VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

8 de jan de 2013

História do hino 281 – Fonte divina


Assim como muitos outros grandes e significativos cânticos da Igreja, este nasceu sob o sofrimento físico e mental do seu autor, William Cowper. Cowper foi física e mentalmente fraco através dos sessenta e nove anos de sua vida. Foi afligido com uma melancolia que o levou, em várias ocasiões, a tentar suicídio. Em quatro diferentes ocasiões, foi internado em hospícios. Em seus momentos de razão, entretanto. Cowper foi um dos maiores poetas da história inglesa.  O ex-negociante de escravos, rude e ativo marinheiro, John Newton e William Cowper, foram íntimos amigos. De fato, Newton provavelmente fez mais por Cowper em seus acessos de melancolia, que qualquer outro homem. Era habito dos dois levar a composição de um novo cântico para cada reunião semanal de oração que Newton realizava na cidade de Olney. Como resultado destas reuniões, uma coleção de cânticos sob o título: “The Olney Hymns”, foi publicada. Da coleção, uns sessenta e cinco cânticos estavam assinados com a inicial “c”, a assinatura de Cowper.
  Newton providenciou para Cowper uma casa perto do seu presbitério. Lá, Cowper trabalhava e comungava com a natureza – produzindo algumas das melhores obras poéticas da literatura inglesa. A melodia para este cântico é por muitos atribuída ao compositor Lowell Mason; outros também crêem que foi originalmente uma velha melodia americana chamada “Western Melody”. Foi provavelmente um cântico favorito nas reuniões campais. Mason foi um bancário em Savannah, Georgia, em seus primeiros anos. Mais tarde trabalhou com coros em Boston e estava sempre à procura de novas letras e melodias.

Fonte: http://www.musicaeadoracao.com.br/hinos/historias_hinos/ha_202.htm, 

Nenhum comentário:

Postar um comentário