VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

31 de jan de 2013

Devocional Boa Semente 31/01/2013


Pois também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela; e eu te darei as chaves do reino dos céus; e tudo o que ligares na terra será ligado nos céus, e tudo o que desligares na terra será desligado nos céus (Mateus 16:18-19).

CHAVES DOS CÉUS OU DO REINO DOS CÉUS?

Ao proferir tais palavras o Senhor Jesus deu a Pedro um lugar de honra, mas não o lugar que as falsas religiões atribuem a ele.
O significado do nome de Pedro é "pedra", não rocha, pois Cristo é a rocha (1 Coríntios 10:4). A Assembleia, a Igreja, teve início no dia de pentecostes com a descida do Espírito Santo. Ela é edificada sobre Cristo, a sólida Rocha, o infalível e eterno Filho de Deus, e não sobre Pedro, um discípulo vacilante e mortal.
Nem a Pedro e nem à Igreja foram dadas as chaves dos céus, mas as chaves do "reino dos céus". Esse reino é no mundo, mas o quartel general está nos céus, de onde procede toda a autoridade. A Igreja inclui somente os verdadeiros filhos de Deus, mas o reino inclui todos, até os que apenas professam ser de Cristo, sem de fato o serem.
A "chave do conhecimento" é uma das chaves do reino. Pedro a usou quando declarou a Palavra de Deus em Pentecostes, e muitos foram alcançados por isso. Ele também usou outra chave, a do batismo, e três mil foram batizados naquele dia. Só o Senhor Jesus pode dar a vida eterna; mas ao serem batizadas, as pessoas são publicamente perdoadas, não necessariamente eternamente perdoadas! Precisamos do perdão de Deus todos os dias, porque podemos nos "desligar" do reino depois de sermos "ligados". A história de várias pessoas confirma isso. Por exemplo, Simão, o mago (Atos 8:14-24); Demas (Colossenses 4:14 e 2 Timóteo 4:10); Himeneu e Alexandre (1 Timóteo 1:18-20)

Francis Bottome


Francis Bottome (Frank Bottome) nasceu no dia 26 de Maio de 1823 em Belper, Derbyshire, Inglaterra e faleceu no dia 29 de Junho de 1894 em Gunnislake, Cornwall. Depois de emigrar para a América, Bottome tornou-se ministro da Igreja Metodista Episcopal em 1850. A Faculdade Dickinson em Carlisle, Pensilvânia, concedeu-lhe o título no grau de Doutor em Divindade em 1872.

http://harpacrista-fragmentos.blogspot.com/2008/06/hc100-o-bom-consolador.html

História do hino 514 – Paz real


 Somente o crente, o pecador perdoado, pode compreender a paz que o perdão traz para a sua vida. Esta paz permeia toda a sua vida, minorando as suas aflições e fortificando a sua fé. Com a certeza do perdão, vem também a necessidade de louvar àquele que o salvou e perdoou. Igualmente preciosa é a certeza de um dia estar com Cristo em toda a sua glória,de saber para onde vai! Foi para testificar desta nova paz que Peter P.Bilhorn escreveu este hino (letra e música) e o publicou em 1887. Sankey logo começou a usar este hino e publicou-o em 1888, em New Hymns and Solos (Novos Hinos e Solos) nº. 94, e depois, em Sacred Songs and Solos (Hinos e Solos Sacros) nº. 658, de onde, provavelmente, W.E.Entzminger o adaptou. 

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_228.htm, que cita Sankey, Ira D. My Life and the Story of the Gospel Hymns, Philadelphia, P.W.Ziegler Co., 1906.p.287.

DEVOCIONAL PARA HOJE 31/01/2013


VERSÍCULO:
   Porque o SENHOR Deus é sol e escudo; o SENHOR dá graça e glória; nenhum bem sonega aos que andam retamente.  -- Salmos 84:11

PENSAMENTO:
   Deus não poupa sua bondade! De fato, o Pai adora dar presentes aos seus filhos. Estes presentes são de todos os tipos. Todos eles dados com alegria. Como eu sei disso? De três maneiras: 1) Eu tenho sido abençoado repetidamente; 2) Eu sei o que Deus fez para abençoar seu povo através dos séculos; 3) A Palavra dele assegura isto.

ORAÇÃO:
   Pai, eu quero lhe agradecer por tantas bênçãos que o Senhor tem derramado na minha vida. Eu quero citar várias delas hoje (faça sua lista de coisas pelas quais você é grato). Acima de tudo, obrigado pelo presente de Seu Filho e meu Salvador, Jesus. No seu nome eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/0131.html



 

30 de jan de 2013

Devocional Boa Semente 30/01/2013


Que é necessário que eu faça para me salvar?... Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo, tu e a tua casa (Atos 16:30-31).

O CARCEREIRO DE FILIPOS

Em 1880 um pregador realizou uma série de reuniões em Saint Louis, EUA. O jornal da cidade publicou os sermões no típico estilo jornalístico. Em uma das noites, o tema foi o carcereiro de Filipos, responsável por custodiar o apóstolo Paulo. O título do artigo do jornal foi: "Apanhado o carcereiro de Filipos" [Philippi, em inglês].
O olhar de um homem chamado Burke caiu diretamente sobre esse título. Ele era um criminoso bastante famoso. Aos 40 anos de idade já havia passado metade da vida atrás das grades. Burke começou a ler pensando se tratar de um carcereiro que ele conhecia na cidade de Phillippi, também nos EUA. Mas logo se esqueceu disso, pois ficou impressionado com a mensagem. Nesse artigo leu nove vezes o versículo: "Crê no Senhor Jesus Cristo e serás salvo". Aquela noite Burke orou pela primeira vez na vida. Depois conversou com cristãos que visitavam os prisioneiros, e se converteu de verdade. A transformação que se deu nele confirmou isso.
No início, o juiz que cuidava de seu caso pensou que era fingimento para conseguir privilégios. Graças a uma formalidade legal, Burke foi absolvido. Mas o juiz continuava desconfiando dele. No entanto, uma mudança real em Burke continuou se manifestando e, por fim, o próprio juiz lhe ofereceu trabalho. Dez anos depois, o ex-presidiário se tornou o funcionário mais importante da administração.
Essa é uma das obras da graça de Deus naquele que ouve e crê.

História do hino 328 – Sossegai


Mary Ann Baker, a autora deste lindo hino nasceu em 16 de setembro de 1831. A tuberculose ceifou a vida dos seus pais e deixou-a órfã em tenra idade. Moravam em Chicago com a irmã e o irmão. Esse, um moço de excepcionais qualidades de caráter, começou a sofrer efeitos desta terrível doença. Das suas escassas economias, as duas irmãs conseguiram recursos para que ele viajasse à Flórida, na esperança de que no clima mais ameno começasse a melhoria. Não lhes foi possível acompanha-lo. “Tudo em vão. Em poucas semanas o mal se agravou e o rapaz faleceu, longe do aconchego da família.”. Não havia dinheiro para as irmãs irem ao seu enterro, nem para transportar o seu corpo para Chicago. Mary escreveu sobre esta experiência assoladora:
  “Embora nosso choro não fosse ‘como outros que não têm esperança’ e embora tivesse crido em Cristo desde menina e desejasse sempre viver uma vida consagrada e obediente, tornei-me terrivelmente rebelde a esse desígnio da divina providência. Disse no meu coração que Deus não amava a mim, nem aos meus. Mas a própria voz do meu Mestre veio aclamar a tempestade no meu coração rebelde e me trouxe a calma de uma fé mais profunda e uma confiança mais perfeita.”
  Foi logo depois desta maçante experiência que o dr. Horatio Palmer solicitou a Mary Ann o preparo de um grupo de hinos sobre os assuntos das lições da Escola Bíblica da sua igreja Batista. “Um dos temas era ‘Cristo Acalmando a Tempestade’. Esta lição expressou tão vividamente a minha experiência, que este hino foi o resultado”.  Imediatamente, o próprio dr. Palmer escreveu a música para o hino, que tem beneficiado a muitos com a sua mensagem de fé. Publicou-o na sua coletânea Songs of Love for the Bible School (Cânticos de Amor para a Escola Bíblica), em 1874.
  Depois disto, Mary Ann se empenhou de corpo e alma à União de Mulheres Cristãs Pela Temperança. Neste ministério teve oportunidade de observar, bem de perto, o sofrimento de irmãs, esposas e mães de alcoólatras cujas vidas naufragaram pelo degradante vício de beber. Depois de chorar com muitas destas mulheres ao lado da sepultura destes seus entes queridos, ela testificou: “Tenho chegado a sentir gratidão pelas doces memórias do meu irmão. O caminho de Deus é o melhor”.
  Ao saber que seu hino também estava sendo uma grande benção em outros países. Mary Ann Baker disse: “Me surpreende muito que este humilde hino tenha atravessado os mares e sido cantado em terras bem distantes para a honra do nome do meu Salvador”. 

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_379.htm, que cita Rufin, Bernad, Fanny Crosby, Philadelphia, PA, United Church Press, 1976, p. 30.

Peter Philip Bilhorn


Peter Philip Bilhorn (1865-1936) nasceu em Mendota, Estado de Illinois, EUA, descendente de bavários. Seu pai, dono duma companhia de construção de charretes, foi morto na guerra civil três meses antes de Peter nascer. Aos oito anos,teve de deixar os estudos para ajudar no sustento da família. Aos 15 anos, os irmãos Bilhorn mudaram-se para Chicago, estabelecendo sua companhia na grande cidade. Peter,com sua linda voz, era muito ouvido tanto nos salões de concertos, como nos “beer gardens”(restaurantes que se especializavam na venda de cerveja).
  Em 1883, estava ao lado do piano num salão de concerto quando um obreiro cristão o convidou para umas conferências evangelísticas. Assistiu doze noites seguidas. Na última noite “(…) ouviu um sermão com o título ‘Cristo nos redimiu’, e deu seu coração a Deus”. Logo entrou no trabalho evangelístico em todas as partes de Chicago. Aprofundou-se na música com George F.Root e George F. Stebbins. Tornou-se membro regente da igreja Batista de North Lake.
  Bilhorn construiu um harmônio portátil para uso no seu ministério. Recebeu tantos pedidos que fundou a Companhia Bilhorn de Órgãos Portáteis. Homem muito dinâmico, tornou-se publicador muito respeitado na região de Chicago. Publicou muitas coletâneas de gospel songs. Escreveu mais de 2.000 hinos, letra e música. Também foi o primeiro dirigente de música para o célebre evangelista Billy Sunday.

http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_228

DEVOCIONAL PARA HOJE 30/01/2013


VERSÍCULO:
   Muitos propósitos há no coração do homem, mas o desígnio do SENHOR permanecerá. -- Provérbios 19:21

PENSAMENTO:
   Quais são os seus planos para hoje? Se você é como eu, ora para planejar seu dia com cuidado. Você marca encontros com pessoas com antecedência, para ajudá-las em suas necessidades, ouvir suas preocupações, ou discutir assuntos e projetos. Mas nós sempre precisamos viver humildemente, reconhecendo que nenhum de nossos planos terá valor senão vier do Pai.

ORAÇÃO:
   Santo Deus e Pai justo, por favor me abençoe enquanto tento discernir a sua vontade nas decisões que farei hoje. Eu reconheço que cada partícula de ar que respiro é um dom do Senhor, e que cada sucesso é fruto da sua graça. Por favor, use-me para a sua glória e ajude-me a encontrar o seu caminho para a minha vida. No nome de Jesus eu oro. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/0130.html



 

29 de jan de 2013

Devocional Boa Semente 29/01/2013


Esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes (1 Pedro 5:12).

ESTAR NA GRAÇA

Não há nada tão difícil para nós que permanecer na graça e não permitir que nossos próprios conceitos humanos nos contaminem. Nunca entenderemos nem alcançaremos os pensamentos de Deus a nosso respeito. Qualquer coisa que eu pense acerca disso não chega nem perto do que realmente é a pura e irrestrita graça de Deus.
Um permanente senso da graça na presença de Deus é o segredo de toda a paz, santidade, e quietude de espírito. A graça de Deus é tão ilimitada, plena, perfeita que não podemos ter uma total consciência disso se não estivermos imersos nela. Se tentarmos conhecê-la fora de Sua presença, iremos transformá-la em licenciosidade. A verdadeira graça faz com que tenhamos horror a todo tipo de pecado.
Em Romanos 7 está a descrição de uma pessoa que nasceu de novo mas que por causa de suas racionalizações parou de repente de desfrutar da graça. Ao invés de pela fé olhar para Deus e clamar pela graça novamente, o capítulo está cheio da palavra "eu', "eu", "eu". A graça sempre se refere ao que Deus é, e não ao que somos. Quando olhamos para nós e nos sentirmos compelidos a fazer coisas para recebermos a graça de Deus é porque não temos, ou perdemos, a menor ideia do que ela é. A questão não é o que temos de fazer, mas se o Senhor Jesus é tudo o que precisamos.
É mais proveitoso pensar no que Deus é ao invés de pensar no que nós somos. Na realidade isso é orgulho puro. A verdadeira humildade não consiste em pensar em nós mesmos de maneira depreciativa, mas em não pensar em nós de jeito algum! O que preciso fazer é esquecer de mim mesmo e olhar para Ele, que me amou primeiro.

James Milton Black


 James M. Black nasceu no dia 19 de Agosto de 1856 em South Hill, New York e faleceu no dia 21 de Dezembro de 1938 em Williamsport, Pennsylvania, onde está enterrado, no cemitério de Wildwood. Black iniciou sua carreira musical com John Howard de Nova York e Daniel Towner do Instituto Bíblico Moody. Mudou-se para Williamsport, Pennsylvania, por volta de 1881, e foi um membro ativo da Igreja Metodista Episcopal de Pine Street, desde 1904 até sua morte, servindo como cantor e professor da Escola Dominical. Black também encontrou tempo para publicar uma dúzia de hinários, escrever quase 1.500 cânticos e fazer parte da comissão que elaborou o hinário Metodista de 1905.

http://harpacrista-fragmentos.blogspot.com/2008/03/hc048-o-dia-do-triunfo-de-jesus.html

História do hino 514 – Paz real


 Somente o crente, o pecador perdoado, pode compreender a paz que o perdão traz para a sua vida. Esta paz permeia toda a sua vida, minorando as suas aflições e fortificando a sua fé. Com a certeza do perdão, vem também a necessidade de louvar àquele que o salvou e perdoou. Igualmente preciosa é a certeza de um dia estar com Cristo em toda a sua glória,de saber para onde vai! Foi para testificar desta nova paz que Peter P.Bilhorn escreveu este hino (letra e música) e o publicou em 1887. Sankey logo começou a usar este hino e publicou-o em 1888, em New Hymns and Solos (Novos Hinos e Solos) nº. 94, e depois, em Sacred Songs and Solos (Hinos e Solos Sacros) nº. 658, de onde, provavelmente, W.E.Entzminger o adaptou. 

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_228.htm, que cita Sankey, Ira D. My Life and the Story of the Gospel Hymns, Philadelphia, P.W.Ziegler Co., 1906.p.287.

DEVOCIONAL PARA HOJE 29/01/2013


VERSÍCULO:
   A ti clamaram e se livraram; confiaram em ti e não foram confundidos. -- Salmos 22:5

PENSAMENTO:
   Este Salmo de desespero, citado por Jesus na cruz, é também um Salmo de esperança e fé. A história da fidelidade de Deus para com seu povo Israel é um lembrete constante de que podemos confiar nele para nos livrar. Mesmo que a resposta de Deus possa parecer demorada, na nossa maneira de medir o tempo, o registro dele na história nos mostra que ele responderá, livrará e abençoará seu povo a tempo. No pior dos casos, podemos lembrar que Deus é fiel e atento aos nossos clamores de desespero, lamento, dor, agonia e medo.

ORAÇÃO:
   Eu peço, querido pai, que o Senhor abençoe seu povo em todo canto, em situações difíceis. Dê-lhes poder através do seu Espírito e abençoe-os com uma mudança para o melhor. Por favor, ouça os clamores do seu povo e aja rápido para protegê-los, preservá-los e vindicá-los. No nome de Jesus eu oro. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0129.html

28 de jan de 2013

Devocional Boa Semente 28/01/2013


Até o pardal encontrou casa, e a andorinha, ninho para si e para a sua prole, junto dos teus altares, Senhor dos Exércitos, Rei meu e Deus meu. Bem-aventurados os que habitam em tua casa; louvar-te-ão continuamente (Salmo 84:3-4).

O CAMINHO DE CASA

Na cidade de Glascow, Escócia, existe uma encruzilhada chamada "A Cruz". Certo dia um policial que fazia sua ronda encontrou um menino chorando, sentado na calçada. - Eu me perdi, e não sei voltar para casa; disse o menino. O policial pegou a criança pela mão e se propôs a levá-lo para a delegacia, de onde ligaria para os pais da criança.
Mas ao chegar à "A Cruz", o menino olhou ao redor e exclamou: "Eu sei o caminho a partir daqui!". E imediatamente soltou a mão do policial e correu em direção à sua casa.
Essa ilustração mostra o que acontece com os que se aproximam da cruz de Cristo. A partir dali se pode achar o caminho da casa do Pai. De fato, a cruz é o único ponto de intercessão entre Deus e o homem. Através dela podemos conhecer o Deus de amor, de perdão e de paz. Na cruz o Senhor Jesus Se ofereceu pelo pecado do mundo. Sofreu e expiou os pecados de todos os que creem nEle. Na cruz Deus fez brilhar Seu amor dando Seu filho unigénito.
Na cruz o pecador que se arrepende é libertado da carga de seus pecados e se reconcilia com Deus. A cruz é uma porta estreita onde temos de reconhecer nossas faltas e nossa total incapacidade de salvarmos a nós mesmos. Porém esta porta nos concede o acesso a uma vida nova, na presença do Pai, onde encontramos descanso, paz e alegria.

Sabine Baring-Gould


O reverendo Sabine Baring-Gould (Exeter, 28 de Janeiro de 1834 – Lewtrenchard, 2 de Janeiro de 1924) foi um hagiógrafo, antiquário, romancista e estudioso eclético britânico. A sua bibliografia inclui mais de 1240 publicações distintas, embora esta lista continue a crescer. A sua residência familiar, em Lewtrenchard, Devon, foi preservada e é, actualmente, um hotel. Ele é lembrado sobretudo como escritor de hinos, sendo o mais conhecido “Onward, Christian Soldiers” e “Now Is Over the Day“. Ele também traduziu o cântico “Mensagem de Gabriel” de basco para inglês. 

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Sabine_Baring-Gould

História do hino 329 – Conta as bênçãos


“Para o crente, a gratidão deve ser uma atitude da vida”.O salmista Davi sabia como louvar e agradecer ao Senhor. Em circunstancias muita vezes intoleráveis, não se desesperou, mas “fez a escolha de levantar a sua voz em canto, celebrando o incomparável amor e a fidelidade de Deus”. É bom que cada crente tome tempo para redescobrir as verdades profundas expressas pelo hinista Johnson Oatman nas quatro estrofe deste hino.
  Nas primeiras duas estrofes ele desenvolve o pensamento que o contar das bênçãos serve como antídoto para os desânimos da vida, e também estimula o viver cristão vitorioso. A terceira estrofe nos ensina que o contar das bênçãos pode ser o meio de colocarmos os bens materiais em devida perspectiva quando comparados com a herança eterna que espera todo o crente nas regiões celestiais. Então,enquanto revemos as nossas bênçãos individuais, certamente temos de concordar com a quarta estrofe: a provisão do auxílio e conforto de Deus durante toda a nossa vida é uma das nossas mais ricas bênçãos.
  Este hino talvez seja o mais cantado hino escrito por Johnson Oatman, Jr. Difundiu-se por todo o globo. Apareceu pela primeira vez na coletânea Songs for Young People (Cânticos para Jovens), compilado e publicado pelo compositor da melodia, Edwin Othello Excell, em 1897, Um escritor disse deste hino: “Como raio do sol , alumiou os lugares escuros da terra”. Fazendo uma reportagem sobre uma das campanhas do evangelista Gipsy Smith,o muito lido jornal The London Daily (O Diário de Londres) noticiou que este extraordinário pregador, ao anunciar o hino, disse: “No sul de Londres os homens o cantam, os rapazes o assobiam, e as mães põem os seus bebes a dormir com este hino”. Apropriadamente, o nome BLESSINGS (Bênçãos), palavra chave do hino, foi escolhido para a melodia pela comissão do Baptist Hymmnal (Hinário Batista) de 1956.

http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_244

O que significa aceitar Jesus como seu Salvador pessoal?


Você alguma vez já aceitou Jesus Cristo como seu Salvador pessoal? Antes de você responder, permita-me explicar a questão. Para entender, você deve primeiro compreender adequadamente “Jesus Cristo”, “pessoal” e “Salvador.”

Quem é Jesus Cristo? Muitas pessoas reconhecem Jesus Cristo como um bom homem, grande mestre, ou mesmo como um profeta de Deus. Essas coisas são definitivamente verdadeiras sobre Jesus, mas elas não definem quem Ele realmente é. A Bíblia nos diz que Jesus é Deus em carne, Deus tornou-se um ser humano (leia João 1:1,14). Deus veio à terra para nos ensinar, curar, corrigir, perdoar – e morrer por nós! Jesus Cristo é Deus, o Criador, o Senhor supremo. Você aceitou este Jesus?

O que é um Salvador e por que nós precisamos de um Salvador? A Bíblia nos diz que todos pecamos, todos cometemos atos maus (Romanos 3:10-18). Como resultado do nosso pecado, nós merecemos a ira e o julgamento de Deus. A única punição justa para pecados cometidos contra um Deus infinito e eterno é uma punição infinita (Romanos 6:23; Apocalipse 20:11-15). É por isso que nós precisamos de um Salvador!

Jesus Cristo veio à terra e morreu em nosso lugar. A morte de Jesus, como Deus em carne, foi um pagamento infinito por nossos pecados (2 Coríntios 5:21). Jesus morreu para pagar a pena pelos nossos pecados (Romanos 5:8). Jesus pagou o preço para que nós não tivéssemos que pagar nós mesmos. A ressurreição de Jesus dentre os mortos provou que Sua morte foi suficiente para pagar a pena pelos nossos pecados. É por isso que Jesus é o único Salvador (João 14:6; Atos 4:12)! Você está confiando em Jesus como seu Salvador?

Jesus é o seu Salvador “pessoal”? Muitas pessoas vêem o Cristianismo como ir à igreja, realizar rituais, não cometer certos pecados. Isso não é Cristianismo. O verdadeiro Cristianismo é uma relação pessoal com Jesus Cristo. Aceitar Jesus como seu Salvador pessoal significa colocar a própria fé pessoal e confiança Nele. Ninguém é salvo pela fé dos outros. Ninguém é perdoado por realizar certas obras. A única forma de ser salvo é pessoalmente aceitar Jesus como seu Salvador, confiando na Sua morte como pagamento pelos seus pecados, e na Sua ressurreição como a sua garantia de vida eterna (João 3:16). Jesus é pessoalmente o seu Salvador?

Se você quer aceitar Jesus como seu Salvador, diga as seguintes palavras a Deus. Lembre-se que fazer esta oração ou qualquer outra não irá salvar você. Apenas confiando em Cristo você pode ser salvo do seu pecado. Esta oração é simplesmente uma forma de expressar a Deus a sua fé Nele e agradecer por lhe dar a salvação. "Deus, eu sei que pequei contra Ti e mereço punição. Mas Jesus Cristo tomou sobre Si a punição que eu mereço para que através da fé Nele eu pudesse ser perdoado. Eu recebo Tua oferta de perdão e coloco minha fé em Ti para Salvação. Eu aceito Jesus como meu Salvador pessoal! Obrigado por Tua graça e perdão maravilhosos – o dom da vida eterna! Amém!”

Você tomou uma decisão por Cristo por causa do que você leu aqui? Se sim, por favor clique no botão "Aceitei Cristo Hoje" abaixo.

http://www.gotquestions.org/portugues/Salvador-pessoal.html

O que é a Estrada de Romanos para a salvação?


A Estrada de Romanos para a salvação é uma forma de compartilhar as boas novas da salvação utilizando versículos do livro Bíblico de Romanos. É um simples mas poderoso método para explicar por que nós precisamos da salvação, como Deus providenciou a salvação, como nós podemos receber a salvação e quais os resultados da salvação.

O primeiro versículo na Estrada de Romanos para a salvação é Romanos 3:23: “Pois todos pecaram e carecem da glória de Deus.” Nós todos pecamos. Nós todos fizemos coisas que são desagradáveis a Deus. Não há ninguém que seja inocente. Romanos 3:10-18 nos dá uma imagem detalhada de como é o pecado nas nossas vidas. A segunda Escritura na Estrada de Romanos para a salvação, Romanos 6:23, nos ensina sobre as conseqüências do pecado - “Porque o salário do pecado é a morte, mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” A punição que nós ganhamos pelos nossos pecados é a morte - não apenas morte física, mas morte eterna!

O terceiro versículo na Estrada de Romanos para a salvação retoma onde Romanos 6:23 parou: “mas o dom gratuito de Deus é a vida eterna em Cristo Jesus, nosso Senhor.” Romanos 5:8 declara: “Mas Deus prova o seu próprio amor para conosco pelo fato de ter Cristo morrido por nós, sendo nós ainda pecadores.” Jesus Cristo morreu por nós! A morte de Jesus pagou o preço dos nossos pecados. A ressurreição de Jesus prova que Deus aceitou a morte de Jesus como pagamento pelos nossos pecados.

A quarta parada na Estrada de Romanos para a salvação é Romanos 10:9: “Se, com a tua boca, confessares a Jesus como Senhor e, em teu coração, creres que Deus o ressuscitou dentre os mortos, serás salvo.” Por causa da morte de Jesus em nosso favor, tudo o que nós temos a fazer é acreditar Nele, acreditando na Sua morte como pagamento pelos nossos pecados – e nós seremos salvos! Romanos 10:13 diz mais uma vez: “Todo aquele que invocar o nome do Senhor será salvo.” Jesus morreu para pagar a pena pelos nossos pecados e nos resgatar da morte eterna. A salvação, o perdão dos pecados, está disponível para qualquer um que confiar em Jesus Cristo como seu Senhor e Salvador.

O aspecto final da Estrada de Romanos para a salvação é o resultado da salvação. Romanos 5:1 tem esta maravilhosa mensagem: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo.” Através de Jesus Cristo nós podemos ter uma relação de paz com Deus. Romanos 8:1 nos ensina: “Agora, pois, já nenhuma condenação há para os que estão em Cristo Jesus.” Por causa da morte de Jesus em nosso lugar, nós nunca seremos condenados pelos nossos pecados. Finalmente, nós temos esta preciosa promessa de Deus de Romanos 8:38-39: “Porque estou certo de que, nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem o presente, nem o porvir, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus, que está em Cristo Jesus nosso Senhor.”

Você gostaria de seguir a Estrada de Romanos para a salvação? Se sim, aqui está uma simples oração que você pode fazer a Deus. Fazer esta oração é uma forma de declarar a Deus que você está confiando em Jesus Cristo para a sua salvação. As palavras em si não irão salvá-lo. Apenas a fé em Jesus Cristo pode prover salvação! “Deus, eu sei que eu pequei contra Ti e mereço punição. Mas Jesus Cristo tomou a punição que eu mereço para que através da fé Nele eu pudesse ser perdoado. Com a Tua ajuda, eu me volto contra os meus pecados e deposito a minha confiança em Ti para salvação. Obrigado pela Tua maravilhosa graça e perdão – o dom da vida eterna! Amém!”

Você tomou uma decisão por Cristo por causa do que você leu aqui? Se sim, por favor clique no botão "Aceitei Cristo Hoje" abaixo.

http://www.gotquestions.org/portugues/Romanos-Estrada-Salvacao.html

DEVOCIONAL PARA HOJE 28/01/2013


VERSÍCULO:
   Os ímpios não são assim; são, porém, como a palha que o vento dispersa.  -- Salmos 1:4

PENSAMENTO:
   Não importa o êxito aparente e temporário dos planos perversos e poderes maus. Tudo acaba na sepultura e é varrido, deixando o perverso de mãos vazias diante da justiça de Deus.

ORAÇÃO:
   Querido Pai, por favor me ajude a resistir a tentação de admirar ou exaltar aqueles que têm bom êxito através de recursos, esquemas, métodos e planos maus. Ajude o meu coração a buscar seu Reino e sua justiça. No nome de Jesus eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/0128.html

27 de jan de 2013

Devocional Boa Semente 27/01/2013


Todavia, ao Senhor agradou o moê- lo, fazendo-o enfermar; quando a sua alma se puser por expiação do pecado, verá a sua posteridade, prolongará os dias; e o bom prazer do Senhor prosperará na sua mão (Isaías 53:10). 

O PRAZER DE DEUS ASSEGURADO EM CRISTO

Infelizmente, essa maravilhosa descrição o prazer de Deus em Cristo torna manifesta a verdadeira condição do homem sob o poder do pecado, de Satanás e da morte. O homem natural deseja caminhar independente de Deus, fazer a própria vontade, e gratificar seus ímpetos. Por natureza preferimos o prazer do pecado ao prazer de Deus. A luz da presença de Cristo apenas demonstra que os homens amaram mais as trevas que a luz porque suas obras eram más (João 3:19).
Portanto, quando contemplamos Cristo em toda Sua perfeição moral - Sua santidade, graça, amor, bondade, gentileza, paciência, doçura, humildade, cada traço de Seu maravilhoso caráter, cada palavra proferida por Seus lábios, cada ação e passo, tudo nos convence de que somos exatamente o oposto. Como então é possível Deus encontrar prazer em pessoas que sejam moralmente iguais a Cristo, e dignos de estarem com Ele na glória?
Existe apenas uma resposta para essa grande pergunta. O prazer de Deus no homem pôde ser concretizado somente pela morte de Seu Filho. Assim, tão logo o sacrifício do Calvário foi realizado, o prazer de Deus começou a prosperar. E agora Deus tem prazer tanto em Seu Filho amado, nosso Salvador, quanto naqueles que creem nEle.

História do hino 343 – sempre firme


Seguro nos braços do Senhor, o Pastor William Cushing, mesmo em meio a dura provação, podia escrever este hino em cerca de 1896. Baseou-o no Salmo 17:8 “Guarda-me como à menina do olho; esconde-me, à sombra das tuas asas. “.  William Orcutt Cushing nasceu em 1823, no Estado de Massachussets, EUA. Por mais de vinte anos pastoreou igrejas no Estado de Nova Iorque. Quando uma enfermindade lhe privou da voz em 1870, ele se aposentou. Começou, então, a escrever hinos. Mais de trezentos dos seus hinos foram musicados por músicos famosos do seu tempo: Sankey, Lowry, Root, e outros. Por longos anos os crentes brasileiros cantam “Oh! Que Belos Hinos”, “Sempre Firme”, e outras afirmações de fé que este homem de Deus nos proporcionou. Qual é o crente que não se lembra de ter cantado “Jóias Preciosas”? O Pastor Cushing faleceu em 1902, mas este homem que conseguiu transformar a provação em vitória continua a nos abençoar através dos seus hinos. O célebre evangelista-cantor Ira David Sankey (1840-1908), companheiro de Dwight l. Moody nas maiores campanhas evangelisticas conhecidas até então no mundo, compôs a música deste hino em 1896. Publicou-o no primeiro da sua série de hinários, Sacred Songs, VOL. I. (Cânticos Sacros)

http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_357

História do hino 565 – Separação


Este hino foi escrito em 1882 como um hino cristão de despedida, não era destinado a nenhuma pessoa ou ocasião, porém, foi composto deliberadamente como um hino cristão sobre a base da etmologia de “Good Bye”, (Adeus) Que é “Deus seja contigo”.   A primeira estrofe foi escrita e enviada a dois compositores, um muito conhecido e o outro totalmente desconhecido e não inteiramente educado em música. Escolhi a composição do último, submetía a J. W. Bischoff, diretor musical de um pequeno livro que estávamos preparando. Ele a aprovou, porém, com algumas emendas que foram adotadas. Foi cantado pela primeira vez numa noite na Primeira Igreja Congregacional em Washington, onde eu era então pastor e o sr. Bischoff, o organista. A sua popularidade deve-se à música que foi adotada. Minha orientação na união de palavras e música não deve, porém, tirar do sr. Tomer (o compositor) a honra que lhe cabe totalmente.

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_387

SETE PASSOS PARA CONHECER A DEUS


Passo 1
RECONHECER QUE DEUS AMA VOCÊ
Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu o seu Filho unigénito, para que todo aquele que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna. João 3.16.
E a vida eterna é esta: que te conheçam, a ti só por único Deus verdadeiro, e a Jesus Cristo, a quem enviaste. João 17.3
Como o Pai me amou, também eu vos amei a vós; permanecei no meu amor. João 15.9.
Passo 2
ADMITIR QUE VOCÊ PRECISA DE AJUDA
E a condenação é esta: Que a luz veio ao mundo, e os homens amaram mais as trevas do que a luz, porque as suas obras eram más. João 3.19
Por isso vos disse que morrereis em vossos pecados, porque, se não crerdes que eu sou, morrereis em vossos pecados. João 8.24
Quem crê nele não é condenado; mas quem não crê já está condenado, porquanto não crê no nome do Unigénito Filho de Deus. João 5 .18
Passo 3
CRER QUE JESUS É O ÚNICO SALVADOR
No dia seguinte João viu a Jesus, que vinha para ele, e disse: Eis o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo! João 1.29
Disse-lhe Jesus: Eu sou o caminho, e a verdade e a vida. Ninguém vem ao Pai, senão por mim. João 14.6
Aquele que crê no Filho tem a vida eterna: mas aquele que não crê no Filho não verá a vida: mas a ira de Deus sobre ele permanece. João 3.36
Passo 4
RECEBER JESUS COMO SEU SALVADOR
Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus; aos que crêem no seu nome, João 1.12 As minhas ovelhas ouvem a minha voz, e eu conheço-as, e elas me seguem, João 10.28
Na verdade, na verdade vos digo que quem ouve a minha palavra, e crê naquele que me enviou, tem a vida eterna, e não entrará em condenação, mas passou da morte para a vida. João 5.24
Passo 5
RECONHECER QUE JESUS É AGORA SEU AMIGO E O SENHOR DE SUA VIDA
Vós sereis meus amigos, se fizerdes o que eu vos mando. João 15.14
Tomé respondeu, e disse-lhe: Senhor meu, e Deus meu! João 20.28
Até agora nada pedistes em meu nome; pedi, e recebereis, para que o vosso gozo se cumpra. João 16.24
Passo 6
RECONHECER QUE VOCÊ AGORA PERTENCE A FAMÍLIA DE DEUS - A IGREJA
Chegada pois a tarde daquele dia o primeiro da semana, e cerradas as portas onde os discípulos, com medo dos judeus, se tinham ajuntado, chegou Jesus, e pôs-se no meio, e disse-lhes: Paz seja convosco E, dizendo isto, mostrou-lhes as suas mãos e o lado. De sorte que os discípulos se alegraram, vendo o Senhor. João 20.19-20
Eu sou a videira, vós as varas: quem está em mim, e eu nele, esse dá muito fruto; porque sem mim nada podeis fazer. João 15.5
Passo 7
COLOCAR-SE A SERVIÇO DE CRISTO: ORAR, ESTUDAR A BÍBLIA, TESTEMUNHAR
E tudo quanto pedirdes em meu nome eu o farei, para que o Pai seja glorificado no Filho João 14.13
Jesus dizia pois aos judeus que criam nele: Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente sereis meus discípulos e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará. João 8.31 -32 Disse-lhes pois Jesus outra vez: Paz seja convosco; assim como o Pai me enviou, também eu vos envio a vós. João 20.2 I
ORAÇÃO
Você precisa fazer uma vez na vida esta oração:
Pai Celeste, sei que sou um pecador e que preciso de seu perdão. Creio que o Seu Filho, Jesus Cristo, morreu na cruz por mim e agora estou arrependido e disposto a deixar a vida de pecado. Pela fé, convido o Senhor Jesus Cristo para entrar em meu coração e em minha vida como meu Salvador pessoal; e, pela Sua graça, quero segui-Lo e obedecê-Lo como Senhor da minha vida. Amém
Fonte: Livreto “O Evangelho de João, Sete passos para conhecer a Deus”

DEVOCIONAL PARA HOJE 27/01/2013


VERSÍCULO:
   Ele é como árvore plantada junto a corrente de águas, que, no devido tempo, dá o seu fruto, e cuja folhagem não murcha; e tudo quanto ele faz será bem sucedido. -- Salmos 1:3

PENSAMENTO:
   Alguns tipos de prazeres terrenos podem alimentar nossos corações por um pouco de tempo, mas quando a dificuldade vem, nossos corações secam com a seca. No entanto, prazer no SENHOR e na sua vontade para nós dá-nos alegria contínua e sempre renovada. Este estilo de vida proporciona benefícios a curto prazo e a longo prazo, e a resistência que suporta as piores estiagens da vida.

ORAÇÃO:
   Querido Deus, Santo no céu, eu sinto prazer no ?Senhor e nos seus caminhos, e me renovo através do seu Espírito que habita em mim. Por favor, dê-me a sabedoria de buscar sua vontade todos os dias da minha vida. No nome de Jesus eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/0127.html

26 de jan de 2013

Devocional Boa Semente 26/01/2013


Reinou, pois, Davi sobre todo o Israel; e Davi julgava e fazia justiça a todo o seu povo. (2 Samuel 8:15).

MEDITAÇÕES SOBRE O LIVRO DE 2 SAMUEL (Leia 2 Samuel 8:1-18)

Fortalecido pelas promessas de Deus, o novo rei fundamenta seu trono por meio de vitórias que subjugam seus inimigos. O primeiro desses adversários são os filisteus. A Filístia inteira é finalmente dominada. O próximo a ser controlado é Moabe, em um cumprimento parcial da profecia de Balaão (Números 24:17). Hadadezer e os sírios que vieram socorrê-lo também foram vencidos. Por fim, Edom é escravizado, de acordo com uma profecia ainda mais antiga, quando Isaque abençoou Jacó (Gênesis 27:29 e 25:23). Davi aqui cumpre simbolicamente o que é dito sobre o Senhor Jesus, cujo glorioso reino será estabelecido quando todos os Seus inimigos estiverem sob Seus pés (Salmo 110).
A paz chegou ao reino, e a autoridade de Davi é reconhecida tanto dentro quanto fora do país. A organização do reino é estruturada (w. 15-18). O rei é o centro, responsável pela execução da justiça e do juízo. Ao redor dele, havia outros cujas funções foram designadas pelo próprio rei. Os sacerdotes estavam lá para manter o relacionamento com Deus. Segurança, estabilidade, justiça e paz; gloriosas características que serão, em um grau incomparavelmente maior, as características do reino que virá.

História do hino 542 – Jesus e as crianças


 Anna Barllet Warner, e sua irmã Susan, escreveram um romance intitulado, Say and Seal,( Dizer e Selar) em 1859, publicada em 1860. Num ponto da história, um menino doente está sendo confortado por seu professor da Escola Dominical. Ele toma a criança nos seus braços. Quando o menino lhe pede para cantar, ele canta um novo hino, escrito por Anna, um hino que mais tarde seria cantado e amado por crianças em todos os continentes do globo, de onde vem a letra deste hino. Bradbury compôs a música CHINA para este texto, e adicionou as palavras do refrão. Publicou o hino no seu hinário para a Escola Dominical, Golden Shower (Chuva de Ouro), em 1862. Porque missionários na China contaram que este hino era favorito entre as crianças da China, o nome CHINA foi dado à melodia. 

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_457

Testemunho

Gostaria de iniciar pedindo que leiam o Salmo 30, este que confortou meu coração.

Dia 04 deste mês dei entrada no Hospital Santa Catarina devido uma diarreia que perdurava a mais de 15 dias e uma dor no estomago, dor esta que não me deixava dormir. Imaginava que tomaria remédios e iria pra casa, mas não era esta a vontade de Deus.

Quando mediram minha pressão, estava a 17x11 e pediram exames de sangue. Nestes foi detectado que minhas plaquetas estavam em 58.000, onde o mínimo é de 150.000, isto indicava que meu sangue não estava mais coagulando, e que devido a pressão eu corria risco de hemorragia. Fizeram mais exames, agora das taxas do fígado, e estas estavam tão elevadas que o medico disse que não faltava nada para o fígado parar. Estes indicativos comprovaram a síndrome HELP, algo muitíssimo raro. Deus me levou àquele hospital no momento certo, pois em mais um dia minhas plaquetas teriam caído o suficiente para dar hemorragia, e talvez meu fígado tivesse parado! Eu louvo a deus porque ele sabe o momento certo de tudo.

Enfim, fiquei internada contra minha vontade, pois ninguém quer ficar internada. Depois de alguns dias uma medica me falou sobre a realidade do meu quadro: eu estava com esta doença e teria que tirar minha filha. Eu não fiquei desesperada porque tinha certeza que ela também viveria. Fizeram muitas ultras e perceberam que a bebê estava bem abaixo do peso ideal para 26 semanas e o liquido amniótico estava baixando. Então, esperaram um dia que minha pressão havia normalizado, e fizeram a cesaréa no dia 14/01 as 16:30h. Infelizmente 10 horas depois nossa filha faleceu na “u.t.i.n.”. Mas o medico veio me informar que devido a síndrome, minha filha não havia desesnvolvido a visão e nem os pulmões e que teria muitos outros problemas de saúde, e eu, apesar da dor, agradeci a DEUS porque ele a levou para ela não sofrer tanto, e eu tinha a certeza que ela estava agora com ele!


A parte mais difícil estava apenas começando. Passei mais 7 dias internada porque minha pressão não baixava e eu ainda corria risco da eclampsia pós parto, e as taxas do fígado ainda não haviam normalizado. A medica disse que algumas mulheres ainda morrem mesmo tirando a criança devido parada dos órgãos, e meu fígado estava funcionando com mais ou menos 50%. Foi difícil ficar 7 dias no setor onde suas mães ficam com seus filhos, mas creio que Deus queria me fortalecer. O dia mais feliz foi 21/01, quando ao acordar tive alta. A medica disse que eu poderia cuidar da pressão em casa com o medico do posto de saúde. Louvo a Deus por tudo isso que nos aconteceu, e gostaria que todos que leram pudessem enviar para outros, a fim de que nosso Deus seja glorificado! Eu estou viva!!!


Talita Farias

Passos de Fé - Lição 7


CÉU E INFERNO
Pare uma pessoa na rua e pergunte-o se ele prefere entrar no céu ou no inferno no momento de sua morte, e ele provavelmente irá optar pelo céu. No entanto, poucas pessoas têm um conceito claro das realidades do céu e do inferno. Elas acreditam que o céu é um lugar de grande beleza e paz. o inferno, elas pensam que é um lugar de horror e dor.
A Bíblia diz muito sobre céu e inferno. De fato, o céu é um dos tópicos mais comentados na Bíblia toda.
O propósito deste estudo será examinar céu e inferno, a fim de que seu conceito sobre estas duas habitações eternas sejam baseados na Bíblia. Vamos começar focalizando o que a Bíblia ensina sobre o inferno.

INFERNO

Uma vez, um homem contou que seu maior desejo eraIr para o inferno com todos os seus companheiros”. O entendimento sobre o inferno deste homem não era formulado biblicamente. Ele não entendia verdadeiramente o inferno literal.
Há muitas objeções sobre o conceito do inferno literal. A maior parte das objeções são baseadas no argumento de que um Deus amoroso e gracioso não poderia de modo nenhum condenar o homem ao tormento eterno.
Os homens inventaram muitas soluções para o “problema” de um inferno eterno. Estas soluções incluem: (1) a teoria da destruição (o homem deixa de existir quando morre), e (2) a teoria do purgatório (o homem paga a pena durante um período temporário e depois pode entrar no céu).
Contra a opinião do homem temos ensinamentos claros da Palavra de Deus. A palavrainferno” ocorre 54 vezes em 54 versículos da Bíblia. Há 162 textos do Novo Testamento que falam da condenação do perdido. O próprio Jesus Cristo falou sobre este horrível lugar mais de 70 vezes. Vamos examinar três perguntas sobre o inferno: (1) O que é o inferno? (2) Como é o inferno? (3) Quanto tempo o inferno vai durar?
DEFINIÇÃO DE INFERNO
Em essência, o inferno pode ser definido como a separação física e emocional da alma de tudo que é bom (II Tessalonicenses 1:9). À medida que o pecado leva o corpo físico de um homem à destruição, também condena sua alma ao mesmo destino.
DESCRIÇÃO DO INFERNO
A resposta do homem à pergunta demonstrou que ele não tinha idéia do quadro que a Bíblia apresenta do inferno. A descrição de inferno vista na Bíblia é uma imagem de horror. Antes de considerarmos estes quadros, no entanto, é bom que lembremos que o inferno não foi inicialmente preparado por Deus para o homem. Deus fez o inferno para Satanás e seus anjos caídos (Mateus 25:41). O homem, pela sua desobediência e rejeição de Cristo, escolhe acompanhar Lúcifer no seu tormento eterno.
1.       O inferno é um lugar de sofrimento físico. Médicos dizem que vítimas de queimaduras sofrem as dores horríveis. Este sofrimento é experimentado pelos habitantes do inferno. O inferno é um lugar de fogo que não se apaga (Mateus 3:12, 13:42; Apocalipse 14:10, 20:15). Toda alma condenada irá compartilhar do testemunho do governante rico que levantou seus olhos em tormento e gritou, “estou atormentado nesta chama (Lucas 16:24). Infelizmente, nãoalívio disponível. Ninguém será capaz de tão somente molhar seu dedo em água e refrescar a língua para sempre ressecada (Lucas 16:24). Que quadro de tormento físico!
2.       O inferno é um lugar de sofrimento emocional. Jesus descreveu o inferno como um lugar onde as almas serão “lançadas” nas trevas exteriores; ali haverá pranto e ranger de dentes. (Mateus 8:12). Você esteve exposto a ausência de luz? Psiquiatras dizem que um homem em tal condição eventualmente enlouquecerá. Por quê? Porque a escuridão traz solidão e medo. Em desolação solitária, a alma chora na agonia do inferno, lembrando-se de oportunidades que teve na terra (Lucas 16:25). Não é de admirar que as Escrituras sempre descrevem o inferno como o lugar no qual indivíduos são “lançados” (Marcos 9:45; II Pedro 2:4; Apocalipse 20:14). Nesta vida as pessoas podem dizer que escolheriam ir para o inferno; mas quando as realidades do inferno forem vistas, o inferno nunca será o lugar escolhido.

A DURAÇÃO DO INFERNO

Talvez a pior verdade possível sobre o inferno é que ele é eterno. Não haverá escapatória, nenhuma absolvição, nenhum perdão, e nenhuma liberdade condicional (Mateus 25:46). Ó, como devemos advertir nossos entes queridos a “fugir da ira vindoura” (Mateus 3:7).

CÉU

As escrituras falam de céu dez vezes mais do que falam sobre o inferno. A palavra céu aparece 582 vezes em 550 versículos. É um lugar de glória indescritível e maravilhas. Como cristãos, nós somos cidadãos dos céus. É nosso lar (Filipenses 3:20). Vamos voltar nossos corações para o lar e brevemente considerar o céu à medida que procuramos respostas para duas grandes perguntas: (1) Quem irá para o céu: e (2) Como será o céu?

Quem irá para o céu?

A Bíblia ensina que o céu é habitado por três grupos distintos: o Divino, o angélico, e o humano.
1. Deus.      Em Apocalipse 21 e 22, vê-se o quadro mais claro do céu. João testifica das glórias do céu e diz: “E nela não vi templo, porque o seu templo é o Senhor Deus Todo-Poderoso, e o Cordeiro. E a cidade não necessita de sol nem de lua, para que nela resplandeçam, porque a glória de Deus a tem iluminado...” (Apocalipse 21:22-23).
2. Anjos.    Imagine-se fazendo amizade com os anjos. (Mateus 18:10) fala-nos que os anjos no céu vêem a Deus e fazem o que Ele manda.
3. Humanos.       Quando Jesus deixou Seus discípulos para preparar para eles um lugar (João 14:20), Ele prometeu que Ele estaria preparando este lugar no céu. Aqueles que aceitaram Cristo são cidadãos dos céus (Filipenses 3:20).
Infelizmente, muitos nunca verão o céu. há uma maneira de ganhar entrada no céu. O caminho é Jesus Cristo (João 14:6).

Como será o céu?

Um compositor de música disse, “Que humildade, nãolugar como a nossa casa!” Para o cristão, esta frase deveria ser, “Que esplêndido será, nãolugar como o céu!”
Paulo estava tão admirado do esplendor do céu que as palavras lhe faltavam (II Coríntios 12:1-4).
O céu é um lugar de grande beleza. Há um mar de cristal (Apocalipse 22:1). Há fundações de pedras preciosas (Apocalipse 21: 19-20), portões de pérola (Apocalipse 21:21), e ruas de ouro (Apocalipse 21:21).
O céu é um lugar de grande bênção. No céu, Deus irá enxugar todas as lágrimas e remover toda a dor (Apocalipse 21:4). Os entes queridos estarão para sempre unidos (II Tessalonicenses 4: 13-18). As trevas não mais existirão (Apocalipse 21:23).
O céu é um lugar perfeito. Deus está e o pecado foi banido para sempre (Apocalipse 21:3).
Sim, a Bíblia fala muito sobre o céu e o inferno. Há um céu a ser ganho e um inferno a ser banido. Você falou para alguém sobre o céu recentemente?

DE SUA LEITURA
1.             O que a maioria das pessoas que negam a realidade do inferno dizem sobre Deus?
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
2.             Como podemos definir o inferno?
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
3.             Que tipo de sofrimento terá de ser suportado no inferno?
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
4.             Quem estará no inferno?
a.           _______________________________________________________________
b.           _______________________________________________________________
c.           _______________________________________________________________
5.             Como será o céu?
________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________