VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

31 de ago de 2014

CAMINHO ESBURACADO

Um cheiro de mudança permeia o ar. As mudanças são inevitáveis. Muitas denominações evangélicas estagnaram no pico de suas realizações simplesmente porque se recusaram a mudar de direção e aceitar os desafios à frente.
Nesta época, as mudanças afetam muitas áreas da vida da igreja. Nem todas as mudanças devem ser rejeitadas, mas devem ser analisadas em oração antes de serem aceitas.
As mudanças podem ser consideradas como o melhor amigo ou o pior inimigo. Mais cedo ou mais tarde, o novo substitui o velho. Novos caminhos e novas possibilidades são as chaves para uma vida mais interessante.
Transição é a passagem de um estado para outro; é mudança de uma forma, de um estágio ou de um estilo para outro.
As transições são difíceis. Ser conservador no processo de transição tanto pode significar prejuízo quanto lucro. Resistir a mudanças é ser deixado para trás. Aceitar mudanças é abrir a Caixa de Pandora. Uma caixa de Pandora pode ser uma fonte imensa de problemas.
Tudo pode acontecer quando há mudanças, e provavelmente acontecerá. As mudanças são difíceis e inconvenientes. É mais fácil seguir o velho ditado: “Venha o que vier, continuo na mesma!”.
A igreja pode se beneficiar com as mudanças. A vida da igreja é constituída de mudanças e desafios. Resistir a mudanças é natural, mas também é perigoso porque tende à estagnação e decomposição.
Todavia, o caminho é bastante esburacado, e nem sempre há avisos que alertam claramente sobre os buracos. Para que os viajantes menos avisados não se atrasem nem se machuquem por causa de um buraco invisível, permitam que eu mencione alguns buracos que aparecem no caminho da transição.

Música
Muitos estilos musicais contemporâneos ainda trazem consigo as marcas e os ritmos do mundo. Muitas canções foram propositadamente escritas com um sentido duplo. Muitas podem ser cantadas tanto na igreja quanto numa discoteca. O ambiente é que interpreta a mensagem da música.
O conteúdo da letra é significante. A mensagem é o aspecto mais importante da música. Cristo está sendo glorificado na canção? O espírito de discernimento é vital. Quantas vezes as músicas que cantamos em nossas igrejas não têm acendido a fogueira descontrolada do fanatismo! 

Manifestações Emocionais
A atuação do Espírito Santo tem recebido muita ênfase atualmente. Tenha muito cuidado ao aproximar-se deste buraco na estrada. O Espírito Santo não está agindo quando nossa emoção ultrapassa nossa glorificação ao Senhor.
O propósito para a vinda do Espírito Santo foi glorificar o Filho. O Espírito é imutável. As emoções são o fruto da nossa fé, não a raiz!

Decência
Nossa vestimenta é importante. A roupa é a expressão da pessoa e de seu caráter. Nesta área as mudanças acontecem tão gradativamente que mal são percebidas. Às vezes, leva apenas alguns anos; outras vezes, uma geração toda passa antes que as mudanças sejam notadas.
Para as pessoas que ainda acreditam em pureza e santidade, a decência no vestir continua na moda. Que Deus mantenha nosso padrão elevado quanto a este assunto.
As mudanças aconteceram, acontecem e acontecerão. Nem todas as mudanças são positivas. “Portanto, meus amados irmãos, sede firmes e constantes, sempre abundantes na obra do Senhor, sabendo que o vosso trabalho não é vão no Senhor” (1 Coríntios 15.58).
(David Joslin - Contact - Pulpit Helps)

Nenhum comentário:

Postar um comentário