VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

9 de mai de 2015

OS JUROS DO PECADO SÃO ALTOS

Esta é a estória de um homem que caiu numa cilada e foi assassinado por causa de uma pequena vinha. Esta estória fala de ganância desenfreada. De uma coisa tão sem sentido e estúpida.
Mas os tempos não mudaram muito. Nestes dias em que vivemos, rouba-se e mata-se por causa de alguns centavos; pessoas são mortas só porque estavam no lugar errado na hora errada! São assassinadas por nada!
A coisa mais assustadora e nojenta a respeito de Acabe é que, apesar de possuir tudo, ele ainda queria o pequeno terreno de Nabote. Por quê? Porque ficava perto de sua casa.
A ganância nunca fica satisfeita. Todos nós sofremos algum tipo de tentação, mais cedo ou mais tarde. A não ser que tenhamos muito cuidado, acabaremos ficando presos na areia movediça da ganância.
Compramos um carro e, mal saímos da revendedora, já começamos a sonhar com outro mais chique.
Arrumamos um emprego e, em vez de agradecer a providência de Deus—e estar prontos a ser dirigidos por ele—passamos boa parte do tempo planejando como arranjar outro trabalho que pague mais e que nos dê mais destaque.
Não há nada de errado em querer melhorar de vida. O erro acontece quando o desejo de conseguir mais obscurece o resto. A Bíblia diz sabiamente: “...se as vossas riquezas aumentam, não ponhais nelas o coração” (Salmo 62.10). E alguns de nós podemos ser “ricos” tendo bem pouco.
Havia outra característica infeliz em Acabe. Seu orgulho se feria com facilidade. Jezabel, sua esposa, chamou-o de “frangote” por não usar impiedosamente seu poder real e esmagar um homenzinho insignificante. O orgulho da rainha também estava ferido, e, com base em uma mentira deslavada, ela deu início a uma trama assassina.
Um dos sinais de maturidade é se fazer de surdo para os escárnios dos que nos instigam a agir de maneira insensata e potencialmente perigosa. A pessoa que se deixa levar por este tipo de pressão geralmente é considerada tola. Isto é duplamente trágico, pois a reação dada ao escárnio tem como objetivo ganhar o respeito dos amigos! Mas, não são os amigos que colhem a amargura do engano, do roubo, da aventura sexual, dos acidentes automobilísticos ou de outras coisas com as quais nos envolvemos—não por vontade própria, mas para agradar nossos atormentadores.
Deus não se deixa escarnecer. Tudo que o homem semear, inevitavelmente ele vai colher. Não podemos violar as leis da física—como a da gravidade, por exemplo—sem sofrermos as conseqüências. Também não podemos desrespeitar as leis morais em relação à verdade, ao assassinato, à cobiça, à pureza social e outras parecidas sem sermos atingidos.
Deus mandou Elias, o tesbita, com um recado para Acabe. (Ele e Jezabel foram condenados por Deus.)
Por ter roubado e matado, a vida de Acabe terminou de modo ignóbil. O pecado sempre paga altos juros de investimento.
(Paul E. Little - Sword of the Lord)

Nenhum comentário:

Postar um comentário