VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

12 de jul de 2013

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 4, dia 27)

Salmos 49-51


Salmos 49

 (1) Salmo para o músico-mor, entre os filhos de Coré. OUVI isto, vós todos os povos; inclinai os ouvidos, todos os moradores do mundo, (2) Tanto baixos como altos, tanto ricos como pobres. (3) A minha boca falará de sabedoria, e a meditação do meu coração será de entendimento. (4) Inclinarei os meus ouvidos a uma parábola; declararei o meu enigma na harpa. (5) Por que temerei eu nos dias maus, quando me cercar a iniqüidade dos que me armam ciladas? (6) Aqueles que confiam na sua fazenda, e se gloriam na multidão das suas riquezas, (7) Nenhum deles de modo algum pode remir a seu irmão, ou dar a Deus o resgate dele (8) (Pois a redenção da sua alma é caríssima, e cessará para sempre), (9) Para que viva para sempre, e não veja corrupção. (10) Porque ele vê que os sábios morrem; perecem igualmente tanto o louco como o brutal, e deixam a outros os seus bens. (11) O seu pensamento interior é que as suas casas serão perpétuas e as suas habitações de geração em geração; dão às suas terras os seus próprios nomes. (12) Todavia o homem que está em honra não permanece; antes é como os animais, que perecem. (13) Este caminho deles é a sua loucura; contudo a sua posteridade aprova as suas palavras. (Selá.) (14) Como ovelhas são postos na sepultura; a morte se alimentará deles e os retos terão domínio sobre eles na manhã, e a sua formosura se consumirá na sepultura, a habitação deles. (15) Mas Deus remirá a minha alma do poder da sepultura, pois me receberá. (Selá.) (16) Não temas, quando alguém se enriquece, quando a glória da sua casa se engrandece. (17) Porque, quando morrer, nada levará consigo, nem a sua glória o acompanhará. (18) Ainda que na sua vida ele bendisse a sua alma; e os homens te louvarão, quando fizeres bem a ti mesmo, (19) Irá para a geração de seus pais; eles nunca verão a luz. (20) O homem que está em honra, e não tem entendimento, é semelhante aos animais, que perecem.

Salmos 50

 (1) Salmo de Asafe. O DEUS poderoso, o SENHOR, falou e chamou a terra desde o nascimento do sol até ao seu ocaso. (2) Desde Sião, a perfeição da formosura, resplandeceu Deus. (3) Virá o nosso Deus, e não se calará; um fogo se irá consumindo diante dele, e haverá grande tormenta ao redor dele. (4) Chamará os céus lá do alto, e a terra, para julgar o seu povo. (5) Ajuntai-me os meus santos, aqueles que fizeram comigo uma aliança com sacrifícios. (6) E os céus anunciarão a sua justiça; pois Deus mesmo é o Juiz. (Selá.) (7) Ouve, povo meu, e eu falarei; ó Israel, e eu protestarei contra ti: Sou Deus, sou o teu Deus. (8) Não te repreenderei pelos teus sacrifícios, ou holocaustos, que estão continuamente perante mim. (9) Da tua casa não tirarei bezerro, nem bodes dos teus currais. (10) Porque meu é todo animal da selva, e o gado sobre milhares de montanhas. (11) Conheço todas as aves dos montes; e minhas são todas as feras do campo. (12) Se eu tivesse fome, não to diria, pois meu é o mundo e toda a sua plenitude. (13) Comerei eu carne de touros? ou beberei sangue de bodes? (14) Oferece a Deus sacrifício de louvor, e paga ao Altíssimo os teus votos. (15) E invoca-me no dia da angústia; eu te livrarei, e tu me glorificarás. (16) Mas ao ímpio diz Deus: Que fazes tu em recitar os meus estatutos, e em tomar a minha aliança na tua boca? (17) Visto que odeias a correção, e lanças as minhas palavras para detrás de ti. (18) Quando vês o ladrão, consentes com ele, e tens a tua parte com adúlteros. (19) Soltas a tua boca para o mal, e a tua língua compõe o engano. (20) Assentas-te a falar contra teu irmão; falas mal contra o filho de tua mãe. (21) Estas coisas tens feito, e eu me calei; pensavas que era tal como tu, mas eu te argüirei, e as porei por ordem diante dos teus olhos: (22) Ouvi pois isto, vós que vos esqueceis de Deus; para que eu vos não faça em pedaços, sem haver quem vos livre. (23) Aquele que oferece o sacrifício de louvor me glorificará; e àquele que bem ordena o seu caminho eu mostrarei a salvação de Deus.

Salmos 51

 (1) Salmo de Davi para o músico-mor, quando o profeta Natã veio a ele, depois dele ter possuído a Bate-Seba. TEM misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. (2) Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. (3) Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. (4) Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares. (5) Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe. (6) Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria. (7) Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve. (8) Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste. (9) Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniqüidades. (10) Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. (11) Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo. (12) Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário. (13) Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão. (14) Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação, e a minha língua louvará altamente a tua justiça. (15) Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca entoará o teu louvor. (16) Pois não desejas sacrifícios, senão eu os daria; tu não te deleitas em holocaustos. (17) Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus. (18) Faze o bem a Sião, segundo a tua boa vontade; edifica os muros de Jerusalém. (19) Então te agradarás dos sacrifícios de justiça, dos holocaustos e das ofertas queimadas; então se oferecerão novilhos sobre o teu altar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário