VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

27 de mai de 2014

DEVOCIONAL PARA HOJE 27/05/2014

VERSÍCULO:
   Porquanto Deus enviou o seu Filho ao mundo, não para que julgasse o mundo, mas para que o mundo fosse salvo por ele.  -- João 3:17

PENSAMENTO:
   Como você vê Deus? Ele é alguém procurando uma maneira para lhe condenar? Ele é um homem careta que realmente não sabe como é o mundo moderno? Ele é santo demais para se sujar com as preocupações de meros mortais, tendo nos deixado para resolver tudo sozinhos? Não. NÃO. NÃO! Deus escolheu entrar no nosso mundo, não para nos condenar, ou condená-lo, mas para redimir o mundo e cada um de nós. Jesus é a grande lembrança de que Deus anseia nos salvar, não nos condenar. Graças a Deus por Deus! Graças a Deus por quem Jesus era e é Deus conosco.

ORAÇÃO:
   Deus Santo e Celestial, dou-lhe graças porque o Senhor vive com aqueles que são contritos e arrependidos e anseiam pela Sua presença. O Senhor sabe que somos apenas mortais, mas nos ama. O Senhor sabe que temos falhas, mas nos redimiu. O Senhor sabe que não somos perfeitos, mas enviou Jesus como o sacrifício perfeito para nos salvar. Obrigado. Através do meu Salvador eu ofereço a minha sincera gratidão e louvor. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0526.html

25 de mai de 2014

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 22)

1 João 1-5

1 João 1

 (1) O QUE era desde o princípio, o que ouvimos, o que vimos com os nossos olhos, o que temos contemplado, e as nossas mãos tocaram da Palavra da vida (2) (Porque a vida foi manifestada, e nós a vimos, e testificamos dela, e vos anunciamos a vida eterna, que estava com o Pai, e nos foi manifestada); (3) O que vimos e ouvimos, isso vos anunciamos, para que também tenhais comunhão conosco; e a nossa comunhão é com o Pai, e com seu Filho Jesus Cristo. (4) Estas coisas vos escrevemos, para que o vosso gozo se cumpra. (5) E esta é a mensagem que dele ouvimos, e vos anunciamos: que Deus é luz, e não há nele trevas nenhumas. (6) Se dissermos que temos comunhão com ele, e andarmos em trevas, mentimos, e não praticamos a verdade. (7) Mas, se andarmos na luz, como ele na luz está, temos comunhão uns com os outros, e o sangue de Jesus Cristo, seu Filho, nos purifica de todo o pecado. (8) Se dissermos que não temos pecado, enganamo-nos a nós mesmos, e não há verdade em nós. (9) Se confessarmos os nossos pecados, ele é fiel e justo para nos perdoar os pecados, e nos purificar de toda a injustiça. (10) Se dissermos que não pecamos, fazemo-lo mentiroso, e a sua palavra não está em nós.

1 João 2

 (1) MEUS filhinhos, estas coisas vos escrevo, para que não pequeis; e, se alguém pecar, temos um Advogado para com o Pai, Jesus Cristo, o justo. (2) E ele é a propiciação pelos nossos pecados, e não somente pelos nossos, mas também pelos de todo o mundo. (3) E nisto sabemos que o conhecemos: se guardarmos os seus mandamentos. (4) Aquele que diz: Eu conheço-o, e não guarda os seus mandamentos, é mentiroso, e nele não está a verdade. (5) Mas qualquer que guarda a sua palavra, o amor de Deus está nele verdadeiramente aperfeiçoado; nisto conhecemos que estamos nele. (6) Aquele que diz que está nele, também deve andar como ele andou. (7) Irmãos, não vos escrevo mandamento novo, mas o mandamento antigo, que desde o princípio tivestes. Este mandamento antigo é a palavra que desde o princípio ouvistes. (8) Outra vez vos escrevo um mandamento novo, que é verdadeiro nele e em vós; porque vão passando as trevas, e já a verdadeira luz ilumina. (9) Aquele que diz que está na luz, e odeia a seu irmão, até agora está em trevas. (10) Aquele que ama a seu irmão está na luz, e nele não há escândalo. (11) Mas aquele que odeia a seu irmão está em trevas, e anda em trevas, e não sabe para onde deva ir; porque as trevas lhe cegaram os olhos. (12) Filhinhos, escrevo-vos, porque pelo seu nome vos são perdoados os pecados. (13) Pais, escrevo-vos, porque conhecestes aquele que é desde o princípio. Jovens, escrevo-vos, porque vencestes o maligno. Eu vos escrevo, filhos, porque conhecestes o Pai. (14) Eu vos escrevi, pais, porque já conhecestes aquele que é desde o princípio. Eu vos escrevi, jovens, porque sois fortes, e a palavra de Deus está em vós, e já vencestes o maligno. (15) Não ameis o mundo, nem o que no mundo há. Se alguém ama o mundo, o amor do Pai não está nele. (16) Porque tudo o que há no mundo, a concupiscência da carne, a concupiscência dos olhos e a soberba da vida, não é do Pai, mas do mundo. (17) E o mundo passa, e a sua concupiscência; mas aquele que faz a vontade de Deus permanece para sempre. (18) Filhinhos, é já a última hora; e, como ouvistes que vem o anticristo, também agora muitos se têm feito anticristos, por onde conhecemos que é já a última hora. (19) Saíram de nós, mas não eram de nós; porque, se fossem de nós, ficariam conosco; mas isto é para que se manifestasse que não são todos de nós. (20) E vós tendes a unção do Santo, e sabeis todas as coisas. (21) Não vos escrevi porque não soubésseis a verdade, mas porque a sabeis, e porque nenhuma mentira vem da verdade. (22) Quem é o mentiroso, senão aquele que nega que Jesus é o Cristo? É o anticristo esse mesmo que nega o Pai e o Filho. (23) Qualquer que nega o Filho, também não tem o Pai; mas aquele que confessa o Filho, tem também o Pai. (24) Portanto, o que desde o princípio ouvistes permaneça em vós. Se em vós permanecer o que desde o princípio ouvistes, também permanecereis no Filho e no Pai. (25) E esta é a promessa que ele nos fez: a vida eterna. (26) Estas coisas vos escrevi acerca dos que vos enganam. (27) E a unção que vós recebestes dele, fica em vós, e não tendes necessidade de que alguém vos ensine; mas, como a sua unção vos ensina todas as coisas, e é verdadeira, e não é mentira, como ela vos ensinou, assim nele permanecereis. (28) E agora, filhinhos, permanecei nele; para que, quando ele se manifestar, tenhamos confiança, e não sejamos confundidos por ele na sua vinda. (29) Se sabeis que ele é justo, sabeis que todo aquele que pratica a justiça é nascido dele.

1 João 3

 (1) VEDE quão grande amor nos tem concedido o Pai, que fôssemos chamados filhos de Deus. Por isso o mundo não nos conhece; porque não o conhece a ele. (2) Amados, agora somos filhos de Deus, e ainda não é manifestado o que havemos de ser. Mas sabemos que, quando ele se manifestar, seremos semelhantes a ele; porque assim como é o veremos. (3) E qualquer que nele tem esta esperança purifica-se a si mesmo, como também ele é puro. (4) Qualquer que comete pecado, também comete iniqüidade; porque o pecado é iniqüidade. (5) E bem sabeis que ele se manifestou para tirar os nossos pecados; e nele não há pecado. (6) Qualquer que permanece nele não peca; qualquer que peca não o viu nem o conheceu. (7) Filhinhos, ninguém vos engane. Quem pratica justiça é justo, assim como ele é justo. (8) Quem comete o pecado é do diabo; porque o diabo peca desde o princípio. Para isto o Filho de Deus se manifestou: para desfazer as obras do diabo. (9) Qualquer que é nascido de Deus não comete pecado; porque a sua semente permanece nele; e não pode pecar, porque é nascido de Deus. (10) Nisto são manifestos os filhos de Deus, e os filhos do diabo. Qualquer que não pratica a justiça, e não ama a seu irmão, não é de Deus. (11) Porque esta é a mensagem que ouvistes desde o princípio: que nos amemos uns aos outros. (12) Não como Caim, que era do maligno, e matou a seu irmão. E por que causa o matou? Porque as suas obras eram más e as de seu irmão justas. (13) Meus irmãos, não vos maravilheis, se o mundo vos odeia. (14) Nós sabemos que passamos da morte para a vida, porque amamos os irmãos. Quem não ama a seu irmão permanece na morte. (15) Qualquer que odeia a seu irmão é homicida. E vós sabeis que nenhum homicida tem a vida eterna permanecendo nele. (16) Conhecemos o amor nisto: que ele deu a sua vida por nós, e nós devemos dar a vida pelos irmãos. (17) Quem, pois, tiver bens do mundo, e, vendo o seu irmão necessitado, lhe cerrar as suas entranhas, como estará nele o amor de Deus? (18) Meus filhinhos, não amemos de palavra, nem de língua, mas por obra e em verdade. (19) E nisto conhecemos que somos da verdade, e diante dele asseguraremos nossos corações; (20) Sabendo que, se o nosso coração nos condena, maior é Deus do que o nosso coração, e conhece todas as coisas. (21) Amados, se o nosso coração não nos condena, temos confiança para com Deus; (22) E qualquer coisa que lhe pedirmos, dele a receberemos, porque guardamos os seus mandamentos, e fazemos o que é agradável à sua vista. (23) E o seu mandamento é este: que creiamos no nome de seu Filho Jesus Cristo, e nos amemos uns aos outros, segundo o seu mandamento. (24) E aquele que guarda os seus mandamentos nele está, e ele nele. E nisto conhecemos que ele está em nós, pelo Espírito que nos tem dado.

1 João 4

 (1) AMADOS, não creiais a todo o espírito, mas provai se os espíritos são de Deus, porque já muitos falsos profetas se têm levantado no mundo. (2) Nisto conhecereis o Espírito de Deus: Todo o espírito que confessa que Jesus Cristo veio em carne é de Deus; (3) E todo o espírito que não confessa que Jesus Cristo veio em carne não é de Deus; mas este é o espírito do anticristo, do qual já ouvistes que há de vir, e eis que já agora está no mundo. (4) Filhinhos, sois de Deus, e já os tendes vencido; porque maior é o que está em vós do que o que está no mundo. (5) Do mundo são, por isso falam do mundo, e o mundo os ouve. (6) Nós somos de Deus; aquele que conhece a Deus ouve-nos; aquele que não é de Deus não nos ouve. Nisto conhecemos nós o espírito da verdade e o espírito do erro. (7) Amados, amemo-nos uns aos outros; porque o amor é de Deus; e qualquer que ama é nascido de Deus e conhece a Deus. (8) Aquele que não ama não conhece a Deus; porque Deus é amor. (9) Nisto se manifestou o amor de Deus para conosco: que Deus enviou seu Filho unigênito ao mundo, para que por ele vivamos. (10) Nisto está o amor, não em que nós tenhamos amado a Deus, mas em que ele nos amou a nós, e enviou seu Filho para propiciação pelos nossos pecados. (11) Amados, se Deus assim nos amou, também nós devemos amar uns aos outros. (12) Ninguém jamais viu a Deus; se nos amamos uns aos outros, Deus está em nós, e em nós é perfeito o seu amor. (13) Nisto conhecemos que estamos nele, e ele em nós, pois que nos deu do seu Espírito. (14) E vimos, e testificamos que o Pai enviou seu Filho para Salvador do mundo. (15) Qualquer que confessar que Jesus é o Filho de Deus, Deus está nele, e ele em Deus. (16) E nós conhecemos, e cremos no amor que Deus nos tem. Deus é amor; e quem está em amor está em Deus, e Deus nele. (17) Nisto é perfeito o amor para conosco, para que no dia do juízo tenhamos confiança; porque, qual ele é, somos nós também neste mundo. (18) No amor não há temor, antes o perfeito amor lança fora o temor; porque o temor tem consigo a pena, e o que teme não é perfeito em amor. (19) Nós o amamos porque ele nos amou primeiro. (20) Se alguém diz: Eu amo a Deus, e odeia a seu irmão, é mentiroso. Pois quem não ama a seu irmão, ao qual viu, como pode amar a Deus, a quem não viu? (21) E dele temos este mandamento: que quem ama a Deus, ame também a seu irmão.

1 João 5

 (1) TODO aquele que crê que Jesus é o Cristo, é nascido de Deus; e todo aquele que ama ao que o gerou também ama ao que dele é nascido. (2) Nisto conhecemos que amamos os filhos de Deus, quando amamos a Deus e guardamos os seus mandamentos. (3) Porque este é o amor de Deus: que guardemos os seus mandamentos; e os seus mandamentos não são pesados. (4) Porque todo o que é nascido de Deus vence o mundo; e esta é a vitória que vence o mundo, a nossa fé. (5) Quem é que vence o mundo, senão aquele que crê que Jesus é o Filho de Deus? (6) Este é aquele que veio por água e sangue, isto é, Jesus Cristo; não só por água, mas por água e por sangue. E o Espírito é o que testifica, porque o Espírito é a verdade. (7) Porque três são os que testificam no céu: o Pai, a Palavra, e o Espírito Santo; e estes três são um. (8) E três são os que testificam na terra: o Espírito, e a água e o sangue; e estes três concordam num. (9) Se recebemos o testemunho dos homens, o testemunho de Deus é maior; porque o testemunho de Deus é este, que de seu Filho testificou. (10) Quem crê no Filho de Deus, em si mesmo tem o testemunho; quem a Deus não crê mentiroso o fez, porquanto não creu no testemunho que Deus de seu Filho deu. (11) E o testemunho é este: que Deus nos deu a vida eterna; e esta vida está em seu Filho. (12) Quem tem o Filho tem a vida; quem não tem o Filho de Deus não tem a vida. (13) Estas coisas vos escrevi a vós, os que credes no nome do Filho de Deus, para que saibais que tendes a vida eterna, e para que creiais no nome do Filho de Deus. (14) E esta é a confiança que temos nele, que, se pedirmos alguma coisa, segundo a sua vontade, ele nos ouve. (15) E, se sabemos que nos ouve em tudo o que pedimos, sabemos que alcançamos as petições que lhe fizemos. (16) Se alguém vir pecar seu irmão, pecado que não é para morte, orará, e Deus dará a vida àqueles que não pecarem para morte. Há pecado para morte, e por esse não digo que ore. (17) Toda a iniqüidade é pecado, e há pecado que não é para morte. (18) Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não peca; mas o que de Deus é gerado conserva-se a si mesmo, e o maligno não lhe toca. (19) Sabemos que somos de Deus, e que todo o mundo está no maligno. (20) E sabemos que já o Filho de Deus é vindo, e nos deu entendimento para que conheçamos ao Verdadeiro; e no que é Verdadeiro estamos, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro Deus e a vida eterna. (21) Filhinhos, guardai-vos dos ídolos. Amém.

DEVOCIONAL PARA HOJE 25/05/2014

VERSÍCULO:
   Amai-vos cordialmente uns aos outros com amor fraternal, preferindo-vos em honra uns aos outros. -- Romanos 12:10

PENSAMENTO:
   Amar "cordialmente uns aos outros com amor fraternal" exige que a nossa igreja converse. Ser uma família, irmãos e irmãs, filhos de Deus - tem que ser mais do que meras palavras. Devemos entrar nas vidas uns dos outros, conhecer uns aos outros para que possamos servir, amar e abençoar uns aos outros. O que você fez recentemente para se envolver mais nas vidas dos seus irmãos em Cristo? Dedicar-se ao outros segue? um compromisso de conhecer e ser conhecido por eles!

ORAÇÃO:
   Pai, obrigado por me dar uma família que existe no mundo inteiro. Obrigado por me amar completamente. Pai, peço que o Senhor me ajude a ser mais aberto com meus irmãos e com meu tempo para com os da sua família. Dê-me um coração que arde de desejo para abençoar e ser abençoado por Seus filhos. Através do meu irmão Jesus eu oro. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0524.html

24 de mai de 2014

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 21)

2 Pedro 1-3

2 Pedro 1

 (1) SIMÃO Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa pela justiça do nosso Deus e Salvador Jesus Cristo: (2) Graça e paz vos sejam multiplicadas, pelo conhecimento de Deus, e de Jesus nosso Senhor; (3) Visto como o seu divino poder nos deu tudo o que diz respeito à vida e piedade, pelo conhecimento daquele que nos chamou pela sua glória e virtude; (4) Pelas quais ele nos tem dado grandíssimas e preciosas promessas, para que por elas fiqueis participantes da natureza divina, havendo escapado da corrupção, que pela concupiscência há no mundo. (5) E vós também, pondo nisto mesmo toda a diligência, acrescentai à vossa fé a virtude, e à virtude a ciência, (6) E à ciência a temperança, e à temperança a paciência, e à paciência a piedade, (7) E à piedade o amor fraternal, e ao amor fraternal a caridade. (8) Porque, se em vós houver e abundarem estas coisas, não vos deixarão ociosos nem estéreis no conhecimento de nosso Senhor Jesus Cristo. (9) Pois aquele em quem não há estas coisas é cego, nada vendo ao longe, havendo-se esquecido da purificação dos seus antigos pecados. (10) Portanto, irmãos, procurai fazer cada vez mais firme a vossa vocação e eleição; porque, fazendo isto, nunca jamais tropeçareis. (11) Porque assim vos será amplamente concedida a entrada no reino eterno de nosso Senhor e Salvador Jesus Cristo. (12) Por isso não deixarei de exortar-vos sempre acerca destas coisas, ainda que bem as saibais, e estejais confirmados na presente verdade. (13) E tenho por justo, enquanto estiver neste tabernáculo, despertar-vos com admoestações, (14) Sabendo que brevemente hei de deixar este meu tabernáculo, como também nosso Senhor Jesus Cristo já mo tem revelado. (15) Mas também eu procurarei em toda a ocasião que depois da minha morte tenhais lembrança destas coisas. (16) Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade. (17) Porquanto ele recebeu de Deus Pai honra e glória, quando da magnífica glória lhe foi dirigida a seguinte voz: Este é o meu Filho amado, em quem me tenho comprazido. (18) E ouvimos esta voz dirigida do céu, estando nós com ele no monte santo; (19) E temos, mui firme, a palavra dos profetas, à qual bem fazeis em estar atentos, como a uma luz que alumia em lugar escuro, até que o dia amanheça, e a estrela da alva apareça em vossos corações. (20) Sabendo primeiramente isto: que nenhuma profecia da Escritura é de particular interpretação. (21) Porque a profecia nunca foi produzida por vontade de homem algum, mas os homens santos de Deus falaram inspirados pelo Espírito Santo.

2 Pedro 2

 (1) E TAMBÉM houve entre o povo falsos profetas, como entre vós haverá também falsos doutores, que introduzirão encobertamente heresias de perdição, e negarão o Senhor que os resgatou, trazendo sobre si mesmos repentina perdição. (2) E muitos seguirão as suas dissoluções, pelos quais será blasfemado o caminho da verdade. (3) E por avareza farão de vós negócio com palavras fingidas; sobre os quais já de largo tempo não será tardia a sentença, e a sua perdição não dormita. (4) Porque, se Deus não perdoou aos anjos que pecaram, mas, havendo-os lançado no inferno, os entregou às cadeias da escuridão, ficando reservados para o juízo; (5) E não perdoou ao mundo antigo, mas guardou a Noé, a oitava pessoa, o pregoeiro da justiça, ao trazer o dilúvio sobre o mundo dos ímpios; (6) E condenou à destruição as cidades de Sodoma e Gomorra, reduzindo-as a cinza, e pondo-as para exemplo aos que vivessem impiamente; (7) E livrou o justo Ló, enfadado da vida dissoluta dos homens abomináveis (8) (Porque este justo, habitando entre eles, afligia todos os dias a sua alma justa, vendo e ouvindo sobre as suas obras injustas); (9) Assim, sabe o Senhor livrar da tentação os piedosos, e reservar os injustos para o dia do juízo, para serem castigados; (10) Mas principalmente aqueles que segundo a carne andam em concupiscências de imundícia, e desprezam as autoridades; atrevidos, obstinados, não receando blasfemar das dignidades; (11) Enquanto os anjos, sendo maiores em força e poder, não pronunciam contra eles juízo blasfemo diante do Senhor. (12) Mas estes, como animais irracionais, que seguem a natureza, feitos para serem presos e mortos, blasfemando do que não entendem, perecerão na sua corrupção, (13) Recebendo o galardão da injustiça; pois que tais homens têm prazer nos deleites quotidianos; nódoas são eles e máculas, deleitando-se em seus enganos, quando se banqueteiam convosco; (14) Tendo os olhos cheios de adultério, e não cessando de pecar, engodando as almas inconstantes, tendo o coração exercitado na avareza, filhos de maldição; (15) Os quais, deixando o caminho direito, erraram seguindo o caminho de Balaão, filho de Beor, que amou o prêmio da injustiça; (16) Mas teve a repreensão da sua transgressão; o mudo jumento, falando com voz humana, impediu a loucura do profeta. (17) Estes são fontes sem água, nuvens levadas pela força do vento, para os quais a escuridão das trevas eternamente se reserva. (18) Porque, falando coisas mui arrogantes de vaidades, engodam com as concupiscências da carne, e com dissoluções, aqueles que se estavam afastando dos que andam em erro, (19) Prometendo-lhes liberdade, sendo eles mesmos servos da corrupção. Porque de quem alguém é vencido, do tal faz-se também servo. (20) Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo, pelo conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, forem outra vez envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior do que o primeiro. (21) Porque melhor lhes fora não conhecerem o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado; (22) Deste modo sobreveio-lhes o que por um verdadeiro provérbio se diz: O cão voltou ao seu próprio vômito, e a porca lavada ao espojadouro de lama.

2 Pedro 3

 (1) AMADOS, escrevo-vos agora esta segunda carta, em ambas as quais desperto com exortação o vosso ânimo sincero; (2) Para que vos lembreis das palavras que primeiramente foram ditas pelos santos profetas, e do nosso mandamento, como apóstolos do Senhor e Salvador. (3) Sabendo primeiro isto, que nos últimos dias virão escarnecedores, andando segundo as suas próprias concupiscências, (4) E dizendo: Onde está a promessa da sua vinda? porque desde que os pais dormiram, todas as coisas permanecem como desde o princípio da criação. (5) Eles voluntariamente ignoram isto, que pela palavra de Deus já desde a antiguidade existiram os céus, e a terra, que foi tirada da água e no meio da água subsiste. (6) Pelas quais coisas pereceu o mundo de então, coberto com as águas do dilúvio, (7) Mas os céus e a terra que agora existem pela mesma palavra se reservam como tesouro, e se guardam para o fogo, até o dia do juízo, e da perdição dos homens ímpios. (8) Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia. (9) O Senhor não retarda a sua promessa, ainda que alguns a têm por tardia; mas é longânimo para conosco, não querendo que alguns se percam, senão que todos venham a arrepender-se. (10) Mas o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; no qual os céus passarão com grande estrondo, e os elementos, ardendo, se desfarão, e a terra, e as obras que nela há, se queimarão. (11) Havendo, pois, de perecer todas estas coisas, que pessoas vos convém ser em santo trato, e piedade, (12) Aguardando, e apressando-vos para a vinda do dia de Deus, em que os céus, em fogo se desfarão, e os elementos, ardendo, se fundirão? (13) Mas nós, segundo a sua promessa, aguardamos novos céus e nova terra, em que habita a justiça. (14) Por isso, amados, aguardando estas coisas, procurai que dele sejais achados imaculados e irrepreensíveis em paz. (15) E tende por salvação a longanimidade de nosso Senhor; como também o nosso amado irmão Paulo vos escreveu, segundo a sabedoria que lhe foi dada; (16) Falando disto, como em todas as suas epístolas, entre as quais há pontos difíceis de entender, que os indoutos e inconstantes torcem, e igualmente as outras Escrituras, para sua própria perdição. (17) Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza; (18) Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.

DEVOCIONAL PARA HOJE 24/05/2014

VERSÍCULO:
   Portanto, cada um de nós agrade ao próximo no que é bom para edificação. -- Romanos 15:2

PENSAMENTO:
   A depressão e insatisfação com a vida podem ser causadas por diversos fatores. Mas, para muitos de nós, são sinais de que temos focalizado demais em nós mesmos e estamos frustrados com a vida. Temos esquecido de contar nossas bênçãos, negligenciando agradecer a Deus. Tornamo-nos silenciosos no nosso louvor ao Pai e paramos de ajudar o nosso próximo. Pensar em outros é viver como Cristo. Quando seguimos o exemplo dEle, nossas ações fazem uma diferença nas vidas das pessoas que abençoamos e também somos abençoados imensamente. Vamos esquecer um pouco de nós mesmos e olhar para o nosso próximo!

ORAÇÃO:
   Santo Deus sem igual, ajude-me a enxergar o aquebrantamento, a mágoa e as dificuldades nas vidas ao meu redor. Use-me para abençoar outros que precisam experimentar o Seu amor e graça desesperadamente. Em nome de Jesus eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/0523.html

23 de mai de 2014

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 20)

1 Pedro 1-5

1 Pedro 1

 (1) PEDRO, apóstolo de Jesus Cristo, aos estrangeiros dispersos no Ponto, Galácia, Capadócia, Ásia e Bitínia; (2) Eleitos segundo a presciência de Deus Pai, em santificação do Espírito, para a obediência e aspersão do sangue de Jesus Cristo: Graça e paz vos sejam multiplicadas. (3) Bendito seja o Deus e Pai de nosso Senhor Jesus Cristo que, segundo a sua grande misericórdia, nos gerou de novo para uma viva esperança, pela ressurreição de Jesus Cristo dentre os mortos, (4) Para uma herança incorruptível, incontaminável, e que não se pode murchar, guardada nos céus para vós, (5) Que mediante a fé estais guardados na virtude de Deus para a salvação, já prestes para se revelar no último tempo, (6) Em que vós grandemente vos alegrais, ainda que agora importa, sendo necessário, que estejais por um pouco contristados com várias tentações, (7) Para que a prova da vossa fé, muito mais preciosa do que o ouro que perece e é provado pelo fogo, se ache em louvor, e honra, e glória, na revelação de Jesus Cristo; (8) Ao qual, não o havendo visto, amais; no qual, não o vendo agora, mas crendo, vos alegrais com gozo inefável e glorioso; (9) Alcançando o fim da vossa fé, a salvação das vossas almas. (10) Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada, (11) Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles, indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir. (12) Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos desejam bem atentar. (13) Portanto, cingindo os lombos do vosso entendimento, sede sóbrios, e esperai inteiramente na graça que se vos ofereceu na revelação de Jesus Cristo; (14) Como filhos obedientes, não vos conformando com as concupiscências que antes havia em vossa ignorância; (15) Mas, como é santo aquele que vos chamou, sede vós também santos em toda a vossa maneira de viver; (16) Porquanto está escrito: Sede santos, porque eu sou santo. (17) E, se invocais por Pai aquele que, sem acepção de pessoas, julga segundo a obra de cada um, andai em temor, durante o tempo da vossa peregrinação, (18) Sabendo que não foi com coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados da vossa vã maneira de viver que por tradição recebestes dos vossos pais, (19) Mas com o precioso sangue de Cristo, como de um cordeiro imaculado e incontaminado, (20) O qual, na verdade, em outro tempo foi conhecido, ainda antes da fundação do mundo, mas manifestado nestes últimos tempos por amor de vós; (21) E por ele credes em Deus, que o ressuscitou dentre os mortos, e lhe deu glória, para que a vossa fé e esperança estivessem em Deus; (22) Purificando as vossas almas pelo Espírito na obediência à verdade, para o amor fraternal, não fingido; amai-vos ardentemente uns aos outros com um coração puro; (23) Sendo de novo gerados, não de semente corruptível, mas da incorruptível, pela palavra de Deus, viva, e que permanece para sempre. (24) Porque Toda a carne é como a erva, E toda a glória do homem como a flor da erva. Secou-se a erva, e caiu a sua flor; (25) Mas a palavra do Senhor permanece para sempre. E esta é a palavra que entre vós foi evangelizada.

1 Pedro 2

 (1) DEIXANDO, pois, toda a malícia, e todo o engano, e fingimentos, e invejas, e todas as murmurações, (2) Desejai afetuosamente, como meninos novamente nascidos, o leite racional, não falsificado, para que por ele vades crescendo; (3) Se é que já provastes que o Senhor é benigno; (4) E, chegando-vos para ele, pedra viva, reprovada, na verdade, pelos homens, mas para com Deus eleita e preciosa, (5) Vós também, como pedras vivas, sois edificados casa espiritual e sacerdócio santo, para oferecer sacrifícios espirituais agradáveis a Deus por Jesus Cristo. (6) Por isso também na Escritura se contém: Eis que ponho em Sião a pedra principal da esquina, eleita e preciosa; E quem nela crer não será confundido. (7) E assim para vós, os que credes, é preciosa, mas, para os rebeldes, A pedra que os edificadores reprovaram, Essa foi a principal da esquina, (8) E uma pedra de tropeço e rocha de escândalo, para aqueles que tropeçam na palavra, sendo desobedientes; para o que também foram destinados. (9) Mas vós sois a geração eleita, o sacerdócio real, a nação santa, o povo adquirido, para que anuncieis as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz; (10) Vós, que em outro tempo não éreis povo, mas agora sois povo de Deus; que não tínheis alcançado misericórdia, mas agora alcançastes misericórdia. (11) Amados, peço-vos, como a peregrinos e forasteiros, que vos abstenhais das concupiscências carnais, que combatem contra a alma; (12) Tendo o vosso viver honesto entre os gentios; para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, glorifiquem a Deus no dia da visitação, pelas boas obras que em vós observem. (13) Sujeitai-vos, pois, a toda a ordenação humana por amor do Senhor; quer ao rei, como superior; (14) Quer aos governadores, como por ele enviados para castigo dos malfeitores, e para louvor dos que fazem o bem. (15) Porque assim é a vontade de Deus, que, fazendo bem, tapeis a boca à ignorância dos homens insensatos; (16) Como livres, e não tendo a liberdade por cobertura da malícia, mas como servos de Deus. (17) Honrai a todos. Amai a fraternidade. Temei a Deus. Honrai ao rei. (18) Vós, servos, sujeitai-vos com todo o temor aos senhores, não somente aos bons e humanos, mas também aos maus. (19) Porque é coisa agradável, que alguém, por causa da consciência para com Deus, sofra agravos, padecendo injustamente. (20) Porque, que glória será essa, se, pecando, sois esbofeteados e sofreis? Mas se, fazendo o bem, sois afligidos e o sofreis, isso é agradável a Deus. (21) Porque para isto sois chamados; pois também Cristo padeceu por nós, deixando-nos o exemplo, para que sigais as suas pisadas. (22) O qual não cometeu pecado, nem na sua boca se achou engano. (23) O qual, quando o injuriavam, não injuriava, e quando padecia não ameaçava, mas entregava-se àquele que julga justamente; (24) Levando ele mesmo em seu corpo os nossos pecados sobre o madeiro, para que, mortos para os pecados, pudéssemos viver para a justiça; e pelas suas feridas fostes sarados. (25) Porque éreis como ovelhas desgarradas; mas agora tendes voltado ao Pastor e Bispo das vossas almas.

1 Pedro 3

 (1) SEMELHANTEMENTE, vós, mulheres, sede sujeitas aos vossos próprios maridos; para que também, se alguns não obedecem à palavra, pelo porte de suas mulheres sejam ganhos sem palavra; (2) Considerando a vossa vida casta, em temor. (3) O enfeite delas não seja o exterior, no frisado dos cabelos, no uso de jóias de ouro, na compostura dos vestidos; (4) Mas o homem encoberto no coração; no incorruptível traje de um espírito manso e quieto, que é precioso diante de Deus. (5) Porque assim se adornavam também antigamente as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam sujeitas aos seus próprios maridos; (6) Como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, fazendo o bem, e não temendo nenhum espanto. (7) Igualmente vós, maridos, coabitai com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais fraco; como sendo vós os seus co-herdeiros da graça da vida; para que não sejam impedidas as vossas orações. (8) E, finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, amando os irmãos, entranhavelmente misericordiosos e afáveis. (9) Não tornando mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo; sabendo que para isto fostes chamados, para que por herança alcanceis a bênção. (10) Porque Quem quer amar a vida, E ver os dias bons, Refreie a sua língua do mal, E os seus lábios não falem engano. (11) Aparte-se do mal, e faça o bem; Busque a paz, e siga-a. (12) Porque os olhos do Senhor estão sobre os justos, E os seus ouvidos atentos às suas orações; Mas o rosto do Senhor é contra os que fazem o mal. (13) E qual é aquele que vos fará mal, se fordes seguidores do bem? (14) Mas também, se padecerdes por amor da justiça, sois bem-aventurados. E não temais com medo deles, nem vos turbeis; (15) Antes, santificai ao Senhor Deus em vossos corações; e estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós, (16) Tendo uma boa consciência, para que, naquilo em que falam mal de vós, como de malfeitores, fiquem confundidos os que blasfemam do vosso bom porte em Cristo. (17) Porque melhor é que padeçais fazendo bem (se a vontade de Deus assim o quer), do que fazendo mal. (18) Porque também Cristo padeceu uma vez pelos pecados, o justo pelos injustos, para levar-nos a Deus; mortificado, na verdade, na carne, mas vivificado pelo Espírito; (19) No qual também foi, e pregou aos espíritos em prisão; (20) Os quais noutro tempo foram rebeldes, quando a longanimidade de Deus esperava nos dias de Noé, enquanto se preparava a arca; na qual poucas (isto é, oito) almas se salvaram pela água; (21) Que também, como uma verdadeira figura, agora vos salva, o batismo, não do despojamento da imundícia da carne, mas da indagação de uma boa consciência para com Deus, pela ressurreição de Jesus Cristo; (22) O qual está à destra de Deus, tendo subido ao céu, havendo-se-lhe sujeitado os anjos, e as autoridades, e as potências.

1 Pedro 4

 (1) ORA, pois, já que Cristo padeceu por nós na carne, armai-vos também vós com este mesmo pensamento, que aquele que padeceu na carne já cessou do pecado; (2) Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus. (3) Porque é bastante que no tempo passado da vida fizéssemos a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscências, borrachices, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias; (4) E acham estranho não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, blasfemando de vós. (5) Os quais hão de dar conta ao que está preparado para julgar os vivos e os mortos. (6) Porque por isto foi pregado o evangelho também aos mortos, para que, na verdade, fossem julgados segundo os homens na carne, mas vivessem segundo Deus em espírito; (7) E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração. (8) Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados. (9) Sendo hospitaleiros uns para com os outros, sem murmurações, (10) Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus. (11) Se alguém falar, fale segundo as palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém. (12) Amados, não estranheis a ardente prova que vem sobre vós para vos tentar, como se coisa estranha vos acontecesse; (13) Mas alegrai-vos no fato de serdes participantes das aflições de Cristo, para que também na revelação da sua glória vos regozijeis e alegreis. (14) Se pelo nome de Cristo sois vituperados, bem-aventurados sois, porque sobre vós repousa o Espírito da glória e de Deus; quanto a eles, é ele, sim, blasfemado, mas quanto a vós, é glorificado. (15) Que nenhum de vós padeça como homicida, ou ladrão, ou malfeitor, ou como o que se entremete em negócios alheios; (16) Mas, se padece como cristão, não se envergonhe, antes glorifique a Deus nesta parte. (17) Porque já é tempo que comece o julgamento pela casa de Deus; e, se primeiro começa por nós, qual será o fim daqueles que são desobedientes ao evangelho de Deus? (18) E, se o justo apenas se salva, onde aparecerá o ímpio e o pecador? (19) Portanto também os que padecem segundo a vontade de Deus encomendem-lhe as suas almas, como ao fiel Criador, fazendo o bem.

1 Pedro 5

 (1) AOS presbíteros, que estão entre vós, admoesto eu, que sou também presbítero com eles, e testemunha das aflições de Cristo, e participante da glória que se há de revelar: (2) Apascentai o rebanho de Deus, que está entre vós, tendo cuidado dele, não por força, mas voluntariamente; nem por torpe ganância, mas de ânimo pronto; (3) Nem como tendo domínio sobre a herança de Deus, mas servindo de exemplo ao rebanho. (4) E, quando aparecer o Sumo Pastor, alcançareis a incorruptível coroa da glória. (5) Semelhantemente vós jovens, sede sujeitos aos anciãos; e sede todos sujeitos uns aos outros, e revesti-vos de humildade, porque Deus resiste aos soberbos, mas dá graça aos humildes. (6) Humilhai-vos, pois, debaixo da potente mão de Deus, para que a seu tempo vos exalte; (7) Lançando sobre ele toda a vossa ansiedade, porque ele tem cuidado de vós. (8) Sede sóbrios; vigiai; porque o diabo, vosso adversário, anda em derredor, bramando como leão, buscando a quem possa tragar; (9) Ao qual resisti firmes na fé, sabendo que as mesmas aflições se cumprem entre os vossos irmãos no mundo. (10) E o Deus de toda a graça, que em Cristo Jesus nos chamou à sua eterna glória, depois de havermos padecido um pouco, ele mesmo vos aperfeiçoe, confirme, fortifique e estabeleça. (11) A ele seja a glória e o poderio para todo o sempre. Amém. (12) Por Silvano, vosso fiel irmão, como cuido, escrevi brevemente, exortando e testificando que esta é a verdadeira graça de Deus, na qual estais firmes. (13) A vossa co-eleita em Babilônia vos saúda, e meu filho Marcos. (14) Saudai-vos uns aos outros com ósculo de amor. Paz seja com todos vós que estais em Cristo Jesus. Amém.

DEVOCIONAL PARA HOJE 23/05/2014

VERSÍCULO:
   Porque vós, irmãos, fostes chamados à liberdade; porém não useis da liberdade para dar ocasião à carne; sede, antes, servos uns dos outros, pelo amor. -- Gálatas 5:13

PENSAMENTO:
   A liberdade é um presente maravilhoso quando usado com responsabilidade. Não estar sob a lei é uma graça tão doce, mas queremos passar aquela doçura uns para os outros através do serviço, bondade e carinho.

ORAÇÃO:
   Ó Grande Deus de Libertação, obrigado por resgatar Israel do faraó, Davi da espada de Golias e Daniel da cova dos leões. Mas, ó Grande Libertador, obrigado mais ainda pela vitória de Jesus sobre o pecado no Calvário e Sua vitória sobre a morte no túmulo vazio. Anseio vê-Lo face a face e lhe agradeço por minha liberdade. Até aquele dia, guie-me no uso desse presente de libertação para servir Seus filhos e viver por Ti. Em nome de Jesus eu oro. Amém

http://www.iluminalma.com/dph/4/0522.html

22 de mai de 2014

DEVOCIONAL PARA HOJE 22/05/2014

VERSÍCULO:
   Rogo-vos, irmãos, pelo nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que faleis todos a mesma coisa e que não haja entre vós divisões; antes, sejais inteiramente unidos, na mesma disposição mental e no mesmo parecer.  -- 1 Coríntios 1:10

PENSAMENTO:
   Se pessoas nas nossas congregações vão aprender a viver em paz umas com as outras, os líderes das igrejas têm que nos lembrar da importância de viver assim. A oração de Jesus antes da sua morte foi para que fôssemos um. Por quê? Para o mundo saber que o Pai O tinha enviado. A união não é apenas importante, é essencial; não é apenas uma teoria ou teologia, como uma prática diária entre o povo que declaram Jesus como Senhor.

ORAÇÃO:
   Senhor Jesus, o Senhor apresentou todas as minhas orações ao nosso Pai e eu lhe agradeço por esta graça. Prometo que farei tudo que posso para trazer glória ao nosso Pai, viver em paz e servir em unidade com aqueles que pertencem a Ti. Por favor, abençoe a nossa igreja com mais paixão pela união que o Senhor deseja. Em nome de Jesus e através do bendito Espírito Santo eu oro. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0521.html