VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

27 de set de 2013

COMO ACERCAR-NOS DE DEUS


Texto:Lucas 18:9-14 
INTRODUÇÃO:
1- Temos que confiar em Deus ao orar, não em nós mesmos. Não podemos crer nos justos e menosprezar os outros.
2- Os fariseus se dedicavam à fiel observância da lei e às tradições. Consideravam-se "o verdadeiro Israel de Deus", e sentiam desprezo pelo povo comum que permanecia ignorante e negligente da lei (João 7:45-49). Além disso, sobrepunham a autoridade da tradição à das Escrituras (Marcos 7:13). O fariseu era um separatista pelo prazer de separar-se dos pecadores.
3- Os publicanos eram odiados pelo povo porque:
a- Trabalhavam para o Império Romano que oprimia os judeus e cobravam os impostos.
b- Ao cobrar os impostos, os publicanos exigiam um tanto além do devido para ficar para si mesmos.
I.TEMOS QUE CONFIAR EM DEUS AO ORAR, NÃO EM NÓS MESMOS. (Versículos 11-13).
      A- O fariseu é um exemplo de confiança em si mesmo ao orar. (11-12). Em sua oração não exaltou a Deus, mas a si mesmo, baseando-se em:
            1- Seu orgulho e desrespeito por outros pecadores. (11)
            2- Sua própria justiça. (12)
      B- O publicano, exemplo de confiança em Deus ao orar (13): "Sê propício a mim, pecador" (Em outras palavras, tira todo obstáculo para que obre sua misericórdia sobre mim, ainda que mereço o pior castigo porque sou o pior pecador). Em sua oração exaltou a Deus e humilhou-se a si mesmo, baseando-se em:
            a- Sua consciência de pecado, sem comparar-se com os demais.
            b- Sua dependência da imerecida misericórdia de Deus para ele. (13).
II. TEMOS QUE CONFIAR EM DEUS AO ORAR, PARA OBTER BONS RESULTADOS. (Versículo 14)
      A- O fariseu se exaltou ao orar e foi humilhado. Voltou para sua casa sem ter sido declarado justo (maus resultados) porque confiou em si mesmo baseandose em:
            1- Seu orgulho e depreciação dos outros pecadores.
            2- Sua justiça própria.
      B- O publicano se humilhou ao orar, foi enaltecido por Deus. Voltou para sua casa tendo sido declarado justo (Bons resultados). Confiou em Deus baseandose em:
            1- Sua consciência de pecado, sem comparar-se com os demais.
            2- Sua dependência da imerecida misericórdia de Deus para com ele.
Pr. Carlos A. Moraes

Nenhum comentário:

Postar um comentário