VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

24 de jan de 2014

SENDO COMO A ABELHA

Mas Deus dispôs os membros, colocando cada um deles no corpo, como lhe aprouve.” I Coríntios 12:18
Você sabe o que é necessário para que uma igreja trabalhe satisfatoriamente? Alguns dos mesmos desígnios divinos que fazem com que uma colmeia trabalhe tão bem.
As abelhas têm uma das mais desenvolvidas estruturas sociais no reino animal. No centro de uma colmeia, que pode conter até 80.000 espécimes, encontra-se a abelha-rainha. Contudo, as demais não ficam só a observar a abelha-rainha. Cada uma delas tem uma específica tarefa a ser realizada.
Algumas saem à procura de néctar. Outras têm como função a proteção da colmeia contra possíveis invasores. Todavia, ainda há funções mais especializadas feitas entre elas. Cientistas têm recentemente descoberto que há aquelas que trabalham como empreiteiras. Algumas são responsáveis pelos corpos das abelhas mortas; outras em trazer água em pequena quantidade para regular a humidade. Além disso, estucadores fazem um tipo de cimento para reparar a colmeia e abanadores de aroma posicionam-se à entrada ventilando o cheiro para fora, a fim de que abelhas perdidas ou desorientadas possam encontrar o rumo da colônia. Outro tipo de abelha, a escoteira ou observadora, mantém a colônia alerta a eventualidades e perigos do mundo exterior.
A variedade e especialização das abelhas operárias parece não ter fim. Semelhantemente, o Senhor tem dado tarefas e dons a todos em Sua Igreja. Ninguém tem sido chamado meramente para sentar-se e ficar observando "a abelha-rainha". Cada um tem um trabalho e a comissão deixada pelo Senhor não será efetuada a menos que todos cooperem.

Nenhum comentário:

Postar um comentário