíblia tem exemplos dramáticos do poder corruptor do sucesso. Reis piedosos como Asa (2 Cr. 16:10,12), Josafá (2 Rs. 22), Uzias (2 Cr. 26:13-23) e Ezequias (2 Rs. 20:12-19) resistiram ao fracasso e a dificuldade, sendo derrubados pelo sucesso, pagaram alto preço por se deixarem levar pelo sucesso. Especialmente na vida espiritual, nada nos deixa mais vulneráveis que o sucesso. O seu doce sabor pode rapidamente transformar-se no fel da frustração se não soubermos como absorvê-lo corretamente. Reconhecer honestamente o esforço pessoal e, ao mesmo tempo, admitir intimamente a prioridade absoluta da graça de Deus como razão e meio de nosso sucesso são os ingredientes necessários a que o sucesso não nos destrua.
Veja o exemplo de Paulo em 1 Coríntios 15:10 "Mas, pela graça de Deus, sou o que sou; e a sua graça, que me foi concedida, não se tornou vã, antes trabalhei muito mais do que todos eles; todavia não eu, mas a graça de Deus comigo." Quando os louvores, os elogios e os tapinhas nas costas nos levarem à adoração a Deus por sua graça e maior dependência Dele, então estaremos experimentando o verdadeiro sucesso, que Ele confirmara no céu, ao dizer-nos: "Bem está, servo bom e fiel. Entra no sucesso, isto é, no gozo do teu Senhor".
Pr. José Carlos da Silva


"MISTER PETER" E A BÍBLIA VELHA


Querido leitor, você gostaria de saber a força, o poder que tem a Palavra de Deus? Preste atenção nessa estória real ocorrida com um homem que conhecemos na cidade de Bebedouro, São Paulo. Seu nome: Peter William Prehne. Idade, 46 anos. Peter William era ateu, não cria em Deus. Certa vez, quando visitava um local onde se vende coisas usadas, Peter examinou tudo e finalmente sentiu que devia olhar os velhos livros empilhados em um canto. Havia cerca de 8.000 livros; velhos livros. Peter foi olhando um por um, e de repente viu um grande volume de quatro quilos.
Era uma Bíblia, versão King James. Mas como, e por que, sentir-se atraído por uma velha Bíblia, se Peter era um ateu? Mas a medida em que folheava o velho volume, Peter sentia algo estranho acontecer em seu interior. O Espírito Santo começou a trabalhar com ele e Peter decidiu comprar a velha Bíblia. Seu preço: dez dólares. Dez dólares. Querido leitor, você sabe quanto vale uma alma? Uma alma não tem preço. Tanto é verdade que a única maneira de salvá-la, redimí-la, seria sangue puro, sem preço, pois se o sangue humano não tem preço, o que dizer então do sangue do Filho de Deus, sem pecado algum e derramado por nós lá no Gólgota?
Peter levou então a velha Bíblia para casa; agora a mesma já não lhe era estranha pois ao adquirí-la tornou-se seu proprietário. Peter aceitou o Senhor Jesus, e à quase três meses batizou-se, em cumprimento à ordenança do Senhor Jesus. Hoje, Peter fala com grande alegria de sua experiência, daquele maravilhoso dia, quando foi ao supermercado FreeMarketing para examinar coisas velhas, achou uma velha Bíblia, que mudou totalmente sua vida. Somente o poder de Deus é capaz de um milagre dessa envergadura, pois nenhum outro livro no mundo pode fazê-lo. Não importa a idade de uma Bíblia; ela possui o mesmo poder de antigamente. Quantos homens já tentaram exterminá-la, mas tudo em vão. Quanto mais ataques a Bíblia sofreu ao longo da história, mais ela se multiplicou, salvando, exortando, encorajando. Infeliz o homem que nunca tenha tido um contato com a Bíblia Sagrada, a Palavra de Deus.
Assim como o coração ateu de Peter foi transformado, restaurado, regenerado, consagrado, o seu também pode amado leitor. Basta que para tanto você entregue seu coração a Jesus, aceitando-O como seu único Salvador pessoal. Talvez você tenha achado este pequeno boletim e "por acaso" está lendo este artigo. Tudo na vida tem uma razão de ser. Sua leitura desta artigo foi sem dúvida a mão de Deus, te guiando para aprender Sua santa Palavra e assim conhecer, como Peter, o Senhor Jesus, o Filho Únigênito de Deus. Talvez você esteja lendo este boletim em uma casa luxuosa. Saiba que tudo isso ficará neste mundo, nada levaremos dele. Mas a sua alma é importante, pois ela é que estará perante o Senhor Deus, o Juiz Universal, um dia. Ai daquela alma que chegar à Presença do Senhor Deus, sem ser lavada pelo sangue remidor de Jesus, Seu Filho. Aqueles dez dólares gastos pelo Peter, na compra de uma velha Bíblia, foi o dinheiro mais bem empregado de sua vida, pois uma alma sem Jesus, sem a salvação eterna, não tem o valor de um centavo diante de Deus. Aceite ao Senhor Jesus agora mesmo. Ore assim: "Jesus, eu te aceito como meu Único Salvador e peço que perdoes todos os meus pecados agora mesmo. Quero que o Senhor seja o dono, o Senhor, de minha vida. Aceite--me como filho de Deus. Obrigado, Senhor. Amem!"
Pr. Oscar de Barros