VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

8 de mai de 2016

O TRABALHO DELA

Certo dia um recenseador bateu à nossa porta, fez perguntas e anotou tudo em um formulário. Eu estava zanzando por ali e resolvi dar uma xeretada em suas anotações. O recenseador havia escrito nossos nomes e idades, e também a profissão do meu pai. Embaixo do nome de minha mãe, ele anotou “não trabalha”.
Como assim? Minha mãe acordava antes do dia clarear, e não parava um minuto. Ela começa a preparar o café da manhã, ajeitava a casa, e lavava o rosto de todos os filhos. Preparava nossos lanches, ajeitava nosso material escolar — só isso já era um trabalhão — lavava e passava nossas roupas, varria a casa, tirava o pó de todos os móveis. Ela devia ficar zonzinha!
Mamãe assava um bolo, e, às vezes, algumas tortas, e ainda encontrava tempo para costurar. Havia remendos e acertos nas roupas, uma vez que não parávamos de crescer. Chegava a hora do jantar e de lavar a louça, uma coisa depois da outra. Quando a lição de casa era difícil, choramingávamos: “Mamãe, vem me ajudar”.
Assim, ela estava em movimento constante, e embora exausta, mamãe nunca desabava — estava sempre alegre, rindo. Ele trabalhava demais, e certamente merecia umas férias. Mesmo assim, o recenseador anotou embaixo de seu nome “não trabalha”!
 
(Elsie Duncan Yale - Sunshine Magazine)

Nenhum comentário:

Postar um comentário