VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

17 de out de 2013

MÃES QUE ORAM


pela recordação que guardo de tua fé... que primeiramente habitou em tua avó... e em tua mãe...” (1 Tm.1:5)
A Bíblia nos dá exemplos de mães cujos orações e fé tiveram um grande impacto nas vidas das suas descendentes. No Velho Testamento lemos como o pedido do Ana foi concedido no nascimento do seu filho Samuel e como ela o deu ao Senhor por todos os dias da vida dele. E na carta de Paulo ao Timóteo, há uma referência à fé da mãe do Timóteo. Sem dúvida aquela fé se expressava em orações ao favor do seu filho. Não é de admirar que Timóteo foi usado por Deus na igreja primitiva. Sim, mães que oram muitas vezes vêem suas orações recompensadas.
Eu conheço uma esposa de um pastor que é uma mulher de oração. Quando o marido dela sairia para uma visito ou encontro importante, ela oraria por ele brevemente, pedindo a direção e proteção de Deus. Quando ele viajava para fazer conferências numa cidade distante, ela parava o que fazia e orava por ele enquanto ele saia de carro, pedindo sabedoria e força para ele. Ela orava em voz alta e seus filhos escutavam; mas ela pouco sabia o impacto aquelas simples orações faziam naqueles filhos. Imagine a alegria daquela mãe quando ela ouviu o que sua filha disse a ela quando esta preparava para sair de casa e estudar numa faculdade a centenas de quilômetros de distância. A filha falou que saindo para estudar fora seria mais fácil porque ela sabia que logo depois de sua saída a mãe estaria orando por ela — e continuaria orando!
(da revista:“Our Daily Bread”)

Nenhum comentário:

Postar um comentário