VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

23 de jan de 2014

A LEI DO AMOR

“Porque o amor de Cristo nos constrange” II Coríntios 5:14
O Senhor nos amou primeiro, e nós em retorno O amamos. Visto que O amamos, deveríamos servi-LO por devoção não por obrigação. Esta é a lei do amor.
Permita-me usar uma história para ilustrar este princípio. Havia um certo casal que, verdadeiramente não amava um ao outro. O marido era muito exigente, ao ponto de preparar uma lista de ordens e regulamentos a serem seguidos por sua esposa. Ele insistiu que ela os lesse repetidas vezes diariamente e obedecesse a eles à risca. Entre outras coisas, os seus "sins" e nãos" determinavam alguns detalhes, como o horário que ela deveria acordar de manhã, quando o café da manhã deveria ser servido e como o trabalho doméstico deveria ser feito.
Depois de vários anos, o marido faleceu. Um tempo depois, ela se apaixonou por um outro homem, que carinhosamente a amava. Muito em breve, eles se casaram. Este novo marido fazia todo o possível para fazer a sua nova esposa feliz, constantemente inundando-a com provas de profunda estima.
Um dia enquanto limpava a casa, ela achou a lista dos mandamentos enfiada em uma gaveta de seu antigo marido. Enquanto ela a observava, tornou-se evidente para ela que mesmo que seu novo marido não tivesse feito uma lista de mandamentos, ela ainda fazia tudo que estava contido na primeira lista da mesma forma.
Ela conscientizou-se de que ela era tão devota ao presente marido que o seu desejo mais profundo era o de agradá-lo por amor, e não por obrigação. Fazer qualquer coisa para ele era o seu maior contentamento.
De modo análogo deveria acontecer conosco em nosso relacionamento com Cristo. Por Ele nos amar, nós O amamos e queremos servi-LO.
Esta é a lei do amor!

Nenhum comentário:

Postar um comentário