VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

19 de jan de 2015

A FAMÍLIA

Texto: Mateus 1:18-25.
Assunto Geral: Família.
Tema: Os 3 exemplos da família do Senhor.
Objetivo Geral: Devocional.
Objetivo Específico: Mostrar aos ouvintes os 3 exemplos da família do Senhor.
Proposição: Pureza Moral; Amor Mútuo; Verdadeira Fé em Deus: são os exemplos da família do Senhor.
Introdução: Um dos erros crassos que é cometido pelos casais modernos é pensar que o padrão bíblico para a família caducou, e que, nos dias em que vivemos, a família deve buscar outros padrões que não os da Escritura para a solução de seus problemas.
O resultado de tal pensamento está bem traduzido no número alarmante de divórcios que tem ocorrido entre crentes. Aliás, neste aspecto, o pior ainda está apenas começando, pois muitas igrejas, ao invés de assumir a pesadíssima tarefa de combater o desastre nas famílias cristãs, escolhem o meio mais fácil de se lidar com a questão, acomodando-se à multiplicidade diabólica de divórcios, através da fundação das funestas “Uniões de Divorciados”.
O casal formado por verdadeiros crentes não pode pensar assim. O casal verdadeiramente piedoso sabe que os preceitos das Escrituras são eternos, pois a própria Bíblia no-lo diz: “Para sempre, ó Senhor, a tua Palavra permanece no Céu” (Sl. 119:89). Portanto o casal de verdadeiros crentes tem consciência de que sua felicidade, e portanto, a felicidade de toda a família, depende da obediência aos padrões eternos das Escrituras.
Com o propósito de fortificar os casais das nossas igrejas, estaremos meditando sobre os padrões eternos de Deus para uma família feliz.
Oração de Transição: Vejamos nas Escrituras os padrões de Deus para a família feliz, meditando nos 3 exemplos da família do Senhor.
I ) O primeiro exemplo da família do Senhor é a pureza moral (v. 18,23).
   1. Pureza moral claramente exemplificada pela castidade de Maria, a mãe do Senhor.
   2. Pureza moral reafirmada por Maria, ao ser comunicada, pelo anjo, da sua missão de gerar o Messias (Lc. 1:26-38).
   3. Pureza moral revelada igualmente por José, em sua santa reverência para com aquele que estava sendo gerado no ventre de Maria (v. 25).
   4. Pesquisas mostram que mais da metade dos casais que tiveram intimidade sexual, antes do matrimônio, terminam por divorciarem-se.
   5. Recentemente a Revista “Fides Reformata” publicou uma pesquisa, feita nos Estados Unidos, na qual foi atestado que quase 60% dos casais protestantes são infiéis aos seus cônjuges.
Aplicação: Qual foi o alicerce da formação do nosso lar? Foi uma autêntica pureza moral, fruto de uma verdadeira fé cristã ou já começamos nossos lares de forma terrível, nos entregando à luxúria? Temos preservado a fidelidade aos nossos cônjuges?
II ) O segundo exemplo da família do Senhor é o amor mútuo.
   1. Exemplificado, por parte de Maria, ao se dispor a compartilhar com José (v. 1). O que nos mostra que o casal cristão deve se dispor a compartilhar um com o outro os seus conflitos mais íntimos.
   2. Exemplificado, por parte de José, quando, crendo nas virtudes de sua amada, mas, mostrando-se incapaz de entender situação tão peculiar, toma a atitude de fugir, evitando assim, denunciar Maria por prevaricação e expô-la à vergonha pública e á punição pela Lei (Dt. 22:33 e seg.).
   3. Paulo enfatiza a responsabilidade mútua de amor e respeito dentro do matrimônio (Ef. 5:25-28; Tt. 2:4).
   4. Amor mútuo que deve ser demonstrado na compreensão das necessidades sexuais do cônjuge (I Co. 7:3-5).
   5. O casal deve viver o dia-a-dia de tal modo que um busque para o outro estar expressando amor constantemente (Fl. 2:3,4).
Aplicação: Temos tido a preocupação de amar os nossos cônjuges, buscando ser lhes sempre agradáveis? Busco sempre o bem estar do meu cônjuge e não o meu?
III ) O terceiro exemplo da família do Senhor é uma verdadeira fé em Deus (vs. 19-24).
   1. Verdadeira fé que leva o homem a se submeter à vontade de Deus (v. 24; Lc. 1:35-38).
   2. Verdadeira fé demonstrada por reverência pelas coisas de Deus (v. 25).
   3. Verdadeira fé evidenciada no cumprimento fiel das responsabilidades religiosas (Lc. 2:21-24; 41).
   4. O casamento cristão é uma caminhada a três, sendo o casal conduzido por Deus. As tempestades da vida serão mais convenientemente enfrentadas quando o casal é fervoroso na sua vida religiosa (I Co. 7:28; I Pe. 5:8,9). Além disso, se o casal é desleixado na sua vida religiosa jamais deverá esperar que seus filhos venham a ser fervorosos.
Aplicação: Temos sido fervorosos na nossa vida religiosa com Deus? Qual a importância das atividades da Igreja em nossas vidas? Temos enfrentado as tempestades conjugais buscando a presença do Senhor ou tentamos resolver nossos problemas matrimoniais na carne?
Conclusão: Oremos ao nosso Deus, para que Ele nos faça conduzir nossas vidas conjugais em obediência aos preceitos das Sagradas Escrituras, a fim de encontrarmos paz e felicidade.
Pr. Adalberto Granja

Nenhum comentário:

Postar um comentário