VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

11 de dez de 2014

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 14)

Juízes 4-6

Juízes 4

 (1) PORÉM os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do SENHOR, depois de falecer Eúde. (2) E vendeu-os o SENHOR na mão de Jabim, rei de Canaã, que reinava em Hazor; e Sísera era o capitão do seu exército, o qual então habitava em Harosete dos gentios. (3) Então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR, porquanto ele tinha novecentos carros de ferro, e por vinte anos oprimia violentamente os filhos de Israel. (4) E Débora, mulher profetisa, mulher de Lapidote, julgava a Israel naquele tempo. (5) Ela assentava-se debaixo das palmeiras de Débora, entre Ramá e Betel, nas montanhas de Efraim; e os filhos de Israel subiam a ela a juízo. (6) E mandou chamar a Baraque, filho de Abinoão de Quedes de Naftali, e disse-lhe: Porventura o SENHOR Deus de Israel não deu ordem, dizendo: Vai, e atrai gente ao monte Tabor, e toma contigo dez mil homens dos filhos de Naftali e dos filhos de Zebulom? (7) E atrairei a ti para o ribeiro de Quisom, a Sísera, capitão do exército de Jabim, com os seus carros, e com a sua multidão; e o darei na tua mão. (8) Então lhe disse Baraque: Se fores comigo, irei; porém, se não fores comigo, não irei. (9) E disse ela: Certamente irei contigo, porém não será tua a honra da jornada que empreenderes; pois à mão de uma mulher o SENHOR venderá a Sísera. E Débora se levantou, e partiu com Baraque para Quedes. (10) Então Baraque convocou a Zebulom e a Naftali em Quedes, e subiu com dez mil homens após ele; e Débora subiu com ele. (11) E Héber, queneu, se tinha apartado dos queneus, dos filhos de Hobabe, sogro de Moisés; e tinha estendido as suas tendas até ao carvalho de Zaanaim, que está junto a Quedes, (12) E anunciaram a Sísera que Baraque, filho de Abinoão, tinha subido ao monte Tabor. (13) E Sísera convocou todos os seus carros, novecentos carros de ferro, e todo o povo que estava com ele, desde Harosete dos gentios até ao ribeiro de Quisom. (14) Então disse Débora a Baraque: Levanta-te, porque este é o dia em que o SENHOR tem dado a Sísera na tua mão; porventura o SENHOR não saiu adiante de ti? Baraque, pois, desceu do monte Tabor, e dez mil homens após ele. (15) E o SENHOR derrotou a Sísera, e a todos os seus carros, e a todo o seu exército ao fio da espada, diante de Baraque; e Sísera desceu do carro, e fugiu a pé. (16) E Baraque perseguiu os carros, e o exército, até Harosete dos gentios; e todo o exército de Sísera caiu ao fio da espada, até não ficar um só. (17) Porém Sísera fugiu a pé à tenda de Jael, mulher de Héber, queneu; porquanto havia paz entre Jabim, rei de Hazor, e a casa de Héber, queneu. (18) E Jael saiu ao encontro de Sísera, e disse-lhe: Entra, senhor meu, entra aqui, não temas. Ele entrou na sua tenda, e ela o cobriu com uma coberta. (19) Então ele lhe disse: Dá-me, peço-te, de beber um pouco de água, porque tenho sede. Então ela abriu um odre de leite, e deu-lhe de beber, e o cobriu. (20) E ele lhe disse: Põe-te à porta da tenda; e há de ser que se alguém vier e te perguntar: Há aqui alguém? Responderás então: Não. (21) Então Jael, mulher de Héber, tomou uma estaca da tenda, e lançou mão de um martelo, e chegou-se mansamente a ele, e lhe cravou a estaca na fonte, de sorte que penetrou na terra, estando ele, porém, num profundo sono, e já muito cansado; e assim morreu. (22) E eis que, seguindo Baraque a Sísera, Jael lhe saiu ao encontro, e disse-lhe: Vem, e mostrar-te-ei o homem que buscas. E foi a ela, e eis que Sísera jazia morto, com a estaca na fonte. (23) Assim Deus naquele dia sujeitou a Jabim, rei de Canaã, diante dos filhos de Israel. (24) E continuou a mão dos filhos de Israel a pesar e a endurecer-se sobre Jabim, rei de Canaã; até que exterminaram a Jabim, rei de Canaã.

Juízes 5

 (1) E CANTOU Débora e Baraque, filho de Abinoão, naquele mesmo dia, dizendo: (2) Louvai ao SENHOR pela vingança de Israel, quando o povo se ofereceu voluntariamente. (3) Ouvi, reis; dai ouvidos, príncipes; eu, eu cantarei ao SENHOR; salmodiarei ao SENHOR Deus de Israel. (4) Ó SENHOR, saindo tu de Seir, caminhando tu desde o campo de Edom, a terra estremeceu; até os céus gotejaram; até as nuvens gotejaram águas. (5) Os montes se derreteram diante do SENHOR, e até Sinai diante do SENHOR Deus de Israel. (6) Nos dias de Sangar, filho de Anate, nos dias de Jael cessaram os caminhos; e os que andavam por veredas iam por caminhos torcidos. (7) Cessaram as aldeias em Israel, cessaram; até que eu, Débora, me levantei, por mãe em Israel me levantei. (8) E se escolhia deuses novos, logo a guerra estava às portas; via-se por isso escudo ou lança entre quarenta mil em Israel? (9) Meu coração é para os legisladores de Israel, que voluntariamente se ofereceram entre o povo; bendizei ao SENHOR. (10) Vós os que cavalgais sobre jumentas brancas, que vos assentais em juízo, que andais pelo caminho, falai disto. (11) Donde se ouve o estrondo dos flecheiros, entre os lugares onde se tiram águas, ali falai das justiças do SENHOR, das justiças que fez às suas aldeias em Israel; então o povo do SENHOR descia às portas. (12) Desperta, desperta, Débora, desperta, desperta, entoa um cântico; levanta-te, Baraque, e leva presos os teus cativos, tu, filho de Abinoão. (13) Então fez dominar sobre os nobres entre o povo, aos que restaram; fez-me o SENHOR dominar sobre os poderosos. (14) De Efraim saiu a sua raiz contra Amaleque; e depois de ti vinha Benjamim dentre os teus povos; de Maquir desceram os legisladores, e de Zebulom os que levaram a cana do escriba. (15) Também os principais de Issacar foram com Débora; e como Issacar, assim também Baraque, foi enviado a pé para o vale; nas divisões de Rúben foram grandes as resoluções do coração. (16) Por que ficaste tu entre os currais para ouvires os balidos dos rebanhos? Nas divisões de Rúben tiveram grandes esquadrinhações do coração. (17) Gileade ficou além do Jordão, e Dã por que se deteve nos navios? Aser se assentou na beira dos mares, e ficou junto às suas baías. (18) Zebulom é um povo que expôs a sua vida à morte, como também Naftali, nas alturas do campo. (19) Vieram reis, pelejaram; então pelejaram os reis de Canaã em Taanaque, junto às águas de Megido; não tomaram despojo de prata. (20) Desde os céus pelejaram; até as estrelas desde os lugares dos seus cursos pelejaram contra Sísera. (21) O ribeiro de Quisom os arrastou, aquele antigo ribeiro, o ribeiro de Quisom. Pisaste, ó minha alma, à força. (22) Então os cascos dos cavalos se despedaçaram; pelo galopar, o galopar dos seus valentes. (23) Amaldiçoai a Meroz, diz o anjo do SENHOR, acremente amaldiçoai aos seus moradores; porquanto não vieram ao socorro do SENHOR, ao socorro do SENHOR com os valorosos. (24) Bendita seja entre as mulheres, Jael, mulher de Héber, o queneu; bendita seja entre as mulheres nas tendas. (25) Água pediu ele, leite lhe deu ela; em prato de nobres lhe ofereceu manteiga. (26) À estaca estendeu a sua mão esquerda, e ao martelo dos trabalhadores a sua direita; e matou a Sísera, e rachou-lhe a cabeça, quando lhe pregou e atravessou as fontes. (27) Entre os seus pés se encurvou, caiu, ficou estirado; entre os seus pés se encurvou, caiu; onde se encurvou, ali ficou abatido. (28) A mãe de Sísera olhava pela janela, e exclamava pela grade: Por que tarda em vir o seu carro? Por que se demoram os ruídos dos seus carros? (29) As mais sábias das suas damas responderam; e até ela respondia a si mesma: (30) Porventura não achariam e repartiriam despojos? Uma ou duas moças a cada homem? Para Sísera despojos de estofos coloridos, despojos de estofos coloridos bordados; de estofos coloridos bordados de ambos os lados como despojo para os pescoços. (31) Assim, ó SENHOR, pereçam todos os teus inimigos! Porém os que te amam sejam como o sol quando sai na sua força. 32 E sossegou a terra quarenta anos.

Juízes 6

 (1) PORÉM os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR; e o SENHOR os deu nas mãos dos midianitas por sete anos. (2) E, prevalecendo a mão dos midianitas sobre Israel, fizeram os filhos de Israel para si, por causa dos midianitas, as covas que estão nos montes, as cavernas e as fortificações. (3) Porque sucedia que, semeando Israel, os midianitas e os amalequitas, e também os do oriente, contra ele subiam. (4) E punham-se contra ele em campo, e destruíam os frutos da terra, até chegarem a Gaza; e não deixavam mantimento em Israel, nem ovelhas, nem bois, nem jumentos. (5) Porque subiam com os seus gados e tendas; vinham como gafanhotos, em grande multidão que não se podia contar, nem a eles nem aos seus camelos; e entravam na terra, para a destruir. (6) Assim Israel empobreceu muito pela presença dos midianitas; então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR. (7) E sucedeu que, clamando os filhos de Israel ao SENHOR por causa dos midianitas, (8) Enviou o SENHOR um profeta aos filhos de Israel, que lhes disse: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Do Egito eu vos fiz subir, e vos tirei da casa da servidão; (9) E vos livrei da mão dos egípcios, e da mão de todos quantos vos oprimiam; e os expulsei de diante de vós, e a vós dei a sua terra. (10) E vos disse: Eu sou o SENHOR vosso Deus; não temais aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; mas não destes ouvidos à minha voz. (11) Então o anjo do SENHOR veio, e assentou-se debaixo do carvalho que está em Ofra, que pertencia a Joás, abiezrita; e Gideão, seu filho, estava malhando o trigo no lagar, para o salvar dos midianitas. (12) Então o anjo do SENHOR lhe apareceu, e lhe disse: O SENHOR é contigo, homem valoroso. (13) Mas Gideão lhe respondeu: Ai, Senhor meu, se o SENHOR é conosco, por que tudo isto nos sobreveio? E que é feito de todas as suas maravilhas que nossos pais nos contaram, dizendo: Não nos fez o SENHOR subir do Egito? Porém agora o SENHOR nos desamparou, e nos deu nas mãos dos midianitas. (14) Então o SENHOR olhou para ele, e disse: Vai nesta tua força, e livrarás a Israel das mãos dos midianitas; porventura não te enviei eu? (15) E ele lhe disse: Ai, Senhor meu, com que livrarei a Israel? Eis que a minha família é a mais pobre em Manassés, e eu o menor na casa de meu pai. (16) E o SENHOR lhe disse: Porquanto eu hei de ser contigo, tu ferirás aos midianitas como se fossem um só homem. (17) E ele disse: Se agora tenho achado graça aos teus olhos, dá-me um sinal de que és tu que falas comigo. (18) Rogo-te que daqui não te apartes, até que eu volte e traga o meu presente, e o ponha perante ti. E disse: Eu esperarei até que voltes. (19) E entrou Gideão e preparou um cabrito e pães ázimos de um efa de farinha; a carne pôs num cesto e o caldo pôs numa panela; e trouxe-lho até debaixo do carvalho, e lho ofereceu. (20) Porém o anjo de Deus lhe disse: Toma a carne e os pães ázimos, e põe-nos sobre esta penha e derrama-lhe o caldo. E assim fez. (21) E o anjo do SENHOR estendeu a ponta do cajado, que estava na sua mão, e tocou a carne e os pães ázimos; então subiu o fogo da penha, e consumiu a carne e os pães ázimos; e o anjo do SENHOR desapareceu de seus olhos. (22) Então viu Gideão que era o anjo do SENHOR e disse: Ah, Senhor DEUS, pois vi o anjo do SENHOR face a face. (23) Porém o SENHOR lhe disse: Paz seja contigo; não temas; não morrerás. (24) Então Gideão edificou ali um altar ao SENHOR, e chamou-lhe: O SENHOR É PAZ; e ainda até o dia de hoje está em Ofra dos abiezritas. (25) E aconteceu naquela mesma noite, que o SENHOR lhe disse: Toma o boi que pertence a teu pai, a saber, o segundo boi de sete anos, e derruba o altar de Baal, que é de teu pai; e corta o bosque que está ao pé dele. (26) E edifica ao SENHOR teu Deus um altar no cume deste lugar forte, num lugar conveniente; e toma o segundo boi, e o oferecerás em holocausto com a lenha que cortares do bosque. (27) Então Gideão tomou dez homens dentre os seus servos, e fez como o SENHOR lhe dissera; e sucedeu que, temendo ele a casa de seu pai, e os homens daquela cidade, não o fez de dia, mas fê-lo de noite. (28) Levantando-se, pois, os homens daquela cidade, de madrugada, eis que estava o altar de Baal derrubado, e o bosque estava ao pé dele, cortado; e o segundo boi oferecido no altar que fora edificado. (29) E uns aos outros disseram: Quem fez esta coisa? E, esquadrinhando, e inquirindo, disseram: Gideão, o filho de Joás, fez esta coisa. (30) Então os homens daquela cidade disseram a Joás: Tira para fora a teu filho; para que morra; pois derribou o altar de Baal, e cortou o bosque que estava ao pé dele. (31) Porém Joás disse a todos os que se puseram contra ele: Contendereis vós por Baal? Livrá-lo-eis vós? Qualquer que por ele contender ainda esta manhã será morto; se é deus, por si mesmo contenda; pois derrubaram o seu altar. (32) Por isso naquele dia lhe chamaram Jerubaal, dizendo: Baal contenda contra ele, pois derrubou o seu altar. (33) E todos os midianitas e amalequitas, e os filhos do oriente se ajuntaram, e passaram, e acamparam no vale de Jizreel. (34) Então o Espírito do SENHOR revestiu a Gideão, o qual tocou a buzina, e os abiezritas se ajuntaram após ele. (35) E enviou mensageiros por toda a tribo de Manassés, que também se ajuntou após ele; também enviou mensageiros a Aser, e a Zebulom, e a Naftali, que saíram-lhe ao encontro. (36) E disse Gideão a Deus: Se hás de livrar a Israel por minha mão, como disseste, (37) Eis que eu porei um velo de lã na eira; se o orvalho estiver somente no velo, e toda a terra ficar seca, então conhecerei que hás de livrar a Israel por minha mão, como disseste. (38) E assim sucedeu; porque no outro dia se levantou de madrugada, e apertou o velo; e do orvalho que espremeu do velo, encheu uma taça de água. (39) E disse Gideão a Deus: Não se acenda contra mim a tua ira, se ainda falar só esta vez; rogo-te que só esta vez faça a prova com o velo; rogo-te que só o velo fique seco, e em toda a terra haja o orvalho. (40) E Deus assim fez naquela noite; pois só o velo ficou seco, e sobre toda a terra havia orvalho.

DEVOCIONAL PARA HOJE 11/12/2014

VERSÍCULO:
   O SENHOR, o seu Deus, levantará do meio de seus próprios irmãos um profeta como eu; ouçam-no. - Deuteronômio 18:15

PENSAMENTO:
   Jesus é aquele profeta como Moisés. Ele veio e nos ensinou a verdade de Deus. Ele nos ensinou com suas palavras gravadas nos evangelhos. Ele nos ensinou com seu exemplo, através das obras que realizou. Ele está nos ensinando através da sua presença constante em nós e através do Espírito que nos deu. Mas ele nos ensina mais eficazmente quando colocamos em prática o que ele disse.

ORAÇÃO:
   El Shaddai, que trovejou no Monte Sinai e deu sua Lei ao seu servo Moisés, eu acredito que o Senhor ainda está falando hoje através de Jesus. Ajude-me a não apenas ouvir a voz dele, mas a ouvir sua mensagem e sua vida, e colocar em prática hoje. Corrija-me e guie-me brandamente no caminho da obediência, para que eu possa glorificar-lhe mais perfeitamente com a adoração da minha vida diária. Através do poderoso nome de Jesus eu oro. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/1210.html

10 de dez de 2014

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 13)

Juízes 1-3

Juízes 1

 (1) E SUCEDEU, depois da morte de Josué, que os filhos de Israel perguntaram ao SENHOR, dizendo: Quem dentre nós primeiro subirá aos cananeus, para pelejar contra eles? (2) E disse o SENHOR: Judá subirá; eis que entreguei esta terra na sua mão. (3) Então disse Judá a Simeão, seu irmão: Sobe comigo à minha herança. E pelejemos contra os cananeus, e também eu contigo subirei à tua herança. E Simeão partiu com ele. (4) E subiu Judá, e o SENHOR lhe entregou na sua mão os cananeus e os perizeus; e feriram deles, em Bezeque, a dez mil homens. (5) E acharam Adoni-Bezeque em Bezeque, e pelejaram contra ele; e feriram aos cananeus e aos perizeus. (6) Porém Adoni-Bezeque fugiu, mas o seguiram, e prenderam-no e cortaram-lhe os dedos polegares das mãos e dos pés. (7) Então disse Adoni-Bezeque: Setenta reis, com os dedos polegares das mãos e dos pés cortados, apanhavam as migalhas debaixo da minha mesa; assim como eu fiz, assim Deus me pagou. E levaram-no a Jerusalém, e morreu ali. (8) E os filhos de Judá pelejaram contra Jerusalém, e tomando-a, feriram-na ao fio da espada; e puseram fogo na cidade. (9) E depois os filhos de Judá desceram a pelejar contra os cananeus, que habitavam nas montanhas, e no sul, e nas planícies. (10) E partiu Judá contra os cananeus que habitavam em Hebrom (era porém outrora o nome de Hebrom, Quiriate-Arba), e feriram a Sesai, e a Aimã e Talmai. (11) E dali partiu contra os moradores de Debir; e era outrora o nome de Debir, Quiriate-Sefer. (12) E disse Calebe: Quem ferir a Quiriate-Sefer, e a tomar, lhe darei a minha filha Acsa por mulher. (13) E tomou-a Otniel, filho de Quenaz, o irmão de Calebe, mais novo do que ele; e Calebe lhe deu a sua filha Acsa por mulher. (14) E sucedeu que, indo ela a ele, o persuadiu que pedisse um campo a seu pai; e ela desceu do jumento, e Calebe lhe disse: Que é que tens? (15) E ela lhe disse: Dá-me uma bênção; pois me deste uma terra seca, dá-me também fontes de águas. E Calebe lhe deu as fontes superiores e as fontes inferiores. (16) Também os filhos do queneu, sogro de Moisés, subiram da cidade das palmeiras com os filhos de Judá ao deserto de Judá, que está ao sul de Arade, e foram, e habitaram com o povo. (17) E foi Judá com Simeão, seu irmão, e feriram aos cananeus que habitavam em Zefate; e totalmente a destruíram, e chamou-se o nome desta cidade Hormá. (18) Tomou mais Judá a Gaza com o seu termo, e a Ascalom com o seu termo, e a Ecrom com o seu termo. (19) E estava o SENHOR com Judá, e despovoou as montanhas; porém não expulsou aos moradores do vale, porquanto tinham carros de ferro. (20) E deram Hebrom a Calebe, como Moisés o dissera; e dali expulsou os três filhos de Anaque. (21) Porém os filhos de Benjamim não expulsaram os jebuseus que habitavam em Jerusalém; antes os jebuseus ficaram habitando com os filhos de Benjamim em Jerusalém, até ao dia de hoje, (22) E subiu também a casa de José contra Betel, e foi o SENHOR com eles. (23) E a casa de José mandou espias a Betel, e foi antes o nome desta cidade Luz. (24) E viram os espias a um homem, que saía da cidade, e lhe disseram: Ora, mostra-nos a entrada da cidade, e usaremos contigo de misericórdia. (25) E, mostrando-lhes ele a entrada da cidade, feriram-na ao fio da espada; porém àquele homem e a toda a sua família deixaram ir. (26) Então aquele homem se foi à terra dos heteus, e edificou uma cidade, e chamou o seu nome Luz; este é o seu nome até ao dia de hoje. (27) Manassés não expulsou os habitantes de Bete-Seã, nem mesmo dos lugares da sua jurisdição; nem a Taanaque, com os lugares da sua jurisdição; nem os moradores de Dor, com os lugares da sua jurisdição; nem os moradores de Ibleão, com os lugares da sua jurisdição; nem os moradores de Megido, com os lugares da sua jurisdição; e resolveram os cananeus habitar na mesma terra. (28) E sucedeu que, quando Israel cobrou mais forças, fez dos cananeus tributários; porém não os expulsou de todo. (29) Tampouco expulsou Efraim os cananeus que habitavam em Gezer; antes os cananeus ficaram habitando com ele, em Gezer. (30) Tampouco expulsou Zebulom os moradores de Quitrom, nem os moradores de Naalol; porém os cananeus ficaram habitando com ele, e foram tributários. (31) Tampouco Aser expulsou os moradores de Aco, nem os moradores de Sidom; como nem de Alabe, nem de Aczibe, nem de Helba, nem de Afeque, nem de Reobe; (32) Porém os aseritas habitaram no meio dos cananeus que habitavam na terra; porquanto não os expulsaram. (33) Tampouco Naftali expulsou os moradores de Bete-Semes, nem os moradores de Bete-Anate; mas habitou no meio dos cananeus que habitavam na terra; porém lhes foram tributários os moradores de Bete-Semes e Bete-Anate. (34) E os amorreus impeliram os filhos de Dã até às montanhas; porque nem os deixavam descer ao vale. (35) Também os amorreus quiseram habitar nas montanhas de Heres, em Aijalom e em Saalbim; porém prevaleceu a mão da casa de José, e ficaram tributários. (36) E foi o termo dos amorreus desde a subida de Acrabim, desde a penha, e dali para cima.

Juízes 2

  (1) E SUBIU o anjo do SENHOR de Gilgal a Boquim, e disse: Do Egito vos fiz subir, e vos trouxe à terra que a vossos pais tinha jurado e disse: Nunca invalidarei a minha aliança convosco. (2) E, quanto a vós, não fareis acordo com os moradores desta terra, antes derrubareis os seus altares; mas vós não obedecestes à minha voz. Por que fizestes isso? (3) Assim também eu disse: Não os expulsarei de diante de vós; antes estarão como espinhos nas vossas ilhargas, e os seus deuses vos serão por laço. (4) E sucedeu que, falando o anjo do SENHOR estas palavras a todos os filhos de Israel, o povo levantou a sua voz e chorou. (5) Por isso chamaram àquele lugar, Boquim; e sacrificaram ali ao SENHOR. (6) E havendo Josué despedido o povo foram-se os filhos de Israel, cada um à sua herança, para possuírem a terra. (7) E serviu o povo ao SENHOR todos os dias de Josué, e todos os dias dos anciãos que ainda sobreviveram depois de Josué, e viram toda aquela grande obra do SENHOR, que fizera a Israel. (8) Faleceu, porém, Josué, filho de Num, servo do SENHOR, com a idade de cento e dez anos; (9) E sepultaram-no no termo da sua herança, em Timnate-Heres, no monte de Efraim, para o norte do monte de Gaás. (10) E foi também congregada toda aquela geração a seus pais, e outra geração após ela se levantou, que não conhecia ao SENHOR, nem tampouco a obra que ele fizera a Israel. (11) Então fizeram os filhos de Israel o que era mau aos olhos do SENHOR; e serviram aos baalins. (12) E deixaram ao SENHOR Deus de seus pais, que os tirara da terra do Egito, e foram-se após outros deuses, dentre os deuses dos povos, que havia ao redor deles, e adoraram a eles; e provocaram o SENHOR à ira. (13) Porquanto deixaram ao SENHOR, e serviram a Baal e a Astarote. (14) Por isso a ira do SENHOR se acendeu contra Israel, e os entregou na mão dos espoliadores que os despojaram; e os entregou na mão dos seus inimigos ao redor; e não puderam mais resistir diante dos seus inimigos. (15) Por onde quer que saíam, a mão do SENHOR era contra eles para mal, como o SENHOR tinha falado, e como o SENHOR lhes tinha jurado; e estavam em grande aflição. (16) E levantou o SENHOR juízes, que os livraram da mão dos que os despojaram. (17) Porém tampouco ouviram aos juízes, antes prostituíram-se após outros deuses, e adoraram a eles; depressa se desviaram do caminho, por onde andaram seus pais, obedecendo os mandamentos do SENHOR; mas eles assim não fizeram. (18) E, quando o SENHOR lhes levantava juízes, o SENHOR era com o juiz, e os livrava da mão dos seus inimigos, todos os dias daquele juiz; porquanto o SENHOR se compadecia deles pelo seu gemido, por causa dos que os oprimiam e afligiam. (19) Porém sucedia que, falecendo o juiz, reincidiam e se corrompiam mais do que seus pais, andando após outros deuses, servindo-os, e adorando-os; nada deixavam das suas obras, nem do seu obstinado caminho. (20) Por isso a ira do SENHOR se acendeu contra Israel, e disse: Porquanto este povo transgrediu a minha aliança, que tinha ordenado a seus pais, e não deram ouvidos à minha voz, (21) Tampouco desapossarei mais de diante deles a nenhuma das nações, que Josué deixou, quando morreu; (22) Para por elas provar a Israel, se há de guardar, ou não, o caminho do SENHOR, como seus pais o guardaram, para nele andar. (23) Assim o SENHOR deixou ficar aquelas nações, e não as desterrou logo, nem as entregou na mão de Josué.

Juízes 3

 (1) ESTAS, pois, são as nações que o SENHOR deixou ficar, para por elas provar a Israel, a saber, a todos os que não sabiam de todas as guerras de Canaã. (2) Tão-somente para que as gerações dos filhos de Israel delas soubessem (para lhes ensinar a guerra), pelo menos os que dantes não sabiam delas. (3) Cinco príncipes dos filisteus, e todos os cananeus, e sidônios, e heveus que habitavam nas montanhas do Líbano desde o monte de Baal-Hermom, até à entrada de Hamate. (4) Estes, pois, ficaram, para por eles provar a Israel, para saber se dariam ouvido aos mandamentos do SENHOR, que ele tinha ordenado a seus pais, pelo ministério de Moisés. (5) Habitando, pois, os filhos de Israel no meio dos cananeus, dos heteus, e amorreus, e perizeus, e heveus, e jebuseus, (6) Tomaram de suas filhas para si por mulheres, e deram as suas filhas aos filhos deles; e serviram aos seus deuses. (7) E os filhos de Israel fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR, e se esqueceram do SENHOR seu Deus; e serviram aos baalins e a Astarote. (8) Então a ira do SENHOR se acendeu contra Israel, e ele os vendeu na mão de Cusã-Risataim, rei da Mesopotâmia; e os filhos de Israel serviram a Cusã-Risataim oito anos. (9) E os filhos de Israel clamaram ao SENHOR, e o SENHOR levantou-lhes um libertador, que os libertou: Otniel, filho de Quenaz, irmão de Calebe, mais novo do que ele. (10) E veio sobre ele o Espírito do SENHOR, e julgou a Israel, e saiu à peleja; e o SENHOR entregou na sua mão a Cusã-Risataim, rei da Síria; contra o qual prevaleceu a sua mão. (11) Então a terra sossegou quarenta anos; e Otniel, filho de Quenaz, faleceu. (12) Porém os filhos de Israel tornaram a fazer o que era mau aos olhos do SENHOR; então o SENHOR fortaleceu a Eglom, rei dos moabitas, contra Israel; porquanto fizeram o que era mau aos olhos do SENHOR. (13) E reuniu consigo os filhos de Amom e os amalequitas, e foi, e feriu a Israel, e tomaram a cidade das palmeiras. (14) E os filhos de Israel serviram a Eglom, rei dos moabitas, dezoito anos. (15) Então os filhos de Israel clamaram ao SENHOR, e o SENHOR lhes levantou um libertador, a Eúde, filho de Gera, filho de Jemim, homem canhoto. E os filhos de Israel enviaram pela sua mão um presente a Eglom, rei dos moabitas. (16) E Eúde fez para si uma espada de dois fios, do comprimento de um côvado; e cingiu-a por baixo das suas vestes, à sua coxa direita. (17) E levou aquele presente a Eglom, rei dos moabitas; e era Eglom homem muito gordo. (18) E sucedeu que, acabando de entregar o presente, despediu a gente que o trouxera. (19) Porém ele mesmo voltou das imagens de escultura que estavam ao pé de Gilgal, e disse: Tenho uma palavra secreta para ti, ó rei. O qual disse: Cala-te. E todos os que lhe assistiam saíram de diante dele. (20) E Eúde entrou numa sala de verão, que o rei tinha só para si, onde estava sentado, e disse: Tenho, para dizer-te, uma palavra de Deus. E levantou-se da cadeira. (21) Então Eúde estendeu a sua mão esquerda, e tirou a espada de sobre sua coxa direita, e lha cravou no ventre, (22) De tal maneira que entrou até o cabo após a lâmina, e a gordura encerrou a lâmina (porque não tirou a espada do ventre); e saiu-lhe o excremento. (23) Então Eúde saiu ao pátio, e fechou as portas da sala e as trancou. (24) E, saindo ele, vieram os servos do rei, e viram, e eis que as portas da sala estavam fechadas; e disseram: Sem dúvida está cobrindo seus pés na recâmara da sala de verão. (25) E, esperando até se alarmarem, eis que ele não abria as portas da sala; então tomaram a chave, e abriram, e eis ali seu senhor estendido morto em terra. (26) E Eúde escapou, enquanto eles se demoravam; porque ele passou pelas imagens de escultura, e escapou para Seirá. (27) E sucedeu que, chegando ele, tocou a buzina nas montanhas de Efraim, e os filhos de Israel desceram com ele das montanhas, e ele adiante deles. (28) E disse-lhes: Segui-me, porque o SENHOR vos tem entregue vossos inimigos, os moabitas, nas vossas mãos; e desceram após ele, e tomaram os vaus do Jordão contra Moabe, e a ninguém deixaram passar. (29) E naquele tempo feriram dos moabitas uns dez mil homens, todos corpulentos, e todos homens valorosos; e não escapou nenhum. (30) Assim foi subjugado Moabe naquele dia debaixo da mão de Israel; e a terra sossegou oitenta anos. (31) Depois dele foi Sangar, filho de Anate, que feriu a seiscentos homens dos filisteus com uma aguilhada de bois; e também ele libertou a Israel.

DEVOCIONAL PARA HOJE 10/12/2014

VERSÍCULO:
   “Eu sou a videira; vocês são os ramos. Se alguém permanecer em mim e eu nele, esse dará muito fruto; pois sem mim vocês não podem fazer coisa alguma... Meu Pai é glorificado pelo fato de vocês darem muito fruto; e assim serão meus discípulos."  -- João 15:5,8

PENSAMENTO:
   Nós nos tornamos semelhantes a Jesus quando estamos intimamente ligados a ele. A distância entre o céu e a terra não é tão grande quando o céu habita dentro de nós. Em João 14, Jesus nos lembra que se nós o obedecermos, ele habitará dentro de nós e se revelará a nós. Então, à medida que o obedeçamos, o conhecemos melhor. A vida dele se torna real em nós.

ORAÇÃO:
   Precioso senhor, quero obedecer a sua palavra, sua vontade e seu exemplo.  Quero obedecê-lo para te honrar, amar e conhecer.  Então, por favor, me ajuda a te conhecer melhor ao andar nos seus passos. Me ajude a saber o que significa viver a vida do Senhor no meu mundo. Por causa do grandioso nome de Jesus eu oro e o agradeço por se meu Senhor. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1209.html

9 de dez de 2014

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 12)

Josué 22-24

Josué 22

 (1) ENTÃO Josué chamou os rubenitas, e os gaditas, e a meia tribo de Manassés. (2) E disse-lhes: Tudo quanto Moisés, o servo do SENHOR, vos ordenou, guardastes; e à minha voz obedecestes em tudo quanto vos ordenei. (3) A vossos irmãos por todo este tempo, até ao dia de hoje, não desamparastes; antes tivestes cuidado de guardar o mandamento do SENHOR vosso Deus. (4) Agora o SENHOR vosso Deus deu repouso a vossos irmãos, como lhes tinha prometido; voltai-vos, pois, agora, e ide-vos às vossas tendas, à terra da vossa possessão, que Moisés, o servo do SENHOR, vos deu além do Jordão. (5) Tão-somente tende cuidado de guardar com diligência o mandamento e a lei que Moisés, o servo do SENHOR, vos mandou: que ameis ao SENHOR vosso Deus, e andeis em todos os seus caminhos, e guardeis os seus mandamentos, e vos achegueis a ele, e o sirvais com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma. (6) Assim Josué os abençoou, e despediu-os; e foram-se às suas tendas. (7) Ora, Moisés dera herança em Basã à meia tribo de Manassés, porém à outra metade Josué deu herança entre seus irmãos aquém do Jordão para o ocidente; e enviando-os Josué também às suas tendas os abençoou; (8) E falou-lhes, dizendo: Voltai-vos às vossas tendas com grandes riquezas, e com muitíssimo gado, com prata, e com ouro, e com metal, e com ferro, e com muitíssimas roupas; e com vossos irmãos reparti o despojo dos vossos inimigos. (9) Assim os filhos de Rúben, e os filhos de Gade, e a meia tribo de Manassés voltaram, e separaram-se dos filhos de Israel, de Siló, que está na terra de Canaã, para irem à terra de Gileade, à terra da sua possessão, de que foram feitos possuidores, conforme a ordem do SENHOR pelo ministério de Moisés. (10) E, chegando eles aos limites do Jordão, ainda na terra de Canaã, ali os filhos de Rúben, e os filhos de Gade, e a meia tribo de Manassés edificaram um altar junto ao Jordão, um altar de grande aparência. (11) E ouviram os filhos de Israel dizer: Eis que os filhos de Rúben, e os filhos de Gade, e a meia tribo de Manassés edificaram um altar diante da terra de Canaã, nos limites do Jordão, do lado dos filhos de Israel. (12) Ouvindo isso os filhos de Israel, reuniu-se toda a congregação dos filhos de Israel em Siló, para saírem em guerra contra eles. (13) E enviaram os filhos de Israel, aos filhos de Rúben, e aos filhos de Gade, e à meia tribo de Manassés, na terra de Gileade, a Finéias, filho de Eleazar, o sacerdote, (14) E a dez príncipes com ele, de cada casa paterna um príncipe, de todas as tribos de Israel; e cada um era cabeça da casa de seus pais entre os milhares de Israel. (15) E, indo eles aos filhos de Rúben, e aos filhos de Gade, e à meia tribo de Manassés, à terra de Gileade, falaram-lhes, dizendo: (16) Assim diz toda a congregação do SENHOR: Que transgressão é esta, que cometestes contra o Deus de Israel, deixando hoje de seguir ao SENHOR, edificando-vos um altar, para vos rebelardes contra o SENHOR? (17) Foi-nos pouco a iniqüidade de Peor, de que ainda até o dia de hoje não estamos purificados, mesmo que tenha havido castigo na congregação do SENHOR, (18) Para que hoje deixais de seguir o SENHOR? Será que rebelando-vos hoje contra o SENHOR, amanhã ele se irará contra toda a congregação de Israel. (19) Se é, porém, que a terra da vossa herança é imunda, passai-vos para a terra da possessão do SENHOR, onde habita o tabernáculo do SENHOR, e tomai possessão entre nós; mas não vos rebeleis contra o SENHOR, nem tampouco vos rebeleis contra nós, edificando-vos um altar, além do altar do SENHOR nosso Deus. (20) Não cometeu Acã, filho de Zerá, transgressão no tocante ao anátema? Não veio ira sobre toda a congregação de Israel, de modo que aquele homem não morreu só, na sua iniqüidade? (21) Então responderam os filhos de Rúben, e os filhos de Gade, e a meia tribo de Manassés, e disseram aos cabeças dos milhares de Israel: (22) O SENHOR Deus dos deuses, o SENHOR Deus dos deuses, ele o sabe, e Israel mesmo o saberá. Se foi por rebeldia, ou por transgressão contra o SENHOR, hoje não nos preserve; (23) Se nós edificamos um altar para nos desviarmos do SENHOR, ou para sobre ele oferecer holocausto e oferta de alimentos, ou sobre ele apresentar oferta pacífica, o SENHOR mesmo de nós o requeira. (24) E, se antes o não fizemos por receio disto, dizendo: Amanhã vossos filhos virão a falar a nossos filhos, dizendo: Que tendes vós com o SENHOR Deus de Israel? (25) Pois o SENHOR pôs o Jordão por termo entre nós e vós, ó filhos de Rúben, e filhos de Gade; não tendes parte no SENHOR; e assim bem poderiam vossos filhos fazer desistir a nossos filhos de temer ao SENHOR. (26) Por isso dissemos: Preparemo-nos agora, e edifiquemos um altar, não para holocausto, nem para sacrifício, (27) Mas para que, entre nós e vós, e entre as nossas gerações depois de nós, nos seja em testemunho, para podermos fazer o serviço do SENHOR diante dele com os nossos holocaustos, e com os nossos sacrifícios, e com as nossas ofertas pacíficas; para que vossos filhos não digam amanhã a nossos filhos: Não tendes parte no SENHOR. (28) Por isso dissemos: Quando suceder que amanhã assim nos digam a nós e às nossas gerações, então diremos: Vede o modelo do altar do SENHOR que fizeram nossos pais, não para holocausto nem para sacrifício, porém para ser testemunho entre nós e vós. (29) Nunca tal nos aconteça que nos rebelemos contra o SENHOR, ou que hoje nós abandonássemos o SENHOR, edificando altar para holocausto, oferta de alimentos ou sacrifício, fora do altar do SENHOR nosso Deus, que está perante o seu tabernáculo. (30) Ouvindo, pois, Finéias, o sacerdote, e os príncipes da congregação, e os cabeças dos milhares de Israel, que com eles estavam, as palavras que disseram os filhos de Rúben, e os filhos de Gade, e os filhos de Manassés, pareceu bem aos seus olhos. (31) E disse Finéias, filho de Eleazar, o sacerdote, aos filhos de Rúben, e aos filhos de Gade, e aos filhos de Manassés: Hoje sabemos que o SENHOR está no meio de nós; porquanto não cometestes transgressão contra o SENHOR; agora livrastes os filhos de Israel da mão do SENHOR. (32) E Finéias filho de Eleazar, o sacerdote, com os príncipes, deixando os filhos de Rúben, e os filhos de Gade, voltaram da terra de Gileade à terra de Canaã, aos filhos de Israel, e trouxeram-lhes a resposta. (33) E pareceu a resposta boa aos olhos dos filhos de Israel, e os filhos de Israel louvaram a Deus; e não falaram mais em subir à guerra contra eles em exército, para destruírem a terra em que habitavam os filhos de Rúben e os filhos de Gade. (34) E os filhos de Rúben e os filhos de Gade deram ao altar o nome de Ede; para que seja testemunho entre nós que o SENHOR é Deus.

Josué 23

 (1) E SUCEDEU que, muitos dias depois que o SENHOR dera repouso a Israel de todos os seus inimigos em redor, e sendo Josué já velho e entrado em dias, (2) Chamou Josué a todo o Israel, aos seus anciãos, e aos seus cabeças, e aos seus juízes, e aos seus oficiais, e disse-lhes: Eu já sou velho e entrado em dias, (3) E vós já tendes visto tudo quanto o SENHOR vosso Deus fez a todas estas nações por causa de vós; porque o SENHOR vosso Deus é que tem pelejado por vós. (4) Vede que vos reparti por sorte, em herança às vossas tribos, estas nações que restam, bem como as nações que tenho destruído, desde o Jordão até o grande mar para o pôr-do-sol. (5) E o SENHOR vosso Deus as impelirá, e as expelirá de diante de vós; e vós possuireis a sua terra, como o SENHOR vosso Deus vos tem prometido. (6) Esforçai-vos, pois, muito para guardardes e para fazerdes tudo quanto está escrito no livro da lei de Moisés; para que dele não vos aparteis, nem para a direita nem para a esquerda; (7) Para que não entreis no meio destas nações que ainda ficam convosco; e dos nomes de seus deuses não façais menção, nem por eles façais jurar, nem os sirvais, nem a eles vos inclineis, (8) Mas ao SENHOR vosso Deus vos apegareis, como fizestes até o dia de hoje; (9) Pois o SENHOR expulsou de diante de vós grandes e fortes nações; e, quanto a vós, ninguém vos tem podido resistir, até o dia de hoje. (10) Um só homem dentre vós perseguirá a mil; pois é o SENHOR vosso Deus que peleja por vós, como já vos tem falado. (11) Portanto, guardai diligentemente as vossas almas, para amardes ao SENHOR vosso Deus. (12) Porque, se de algum modo vos desviardes, e vos apegardes ao restante destas nações que ainda ficou entre vós, e com elas vos aparentardes, e vós a elas entrardes, e elas a vós, (13) Sabei certamente que o SENHOR vosso Deus não continuará a expulsar estas nações de diante de vós, mas elas vos serão por laço e rede, e açoite às vossas ilhargas, e espinhos aos vossos olhos; até que pereçais desta boa terra que vos deu o SENHOR vosso Deus. (14) E eis que vou hoje pelo caminho de toda a terra; e vós bem sabeis, com todo o vosso coração, e com toda a vossa alma, que nem uma só palavra falhou de todas as boas coisas que falou de vós o SENHOR vosso Deus; todas vos sobrevieram, nenhuma delas falhou. (15) E será que, assim como sobre vós vieram todas estas boas coisas, que o SENHOR vosso Deus vos disse, assim trará o SENHOR sobre vós todas aquelas más coisas, até vos destruir de sobre a boa terra que vos deu o SENHOR vosso Deus. (16) Quando transgredirdes a aliança do SENHOR vosso Deus, que vos tem ordenado, e fordes e servirdes a outros deuses, e a eles vos inclinardes, então a ira do SENHOR sobre vós se acenderá, e logo perecereis de sobre a boa terra que vos deu.

Josué 24

 (1) DEPOIS reuniu Josué todas as tribos de Israel em Siquém; e chamou os anciãos de Israel, e os seus cabeças, e os seus juízes, e os seus oficiais; e eles se apresentaram diante de Deus. (2) Então Josué disse a todo o povo: Assim diz o SENHOR Deus de Israel: Além do rio habitaram antigamente vossos pais, Terá, pai de Abraão e pai de Naor; e serviram a outros deuses. (3) Eu, porém, tomei a vosso pai Abraão dalém do rio e o fiz andar por toda a terra de Canaã; também multipliquei a sua descendência e dei-lhe a Isaque. (4) E a Isaque dei Jacó e Esaú; e a Esaú dei a montanha de Seir, para a possuir; porém, Jacó e seus filhos desceram para o Egito. (5) Então enviei Moisés e Arão e feri ao Egito, como o fiz no meio deles; e depois vos tirei de lá. (6) E, tirando eu a vossos pais do Egito, viestes ao mar; e os egípcios perseguiram a vossos pais com carros e com cavaleiros, até ao Mar Vermelho. (7) E clamaram ao SENHOR, que pôs uma escuridão entre vós e os egípcios, e trouxe o mar sobre eles, e os cobriu, e os vossos olhos viram o que eu fiz no Egito; depois habitastes no deserto muitos dias. (8) Então eu vos trouxe à terra dos amorreus, que habitavam além do Jordão, os quais pelejaram contra vós; porém os entreguei nas vossas mãos, e possuístes a sua terra, e os destruí de diante de vós. (9) Levantou-se também Balaque, filho de Zipor, rei dos moabitas e pelejou contra Israel; e mandou chamar a Balaão, filho de Beor, para que vos amaldiçoasse. (10) Porém eu não quis ouvir a Balaão; pelo que ele vos abençoou grandemente e eu vos livrei da sua mão. (11) E, passando vós o Jordão, e vindo a Jericó, os habitantes de Jericó pelejaram contra vós, os amorreus, e os perizeus, e os cananeus, e os heteus, e os girgaseus, e os heveus, e os jebuseus; porém os entreguei nas vossas mãos. (12) E enviei vespões adiante de vós, que os expulsaram de diante de vós, como a ambos os reis dos amorreus; não com a tua espada nem com o teu arco. (13) E eu vos dei a terra em que não trabalhastes, e cidades que não edificastes, e habitais nelas e comeis das vinhas e dos olivais que não plantastes. (14) Agora, pois, temei ao SENHOR, e servi-o com sinceridade e com verdade; e deitai fora os deuses aos quais serviram vossos pais além do rio e no Egito, e servi ao SENHOR. (15) Porém, se vos parece mal aos vossos olhos servir ao SENHOR, escolhei hoje a quem sirvais; se aos deuses a quem serviram vossos pais, que estavam além do rio, ou aos deuses dos amorreus, em cuja terra habitais; porém eu e a minha casa serviremos ao SENHOR. (16) Então respondeu o povo, e disse: Nunca nos aconteça que deixemos ao SENHOR para servirmos a outros deuses; (17) Porque o SENHOR é o nosso Deus; ele é o que nos fez subir, a nós e a nossos pais, da terra do Egito, da casa da servidão, e o que tem feito estes grandes sinais aos nossos olhos, e nos guardou por todo o caminho que andamos, e entre todos os povos pelo meio dos quais passamos. (18) E o SENHOR expulsou de diante de nós a todos esses povos, até ao amorreu, morador da terra; também nós serviremos ao SENHOR, porquanto é nosso Deus. (19) Então Josué disse ao povo: Não podereis servir ao SENHOR, porquanto é Deus santo, é Deus zeloso, que não perdoará a vossa transgressão nem os vossos pecados. (20) Se deixardes ao SENHOR, e servirdes a deuses estranhos, então ele se tornará, e vos fará mal, e vos consumirá, depois de vos ter feito o bem. (21) Então disse o povo a Josué: Não, antes ao SENHOR serviremos. (22) E Josué disse ao povo: Sois testemunhas contra vós mesmos de que escolhestes ao SENHOR, para o servir. E disseram: Somos testemunhas. (23) Deitai, pois, agora, fora aos deuses estranhos que há no meio de vós, e inclinai o vosso coração ao SENHOR Deus de Israel. (24) E disse o povo a Josué: Serviremos ao SENHOR nosso Deus, e obedeceremos à sua voz. (25) Assim, naquele dia fez Josué aliança com o povo e lhe pôs por estatuto e direito em Siquém. (26) E Josué escreveu estas palavras no livro da lei de Deus; e tomou uma grande pedra, e a erigiu ali debaixo do carvalho que estava junto ao santuário do SENHOR. (27) E disse Josué a todo o povo: Eis que esta pedra nos será por testemunho, pois ela ouviu todas as palavras, que o SENHOR nos tem falado; e também será testemunho contra vós, para que não mintais a vosso Deus. (28) Então Josué enviou o povo, cada um para a sua herança. (29) E depois destas coisas sucedeu que Josué, filho de Num, servo do SENHOR, faleceu, com idade de cento e dez anos. (30) E sepultaram-no no termo da sua herança, em Timnate-Sera, que está no monte de Efraim, para o norte do monte de Gaás. (31) Serviu, pois, Israel ao SENHOR todos os dias de Josué, e todos os dias dos anciãos que ainda sobreviveram muito tempo depois de Josué, e que sabiam todas as obras que o SENHOR tinha feito a Israel. (32) Também os ossos de José, que os filhos de Israel trouxeram do Egito, foram enterrados em Siquém, naquela parte do campo que Jacó comprara aos filhos de Hemor, pai de Siquém, por cem peças de prata, e que se tornara herança dos filhos de José. (33) Faleceu também Eleazar, filho de Arão, e o sepultaram no outeiro de Finéias, seu filho, que lhe fora dado na montanha de Efraim.

DEVOCIONAL PARA HOJE 09/12/2014

VERSÍCULO:
   Respondeu-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.  -- João 14:6

PENSAMENTO:
   Não quero excluir ninguém.  Mas, quero ouvir a voz de Jesus. Ele me ensina que o caminho ao Pai é através dele.  Tenho que entender também que outras pessoas precisam conhecê-lo para achar o Pai também.  Devemos nos preocupar mais com as pessoas ao nosso redor que não conhecem seu Salvador, Redentor, Irmão e Senhor.  Como podemos ler os Evangelhos sem pô-los em prática?

ORAÇÃO:
   Santo Deus e Pai, dá-me uma paixão para Jesus e um coração que o conhece através de palavras, obras e interesse nos outros.  No nome de Jesus, sua Palavra poderosa, eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1208.html

8 de dez de 2014

Provérbios 10.12


DEUS SE PREOCUPA

Os frágeis, pequeninos e lindos beija-flores sempre me fascinaram. Há cerca de 320 tipos de beija-flores no mundo. A Enciclopédia Britânica informa que o menor deles é o “beija-flor abelha”, que mede cinco centímetros de comprimento, sendo que o bico e a calda compõem metade do corpo. O passarinho pesa somente cinco gramas; mais ou menos o peso de algumas aspirinas. No entanto, ele pode pairar e voar de um lado para outro com graciosidade e flexibilidade espantosas, e bater as asas 90 vezes por segundo. De algum modo, esse pequeno pássaro sabe que quando o inverno se aproxima, é melhor deixar o extremo norte do Canadá, atravessar os Estados Unidos e o Golfo do México e chegar até o Canal do Panamá. Sabe também quando é hora de fazer o caminho inverso. Tudo coincidência? Se acha que sim, então você é o tipo de pessoa que acredita que se houver uma explosão numa gráfica, um dicionário abrangente cairá do céu! Jesus mostra os pássaros e diz: “Vejam como Deus se preocupa com as pequenas criaturas—e aprendam”.

(Growing Pains of the Soul - Joel C. Gregory - Pulpit Helps)

DOIS TIPOS DE PESSOAS

As mal agradecidas a Deus.
O ateu não agradece a Deus. Ninguém agradece a um Deus em quem não acredita. Alguém explicou: “Não existem ateus agradecidos”.
O céptico ou agnóstico não agradece a Deus. Este tipo de pessoa não nega que Deus exista, mas duvida de sua existência. Quem não tem certeza absoluta da existência de Deus não consegue ser-lhe agradecido.
O esquecido não agradece a Deus. Para sermos agradecidos precisamos nos lembrar das coisas. Os pais sempre dizem aos filhos: “Não se esqueçam de agradecer”. Quando alguém se esquece das bênçãos divinas não vai agradecer por elas.
O auto suficiente não agradece a Deus. Um homem quis saber por que ele deveria agradecer a Deus pelo alimento, se ele é quem havia trabalho duro para comprá-lo. Infelizmente, ele não reconhecia sua dependência de Deus.
O ganancioso não agrada das bênçãos de Deus. Ele vive ocupado demais com seus próprios interesses para agradecer pelo que já tem. Paulo adverte sobre este perigo em 1 Timóteo 6.9-19.
O invejoso nunca será agradecido. Ele está muito ocupado desejando o que é dos outros. A inveja é chamada de “a podridão dos ossos” (Provérbios 14.30).
As agradecidas a Deus.
Pessoas agradecidas crêem em Deus de todo o coração. Os patriarcas Abraão, Isaque e Jacó foram homens de grande fé e cheios de gratidão. Os cristãos firmes na fé são agradecidos a Deus.
Pessoas agradecidas dependem totalmente de Deus. É fácil agradecer quando nos lembramos do quanto somos dependentes de Deus. Já que todas as bênçãos físicas e espirituais vêm de Deus, não pode existir em nossos corações nenhum lugar para o orgulho ou a auto suficiência (Tiago 1.17).
Pessoas agradecidas nunca se esquecem do que Deus fez por elas. Só um dos dez leprosos lembrou-se de voltar e agradecer pela cura. Paulo escreveu aos filipenses: “Dou graças ao meu Deus todas as vezes que me lembro de vós” (Filipenses 1.3). Esquecimento não desperta agradecimento.
Pessoas agradecidas têm o coração repleto de amor. Assim como o orgulho, a inveja e a ganância produzem ingratidão, o amor produz agradecimento. Quando mais amor sentimos, mais abundante será nossa gratidão.
Pessoas agradecidas param para dizer obrigado. Uma frase de agradecimento não leva muito tempo para ser dita, mas exige alguns minutos. As pessoas agradecidas a Deus gastam tempo agradecendo.
Pessoas agradecidas descobrem em todas as circunstâncias alguns motivos de agradecimentos. Depois de ter sido roubado, Matthew Henry escreveu em seu diário: “Em primeiro lugar, agradeço porque nunca fui roubado antes. Em segundo, porque apesar de terem levado minha carteira não tiraram minha vida. Terceiro, porque apesar de terem levado tudo, eu não tinha muito. Quarto, porque fui a vítima, e não o ladrão”.
O que sou eu? Agradecido ou mal agradecido?

(Main Street Monitor - Pulpit Helps)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 11)

Josué 19-21

Josué 19

 (1) E SAIU a segunda sorte a Simeão, para a tribo dos filhos de Simeão, segundo as suas famílias; e foi a sua herança no meio da herança dos filhos de Judá. (2) E tiveram na sua herança: Berseba, e Seba e Moladá. (3) E Hazar-Sual, e Balá, e Azem, (4) E Eltolade, e Betul, e Hormá, (5) E Ziclague, e Bete-Marcabote, e Hazar-Susa, (6) E Bete-Lebaote, e Saruém; treze cidades e as suas aldeias. (7) E Aim, e Rimom, e Eter, e Asã; quatro cidades e as suas aldeias. (8) E todas as aldeias que havia em redor destas cidades, até Baalate-Ber (que é Ramá), do sul; esta é a herança da tribo dos filhos de Simeão, segundo as suas famílias. (9) A herança dos filhos de Simeão foi tirada do quinhão dos de Judá, porquanto a herança dos filhos de Judá era demasiadamente grande para eles; pelo que os filhos de Simeão tiveram a sua herança no meio deles. (10) E saiu a terceira sorte pelos filhos de Zebulom, segundo as suas famílias; e foi o termo da sua herança até Saride. (11) E sobe o seu termo pelo ocidente a Maralá, e vai até Dabesete, e chega também até ao ribeiro que está defronte de Jocneão. (12) E de Saride volta para o oriente, para o nascente do sol, até ao termo de Quislote-Tabor, sai a Daberate, e vai subindo a Jafia. (13) E dali passa pelo oriente, para o nascente, a Gate-Hefer, em Ete-Cazim, chegando a Rimom-Metoar, que vai até Neá; (14) E rodeando-a, passa o termo para o norte a Hanatom, chegando ao vale de Iftá-El, (15) E Catate, Naalal, e Sinrom, e Idala, e Belém; doze cidades e as suas aldeias. (16) Esta é a herança dos filhos de Zebulom, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (17) A quarta sorte saiu para Issacar; aos filhos de Issacar, segundo as suas famílias. (18) E foi o seu termo Jizreel, e Quesulote e Suném, (19) E Hafaraim, e Siom, e Anaarate, (20) E Rabite e Quisiom, e Ebes, (21) E Remete, e En-Ganim, e En-Hadá, e Bete-Pazez. (22) E chega este termo até Tabor, e Saazima, e Bete-Semes; e vai terminar no Jordão; dezesseis cidades e as suas aldeias. (23) Esta é a herança da tribo dos filhos de Issacar, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (24) E saiu a quinta sorte para a tribo dos filhos de Aser, segundo as suas famílias. (25) E foi o seu termo Helcate, e Hali, e Béten, e Acsafe, (26) E Alameleque, e Amade, e Misal; e chega ao Carmelo para o ocidente, e a Sior-Libnate; (27) E volta para o nascente do sol a Bete-Dagom, e chega a Zebulom e ao vale de Iftá-El, ao norte de Bete-Emeque e de Neiel, e vem sair a Cabul, pela esquerda, (28) E Hebrom, e Reobe, e Hamom, e Caná, até à grande Sidom. (29) E volta este termo a Ramá, e até à forte cidade de Tiro; então torna este termo a Hosa, para terminar no mar, na região de Aczibe. (30) E Umá, e Afeque, e Reobe; vinte e duas cidades e as suas aldeias. (31) Esta é a herança da tribo dos filhos de Aser, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (32) E saiu a sexta sorte para os filhos de Naftali, segundo as suas famílias. (33) E foi o seu termo desde Helefe e desde Alom em Zaananim, e Adami-Neguebe, e Jabneel, até Lacum, terminando no Jordão. (34) E volta este termo pelo ocidente a Aznote-Tabor, e dali passa a Hucoque; e chega a Zebulom ao sul, e chega a Aser ao ocidente, e a Judá pelo Jordão, ao nascente do sol. (35) E são as cidades fortificadas: Zidim, Zer, e Hamate, Racate e Quinerete, (36) E Adama, e Ramá, e Hazor, (37) E Quedes, e Edrei, e En-Hazor, (38) E Irom, e Migdal-El, Horém e Bete-Anate, e Bete-Semes; dezenove cidades e as suas aldeias. (39) Esta é a herança da tribo dos filhos de Naftali, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (40) A sétima sorte saiu para a tribo dos filhos de Dã, segundo as suas famílias. (41) E foi o termo da sua herança, Sora, e Estaol, e Ir-Semes, (42) E Saalabim, e Aijalom, e Itla, (43) E Elom, e Timna, e Ecrom, (44) E Elteque, e Gibetom, e Baalate, (45) E Jeúde, e Bene-Beraque, e Gate-Rimom, (46) E Me-Jarcom, e Racom, com o termo defronte de Jafo; (47) Saiu, porém, pequeno termo aos filhos de Dã, pelo que subiram os filhos de Dã, e pelejaram contra Lesém, e a tomaram, e a feriram ao fio da espada, e a possuíram e habitaram nela; e a Lesém chamaram Dã, conforme ao nome de Dã seu pai. (48) Esta é a herança da tribo dos filhos de Dã, segundo as suas famílias; estas cidades e as suas aldeias. (49) Acabando, pois, de repartir a terra em herança segundo os seus termos, deram os filhos de Israel a Josué, filho de Num, herança no meio deles. (50) Segundo o mandado do SENHOR lhe deram a cidade que pediu, a Timnate-Sera, na montanha de Efraim; e reedificou aquela cidade, e habitou nela. (51) Estas são as heranças que Eleazar, o sacerdote, e Josué, filho de Num, e os cabeças dos pais das famílias repartiram às tribos dos filhos de Israel, em herança, por sorte, em Siló, perante o SENHOR, à porta da tenda da congregação. E assim acabaram de repartir a terra.

Josué 20

 (1) FALOU mais o SENHOR a Josué, dizendo: (2) Fala aos filhos de Israel, dizendo: Apartai para vós as cidades de refúgio, de que vos falei pelo ministério de Moisés, (3) Para que fuja para ali o homicida, que matar alguma pessoa por engano, e não com intenção; para que vos sirvam de refúgio contra o vingador do sangue. (4) E fugindo para alguma daquelas cidades, pôr-se-á à porta dela e exporá a sua causa aos ouvidos dos anciãos da tal cidade; então o tomarão consigo na cidade; e lhe darão lugar, para que habite com eles. (5) E se o vingador do sangue o seguir, não entregarão na sua mão o homicida, porquanto não feriu a seu próximo com intenção, e não o odiou antes. (6) E habitará na mesma cidade, até que compareça em juízo perante a congregação, até que morra o sumo sacerdote que houver naqueles dias; então o homicida voltará, e virá à sua cidade e à sua casa, à cidade de onde fugiu. (7) Então designaram a Quedes na Galiléia, na montanha de Naftali, e a Siquém, na montanha de Efraim, e a Quiriate-Arba (esta é Hebrom), na montanha de Judá. (8) E, além do Jordão, na direção de Jericó para o oriente, designaram a Bezer, no deserto, na campina da tribo de Rúben, e a Ramote, em Gileade da tribo de Gade, e a Golã, em Basã da tribo de Manassés. (9) Estas são as cidades que foram designadas para todos os filhos de Israel, e para o estrangeiro que habitasse entre eles, para que se acolhesse a elas todo aquele que por engano matasse alguma pessoa, para que não morresse às mãos do vingador do sangue, até se apresentar diante da congregação.

Josué 21

 (1) ENTÃO os cabeças dos pais dos levitas se achegaram a Eleazar, o sacerdote, e a Josué, filho de Num, e aos cabeças dos pais das tribos dos filhos de Israel; (2) E falaram-lhes em Siló, na terra de Canaã, dizendo: O SENHOR ordenou, pelo ministério de Moisés, que se nos dessem cidades para habitar, e os seus arrabaldes para os nossos animais. (3) Por isso os filhos de Israel deram aos levitas da sua herança, conforme a ordem do SENHOR, as seguintes cidades e os seus arrabaldes. (4) E saiu a sorte para as famílias dos coatitas; e aos filhos de Arão, o sacerdote, que eram dos levitas, tiveram por sorte da tribo de Judá, e da tribo de Simeão, e da tribo de Benjamim, treze cidades; (5) E aos outros filhos de Coate couberam por sorte, das famílias da tribo de Efraim, e da tribo de Dã, e da meia tribo de Manassés, dez cidades; (6) E aos filhos de Gérson couberam por sorte, das famílias da tribo de Issacar, e da tribo de Aser, e da tribo de Naftali, e da meia tribo de Manassés, em Basã, treze cidades; (7) Aos filhos de Merari, segundo as suas famílias, da tribo de Rúben, e da tribo de Gade, e da tribo de Zebulom, doze cidades; (8) E deram os filhos de Israel aos levitas estas cidades e os seus arrabaldes por sorte, como o SENHOR ordenara pelo ministério de Moisés. (9) Deram mais, da tribo dos filhos de Judá e da tribo dos filhos de Simeão, estas cidades, que por nome foram mencionadas, (10) Para que fossem dos filhos de Arão, das famílias dos coatitas dos filhos de Levi; porquanto a primeira sorte foi sua. (11) Assim lhes deram a cidade de Arba, do pai de Anaque (esta é Hebrom), no monte de Judá, e os seus arrabaldes ao redor. (12) Porém o campo da cidade, e as suas aldeias, deram a Calebe, filho de Jefoné, por sua possessão. (13) Assim aos filhos de Arão, o sacerdote, deram Hebrom, cidade do refúgio do homicida, e os seus arrabaldes, Libna e os seus arrabaldes; (14) Jatir e os seus arrabaldes, e Estemoa e os seus arrabaldes; (15) E Holom e os seus arrabaldes, e Debir e os seus arrabaldes; (16) E Aim e os seus arrabaldes, e Jutá e os seus arrabaldes, e Bete-Semes e os seus arrabaldes; nove cidades destas duas tribos. (17) E da tribo de Benjamim, Gibeão e os seus arrabaldes, Geba e os seus arrabaldes; (18) Anatote e os seus arrabaldes, e Almom e os seus arrabaldes; quatro cidades. (19) Todas as cidades dos sacerdotes, filhos de Arão, foram treze cidades e os seus arrabaldes. (20) E as famílias dos filhos de Coate, levitas, que ficaram dos filhos de Coate, tiveram as cidades da sua sorte, da tribo de Efraim. (21) E deram-lhes Siquém, cidade de refúgio do homicida, e os seus arrabaldes, no monte de Efraim, e Gezer e os seus arrabaldes; (22) E Quibzaim e os seus arrabaldes, e Bete-Horom e os seus arrabaldes; quatro cidades. (23) E da tribo de Dã, Elteque e os seus arrabaldes, Gibetom e os seus arrabaldes; (24) Aijalom e os seus arrabaldes, Gate-Rimom e os seus arrabaldes; quatro cidades. (25) E da meia tribo de Manassés, Taanaque e os seus arrabaldes, e Gate-Rimom e os seus arrabaldes; duas cidades. (26) As cidades para as famílias dos demais filhos de Coate, foram dez e os seus arrabaldes. (27) E aos filhos de Gérson, das famílias dos levitas, deram da meia tribo de Manassés, Golã, cidade de refúgio do homicida, em Basã, e os seus arrabaldes, e Beesterá e os seus arrabaldes; duas cidades. (28) E da tribo de Issacar, Quisiom e os seus arrabaldes, Daberate e os seus arrabaldes, (29) Jarmute e os seus arrabaldes, En-Ganim e os seus arrabaldes; quatro cidades. (30) E da tribo de Aser, Misal e os seus arrabaldes, Abdom e os seus arrabaldes, (31) Helcate e os seus arrabaldes, e Reobe e os seus arrabaldes; (32) E da tribo de Naftali, Quedes, cidade de refúgio do homicida, na Galiléia, e os seus arrabaldes, e Hamote-Dor e os seus arrabaldes, e Cartã e os seus arrabaldes; três cidades. (33) Todas as cidades dos gersonitas, segundo as suas famílias, foram treze cidades e os seus arrabaldes. (34) E às famílias dos filhos de Merari, aos demais levitas, foram dadas, da tribo de Zebulom, Jocneão e os seus arrabaldes, Cartã e os seus arrabaldes, (35) Dimna e os seus arrabaldes, Naalal e os seus arrabaldes; quatro cidades. (36) E da tribo de Rúben, Bezer e seus arrabaldes, e Jaza e os seus arrabaldes, (37) Quedemote e os seus arrabaldes, e Mefaate e os seus arrabaldes; quatro cidades. (38) E da tribo de Gade, Ramote, cidade de refúgio do homicida, em Gileade, e os seus arrabaldes, e Maanaim e os seus arrabaldes, (39) Hesbom e os seus arrabaldes, Jazer e os seus arrabaldes; ao todo, quatro cidades. (40) Todas estas cidades foram dos filhos de Merari, segundo as suas famílias, que ainda restavam das famílias dos levitas; e foi a sua sorte doze cidades. (41) Todas as cidades dos levitas, no meio da herança dos filhos de Israel, foram quarenta e oito cidades e os seus arrabaldes. (42) Estavam estas cidades, cada uma com os seus arrabaldes em redor delas; assim estavam todas estas cidades. (43) Desta maneira deu o SENHOR a Israel toda a terra que jurara dar a seus pais; e a possuíram e habitaram nela. (44) E o SENHOR lhes deu repouso de todos os lados, conforme a tudo quanto jurara a seus pais; e nenhum de todos os seus inimigos pôde resisti-los; todos os seus inimigos o SENHOR entregou-lhes nas mãos. (45) Palavra alguma falhou de todas as boas coisas que o SENHOR falou à casa de Israel; tudo se cumpriu.

DEVOCIONAL PARA HOJE 08/12/2014

VERSÍCULO:
   [Jesus disse] “Eu sou a ressurreição e a vida. Aquele que crê em mim, ainda que morra, viverá  e quem vive e crê em mim, não morrerá eternamente. Você crê nisso?”   -- João 11:25

PENSAMENTO:
   Esta é a pergunta mais difícil que você jamais responderá. Você realmente acredita nisto? Você acredita que, quando você morreu com Cristo no batismo através da fé, você morreu a morte mais significativa? Que sua morte física não lhe separará de Jesus? Tudo na vida e na eternidade depende desta única pergunta.

ORAÇÃO:
   Poderoso e Eterno Pai, acredito que, por causa da minha adoção pelo Senhor, na sua família, a morte jamais terá poder sobre mim. Ajude-me a viver com novo vigor e confiança, sabendo que Satanás não pode me vencer, e que a morte não tem poder sobre mim, porque eu pertenço ao Senhor através de Jesus, seu Filho e meu Senhor, ressuscitado dentre os mortos. Eu oro no nome do meu precioso Redentor. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/1207.html

7 de dez de 2014

PARADOXOS BÍBLICOS

O Pão da Vida começou seu ministério com fome.
A Água da Vida terminou seu ministério com sede.
Ele se cansou, mas é o nosso descanso.
Ele pagou imposto, embora fosse Rei.
Ele foi chamado de demônio, mas expulsou demônios.
Ele orou, mas responde nossas orações.
Ele chorou, mas enxuga nossas lágrimas.
Ele foi vendido por 30 moedas de prata, mas pagou nosso resgate.
Ele foi levado como ovelha para o matadouro, mas é o Bom Pastor.
Ele morreu e entregou sua vida, e ao morrer destruiu a morte.
(Sunday School Times - Pulpit Helps)

UM TESTE SOBRE GRATIDÃO

1. Quantos leprosos voltaram para agradecer a Jesus por tê-los curado? (Lucas 17.15,16)
2. Em que refeição Jesus levantou o cálice e agradeceu? (Mateus 26.19, 27)
3. Junto ao túmulo de quem Jesus levantou os olhos e agradeceu? (João 11.14, 41)
4. Jesus agradeceu porque algumas coisas estavam ocultas de quem? (Mateus 11.25)
5. O que Jesus fez depois de receber os pães que alimentaram 5.000 pessoas? (João 6.11)
6. Quem orou e agradeceu a Deus por revelar o sonho de um rei? (Daniel 2.23)
7. Quem agradeceu por não ser igual aos outros homens? (Lucas 18.11)
8. Quem agradeceu a Deus e se encheu de coragem após uma longa jornada? (Atos 28.15)
9. Como devemos entrar nos portões do Senhor, de acordo com o salmista? (Salmo 100.4)
10.Somos instruídos em 2 Coríntios 9.15 a agradecer a Deus por seu ———inefável.
11.Em relação à gratidão, qual será um dos sinais dos últimos dias? (2 Timóteo 3.2)
12.Pelo que devemos ser sempre agradecidos? (Efésios 5. 20)
13.O que deve estar incluído na oração e na súplica a Deus? (Filipenses 4.6)
14.Quantas vezes por dia Daniel orava e agradecia a Deus? (Daniel 6.10)
15. Deus quer que sejamos agradecidos pelo quê? (1 Tessalonicenses 5.18)

(Manchester Trinity Trumpet)

GRATIDÃO

No dia da prosperidade goza do bem, mas no dia da adversidade considera; porque também Deus fez a este em oposição àquele...” (Eclesiastes 7.14).
Um menino definiu o sal da seguinte maneira: “Sal é a coisa que sempre estraga as batatas quando não é usado”.
Se usarmos a mesma abordagem negativa, podemos dizer: “Gratidão é aquilo que sempre estraga a vida quando não é usada”. Um coração agradecido nos capacita a louvar a Deus mesmo quando as circunstâncias são difíceis.
Alexander Whyte, pastor escocês, sempre iniciava suas orações com uma palavra de gratidão. Num terrível dia de inverno, a igreja ficou imaginando o que ele iria dizr. O pastor Whyte orou: “Agradecemos-te, Senhor, porque nem todos os dias são iguais a este”.
O homem mais agradecido que conheci foi materialmente pobre durante toda a vida. No entanto, ele não cessava de enumerar suas bênçãos, e afirmava: “Deus me trata com favoritismo”.
A riqueza pode ser uma deficiência. Uma senhora muito rica disse ao médico que se sentia frustrada pelo desejo incontrolável de possuir mais e mais coisas. O médico diagnosticou: “Estes são os sintomas comuns de uma vida muito confortável e de um coração muito mal agradecido”.
Um homem sábio orou da seguinte maneira, antes do banquete do dia de Ações de Graças: “Senhor, por favor, conceda-nos só mais uma bênção; um coração agradecido”.
Prestem atenção a Deuteronômio 8.10,11: “Quando pois...fores farto...guarda-te para que não te esqueças do Senhor”.

(Joe R. Barnett - Pulpit Helps)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 10)

Josué 16-18

Josué 16

 (1) SAIU depois a sorte dos filhos de José, desde o Jordão, na direção de Jericó, junto às águas de Jericó, para o oriente, estendendo-se pelo deserto que sobe de Jericó pelas montanhas de Betel. (2) E de Betel vai para Luz, e passa ao termo dos arquitas, até Atarote, (3) E desce do lado do ocidente ao termo de Jafleti, até ao termo de Bete-Horom de baixo, e até Gezer, indo terminar no mar. (4) Assim alcançaram a sua herança os filhos de José, Manassés e Efraim. (5) E foi o termo dos filhos de Efraim, segundo as suas famílias, como se segue: o termo da sua herança para o oriente era Atarote-Adar até Bete-Horom de cima; (6) E sai este termo para o ocidente junto a Micmetá, desde o norte, e torna este termo para o oriente até Taanate-Siló, e passa por ela desde o oriente a Janoa; (7) E desce desde Janoa a Atarote e a Naarate e toca em Jericó, terminando no Jordão. (8) De Tapua vai este termo para o ocidente ao ribeiro de Caná, terminando no mar; esta é a herança da tribo dos filhos de Efraim, segundo as suas famílias, (9) Mais as cidades que se separaram para os filhos de Efraim no meio da herança dos filhos de Manassés; todas aquelas cidades e as suas aldeias. (10) E não expulsaram aos cananeus que habitavam em Gezer; e os cananeus habitam no meio dos efraimitas até ao dia de hoje; porém, sendo-lhes tributários.

Josué 17

 (1) TAMBÉM coube sorte à tribo de Manassés, porquanto era o primogênito de José. Maquir, o primogênito de Manassés, pai de Gileade, porquanto era homem de guerra, teve a Gileade e Basã; (2) Também os demais filhos de Manassés tiveram a sua parte, segundo as suas famílias, a saber: Os filhos de Abiezer, e os filhos de Heleque, e os filhos de Asriel, e os filhos de Siquém, e os filhos de Hefer, e os filhos de Semida; esses são os filhos de Manassés, filho de José, segundo as suas famílias. (3) Zelofeade, porém, filho de Hefer, filho de Gileade, filho de Maquir, filho de Manassés, não teve filhos, mas só filhas; e estes são os nomes de suas filhas: Maalá, Noa, Hogla, Milca e Tirza. (4) Estas, pois, chegaram diante de Eleazar, o sacerdote, e diante de Josué, filho de Num, e diante dos príncipes, dizendo: O SENHOR ordenou a Moisés que se nos desse herança no meio de nossos irmãos, pelo que, conforme a ordem do SENHOR, lhes deu herança no meio dos irmãos de seu pai. (5) E couberam a Manassés dez quinhões, afora a terra de Gileade e Basã, que está além do Jordão; (6) Porque as filhas de Manassés receberam herança entre os filhos dele; e os outros filhos de Manassés ficaram com a terra de Gileade. (7) E o termo de Manassés foi desde Aser até Micmetá, que está defronte de Siquém; e estende-se este termo à direita até os moradores de En-Tapua. (8) Tinha Manassés a terra de Tapua; porém Tapua, junto ao termo de Manassés, pertencia aos filhos de Efraim. (9) Então descia este termo ao ribeiro de Caná. A Efraim couberam as cidades ao sul do ribeiro, entre as cidades de Manassés; e o termo de Manassés estava ao norte do ribeiro, indo terminar no mar. (10) Efraim ao sul, e Manassés ao norte, e o mar é o seu termo; pelo norte tocam em Aser, e pelo oriente em Issacar. (11) Porque em Issacar e em Aser tinha Manassés a Bete-Seã e as suas vilas, e Ibleã e as suas vilas, e os habitantes de Dor e as suas vilas, e os habitantes de En-Dor e as suas vilas, e os habitantes de Taanaque e as suas vilas, e os habitantes de Megido e as suas vilas; três outeiros. (12) E os filhos de Manassés não puderam expulsar os habitantes daquelas cidades; porquanto os cananeus queriam habitar na mesma terra. (13) E sucedeu que, engrossando em forças os filhos de Israel, fizeram tributários aos cananeus; porém não os expulsaram de todo. (14) Então os filhos de José falaram a Josué, dizendo: Por que me deste por herança só uma sorte e um quinhão, sendo eu um tão grande povo, visto que o SENHOR até aqui me tem abençoado? (15) E disse-lhes Josué: Se tão grande povo és, sobe ao bosque, e ali corta, para ti, lugar na terra dos perizeus e dos refains; pois que as montanhas de Efraim te são tão estreitas. (16) Então disseram os filhos de José: As montanhas não nos bastariam; também carros de ferro há entre todos os cananeus que habitam na terra do vale, entre os de Bete-Seã e as suas vilas, e entre os que estão no vale de Jizreel. (17) Então Josué falou à casa de José, a Efraim e a Manassés, dizendo: Grande povo és, e grande força tens; não terás uma sorte apenas; (18) Porém as montanhas serão tuas. Ainda que é bosque, cortá-lo-ás, e as suas extremidades serão tuas; porque expulsarás os cananeus, ainda que tenham carros de ferro, ainda que sejam fortes.

Josué 18

 (1) E TODA a congregação dos filhos de Israel se reuniu em Siló, e ali armaram a tenda da congregação, depois que a terra lhes foi sujeita. (2) E dentre os filhos de Israel ficaram sete tribos que ainda não tinham repartido a sua herança. (3) E disse Josué aos filhos de Israel: Até quando sereis negligentes em chegardes para possuir a terra que o SENHOR Deus de vossos pais vos deu? (4) De cada tribo escolhei vós três homens, para que eu os envie, e eles se levantem e percorram a terra, e a demarquem segundo as suas heranças, e voltem a mim. (5) E dividi-la-ão em sete partes: Judá ficará no seu termo para o sul, e a casa de José ficará no seu termo para o norte. (6) E vós demarcareis a terra em sete partes, e me trareis a mim aqui descrita, para que eu aqui lance as sortes perante o SENHOR nosso Deus, (7) Porquanto os levitas não têm parte no meio de vós, porque o sacerdócio do SENHOR é a sua parte; e Gade, e Rúben, e a meia tribo de Manassés, receberam a sua herança além do Jordão para o oriente, a qual lhes deu Moisés, o servo do SENHOR. (8) Então aqueles homens se levantaram e se foram; e Josué deu ordem aos que iam demarcar a terra, dizendo: Ide, e percorrei a terra, e demarcai-a, e então voltai a mim, e aqui vos lançarei as sortes perante o SENHOR, em Siló. (9) Foram, pois, aqueles homens, e passaram pela terra, e a demarcaram, em sete partes segundo as cidades, descrevendo-a num livro; e voltaram a Josué, ao arraial em Siló. (10) Então Josué lhes lançou as sortes em Siló, perante o SENHOR; e ali repartiu Josué a terra aos filhos de Israel, conforme às suas divisões. (11) E tirou a sorte da tribo dos filhos de Benjamim, segundo as suas famílias; e coube-lhe o termo da sua sorte entre os filhos de Judá e os filhos de José. (12) E o seu termo foi para o lado do norte, desde o Jordão; e sobe aquele termo ao lado de Jericó para o norte, e sobe pela montanha para o ocidente, terminando no deserto de Bete-Áven. (13) E dali passa este termo a Luz, ao lado de Luz (que é Betel), para o sul; e desce a Atarote-Adar, ao pé do monte que está do lado do sul de Bete-Horom de baixo; (14) E vai este termo e volta ao lado do ocidente para o sul do monte que está defronte de Bete-Horom, para o sul, terminando em Quiriate-Baal (que é Quiriate-Jearim), cidade dos filhos de Judá; esta é a sua extensão para o ocidente. (15) E a sua extensão para o sul começa na extremidade de Quiriate-Jearim; e vai este termo ao ocidente e segue até à fonte das águas de Neftoa. (16) E desce este termo até à extremidade do monte que está defronte do vale do filho de Hinom, que no vale dos refains para o norte, e desce pelo vale de Hinom do lado dos jebuseus para o sul; e então desce a En-Rogel; (17) E vai desde o norte, e chega a En-Semes; e dali sai a Gelilote, que está defronte da subida de Adumim, e desce à pedra de Boã, filho de Rúben; (18) E passa até ao lado, defronte de Arabá, para o norte, e desce a Arabá. (19) Passa mais este termo até ao lado de Bete-Hogla, para o norte, saindo esse termo na baía do Mar Salgado, para o norte, na extremidade do Jordão, para o sul; este é o termo do sul. (20) E o Jordão será seu termo do lado do oriente; esta é a herança dos filhos de Benjamim, nos seus termos em redor, segundo as suas famílias. (21) E as cidades da tribo dos filhos de Benjamim, segundo as suas famílias, são: Jericó, e Bete-Hogla, e Emeque-Queziz, (22) E Bete-Arabá, e Zemaraim, e Betel, (23) E Avim, e Pará, e Ofra, (24) E Quefar-Amonai, e Ofni e Gaba: doze cidades e as suas aldeias; (25) Gibeão, e Ramá e Beerote, (26) E Mizpá, e Cefira e Moza, (27) E Requém e Irpeel, e Tarala, (28) E Zela, Elefe, e Jebus (esta é Jerusalém), Gibeá e Quiriate: catorze cidades com as suas aldeias; esta é a herança dos filhos de Benjamim, segundo as suas famílias.

DEVOCIONAL PARA HOJE 07/12/2014

VERSÍCULO:
   [Jesus disse] “Eu sou o bom pastor; conheço as minhas ovelhas, e elas me conhecem, assim como o Pai me conhece e eu conheço o Pai; e dou a minha vida pelas ovelhas.” - João 10:14-15

PENSAMENTO:
   O alvo de nossa caminhada com Jesus é vir a conhecê-lo como nosso pastor tão intimamente quanto ele conhece o Pai. Um coisa muito importante para lembrarmos: num mundo onde tantas pessoas tentam atrair nossa atenção, e querem nos dar conselho, nós podemos recusar a voz delas. Nós escutamos Jesus porque ele mostrou seu amor por nós dando sua vida por nós. Ele não é um empregado. Ele é o Bom Pastor.

ORAÇÃO:
   Santo Pai, o senhor é mais maravilhoso e generoso do que nossas palavras podem expressar. O senhor mostrou seu amor mandando seu Filho para ser meu Pastor. Ajude-me a ouvir a voz dele através da sua Palavra. Ajude-me a ouvir a voz dele através do sábio conselho de amigos espirituais. Ajude-me a ouvir a voz dele através das palavras cantadas pelos meus irmãos e irmãs quando estamos reunidos. Ajude-me a ouvir a voz dele pelo trabalho do Espírito Santo na minha consciência. Pai, eu quero seguir o seu Filho como meu Pastor e meu Senhor, porque eu sei que ele, assim como o Senhor, é bom! No nome do meu Pastor e Senhor eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1206.html

5 de dez de 2014

ORAÇÃO DE GRATIDÃO

Ah, se pudéssemos ver com que ternura os olhos do Pai celeste repousam sobre nós esperando que o busquemos em nossas dificuldades! Quase sempre, bem antes de pedirmos, a ajuda já está a caminho. August Hermann Francke, cristão luterano da Alemanha, aprendeu a arte da oração eficaz. Seu ministério era cuidar de órfãos. Houve tempos em que sua confiança em Deus foi penosamente testada porque as contas estavam vencendo e o caixa estava zerado. Certo dia, o administrador apresentou-lhe uma pilha de contas e Francke teve de admitir que não tinha como pagá-las. Quando estava para cair de joelhos e implorar a Deus que não se esquecesse das necessidades dos órfãos, Francke lembrou-se de que precisava enviar uma carta. Antes que pudesse novamente se ajoelhar e orar pedindo dinheiro, recebeu um cheque de mil dólares. Assim, lembrando-se da promessa de Isaías 65.24: “E será que, antes que clamem, eu responderei”, Francke foi para seu quarto, ajoelhou-se a agradeceu.

(Practical Bible Illustrations from Yesterday and Today, em Pulpit Helps)

A LÓGICA E A TEORIA DA EVOLUÇÃO

Estude um pouco as leis da natureza e você só poderá concluir que Ele—que criou todas as coisas e faz tudo funcionar perfeitamente bem—é absolutamente sábio. O doutor A. Cressy Morrison, ex-presidente do Instituto de Ciências de Nova Iorque, estava totalmente correto ao afirmar em seu livro “Man Does Not Stand Alone” (O Homem Não Está Sozinho) que uma das razões de ele acreditar em Deus é que, pela lei imutável da Matemática, conseguimos provar que o universo foi projetado e executado por uma Grande Inteligência da Engenharia (Lógos):
“Suponhamos que você pegue dez moedas de um centavo, numere-as de um a dez, coloque-as no bolso e misture-as bem. Daí, você tenta retirá-las em seqüência crescente. Depois coloca-as novamente no bolso, mistura-as bem e tenta retirá-las mais uma vez em ordem crescente. Matematicamente, você tem uma chance em dez de pegar a moeda número um na primeira vez; uma em cem de pegar as números um e dois em seqüência; uma em mil de pegar as moedas um, dois e três, e assim por diante.
A improvável chance de você pegar todas as moedas em seqüência, é uma em dez bilhões.
Usando a mesma linha de raciocínio, podemos afirmar que a vida em nosso planeta requer tantas condições absolutamente exatas que estas não poderiam, por simples coincidência, estar relacionadas umas com as outras. A Terra gira em seu eixo a 1.600 quilômetros por hora ao nível da linha do equador. Se girasse a 160 quilômetros por hora, os dias e as noites seriam dez vezes mais compridos do que são, e o calor solar queimaria nossa vegetação, e qualquer semente que restasse seria consumida pela geada das longas noites”. (Extraído de Seleções do Reader’s Digest, do resumo do livro Man Does Not Stand Alone, Nova Iorque; Fleming H. Revell Co.; 1944). 
Ao contemplarmos a natureza, e examinarmos as leis que a regem e sustém, somos compelidos a exclamar: “Grandioso és Tu!” Mas ao contemplarmos a cruz de Cristo, somos movidos a confessar: “Quão amoroso és Tu!”.

(Spiros Zodhiates - Pulpit Helps)

COMPROMISSO

Compromisso é uma decisão, não um sentimento. É uma promessa que você cumpre independente das emoções do momento. A emoção diz: “termine, desista, abandone”, mas o compromisso diz: “fique, continue, permaneça aqui.” Por que você fica?
Porque você fez uma promessa. Porque suas palavras significam algo. Porque você disse o que você diria. Porque você se comprometeu.
O compromisso não é afetado pelas circunstâncias. Você não mede esforços e então decide se viverá ou não, de acordo com seu compromisso.
Isso não é compromisso, é conveniência. O compromisso permanece verdadeiro até quando as circunstâncias estão difíceis.
O compromisso envolve caráter. É manter sua palavra mesmo quando não for fácil. É fazer o que você disse que faria, mesmo quando não sentir vontade de fazê-lo. Os casamentos são edificados num compromisso. Famílias são edificadas num compromisso. Igrejas, amizades, carreiras, tudo construído num compromisso.
As pessoas que querem um casamento, uma família, uma igreja, uma carreira, ou amizade sem compromisso, estão somente jogando um jogo. Elas estão brincando com um substituto barato, esperando encontrar a substância real gratuitamente. “Isso não vai acontecer”!
Sim, o compromisso custa algo. Mas melhor ainda, o compromisso compensa.

(Greg Cummings - Pulpit Helps)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 09)

Josué 13-15

Josué 13

 (1) ERA, porém, Josué já velho, entrado em dias; e disse-lhe o SENHOR: Já estás velho, entrado em dias; e ainda muitíssima terra ficou para possuir. (2) A terra que ainda fica é esta: Todos os termos dos filisteus e toda a Gesur; (3) Desde Sior, que está em frente ao Egito, até ao termo de Ecrom para o norte, que se diz ser dos cananeus; cinco príncipes dos filisteus; o gazeu, e o asdodeu, o asqueloneu, o giteu, e o ecroneu, e os aveus; (4) Desde o sul, toda a terra dos cananeus, e Meara, que é dos sidônios; até Afeca, até ao termo dos amorreus; (5) Como também a terra dos gebalitas, e todo o Líbano, para o nascente do sol, desde Baal-Gade, ao pé do monte Hermom, até a entrada de Hamate; (6) Todos os que habitam nas montanhas desde o Líbano até Misrefote-Maim, todos os sidônios; eu os lançarei de diante dos filhos de Israel; tão-somente reparte a terra em herança a Israel, como já te mandei. (7) Reparte, pois, agora esta terra por herança às nove tribos, e à meia tribo de Manassés, (8) Com a qual os rubenitas e os gaditas já receberam a sua herança, além do Jordão para o oriente, assim como já lhes tinha dado Moisés, servo do SENHOR. (9) Desde Aroer, que está à beira do ribeiro de Arnom, e a cidade que está no meio do vale, e toda a campina de Medeba até Dibom; (10) E todas as cidades de Siom, rei dos amorreus, que reinou em Hesbom, até ao termo dos filhos de Amom; (11) E Gileade, e o termo dos gesureus, e dos maacateus, e todo o monte Hermom, e toda a Basã até Salcá; (12) Todo o reino de Ogue em Basã, que reinou em Astarote e em Edrei; este ficou do restante dos gigantes que Moisés feriu e expulsou. (13) Porém os filhos de Israel não expulsaram os gesureus, nem os maacateus; antes Gesur e Maacate ficaram habitando no meio de Israel até ao dia de hoje. (14) Tão-somente à tribo de Levi não deu herança; os sacrifícios queimados do SENHOR Deus de Israel são a sua herança, como já lhe tinha falado. (15) Assim Moisés deu à tribo dos filhos de Rúben, conforme as suas famílias. (16) E foi o seu limite desde Aroer, que está à beira do ribeiro de Arnom, e a cidade que está no meio do vale, e toda a campina até Medeba; (17) Hesbom e todas as suas cidades, que estão na campina; Dibom, e Bamote-Baal, e Bete-Baal-Meom; (18) E Jasa e Quedemote, e Mefaate; (19) E Quiriataim e Sibma, e Zerete-Saar, no monte do vale; (20) Bete-Peor, e Asdote-Pisga, Bete-Jesimote; (21) E todas as cidades da campina, e todo o reino de Siom, rei dos amorreus, que reinou em Hesbom, a quem Moisés feriu, como também aos príncipes de Midiã, Evi, e Requém, e Zur, e Hur, e Reba, príncipes de Siom, moradores da terra. (22) Também os filhos de Israel mataram à espada a Balaão, filho de Beor, o adivinho, com os outros que por eles foram mortos. (23) E o termo dos filhos de Rúben ficou sendo o Jordão e os seus limites; esta foi a herança dos filhos de Rúben, segundo as suas famílias, as cidades, e as suas aldeias. (24) E deu Moisés à tribo de Gade, aos filhos de Gade, segundo as suas famílias. (25) E foi o seu termo Jazer, e todas as cidades de Gileade, e metade da terra dos filhos de Amom, até Aroer, que está em frente de Rabá. (26) E desde Hesbom até Ramate-Mizpá e Betonim, e desde Maanaim até ao termo de Debir; (27) E no vale Bete-Arã, e Bete-Nimra, e Sucote, Zafom, que ficara do restante do reino de Siom, em Hesbom, o Jordão e o seu termo, até a extremidade do mar de Quinerete além do Jordão para o oriente. (28) Esta é a herança dos filhos de Gade segundo as suas famílias, as cidades e as suas aldeias. (29) Deu também Moisés herança à meia tribo de Manassés; e deu à meia tribo dos filhos de Manassés, segundo as suas famílias. (30) De maneira que o seu termo foi desde Maanaim, todo o Basã, todo o reino de Ogue, rei de Basã, e todas as aldeias de Jair, que estão em Basã, sessenta cidades, (31) E metade de Gileade, e Astarote, e Edrei, cidades do reino de Ogue em Basã, deu aos filhos de Maquir, filho de Manassés, a saber, à metade dos filhos de Maquir, segundo as suas famílias. (32) Isto é o que Moisés repartiu em herança nas campinas de Moabe, além do Jordão para o oriente de Jericó. (33) Porém, à tribo de Levi, Moisés não deu herança; o SENHOR Deus de Israel é a sua herança, como já lhe tinha falado.

Josué 14

 (1) ISTO, pois, é o que os filhos de Israel tiveram em herança, na terra de Canaã, o que Eleazar, o sacerdote, e Josué, filho de Num, e os cabeças dos pais das tribos dos filhos de Israel lhes fizeram repartir, (2) Por sorte da sua herança, como o SENHOR ordenara, pelo ministério de Moisés, acerca das nove tribos e da meia tribo. (3) Porquanto às duas tribos e à meia tribo já dera Moisés herança além do Jordão; mas aos levitas não tinha dado herança entre eles. (4) Porque os filhos de José eram duas tribos, Manassés e Efraim, e aos levitas não se deu herança na terra, senão cidades em que habitassem, e os seus arrabaldes para seu gado e para seus bens. (5) Como o SENHOR ordenara a Moisés, assim fizeram os filhos de Israel, e repartiram a terra. (6) Então os filhos de Judá chegaram a Josué em Gilgal; e Calebe, filho de Jefoné o quenezeu, lhe disse: Tu sabes o que o SENHOR falou a Moisés, homem de Deus, em Cades-Barnéia por causa de mim e de ti. (7) Quarenta anos tinha eu, quando Moisés, servo do SENHOR, me enviou de Cades-Barnéia a espiar a terra; e eu lhe trouxe resposta, como sentia no meu coração; (8) Mas meus irmãos, que subiram comigo, fizeram derreter o coração do povo; eu porém perseverei em seguir ao SENHOR meu Deus. (9) Então Moisés naquele dia jurou, dizendo: Certamente a terra que pisou o teu pé será tua, e de teus filhos, em herança perpetuamente; pois perseveraste em seguir ao SENHOR meu Deus. (10) E agora eis que o SENHOR me conservou em vida, como disse; quarenta e cinco anos são passados, desde que o SENHOR falou esta palavra a Moisés, andando Israel ainda no deserto; e agora eis que hoje tenho já oitenta e cinco anos; (11) E ainda hoje estou tão forte como no dia em que Moisés me enviou; qual era a minha força então, tal é agora a minha força, tanto para a guerra como para sair e entrar. (12) Agora, pois, dá-me este monte de que o SENHOR falou aquele dia; pois naquele dia tu ouviste que estavam ali os anaquins, e grandes e fortes cidades. Porventura o SENHOR será comigo, para os expulsar, como o SENHOR disse. (13) E Josué o abençoou, e deu a Calebe, filho de Jefoné, a Hebrom em herança. (14) Portanto Hebrom ficou sendo herança de Calebe, filho de Jefoné o quenezeu, até ao dia de hoje, porquanto perseverara em seguir ao SENHOR Deus de Israel. (15) E antes o nome de Hebrom era Quiriate-Arba, porque Arba foi o maior homem entre os anaquins. E a terra repousou da guerra.

Josué 15

 (1) A SORTE que coube à tribo dos filhos de Judá, segundo as suas famílias, foi até ao termo de Edom, o deserto de Zim, para o sul, na extremidade do lado meridional. (2) E foi o seu termo para o sul, desde a extremidade do Mar Salgado, desde a baía que olha para o sul; (3) E sai para o sul, até à subida de Acrabim, e passa a Zim, e sobe do sul a Cades-Barnéia, e passa por Hezrom, e sobe a Adar, e vira para Carca; (4) E passa Azmom, e sai ao ribeiro do Egito, e as saídas deste termo vão até ao mar; este será o vosso termo do lado do sul. (5) O termo, porém, para o oriente será o Mar Salgado, até à foz do Jordão; e o termo para o norte será da baía do mar, desde a foz do Jordão. (6) E este termo subirá até Bete-Hogla, e passará do norte a Bete-Arabá, e este termo subirá até à pedra de Boã, filho de Rúben. (7) Subirá mais este termo a Debir desde o vale de Acor, indo para o norte rumo a Gilgal, a qual está em frente da subida de Adumim, que está para o sul do ribeiro; então este termo continua até às águas de En-Semes; e as suas saídas estão do lado de En-Rogel. (8) E este termo sobe pelo vale do filho de Hinom, do lado sul dos jebuseus (esta é Jerusalém) e sobe este termo até ao cume do monte que está diante do vale de Hinom para o ocidente, que está no fim do vale dos refains do lado do norte. (9) Então este termo vai desde a altura do monte até à fonte das águas de Neftoa; e sai até às cidades do monte de Efrom; vai mais este termo até Baalá (esta é Quiriate-Jearim). (10) Então volta este termo desde Baalá para o ocidente, até às montanhas de Seir, e passa ao lado do monte de Jearim do lado do norte (esta é Quesalom) e desce a Bete-Semes, e passa por Timna; (11) Sai este termo mais ao lado de Ecrom, para o norte, e este termo vai a Sicrom e passa o monte de Baalá, e sai em Jabneel; e assim este termo finda no mar. (12) Será, porém, o termo do lado do ocidente o Mar Grande, e suas adjacências; este é o termo dos filhos de Judá ao redor, segundo as suas famílias. (13) Mas a Calebe, filho de Jefoné, deu uma parte no meio dos filhos de Judá, conforme a ordem do SENHOR a Josué; a saber, a cidade de Arba, que é Hebrom; este Arba era pai de Anaque. (14) E Calebe expulsou dali os três filhos de Anaque: Sesai, e Aimã, e Talmai, gerados de Anaque. (15) E dali subiu aos habitantes de Debir; e fora antes o nome de Debir, Quiriate-Sefer. (16) E disse Calebe: Quem ferir a Quiriate-Sefer, e a tomar, lhe darei a minha filha Acsa por mulher. (17) Tomou-a, pois, Otniel, filho de Quenaz, irmão de Calebe; e deu-lhe a sua filha Acsa por mulher. (18) E sucedeu que, vindo ela a ele, o persuadiu que pedisse um campo a seu pai; e ela desceu do seu jumento; então Calebe lhe disse: Que é que tens? (19) E ela disse: Dá-me uma bênção; pois me deste terra seca, dá-me também fontes de águas. Então lhe deu as fontes superiores e as fontes inferiores. (20) Esta é a herança da tribo dos filhos de Judá, segundo as suas famílias. (21) São, pois, as cidades da tribo dos filhos de Judá, até ao termo de Edom, no extremo sul: Cabzeel, e Eder, e Jagur. (22) E Quiná, e Dimona, e Adada, (23) E Quedes, e Hazor, e Itnã, (24) Zife, e Telem, e Bealote, (25) E Hazor-Hadata, e Queriote-Hezrom (que é Hazor), (26) Amã e Sema, e Moladá, (27) E Hazar-Gada, e Hesmom, e Bete-Palete, (28) E Hazar-Sual, e Berseba, e Biziotiá, (29) Baalá, e Iim, e Azem, (30) E Eltolade, e Quesil, e Hormá. (31) E Ziclague, e Madmana, e Sansana, (32) E Lebaote, e Silim, e Aim, e Rimom; todas as cidades e as suas aldeias, vinte e nove. (33) Nas planícies: Estaol, e Zorá, e Asná, (34) E Zanoa, e En-Ganim, Tapua, e Enã. (35) E Jarmute, e Adulão, Socó, e Azeca, (36) E Saaraim, e Aditaim, e Gederá, e Gederotaim; catorze cidades e as suas aldeias. (37) Zenã, e Hadasa, e Migdal-Gade, (38) E Dileã, e Mizpe, e Jocteel, (39) Laquis, e Bozcate, e Eglom, (40) E Cabom, e Laamás, e Quitlis, (41) E Gederote, Bete-Dagom, e Naamá, e Maquedá, dezesseis cidades e as suas aldeias. (42) Libna, e Eter, e Asã, (43) E Iftá, e Asná, e Nezibe, (44) E Queila, e Aczibe, e Maressa; nove cidades e as suas aldeias. (45) Ecrom, com suas vilas, e as suas aldeias. (46) Desde Ecrom, e até ao mar, todas as que estão do lado de Asdode, e as suas aldeias. (47) Asdode, com as suas vilas e as suas aldeias; Gaza, com as suas vilas e as suas aldeias, até ao rio do Egito, e o Mar Grande e o seu termo. (48) E nas montanhas: Samir, Jatir, e Socó. (49) E Daná, e Quiriate-Saná (que é Debir), (50) E Anabe, Estemó, e Anim, (51) E Gósen, e Holom, e Giló; onze cidades e as suas aldeias. (52) Arabe, e Dumá e Esã, (53) E Janim, e Bete-Tapua e Afeca, (54) E Hunta, e Quiriate-Arba (que é Hebrom), e Zior; nove cidades e as suas aldeias. (55) Maom, Carmelo, e Zife, e Jutá, (56) E Jizreel, e Jocdeão, e Zanoa, (57) Caim, Gibeá, e Timna; dez cidades e as suas aldeias. (58) Halul, Bete-Zur, e Gedor, (59) E Maarate, e Bete-Anote, e Eltecom; seis cidades e as suas aldeias. (60) Quiriate-Baal (que é Quiriate-Jearim), e Rabá; duas cidades e as suas aldeias. (61) No deserto: Bete-Arabá, Midim, e Secacá, (62) E Nibsã, e a Cidade do Sal, e En-Gedi; seis cidades e as suas aldeias. (63) Não puderam, porém, os filhos de Judá expulsar os jebuseus que habitavam em Jerusalém; assim habitaram os jebuseus com os filhos de Judá em Jerusalém, até ao dia de hoje.

DEVOCIONAL PARA HOJE 05/12/2014

VERSÍCULO:
   Falando novamente ao povo, Jesus disse: “Eu sou a luz do mundo. Quem me segue, nunca andará em trevas, mas terá a luz da vida”. -- João 8:12

PENSAMENTO:
   Trevas são mais que um símbolo, são uma maneira disseminada de viver e ver o mundo. Nas trevas estão o engano, mal, crime, predadores, pecado e morte. Seguir a Jesus significa trazer nossos corações a ele, e deixá-lo expulsar as trevas que nos atormentam no interior, para que não temamos as trevas ao nosso redor. Desta maneira Jesus nos dá luz. Mas é uma luz que faz mais do que ocupar um cômodo escuro. É uma luz que ilumina nosso coração.

ORAÇÃO:
   Santo Deus que vive em luz gloriosa e invencível, eu te louvo por mandar Jesus para expulsar os medos escuros que tão facilmente me envolvem. Eu oro por força e coragem para não só viver na luz, mas para mostrar a outros o caminho para ela. No nome de Jesus eu oro. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/1204.html