VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

13 de mai de 2016

TEMPO PERDIDO COM OS FILHOS?



Charles Francis Adams, diplomata e político do século 19, mantinha um diário. Certa vez ele escreveu: “Fui pescar com meu filho hoje—um dia perdido”. Seu filho, Brook Adams, também fazia um diário, ainda em existência. Naquela mesma data, ele escreveu: “Fui pescar com meu pai; este foi o dia mais feliz da minha vida!”
O tempo é uma mercadoria preciosa. É uma riqueza que precisa ser bem administrada, e um dia se acabará, quer tenha sido bem ou mal usada. A Bíblia nos adverte a “remir o tempo” (Efésios 5.15-16).
Charles Adams achou que estava perdendo tempo na pescaria com o filho, mas o menino viu a ocasião como um investimento de seu tempo. A única maneira de diferenciar entre perda e investimento de tempo é determinando as nossas prioridades na vida e concluir de acordo com elas. Se a pessoa não souber qual é seu objetivo maior, não há como avaliar com eficiência.
A sociedade diz que “tempo é dinheiro”. Por este padrão, ser bem sucedido no uso do tempo significa ganhar muito dinheiro.
Mas Jesus sem dúvida afirmaria: “Tempo é pessoa”. O tempo que investimos nas pessoas renderá dividendos muito mais valiosos do que o dinheiro.
Tenhamos como nossa a perspectiva celeste e valorizemos os momentos especiais que passamos com nossas famílias. Invistamos nosso tempo em visitas aos enfermos e aos desamparados; um cartão de simpatia a alguém que sofre ou um telefonema a um amigo necessitado são coisas importantes.
As “interrupções” que desorganizam nosso horário quando alguém aparece sem avisar também são investimentos na vida de outras pessoas. Investir na vida de terceiros é possivelmente o melhor uso que fazemos do nosso tempo.
(Silas Shotwell em Pulpit Helps)

Nenhum comentário:

Postar um comentário