VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

14 de mar de 2014

PARÁBOLA DO AMANTE RELUTANTE

Havia um jovem que estava apaixonado por uma jovem, ou pelo menos era isto que ele dizia para ela. Uma vez por semana na sua folga, ele telefonava para ela, isto se não se sentisse cansado, ou não tivesse nenhum lugar para ir. Ela amava boa música, literatura famosa, mas ele não tinha nenhum interesse nisto. Atualmente, ele ficava intraqüilo e inquieto quando estava perto dela. “Porque ele não podia ficar mais tempo ou vir mais frequentemente?” Ela se perguntava.
O segredo era que o jovem ainda pensava no seu antigo amor. Embora ele tivesse concordado em se separar, ele ainda passava muitas horas na semana com ela. Parecia que eles ainda tinham muita coisa em comum. Eles amavam as mesmas coisas, as mesmas pessoas e os mesmos divertimentos. Mesmo para a jovem para quem ele recentemente tinha declaro seu amor, ele não admitia duplicidade.
Quando assim um crente preocupado perguntava se as ações do jovem estavam corretas, ele geralmente acusava-o de julgá-lo.
Esta estória é uma parábola da vida de um “crente morno”. Embora ele professe seu amor pela igreja e somente passa pouco tempo com ela relutantemente. Ele não participa dos interesses dela. O mundo ainda tem parte de seu coração. Claro que ele nega esta carnalidade, mas suas ações provam o contrário.
Todas as suas confissões de amor a Cristo e a Igreja são em vão. Leia a parábola de novo e pergunte-se: “Será que eu sou um amante relutante?”
...pelos seus frutos os conhecereis.” (Mt. 7:20).
Selecionado

Nenhum comentário:

Postar um comentário