VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

28 de jun de 2013

QUAL É SUA PORCENTAGEM?

Na escola, eu adorava quando os professores usavam o sistema de porcentagem para avaliar a classe, ou seja, a nota de cada um variava de acordo com a média das notas de todos os alunos. A melhor nota da classe era 75. Então, minha nota baixa de 59 ficava até razoável.
“Está de bom tamanho”, eu suspirava. Eu não me saía tão mal quanto muitos. A verdade mesmo é que eu não me saía tão bem quanto poderia. Eu continuava sem saber a matéria dada. Eu escapava de repetir o ano, mas não atingia o potencial que sabia possuir.
Hoje em dia, muitas pessoas usam essa mesma fórmula para se comparar com os outros.
Não sou tão mau quanto ele.
Só conto mentirinhas brancas.
Bebo apenas socialmente; não sou alcoólatra.
Já furtei, mas não sou ladrão.
Dou umas “secadas” nas mulheres, mas não sou infiel nem lascivo.
Solto palavrões aqui e ali, mas não sou boca-suja.
Sou “nervosinho”, mas não parto pra agressões como algumas pessoas fazem.
Faço fofocas, mas só de vez em quando.
Claro que respondo pra os meus pais, mas isso não é pecado de desobediência.
A verdade é que erro continua sendo erro. Justificar não conserta nada, Apenas alivia a culpa.
Nós não somos padrão de justiça para ninguém. Como poderíamos? Somos pecadores como todo mundo. Não temos o direito de julgar pessoa nenhuma, mas Deus tem. No fim das contas, é ele quem julgará nossos pecados.
Aos olhos de Deus todo pecado é coisa má. Todo pecado desagrada a Deus e, no geral, atrapalha nossa comunhão com ele. É por isso que muitas orações não são respondidas.
Nem sempre enxergamos nossas próprias fraquezas, como Apocalipse 3.17 deixa bem claro: “Como dizes: Rico sou, e estou enriquecido, e de nada tenho falta (e não sabes que és um desgraçado, e miserável, e pobre, e cego, e nu)”.
Muitas vezes conseguimos enganar as pessoas, mas Deus conhece nossa natureza pecadora. Alguns líderes religiosos tentaram dar a si mesmos uma altíssima porcentagem na autoavaliação. Porém Jesus lhes respondeu: “Vós sois os que vos justificais a vós mesmos diante dos homens, mas Deus conhece o vosso coração, porque o que entre os homens é elevado perante Deus é abominação” (Lc 16.15).
Para outro grupo de “santinhos”, Jesus avisou: “Muitos me dirão naquele Dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? E, em teu nome, não expulsamos demônios? E, em teu nome, não fizemos muitas maravilhas? E, então, lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade” (Mt 7.22-23). 
Quando um grupo se reuniu para castigar uma adúltera, Jesus disse: “Quem de vocês não tiver nenhum pecado, atire a primeira pedra”.
Quando nos comparamos com a única pessoa que jamais pecou — Jesus — descobrimos que nunca chegaremos ao seu padrão.
Como está escrito: Não há um justo, nem um sequer” (Rm 3.10).
Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus” (Rm 3.23).
Usar o sistema de porcentagem é uma maneira inadequada de avaliar os conhecimentos dos alunos. Da mesma forma, é muita pretensão comparar nossa bondade com a dos outros.
 
(The Bible View)

Nenhum comentário:

Postar um comentário