VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

1 de set de 2013

O QUE IMPEDE O AVIVAMENTO?


Uma lista de 23 razões dá a resposta. É comum vermos pessoas se ajoelharem no altar e clamarem a Deus com corações angustiados, e ficarem sem resposta. Também é comum que grupos de pessoas se reúnam em noites de oração pedindo avivamento, e nunca obtenham resposta. Qual é o problema? Deixemos que a Bíblia responda:
Mas as vossas iniqüidades fazem separação entre vós e o vosso Deus; e os vossos pecados encobrem o seu rosto de vós, para que vos não ouça”. Isaías 59.2.
Assim, antes de qualquer coisa, vamos revelar nossos pecados. Vamos endireitar os caminhos tortos e reunir as pedras; então poderemos pedir em fé e esperança as chuvas de bênçãos.
Peguemos nossos pecados, um a um, e lidemos com nossas transgressões separadamente, e façamo-nos as perguntas abaixo. Pode ser que sejamos culpados, e Deus falará conosco.
01. Já perdoamos a todos? Existe alguma maldade, desprezo, ódio ou inimizade em nossos corações? Acarinhamos mágoas, e recusamos a reconciliação?
02. Ficamos irados? Existe tumulto interior? Será que perdemos a paciência? A raiva costuma colocar suas garras sobre nós?
03. Somos invejosos? Se somos preteridos, sentimos inveja da pessoa preferida, e nos sentimos magoados? Temos inveja daqueles que oram, falam e fazem as coisas melhor do que nós?
04. Ficamos impacientes e irritados? Pequenas coisas nos irritam e perturbam? Ou somos gentis, calmos e serenos diante de quaisquer circunstâncias?
05. Ficamos ofendidos facilmente? Se passamos despercebidos, se alguém deixa de nos cumprimentar, ficamos chateados? Se outros são elogiados e somos negligenciados, como nos sentimos com isto?
06. Existe qualquer ponta de orgulho em nosso coração? Temos o nariz empinado? Somos soberbos quanto ao nosso status e realizações?
07. Somos desonestos? Nossos negócios são claros e acima de qualquer reprovação? Nossa balança e nossa fita métrica são honestas?
08. Somos de fazer fofocas? Destruímos o caráter dos outros? Somos mexeriqueiros, línguas de trapo?
09. Criticamos os outros sem dó nem piedade? Vivemos a descobrir erros e falhas nos outros?
10. Roubamos de Deus? Roubamos o tempo que pertence ao Senhor? Temo-nos agarrado ao nosso dinheiro?
11. Somos mundanos? Adoramos o brilho, a pompa e os espetáculos desta vida?
12. Somos “mãos leves”? Pegamos para nós coisinhas que não nos pertencem?
13. Somos rancorosos? Existe ódio em nosso coração?
14. Nossas vidas são povoadas de coisas inúteis e frívolas? Nossa conduta é reprovável? O mundo nos consideraria parte dele, por causa de nossas atitudes?
15. Erramos com alguém e deixamos de acertar as coisas? Ou temos o mesmo espírito de Zaqueu? Restituímos as pequenas coisas que Deus mandou que restituíssemos?
16. Somos preocupados e ansiosos? Deixamos de confiar em Deus quanto às necessidades materiais e espirituais? Vivemos atravessando pontes mesmo antes de chegarmos a elas?
17. Somos culpados de pensamentos sensuais? Povoamos nossa mente com pensamentos impuros e luxuriosos?
18. Falamos a verdade? Ou exageramos na conversa, deixando uma falsa impressão? Somos de mentir?
19. Somos culpados do pecado de descrença? Apesar de tudo que Deus nos fez, ainda nos recusamos a crer nas promessas da Bíblia?
20. Somos culpados do pecado da falta de oração? Somos intercessores? Oramos mesmo? Quanto tempo passamos ajoelhados? Pusemos a oração de escanteio?
21. Estamos negligenciando a Palavra? Quantos capítulos lemos por dia? Estudamos a Bíblia? Nossos recursos e força vêm da Bíblia?
22. Temos vergonha de confessar a Cristo publicamente? Temos vergonha de Jesus? Ficamos calados diante dos não cristãos? Testemunhamos diariamente?
23. Temos paixão pelas almas perdidas? Temos amor pelas pessoas sem Cristo? Nossos corações choram por aqueles que estão perecendo?
Estas são coisas que impedem a obra de Deus entre seu povo. Sejamos honestos, e vamos “dar nome aos bois”. “Pecado” é a palavra que Deus usa. E quanto antes admitirmos que somos pecadores, e estivermos dispostos a confessar e abandonar os pecados, mais cedo veremos Deus nos atender e operar com força grandiosa. Não conseguiremos nunca enganar a Deus.
Antes de darmos o próximo passo, vamos remover o obstáculo, aquilo que é impedimento. “Porque, se nos julgássemos a nós mesmos, não seríamos julgados” (1Co 11.31). O julgamento começará “pela casa de Deus” (1Pe 4.17).
Oswald J. Smith (1891-1986)
(Sword of the Lord)

Nenhum comentário:

Postar um comentário