VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

26 de nov de 2014

Condições para a Realização da Obra

Um carteiro me afirmou o seguinte: “Meu emprego oferece grande estabilidade. O Estado envida todos os esforços para que eu possa executar bem meu trabalho. Se eu tiver nada mais que um cartão-postal para entregar, ninguém ousaria me impedir. Se necessário, toda a força policial seria empregada para assegurar que o cartão chegasse ao destinatário”.
Essa conversa me levou a pensar nas palavras de Jesus sobre a Grande Comissão: “E, chegando-se Jesus, falou-lhes, dizendo: É-me dado todo o poder no céu e na terra. Portanto, ide, ensinai todas as nações, batizando-as em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo; ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado; e eis que eu estou convosco todos os dias, até à consumação dos séculos. Amém!” (Mateus 28:18-20).

(The Visitor - Pulpit Helps)

FASES DA VIDA

Os vinte, são os anos de moldagem, isto é, quando o jovem forma aqueles hábitos que direcionarão sua carreira. Então, ele termina a fase escolar, encontra-se no altar, estabelece um lar, e encara o mundo sem medo.
Os trinta, são os anos do desencorajamento. É um tempo difícil e fatigante. É um período de batalha sem a poesia e os sonhos da juventude.
Os quarenta são os anos de visão, quando um homem encontra a si mesmo, termina seus castelos no ar, e conhece o valor dos seus sonhos.
Nos cinqüenta, a vida chega à maturidade. Estes devem ser os anos do jubileu, e um homem deve fazer seu melhor trabalho, então.
Nos sessenta, um homem cometeu erros suficientes para fazê-lo sábio além de seus anos. Ele deve viver melhor e trabalhar melhor do que em qualquer outra década de sua vida. Nenhum homem tem o direito de se aposentar aos sessenta anos; o mundo tem necessidade da sua sabedoria.
E nos setenta, alguns dos melhores trabalhos no mundo tem sido feitos. É quando a vez do talento, experiência e discernimento combinam, para fazer uma vida digna e memorável. O Salmo 90:10 diz, “A duração de nossa vida é de setenta anos, e se alguns, pela sua robustez, chegam a oitenta anos, o melhor deles é canseira e enfado, pois passa rapidamente, e nós voamos.”

(Robert George - Pulpit Helps)

DENTRO OU FORA

Quando estava pensando no assunto desta mensagem, imaginei que poderia pregar sobre as pessoas que não irão para o céu; mas não posso. Não consigo nem imaginar que alguns de meus ouvintes ficarão do lado de fora do céu. Tenho vontade de me esconder num canto e chorar. Se um anjo me aparecesse e informasse:”Todos os seus ouvintes serão salvos, menos um. Você tem de escolher quem vai ficar de fora”, acho que correria meus olhos desesperadamente pelas fileiras de bancos muitas e muitas vezes, e finalmente gritaria: “Não! Não posso aceitar a responsabilidade de escolher o condenado!” Manteria todos vocês aqui, e morreria antes de fazer tão horrível decisão. Eu imploraria: “Senhor, salve todos eles!” E quanto ao escolhido, eu suplicaria: “Poupe-o, Senhor! Poupe-o!” Ah, meus ouvintes! Será que vocês fariam a si mesmos o que eu não ousaria fazer? Será que alguém preferiria estar perdido para sempre? Será que alguém não se considera merecedor da vida eterna, e larga-a de lado? Se for assim, então lavo minhas mãos; não me sentirei nem um pouco responsável. Se alguém quer se perder, deve agir por conta própria. Não serei co-autor deste crime. Suas mãos ficarão manchadas com seu próprio sangue. Se alguém decidir, por livre e espontânea vontade, ir para o abismo, que vá, mas saiba que teve uma oportunidade de aceitar a Cristo, mas o rejeitou. Que foi convidado a se aproximar dele, mas virou-lhe as costas. Saiba que você escolheu sua própria destruição! Minha oração é que, por amor a Jesus Cristo, você se arrependa de tal escolha.

(Christ in the Old Testament - C. H. Spurgeon - Pulpit Helps)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 05)

Josué 1-3

Josué 1

 (1) E SUCEDEU depois da morte de Moisés, servo do SENHOR, que o SENHOR falou a Josué, filho de Num, servo de Moisés, dizendo: (2) Moisés, meu servo, é morto; levanta-te, pois, agora, passa este Jordão, tu e todo este povo, à terra que eu dou aos filhos de Israel. (3) Todo o lugar que pisar a planta do vosso pé, vo-lo tenho dado, como eu disse a Moisés. (4) Desde o deserto e do Líbano, até ao grande rio, o rio Eufrates, toda a terra dos heteus, e até o grande mar para o poente do sol, será o vosso termo. (5) Ninguém te poderá resistir, todos os dias da tua vida; como fui com Moisés, assim serei contigo; não te deixarei nem te desampararei. (6) Esforça-te, e tem bom ânimo; porque tu farás a este povo herdar a terra que jurei a seus pais lhes daria. (7) Tão-somente esforça-te e tem mui bom ânimo, para teres o cuidado de fazer conforme a toda a lei que meu servo Moisés te ordenou; dela não te desvies, nem para a direita nem para a esquerda, para que prudentemente te conduzas por onde quer que andares. (8) Não se aparte da tua boca o livro desta lei; antes medita nele dia e noite, para que tenhas cuidado de fazer conforme a tudo quanto nele está escrito; porque então farás prosperar o teu caminho, e serás bem sucedido. (9) Não to mandei eu? Esforça-te, e tem bom ânimo; não temas, nem te espantes; porque o SENHOR teu Deus é contigo, por onde quer que andares. (10) Então Josué deu ordem aos príncipes do povo, dizendo: (11) Passai pelo meio do arraial e ordenai ao povo, dizendo: Provede-vos de comida, porque dentro de três dias passareis este Jordão, para que entreis a possuir a terra que vos dá o SENHOR vosso Deus, para a possuirdes. (12) E falou Josué aos rubenitas, e aos gaditas, e à meia tribo de Manassés, dizendo: (13) Lembrai-vos da palavra que vos mandou Moisés, o servo do SENHOR, dizendo: O SENHOR vosso Deus vos dá descanso, e vos dá esta terra. (14) Vossas mulheres, vossos meninos e vosso gado fiquem na terra que Moisés vos deu deste lado do Jordão; porém vós passareis armados na frente de vossos irmãos, todos os valentes e valorosos, e ajudá-los-eis; (15) Até que o SENHOR dê descanso a vossos irmãos, como a vós, e eles também possuam a terra que o SENHOR vosso Deus lhes dá; então tornareis à terra da vossa herança, e possuireis a que vos deu Moisés, o servo do SENHOR, deste lado do Jordão, para o nascente do sol. (16) Então responderam a Josué, dizendo: Tudo quanto nos ordenaste faremos, e onde quer que nos enviares iremos. (17) Como em tudo ouvimos a Moisés, assim te ouviremos a ti, tão-somente que o SENHOR teu Deus seja contigo, como foi com Moisés. (18) Todo o homem, que for rebelde às tuas ordens, e não ouvir as tuas palavras em tudo quanto lhe mandares, morrerá. Tão-somente esforça-te, e tem bom ânimo.

Josué 2

 (1) E JOSUÉ, filho de Num, enviou secretamente, de Sitim, dois homens a espiar, dizendo: Ide reconhecer a terra e a Jericó. Foram, pois, e entraram na casa de uma mulher prostituta, cujo nome era Raabe, e dormiram ali. (2) Então deu-se notícia ao rei de Jericó, dizendo: Eis que esta noite vieram aqui uns homens dos filhos de Israel, para espiar a terra. (3) Por isso mandou o rei de Jericó dizer a Raabe: Tira fora os homens que vieram a ti e entraram na tua casa, porque vieram espiar toda a terra. (4) Porém aquela mulher tomou os dois homens, e os escondeu, e disse: É verdade que vieram homens a mim, porém eu não sabia de onde eram. (5) E aconteceu que, havendo-se de fechar a porta, sendo já escuro, aqueles homens saíram; não sei para onde aqueles homens se foram; ide após eles depressa, porque os alcançareis. (6) Porém ela os tinha feito subir ao eirado, e os tinha escondido entre as canas do linho, que pusera em ordem sobre o eirado. (7) E foram-se aqueles homens após eles pelo caminho do Jordão, até aos vaus; e, havendo eles saído, fechou-se a porta. (8) E, antes que eles dormissem, ela subiu a eles no eirado; (9) E disse aos homens: Bem sei que o SENHOR vos deu esta terra e que o pavor de vós caiu sobre nós, e que todos os moradores da terra estão desfalecidos diante de vós. (10) Porque temos ouvido que o SENHOR secou as águas do Mar Vermelho diante de vós, quando saíeis do Egito, e o que fizestes aos dois reis dos amorreus, a Siom e a Ogue, que estavam além do Jordão, os quais destruístes. (11) O que ouvindo, desfaleceu o nosso coração, e em ninguém mais há ânimo algum, por causa da vossa presença; porque o SENHOR vosso Deus é Deus em cima nos céus e em baixo na terra. (12) Agora, pois, jurai-me, vos peço, pelo SENHOR, que, como usei de misericórdia convosco, vós também usareis de misericórdia para com a casa de meu pai, e dai-me um sinal seguro, (13) De que conservareis com a vida a meu pai e a minha mãe, como também a meus irmãos e a minhas irmãs, com tudo o que têm e de que livrareis as nossas vidas da morte. (14) Então aqueles homens responderam-lhe: A nossa vida responderá pela vossa até à morte, se não denunciardes este nosso negócio, e será, pois, que, dando-nos o SENHOR esta terra, usaremos contigo de misericórdia e de fidelidade. (15) Ela então os fez descer por uma corda pela janela, porquanto a sua casa estava sobre o muro da cidade, e ela morava sobre o muro. (16) E disse-lhes: Ide-vos ao monte, para que, porventura, não vos encontrem os perseguidores, e escondei-vos lá três dias, até que voltem os perseguidores, e depois ide pelo vosso caminho. (17) E, disseram-lhe aqueles homens: Desobrigados seremos deste juramento que nos fizeste jurar. (18) Eis que, quando nós entrarmos na terra, atarás este cordão de fio de escarlata à janela por onde nos fizeste descer; e recolherás em casa contigo a teu pai, e a tua mãe, e a teus irmãos e a toda a família de teu pai. (19) Será, pois, que qualquer que sair fora da porta da tua casa, o seu sangue será sobre a sua cabeça, e nós seremos inocentes; mas qualquer que estiver contigo, em casa, o seu sangue seja sobre a nossa cabeça, se alguém nele puser mão. (20) Porém, se tu denunciares este nosso negócio, seremos desobrigados do juramento que nos fizeste jurar. (21) E ela disse: Conforme as vossas palavras, assim seja. Então os despediu; e eles se foram; e ela atou o cordão de escarlata à janela. (22) Foram-se, pois, e chegaram ao monte, e ficaram ali três dias, até que voltaram os perseguidores, porque os perseguidores os buscaram por todo o caminho, porém não os acharam. (23) Assim aqueles dois homens voltaram, e desceram do monte, e passaram, e chegaram a Josué, filho de Num, e contaram-lhe tudo quanto lhes acontecera; (24) E disseram a Josué: Certamente o SENHOR tem dado toda esta terra nas nossas mãos, pois até todos os moradores estão atemorizados diante de nós.

Josué 3

 (1) LEVANTOU-SE, pois, Josué de madrugada, e partiram de Sitim, ele e todos os filhos de Israel; e vieram até ao Jordão, e pousaram ali, antes que passassem. (2) E sucedeu, ao fim de três dias, que os oficiais passaram pelo meio do arraial; (3) E ordenaram ao povo, dizendo: Quando virdes a arca da aliança do SENHOR vosso Deus, e que os sacerdotes levitas a levam, partireis vós também do vosso lugar, e a seguireis. (4) Haja contudo, entre vós e ela, uma distância de dois mil côvados; e não vos chegueis a ela, para que saibais o caminho pelo qual haveis de ir; porquanto por este caminho nunca passastes antes. (5) Disse Josué também ao povo: Santificai-vos, porque amanhã fará o SENHOR maravilhas no meio de vós. (6) E falou Josué aos sacerdotes, dizendo: Levantai a arca da aliança, e passai adiante deste povo. Levantaram, pois, a arca da aliança, e foram andando adiante do povo. (7) E o SENHOR disse a Josué: Hoje começarei a engrandecer-te perante os olhos de todo o Israel, para que saibam que, assim como fui com Moisés, assim serei contigo. (8) Tu, pois, ordenarás aos sacerdotes que levam a arca da aliança, dizendo: Quando chegardes à beira das águas do Jordão, parareis aí. (9) Então disse Josué aos filhos de Israel: Chegai-vos para cá, e ouvi as palavras do SENHOR vosso Deus. (10) Disse mais Josué: Nisto conhecereis que o Deus vivo está no meio de vós; e que certamente lançará de diante de vós aos cananeus, e aos heteus, e aos heveus, e aos perizeus, e aos girgaseus, e aos amorreus, e aos jebuseus. (11) Eis que a arca da aliança do Senhor de toda a terra passa o Jordão diante de vós. (12) Tomai, pois, agora doze homens das tribos de Israel, de cada tribo um homem; (13) Porque há de acontecer que, assim que as plantas dos pés dos sacerdotes, que levam a arca do SENHOR, o Senhor de toda a terra, repousem nas águas do Jordão, se separarão as águas do Jordão, e as águas, que vêm de cima, pararão amontoadas. (14) E aconteceu que, partindo o povo das suas tendas, para passar o Jordão, levavam os sacerdotes a arca da aliança adiante do povo. (15) E quando os que levavam a arca, chegaram ao Jordão, e os seus pés se molharam na beira das águas (porque o Jordão transbordava sobre todas as suas ribanceiras, todos os dias da ceifa), (16) Pararam-se as águas, que vinham de cima; levantaram-se num montão, mui longe da cidade de Adão, que está ao lado de Zaretã; e as que desciam ao mar das campinas, que é o Mar Salgado, foram de todo separadas; então passou o povo em frente de Jericó. (17) Porém os sacerdotes, que levavam a arca da aliança do SENHOR, pararam firmes, em seco, no meio do Jordão, e todo o Israel passou a seco, até que todo o povo acabou de passar o Jordão.

DEVOCIONAL PARA HOJE 26/11/2014

VERSÍCULO:
   Tudo o que fizerem, seja em palavra ou em ação, façam-no em nome do Senhor Jesus, dando por meio dele graças a Deus Pai.  - Colossenses 3:17

PENSAMENTO:
   Tudo. Tudo! Não importa o que falamos, não importa o que fazemos, é para ser oferecido como presente de gratidão a Deus, ligado com o nome, poder e honra de Jesus. Isto faz de toda a vida nossa adoração e ação de graças a Deus. Não há nada como indo para adorar. Se nós vivemos, se nós falamos, se nós atuamos é louvor e deve sempre envolver agradecimento. Portanto, como tem sido sua adoração ultimamente?

ORAÇÃO:
   Todo poderoso e altíssimo Deus, eu quero que toda a minha vida seja vivida para sua glória, um testemunho vivo de gratidão ao Senhor pela graça que o Senhor me deste em Jesus. Embora não consigo fazer isso como gostaria, eu ofereço com amor as minha palavras, minhas ações, meu coração e minha mente para lhe trazer glória, fazendo sempre a tua vontade. Por favor, use o teu Espírito para remover as áreas de auto-enganação da minha vida para que a fraqueza e a hipocrisia não venham a roubar o meu discipulado da adoração que quero render a sua majestade. No nome de Jesus, meu Senhor gracioso, eu oro. Amem. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1125.html

25 de nov de 2014

“MAMÃE, VOCÊ ESTÁ SE PREOCUPANDO?”

“Mamãe, você está se preocupando?”, perguntou Eddie, um garoto de cinco anos. Ele estava em pé, junto à porta da sala, de pijama, com uma expressão de criança abandonada sem um único amigo neste mundo. Sua mãe ficou sem saber o que responder ao ouvir a pergunta inesperada.
A senhora Carter havia colocado o filho na cama há algum tempo e pensou que ele já estivesse no sétimo sono. Mas lá estava o garoto, bem acordado, visivelmente preocupado, esperando uma resposta.
De início, a mãe não entendeu o que o filho estava querendo saber, mas logo descobriu o que preocupava a criança. Quando Eddie foi para cama, ele segredou à mãe um de seus grandes probleminhas, que deveria ser resolvido no dia seguinte.
No estilo bem materno, a senhora Carter garantiu ao filho que tudo acabaria bem. Ao ajeitar as cobertas, e dar-lhe um beijo, ela tranqüilizou a criança: “Durma sossegado; deixe que a mamãe se preocupe com o assunto”.
Uma hora depois, lá estava o garoto, meio na dúvida, querendo ter certeza de que a mãe estava cumprindo o que prometera. Será que ela estava mesmo “preocupando-se” com o problema dele?
Podemos até rir da insegurança de Eddie, mas será que muitas vezes não agimos da mesma forma? A Bíblia afirma repetidamente que podemos lançar todas as nossas ansiedades, nossas preocupações e inseguranças sobre Deus, e ele nos assegura que tomará conta de nós (1 Pedro 5.7).
O fato de sermos imaturos espiritualmente nos leva a duvidar da Palavra de Deus. Quantas noites já não passamos em claro só porque não confiamos na promessa que Ele nos fez, de que cuidaria de nós—hoje e amanhã?
Não nos esqueçamos de que o “boa noite” de Deus ao cristão que o busca em oração é bem parecido com o da mãe de Eddie: “Durma sossegado. Deixe que EU me preocupo com seus problemas”.

(Herman W. Gokel - Sword of the Lord)

POR FALAR EM SINÔNIMOS…

Como você se sairia num teste sobre sinônimos? Vamos começar com duas palavras: agravar e irritar. Leia cuidadosamente as sentenças abaixo:
1.Os boatos servem para agravar os preconceitos raciais.
2. Seu modo de ser e agir me irritam profundamente.
Ninguém precisa ser um dicionário ambulante nem um Rui Barbosa para saber que as duas sentenças têm significados diferentes. Agravar significa “tornar grave ou mais grave”. Irritar significa “provocar, importunar”. Essas palavras não são sinônimas, mas algumas pessoas usam uma pela outra.
Religião e Salvação também são, muitas vezes, usadas como se tivessem o mesmo significado, embora uma não tenha absolutamente nada a ver com a outra. Não há sinonímia entre elas. Assim como a noite e o dia são diferentes um do outro, também salvação e religião são diferentes. Alguém as definiu da seguinte maneira:
“Religião é o que o homem faz para Deus. Salvação é o que Deus faz pelo homem” (Isaías 53.6).
“A Religião afirma: ‘Tenho algo a oferecer’. A Salvação afirma: ‘Não tenho nada para oferecer’” (Efésios 2.8-9).
“Religião significa confiar nas boas obras que fazemos. Salvação significa confiar no que Outro fez por nós” (Mateus 26.28).
“A Religião é baseada em nosso comportamento. A Salvação é baseada em nossa fé” (Atos 16.31).
“A Religião afirma que devemos fazer o melhor que pudermos. A Salvação afirma que devemos aceitar o que Deus tem de melhor” (João 3.16).
“A Religião exige que estejamos sempre num templo de adoração. A Salvação exige que estejamos em Cristo.
Meu amigo, você pode ter uma religião e mesmo assim, estar perdido; mas se tiver salvação, já está seguro.
Você precisa de uma vida nova, e não de uma página nova no mesmo livro da sua vida. Você precisa muito mais ser regenerado do que reformado; precisa mais do novo nascimento do que de novas alegrias. Você precisa da experiência transformadora, salvadora e terna que a Bíblia chama de “novo nascimento”.
A salvação é uma doutrina ensinada pela Bíblia. Você deve ler e obedecer a Palavra de Deus, pois precisa dela. Suas escolhas são: Cristo ou caos; céu ou inferno; religião ou salvação. Há uma grande diferença aqui!
Você já pertence a Jesus? Já está salvo?
Leia a mensagem fantástica de Atos 4.12: “E em nenhum outro há salvação, porque também debaixo do céu nenhum outro nome há, dado entre os homens, pelo qual devamos ser salvos” (Atos 4:12).
Nenhum outro nome a não ser o de Jesus! Não se esqueça disto. A salvação não depende de uma denominação, de uma igreja ou de orações; depende de uma Pessoa—nosso Senhor Jesus Cristo. Você precisa de Jesus, o Salvador de nossas almas.
Não se satisfaça com uma religião morta. Aceite o Redentor vivo e amoroso. Aceite-o hoje como seu Salvador pessoal!
Nathanael Olson
(Sword of the Lord)

A VONTADE DE DEUS PARA A SUA VIDA


Meu filho tem um peixe de estimação, e nós tentamos cuidar bem dele, mas uma coisa que nunca fazemos é colocá-lo no chão da sala pra fazer exercícios. Eu não sei como dizer o contrário de “afogar”, mas aquilo é o que poderia acontecer com o peixe em desespero.
Por outro lado, eu recordo um quadrinho de jornal onde uma criança fitava um aquário onde um peixinho aparentava ter uma existência em paz completa.
A última parte da tira mostrava que o garoto foi se juntar ao peixe, mas expressava espanto, porque a situação dentro do aquário não era tão boa quanto representava. Os peixes foram feitos para morar na água e não fora dela, enquanto pessoas são o oposto.
É importante para nós estarmos onde Deus designou-nos para estar. Isto vale não apenas para nosso local físico como também para todas as coisas.
Quando tentamos viver fora da vontade de Deus para nós, frustração, problemas, perda de paz, depressão ou outros resultados negativos podem surgir.
Viver dentro da vontade de Deus, nem sempre será sem alguma frustração, e dificilmente viveremos sem um desafio, mas isto nos deixa com um senso de paz e certeza do que estamos fazendo e onde estamos.
Resumindo, Deus nos quer para amá-lo, e de um certo modo, servir às necessidades dos que nos rodeiam. Assim você experimentará o prazer de estar caminhando dentro da vontade dele.
“ não a minha, mas a tua vontade seja feita”, diz uma oração de Jesus.
(The Mayfair-Plymouth em Pulpit Helps)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 04)

Deuteronômio 33-34

Deuteronômio 33

 (1) ESTA, porém, é a bênção com que Moisés, homem de Deus, abençoou os filhos de Israel antes da sua morte. (2) Disse pois: O SENHOR veio de Sinai, e lhes subiu de Seir; resplandeceu desde o monte Parã, e veio com dez milhares de santos; à sua direita havia para eles o fogo da lei. (3) Na verdade ama os povos; todos os seus santos estão na sua mão; postos serão no meio, entre os teus pés, e cada um receberá das tuas palavras. (4) Moisés nos deu a lei, como herança da congregação de Jacó. (5) E foi rei em Jesurum, quando se congregaram os cabeças do povo com as tribos de Israel. (6) Viva Rúben, e não morra, e que os seus homens não sejam poucos. (7) E isto é o que disse de Judá: Ouve, ó SENHOR, a voz de Judá, e introduze-o no seu povo; as suas mãos lhe bastem, e tu lhe sejas em ajuda contra os seus inimigos. (8) E de Levi disse: Teu Tumim e teu Urim são para o teu amado, que tu provaste em Massá, com quem contendeste junto às águas de Meribá. (9) Aquele que disse a seu pai, e à sua mãe: Nunca os vi; e não conheceu a seus irmãos, e não estimou a seus filhos; pois guardaram a tua palavra e observaram a tua aliança. (10) Ensinaram os teus juízos a Jacó, e a tua lei a Israel; puseram incenso no teu nariz, e o holocausto sobre o teu altar. (11) Abençoa o seu poder, ó SENHOR, e aceita a obra das suas mãos; fere os lombos dos que se levantam contra ele e o odeiam, para que nunca mais se levantem. (12) E de Benjamim disse: O amado do SENHOR habitará seguro com ele; todo o dia o cobrirá, e morará entre os seus ombros. (13) E de José disse: Bendita do SENHOR seja a sua terra, com o mais excelente dos céus, com o orvalho e com o abismo que jaz abaixo. (14) E com os mais excelentes frutos do sol, e com as mais excelentes produções das luas, (15) E com o mais excelente dos montes antigos, e com o mais excelente dos outeiros eternos. (16) E com o mais excelente da terra, e da sua plenitude, e com a benevolência daquele que habitava na sarça, venha sobre a cabeça de José, e sobre o alto da cabeça daquele que foi separado de seus irmãos. (17) Ele tem a glória do primogênito do seu touro, e os seus chifres são chifres de boi selvagem; com eles rechaçará todos os povos até às extremidades da terra; estes pois são os dez milhares de Efraim, e estes são os milhares de Manassés. (18) E de Zebulom disse: Zebulom, alegra-te nas tuas saídas; e tu, Issacar, nas tuas tendas. (19) Eles chamarão os povos ao monte; ali apresentarão ofertas de justiça, porque chuparão a abundância dos mares e os tesouros escondidos da areia. (20) E de Gade disse: Bendito aquele que faz dilatar a Gade; habita como a leoa, e despedaça o braço e o alto da cabeça. (21) E se proveu da melhor parte, porquanto ali estava escondida a porção do legislador; por isso veio com os chefes do povo, executou a justiça do SENHOR e os seus juízos para com Israel. (22) E de Dã disse: Dã é cria de leão; que salta de Basã. (23) E de Naftali disse: Farta-te, ó Naftali, da benevolência, e enche-te da bênção do SENHOR; possui o ocidente e o sul. (24) E de Aser disse: Bendito seja Aser com seus filhos; agrade a seus irmãos, e banhe em azeite o seu pé. (25) Seja de ferro e de metal o teu calçado; e a tua força seja como os teus dias. (26) Não há outro, ó Jesurum, semelhante a Deus, que cavalga sobre os céus para a tua ajuda, e com a sua majestade sobre as mais altas nuvens. (27) O Deus eterno é a tua habitação, e por baixo estão os braços eternos; e ele lançará o inimigo de diante de ti, e dirá: Destrói-o. (28) Israel, pois, habitará só, seguro, na terra da fonte de Jacó, na terra de grão e de mosto; e os seus céus gotejarão orvalho. (29) Bem-aventurado tu, ó Israel! Quem é como tu? Um povo salvo pelo SENHOR, o escudo do teu socorro, e a espada da tua majestade; por isso os teus inimigos te serão sujeitos, e tu pisarás sobre as suas alturas.

Deuteronômio 34

 (1) ENTÃO subiu Moisés das campinas de Moabe ao monte Nebo, ao cume de Pisga, que está em frente a Jericó e o SENHOR mostrou-lhe toda a terra desde Gileade até Dã; (2) E todo Naftali, e a terra de Efraim, e Manassés e toda a terra de Judá, até ao mar ocidental; (3) E o sul, e a campina do vale de Jericó, a cidade das palmeiras, até Zoar. (4) E disse-lhe o SENHOR: Esta é a terra que jurei a Abraão, Isaque, e Jacó, dizendo: À tua descendência a darei; eu te faço vê-la com os teus olhos, porém lá não passarás. (5) Assim morreu ali Moisés, servo do SENHOR, na terra de Moabe, conforme a palavra do SENHOR. (6) E o sepultou num vale, na terra de Moabe, em frente de Bete-Peor; e ninguém soube até hoje o lugar da sua sepultura. (7) Era Moisés da idade de cento e vinte anos quando morreu; os seus olhos nunca se escureceram, nem perdeu o seu vigor. (8) E os filhos de Israel prantearam a Moisés trinta dias, nas campinas de Moabe; e os dias do pranto no luto de Moisés se cumpriram. (9) E Josué, filho de Num, foi cheio do espírito de sabedoria, porquanto Moisés tinha posto sobre ele as suas mãos; assim os filhos de Israel lhe deram ouvidos, e fizeram como o SENHOR ordenara a Moisés. (10) E nunca mais se levantou em Israel profeta algum como Moisés, a quem o SENHOR conhecera face a face; (11) Nem semelhante em todos os sinais e maravilhas, que o SENHOR o enviou para fazer na terra do Egito, a Faraó, e a todos os seus servos, e toda a sua terra. (12) E em toda a mão forte, e em todo o grande espanto, que praticou Moisés aos olhos de todo o Israel.

DEVOCIONAL PARA HOJE 25/11/2014

VERSÍCULO:
   Portanto, assim como vocês receberam Cristo Jesus, o Senhor, continuem a viver nele,  enraizados e edificados nele, firmados na fé, como foram ensinados, transbordando de gratidão. -- Colossenses 2:6-7

PENSAMENTO:
   Algumas coisas não mudam, não trocam, nem se atualizam. Numa era onde processadores de computadores aumentam sua velocidade a cada poucos meses, e programas de computadores são atualizados todos os anos, nós nos programamos para verificar a versão mais nova e mais moderna de tudo. A verdade simples e profunda é que Jesus é Senhor. Não é preciso mudar nada. Ninguém pode competir com ele. Não há necessidade de mudança. Na verdade, se nos desviarmos disto como a base de nossas vidas, nós colocamos tudo que nos é precioso em risco. Mas se continuamos, se crescemos, se nos enraizamos nesta verdade e fazemos dela a realidade na qual baseamos as nossas vidas, então nosso futuro estará seguro, e nossa vitória garantida.

ORAÇÃO:
   Santo Deus, eu te agradeço pela verdade simples, desafiadora e duradoura do senhorio de Jesus. Através do teu Espírito, eu te rogo para que o Senhor faça conformar a minha vida para refletir cada vez mais o senhorio dele no meu trabalho, minha família, e na minha influencia diária. No nome do Senhor Jesus eu oro. Amem. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1124.html

24 de nov de 2014

Pense Nisto!

“O pastor deve ter a mente de um estudioso, o coração de uma criança e a pele de um rinoceronte. Sua dificuldade está em como engrossar a pele sem endurecer o coração.”
(West Side Baptist - Natchez - MS)

“Nossa maior glória não está em nunca cairmos, mas em nos levantarmos depois das quedas.”
(Oliver Goldsmith Sword of the Lord)

Uma Pessoa Estranha

O cristão verdadeiro é uma pessoa muito estranha. Ele ama completamente Aquele a quem nunca viu e conversa intimamente com Alguém que não vê. Espera chegar ao Céu pelos merecimentos de Outro. Esvazia-se para ser cheio; admite seus erros para ser justificado. Humilha-se para ser exaltado; é mais forte exatamente quando está mais fraco. Fica mais rico quando está bem pobre e torna-se mais feliz quando a situação é das piores. Morre para viver; desiste para obter e entrega para continuar possuindo. Vê o invisível; ouve o inaudível e compreende o que ultrapassa o entendimento.

(A. W. Tozer - The Baptist Pillar)

POR QUE ROMA CAIU

Gibbons escreveu um clássico sobre a queda de Roma. Em seu livro, ele apresenta algumas razões para o declínio do império romano.

  • Gasto excessivo por parte do governo central.
  • Desinteresse dos jovens de pegar em armas para defender o país.
  • Luxo excessivo.
  • Imoralidade amplamente difundida (inclusive homossexualismo), que acabou destruindo a integridade moral da família.
  • Confusão de gênero sexual. As mulheres começaram a se vestir e agir como homens, e os homens, como mulheres.
  • Desrespeito pela religião.

Outros escritores chegaram às mesmas conclusões de Gibbon. Roma não foi derrotada em nenhuma batalha; sua queda veio de dentro. Seu império hedonista, egoísta, orgulhoso, imoral, desonesto e grosseiro desabou internamente. Não é possível determinar com precisão a queda de Roma. Quem não estuda nem respeita a história repetirá os erros da história. Quando o ser humano caído irá aprender? Será que acontecerá com o Brasil o que aconteceu com Roma?
Estamos afogados em dívidas, mas continuamos a gastar. Nossos jovens não são patriotas. Em completo egoísmo, exigimos mais, mais e mais. A regra é: eu, meu, para mim. A imoralidade está por todos os lados. A fornicação, na verdade, não é considerada um pecado pela sociedade atual. A família está sob ataque. A religião é desprezada e menosprezada.
(Charles Hodges - Pulpit Helps)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 03)

Deuteronômio  30-32

Deuteronômio  30

 (1) E SERÁ que, sobrevindo-te todas estas coisas, a bênção ou a maldição, que tenho posto diante de ti, e te recordares delas entre todas as nações, para onde te lançar o SENHOR teu Deus, (2) E te converteres ao SENHOR teu Deus, e deres ouvidos à sua voz, conforme a tudo o que eu te ordeno hoje, tu e teus filhos, com todo o teu coração, e com toda a tua alma, (3) Então o SENHOR teu Deus te fará voltar do teu cativeiro, e se compadecerá de ti, e tornará a ajuntar-te dentre todas as nações entre as quais te espalhou o SENHOR teu Deus. (4) Ainda que os teus desterrados estejam na extremidade do céu, desde ali te ajuntará o SENHOR teu Deus, e te tomará dali; (5) E o SENHOR teu Deus te trará à terra que teus pais possuíram, e a possuirás; e te fará bem, e te multiplicará mais do que a teus pais. (6) E o SENHOR teu Deus circuncidará o teu coração, e o coração de tua descendência, para amares ao SENHOR teu Deus com todo o coração, e com toda a tua alma, para que vivas. (7) E o SENHOR teu Deus porá todas estas maldições sobre os teus inimigos, e sobre os que te odiarem, que te perseguirem. (8) Converter-te-ás, pois, e darás ouvidos à voz do SENHOR; cumprirás todos os seus mandamentos que hoje te ordeno. (9) E o SENHOR teu Deus te fará prosperar em toda a obra das tuas mãos, no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto da tua terra para o teu bem; porquanto o SENHOR tornará a alegrar-se em ti para te fazer bem, como se alegrou em teus pais, (10) Quando deres ouvidos à voz do SENHOR teu Deus, guardando os seus mandamentos e os seus estatutos, escritos neste livro da lei, quando te converteres ao SENHOR teu Deus com todo o teu coração, e com toda a tua alma. (11) Porque este mandamento, que hoje te ordeno, não te é encoberto, e tampouco está longe de ti. (12) Não está nos céus, para dizeres: Quem subirá por nós aos céus, que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? (13) Nem tampouco está além do mar, para dizeres: Quem passará por nós além do mar, para que no-lo traga, e no-lo faça ouvir, para que o cumpramos? (14) Porque esta palavra está mui perto de ti, na tua boca, e no teu coração, para a cumprires. (15) Vês aqui, hoje te tenho proposto a vida e o bem, e a morte e o mal; (16) Porquanto te ordeno hoje que ames ao SENHOR teu Deus, que andes nos seus caminhos, e que guardes os seus mandamentos, e os seus estatutos, e os seus juízos, para que vivas, e te multipliques, e o SENHOR teu Deus te abençoe na terra a qual entras a possuir. (17) Porém se o teu coração se desviar, e não quiseres dar ouvidos, e fores seduzido para te inclinares a outros deuses, e os servires, (18) Então eu vos declaro hoje que, certamente, perecereis; não prolongareis os dias na terra a que vais, passando o Jordão, para que, entrando nela, a possuas; (19) Os céus e a terra tomo hoje por testemunhas contra vós, de que te tenho proposto a vida e a morte, a bênção e a maldição; escolhe pois a vida, para que vivas, tu e a tua descendência, (20) Amando ao SENHOR teu Deus, dando ouvidos à sua voz, e achegando-te a ele; pois ele é a tua vida, e o prolongamento dos teus dias; para que fiques na terra que o SENHOR jurou a teus pais, a Abraão, a Isaque, e a Jacó, que lhes havia de dar.

Deuteronômio  31

 (1) DEPOIS foi Moisés, e falou estas palavras a todo o Israel, (2) E disse-lhes: Da idade de cento e vinte anos sou eu hoje; já não poderei mais sair e entrar; além disto o SENHOR me disse: Não passarás o Jordão. (3) O SENHOR teu Deus passará adiante de ti; ele destruirá estas nações de diante de ti, para que as possuas; Josué passará adiante de ti, como o SENHOR tem falado. (4) E o SENHOR lhes fará como fez a Siom e a Ogue, reis dos amorreus, e à sua terra, os quais destruiu. (5) Quando, pois, o SENHOR vo-los der diante de vós, então com eles fareis conforme a todo o mandamento que vos tenho ordenado. (6) Esforçai-vos, e animai-vos; não temais, nem vos espanteis diante deles; porque o SENHOR teu Deus é o que vai contigo; não te deixará nem te desamparará. (7) E chamou Moisés a Josué, e lhe disse aos olhos de todo o Israel: Esforça-te e anima-te; porque com este povo entrarás na terra que o SENHOR jurou a teus pais lhes dar; e tu os farás herdá-la. (8) O SENHOR, pois, é aquele que vai adiante de ti; ele será contigo, não te deixará, nem te desamparará; não temas, nem te espantes. (9) E Moisés escreveu esta lei, e a deu aos sacerdotes, filhos de Levi, que levavam a arca da aliança do SENHOR, e a todos os anciãos de Israel. (10) E ordenou-lhes Moisés, dizendo: Ao fim de cada sete anos, no tempo determinado do ano da remissão, na festa dos tabernáculos, (11) Quando todo o Israel vier a comparecer perante o SENHOR teu Deus, no lugar que ele escolher, lerás esta lei diante de todo o Israel aos seus ouvidos. (12) Ajunta o povo, os homens e as mulheres, os meninos e os estrangeiros que estão dentro das tuas portas, para que ouçam e aprendam e temam ao SENHOR vosso Deus, e tenham cuidado de fazer todas as palavras desta lei; (13) E que seus filhos, que não a souberem, ouçam e aprendam a temer ao SENHOR vosso Deus, todos os dias que viverdes sobre a terra a qual ides, passando o Jordão, para a possuir. (14) E disse o SENHOR a Moisés: Eis que os teus dias são chegados, para que morras; chama a Josué, e apresentai-vos na tenda da congregação, para que eu lhe dê ordens. Assim foram Moisés e Josué, e se apresentaram na tenda da congregação. (15) Então o SENHOR apareceu na tenda, na coluna de nuvem; e a coluna de nuvem estava sobre a porta da tenda. (16) E disse o SENHOR a Moisés: Eis que dormirás com teus pais; e este povo se levantará, e prostituir-se-á indo após os deuses estranhos na terra, para cujo meio vai, e me deixará, e anulará a minha aliança que tenho feito com ele. (17) Assim se acenderá a minha ira naquele dia contra ele, e desampará-lo-ei, e esconderei o meu rosto dele, para que seja devorado; e tantos males e angústias o alcançarão, que dirá naquele dia: Não me alcançaram estes males, porque o meu Deus não está no meio de mim? (18) Esconderei, pois, totalmente o meu rosto naquele dia, por todo o mal que tiver feito, por se haverem tornado a outros deuses. (19) Agora, pois, escrevei-vos este cântico, e ensinai-o aos filhos de Israel; ponde-o na sua boca, para que este cântico me seja por testemunha contra os filhos de Israel. (20) Porque introduzirei o meu povo na terra que jurei a seus pais, que mana leite e mel; e comerá, e se fartará, e se engordará; então se tornará a outros deuses, e os servirá, e me irritarão, e anularão a minha aliança. (21) E será que, quando o alcançarem muitos males e angústias, então este cântico responderá contra ele por testemunha, pois não será esquecido da boca de sua descendência; porquanto conheço a sua imaginação, o que ele faz hoje, antes que o introduza na terra que tenho jurado. (22) Assim Moisés escreveu este cântico naquele dia, e o ensinou aos filhos de Israel. (23) E ordenou a Josué, filho de Num, e disse: Esforça-te e anima-te; porque tu introduzirás os filhos de Israel na terra que lhes jurei; e eu serei contigo. (24) E aconteceu que, acabando Moisés de escrever num livro, todas as palavras desta lei, (25) Deu ordem aos levitas, que levavam a arca da aliança do SENHOR, dizendo: (26) Tomai este livro da lei, e ponde-o ao lado da arca da aliança do SENHOR vosso Deus, para que ali esteja por testemunha contra ti. (27) Porque conheço a tua rebelião e a tua dura cerviz; eis que, vivendo eu ainda hoje convosco, rebeldes fostes contra o SENHOR; e quanto mais depois da minha morte? (28) Ajuntai perante mim todos os anciãos das vossas tribos, e vossos oficiais, e aos seus ouvidos falarei estas palavras, e contra eles por testemunhas tomarei o céu e a terra. (29) Porque eu sei que depois da minha morte certamente vos corrompereis, e vos desviareis do caminho que vos ordenei; então este mal vos alcançará nos últimos dias, quando fizerdes mal aos olhos do SENHOR, para o provocar à ira com a obra das vossas mãos. (30) Então Moisés falou as palavras deste cântico aos ouvidos de toda a congregação de Israel, até se acabarem.

Deuteronômio  32

 (1) INCLINAI os ouvidos, ó céus, e falarei; e ouça a terra as palavras da minha boca. (2) Goteje a minha doutrina como a chuva, destile a minha palavra como o orvalho, como chuvisco sobre a erva e como gotas de água sobre a relva. (3) Porque apregoarei o nome do SENHOR; engrandecei a nosso Deus. (4) Ele é a Rocha, cuja obra é perfeita, porque todos os seus caminhos justos são; Deus é a verdade, e não há nele injustiça; justo e reto é. (5) Corromperam-se contra ele; não são seus filhos, mas a sua mancha; geração perversa e distorcida é. (6) Recompensais assim ao SENHOR, povo louco e ignorante? Não é ele teu pai que te adquiriu, te fez e te estabeleceu? (7) Lembra-te dos dias da antiguidade, atenta para os anos de muitas gerações: pergunta a teu pai, e ele te informará; aos teus anciãos, e eles te dirão. (8) Quando o Altíssimo distribuía as heranças às nações, quando dividia os filhos de Adão uns dos outros, estabeleceu os termos dos povos, conforme o número dos filhos de Israel. (9) Porque a porção do SENHOR é o seu povo; Jacó é a parte da sua herança. (10) Achou-o numa terra deserta, e num ermo solitário cheio de uivos; cercou-o, instruiu-o, e guardou-o como a menina do seu olho. (11) Como a águia desperta a sua ninhada, move-se sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os, e os leva sobre as suas asas, (12) Assim só o SENHOR o guiou; e não havia com ele deus estranho. (13) Ele o fez cavalgar sobre as alturas da terra, e comer os frutos do campo, e o fez chupar mel da rocha e azeite da dura pederneira. (14) Manteiga de vacas, e leite de ovelhas, com a gordura dos cordeiros e dos carneiros que pastam em Basã, e dos bodes, com o mais escolhido trigo; e bebeste o sangue das uvas, o vinho puro. (15) E, engordando-se Jesurum, deu coices (engordaste-te, engrossaste-te, e de gordura te cobriste) e deixou a Deus, que o fez, e desprezou a Rocha da sua salvação. (16) Com deuses estranhos o provocaram a zelos; com abominações o irritaram. (17) Sacrifícios ofereceram aos demônios, não a Deus; aos deuses que não conheceram, novos deuses que vieram há pouco, aos quais não temeram vossos pais. (18) Esqueceste-te da Rocha que te gerou; e em esquecimento puseste o Deus que te formou; (19) O que vendo o SENHOR, os desprezou, por ter sido provocado à ira contra seus filhos e suas filhas; (20) E disse: Esconderei o meu rosto deles, verei qual será o seu fim; porque são geração perversa, filhos em quem não há lealdade. (21) A zelos me provocaram com aquilo que não é Deus; com as suas vaidades me provocaram à ira: portanto eu os provocarei a zelos com o que não é povo; com nação louca os despertarei à ira. (22) Porque um fogo se acendeu na minha ira, e arderá até ao mais profundo do inferno, e consumirá a terra com a sua colheita, e abrasará os fundamentos dos montes. (23) Males amontoarei sobre eles; as minhas setas esgotarei contra eles. (24) Consumidos serão de fome, comidos pela febre ardente e de peste amarga; e contra eles enviarei dentes de feras, com ardente veneno de serpentes do pó. (25) Por fora devastará a espada, e por dentro o pavor; ao jovem, juntamente com a virgem, assim à criança de peito como ao homem encanecido. (26) Eu disse: Por todos os cantos os espalharei; farei cessar a sua memória dentre os homens, (27) Se eu não receasse a ira do inimigo, para que os seus adversários não se iludam, e para que não digam: A nossa mão está exaltada; o SENHOR não fez tudo isto. (28) Porque são gente falta de conselhos, e neles não há entendimento. (29) Quem dera eles fossem sábios! Que isto entendessem, e atentassem para o seu fim! (30) Como poderia ser que um só perseguisse mil, e dois fizessem fugir dez mil, se a sua Rocha os não vendera, e o SENHOR os não entregara? (31) Porque a sua rocha não é como a nossa Rocha, sendo até os nossos inimigos juízes disto. (32) Porque a sua vinha é a vinha de Sodoma e dos campos de Gomorra; as suas uvas são uvas venenosas, cachos amargos têm. (33) O seu vinho é ardente veneno de serpentes, e peçonha cruel de víboras. (34) Não está isto guardado comigo? Selado nos meus tesouros? (35) Minha é a vingança e a recompensa, ao tempo que resvalar o seu pé; porque o dia da sua ruína está próximo, e as coisas que lhes hão de suceder, se apressam a chegar. (36) Porque o SENHOR fará justiça ao seu povo, e se compadecerá de seus servos; quando vir que o poder deles se foi, e não há preso nem desamparado. (37) Então dirá: Onde estão os seus deuses? A rocha em quem confiavam, (38) De cujos sacrifícios comiam a gordura, e de cujas libações bebiam o vinho? Levantem-se, e vos ajudem, para que haja para vós esconderijo. (39) Vede agora que eu, eu o sou, e mais nenhum deus há além de mim; eu mato, e eu faço viver; eu firo, e eu saro, e ninguém há que escape da minha mão. (40) Porque levantarei a minha mão aos céus, e direi: Eu vivo para sempre. (41) Se eu afiar a minha espada reluzente, e se a minha mão travar o juízo, retribuirei a vingança sobre os meus adversários, e recompensarei aos que me odeiam. (42) Embriagarei as minhas setas de sangue, e a minha espada comerá carne; do sangue dos mortos e dos prisioneiros, desde a cabeça, haverá vinganças do inimigo. (43) Jubilai, ó nações, o seu povo, porque ele vingará o sangue dos seus servos, e sobre os seus adversários retribuirá a vingança, e terá misericórdia da sua terra e do seu povo. (44) E veio Moisés, e falou todas as palavras deste cântico aos ouvidos do povo, ele e Josué, filho de Num. (45) E, acabando Moisés de falar todas estas palavras a todo o Israel, (46) Disse-lhes: Aplicai o vosso coração a todas as palavras que hoje testifico entre vós, para que as recomendeis a vossos filhos, para que tenham cuidado de cumprir todas as palavras desta lei. (47) Porque esta palavra não vos é vã, antes é a vossa vida; e por esta mesma palavra prolongareis os dias na terra a qual, passando o Jordão, ides a possuir. (48) Depois falou o SENHOR a Moisés, naquele mesmo dia, dizendo: (49) Sobe ao monte de Abarim, ao monte Nebo, que está na terra de Moabe, defronte de Jericó, e vê a terra de Canaã, que darei aos filhos de Israel por possessão. (50) E morre no monte ao qual subirás; e recolhe-te ao teu povo, como Arão teu irmão morreu no monte Hor, e se recolheu ao seu povo. (51) Porquanto transgredistes contra mim no meio dos filhos de Israel, às águas de Meribá de Cades, no deserto de Zim; pois não me santificastes no meio dos filhos de Israel. (52) Pelo que verás a terra diante de ti, porém não entrarás nela, na terra que darei aos filhos de Israel.

DEVOCIONAL PARA HOJE 24/11/2014

VERSÍCULO:
   Entrem por suas portas com ações de graças, e em seus átrios, com louvor; dêem-lhe graças e bendigam o seu nome. Pois o Senhor é bom e o seu amor leal é eterno; a sua fidelidade permanece por todas as gerações. - Salmos 100:4-5

PENSAMENTO:
   Adoração sempre tem a ver com entrar — entrar na graça, entrar com gratidão, entrar para compartilhar com outros, mas acima de tudo, entrar na presença de Deus de uma maneira especial. Mas nossa entrada não é a base da adoração. Pelo contrário, adoração está relacionada à fidelidade de Deus, sua bondade e graça. Nós vimos a Deus como tantos antes de nós, com Deus nos esperando. Nós vimos para louvá-lo por tudo que ele tem sido, tudo que ele é, e tudo que ele será. Nós vimos para entrar e adorar. Nós podemos fazer isto simplesmente porque Deus é fiel, por todas as gerações, para esperar que nós venhamos.

ORAÇÃO:
   Deus Fiel, A Rocha Poderosa de Israel, o Deus no qual as gerações confiaram, só o SENHOR é Deus. Eu te louvo por tua graça e misericórdia. Eu te louvo porque eu quero meu coração sintonizado com tua vontade. Eu te louvo porque quero me preparar para a minha vida mais longa, aquela na tua presença. Eu te louvo no nome de Jesus. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1123.html

23 de nov de 2014

AVALIAÇÃO ESPIRITUAL

Como saber se perdi o “primeiro amor”:
Quando minha alegria no Senhor é menor que a alegria que tenho em estar com alguém ou ocupado com alguma coisa;
Quando minha alma não anseia mais pela comunhão com Deus, por meio da Bíblia e da oração;
Quando nos momentos de lazer não penso em Deus;
Quando alego ser “apenas um ser humano” e me entrego ao que desagrada a Deus;
Quando não tenho prazer em contribuir para o trabalho de Deus ou ajudar os necessitados;
Quando me torno complacente com o pecado que me rodeia;
Quando sou incapaz de perdoar meu ofensor;
Quando desejo mais a aprovação do mundo do que a de Deus;
Quando, por medo de rejeição, não falo de Cristo e nem da Bíblia.

(Western Hills Bulletins - Pulpit Helps)

CAMINHADA

Toda caminhada tem um princípio, um meio, e um final. Começar e chegar depende também de você ou nós.
Você esta caminhando com Cristo? Em que ponto da caminhada você está, no começo, no meio, ou no final. Não sabemos o que virá amanhã, talvez estejamos chegando no final.
Mas, quem nos separará do amor de Cristo? A tribulação ou a angústia, ou a perseguição, ou a fome, ou a nudez, ou o perigo, ou a espada? Rm. 8:35.
Quando Israel saiu do Egito não foi tão fácil sua liberdade. Deus usou vários meios para que Faraó deixasse o povo sair. Tais como pragas, águas se tornaram em sangue, pragas das rãs, dos piolhos, das moscas, peste nos animais, praga das saraivas, dos gafanhotos, das trevas, morte de todos os primogênitos, enfim a saída dos israelitas (Ex.7, 8, 9, 10, 11, 12:37), a saída com o seu servo Moisés. Ali se começa uma caminhada cujo final era a Terra Prometida, a qual teve um princípio, meio e final. Tudo que o povo desejava Deus provia, a fome e a sede do povo eram saciadas. O Senhor queria a paz àquele povo, porque Deus não se agrada de ver o homem escravizado por Satanás, haviam chegado perto de Canaã, a fim de provar que a terra era boa, enviou doze homens a expiar a terra e trazer dela o fruto (Nm.13:27) “fomos espiar a terra que nos enviaste e verdadeiramente mana leite e mel”, a minoria voltou com um relatória positivo, os dez com um relatório negativo, o povo acreditou na maioria, que era o grupo dos derrotados.
Mas Deus não se agradou da maior parte deles, pelo que foram prostados no deserto. E estas coisas foram-nos feitas em figuras para que não cobicemos as coisas más, como eles cobiçaram” (ICo.10:5, 6).
Meu caro irmão não é fácil alguém sair da escravidão, foi com muita luta que alguém nos ganhou para Cristo. Foi o sangue derramado na cruz do Calvário que nos libertou, o mais difícil é ter saído da casa da servidão, mas você e eu saímos. Demos um grande passo na nossa vida. Parar? Nunca a nossa vitória já foi garantida na cruz, e agora é estar certo que nem a morte, nem a vida, nem os anjos, nem os principados, nem as potestades, nem a altura, nem a profundidade, nem alguma outra criatura nos poderá separar do amor de Deus que está em Cristo Jesus nosso Senhor. (Rm. 8:38, 39).

Nivaldo Ribeiro da Silva

VERDADE E LIBERDADE

E conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8.32). Esta é uma verdade bastante conhecida, que se aplica à liberdade em muitas áreas da vida.
É realidade na esfera política. É quase impossível escravizar um povo bem informado. É por isso que as ditaduras controlam a imprensa e impõem censura a todos os tipos de informações.
É realidade na área econômica. As organizações com interesses pessoais no trabalho escravo desencorajam, e até proíbem, a educação dos trabalhadores. A instrução traz consigo a libertação das cadeias da mão-de-obra não especializada mal remunerada.
É realidade no campo espiritual. Claro que esta é a aplicação que Jesus enfatizava ao proferir suas palavras. Seus ouvintes protestaram, afirmando não serem escravos de ninguém. Jesus lembrou-os que quem peca—e não é perdoado, ou continua em pecado—é escravo do pecado. O Filho veio nos libertar desta escravidão (João 8.34-36).
Todas as aplicações acima são verdadeiras e importantes para o ser humano, mas nenhuma apreende o verdadeiro significado do que Jesus disse. Todas as possibilidades acima mencionadas ignoram a verdade central do contexto, pois concentram-se no meio da passagem.
Da maneira costumeira em que é lido, o versículo é uma promessa condicional com um resultado: Condição: conhecer a verdade. Resultado: ser liberto. O fato de a promessa ser assim compreendida é tão verdadeiro e tão amplamente aplicado que um fato importante fica em segundo plano: não é isso que a passagem afirma.
Ao contrário, o versículo apresenta uma promessa condicional e três resultados. O que Jesus disse foi: “Se vós permanecerdes na minha palavra, verdadeiramente, sereis meus discípulos e conhecereis a verdade, e a verdade vos libertará” (João 8:31-32). Condição: permanecer na palavra de Jesus; resultados: 1) ser seus discípulos, 2) conhecer a verdade, e 3) ser liberto.
Jesus não está, antes de mais nada, lembrando-nos da vantagem que temos se conhecermos a verdade. Ele está nos dizendo como podemos conhecer a verdade e onde ela é encontrada.
Ao orar por seus discípulos, Jesus pediu ao Pai: “Santifica-os na verdade; tua palavra é a verdade” (João 17.17). O evangelho é a “palavra de verdade” (Efésios 1.13). Nossas almas são purificadas pela “obediência à palavra” (1 Pedro 1.22).
Permaneçam na Sua Palavra, e vocês serão discípulos de Jesus, e conhecerão a verdade e serão livres.
(Cecil May Júnior - Pulpit Helps)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 02)

Deuteronômio  27-29

Deuteronômio  27

 (1) E DERAM ordem, Moisés e os anciãos, ao povo de Israel, dizendo: Guardai todos estes mandamentos que hoje vos ordeno; (2) Será, pois, que, no dia em que passares o Jordão à terra que te der o SENHOR teu Deus, levantar-te-ás umas pedras grandes, e as caiarás. (3) E, havendo-o passado, escreverás nelas todas as palavras desta lei, para entrares na terra que te der o SENHOR teu Deus, terra que mana leite e mel, como te falou o SENHOR Deus de teus pais. (4) Será, pois, que, quando houveres passado o Jordão, levantareis estas pedras, que hoje vos ordeno, no monte Ebal, e as caiarás. (5) E ali edificarás um altar ao SENHOR teu Deus, um altar de pedras; não alçarás instrumento de ferro sobre elas. (6) De pedras brutas edificarás o altar do SENHOR teu Deus; e sobre ele oferecerás holocaustos ao SENHOR teu Deus. (7) Também sacrificarás ofertas pacíficas, e ali comerás perante o SENHOR teu Deus, e te alegrarás. (8) E naquelas pedras escreverás todas as palavras desta lei, exprimindo-as nitidamente. (9) Falou mais Moisés, juntamente com os sacerdotes levitas, a todo o Israel, dizendo: Guarda silêncio e ouve, ó Israel! Hoje vieste a ser povo do SENHOR teu Deus. (10) Portanto obedecerás à voz do SENHOR teu Deus, e cumprirás os seus mandamentos e os seus estatutos que hoje te ordeno. (11) E Moisés deu ordem naquele dia ao povo, dizendo: (12) Quando houverdes passado o Jordão, estes estarão sobre o monte Gerizim, para abençoarem o povo: Simeão, e Levi, e Judá, e Issacar, e José, e Benjamim; (13) E estes estarão sobre o monte Ebal para amaldiçoar: Rúben, Gade, e Aser, e Zebulom, Dã e Naftali. (14) E os levitas testificarão a todo o povo de Israel em alta voz, e dirão: (15) Maldito o homem que fizer imagem de escultura, ou de fundição, abominação ao SENHOR, obra da mão do artífice, e a puser em um lugar escondido. E todo o povo, respondendo, dirá: Amém. (16) Maldito aquele que desprezar a seu pai ou a sua mãe. E todo o povo dirá: Amém. (17) Maldito aquele que remover os limites do seu próximo. E todo o povo dirá: Amém. (18) Maldito aquele que fizer que o cego erre de caminho. E todo o povo dirá: Amém. (19) Maldito aquele que perverter o direito do estrangeiro, do órfão e da viúva. E todo o povo dirá: Amém. (20) Maldito aquele que se deitar com a mulher de seu pai, porquanto descobriu a nudez de seu pai. E todo o povo dirá: Amém. (21) Maldito aquele que se deitar com algum animal. E todo o povo dirá: Amém. (22) Maldito aquele que se deitar com sua irmã, filha de seu pai, ou filha de sua mãe. E todo o povo dirá: Amém. (23) Maldito aquele que se deitar com sua sogra. E todo o povo dirá: Amém. (24) Maldito aquele que ferir ao seu próximo em oculto. E todo o povo dirá: Amém. (25) Maldito aquele que aceitar suborno para ferir uma pessoa inocente. E todo o povo dirá: Amém. (26) Maldito aquele que não confirmar as palavras desta lei, não as cumprindo. E todo o povo dirá: Amém.

Deuteronômio  28

 (1) E SERÁ que, se ouvires a voz do SENHOR teu Deus, tendo cuidado de guardar todos os seus mandamentos que eu hoje te ordeno, o SENHOR teu Deus te exaltará sobre todas as nações da terra. (2) E todas estas bênçãos virão sobre ti e te alcançarão, quando ouvires a voz do SENHOR teu Deus: (3) Bendito serás na cidade, e bendito serás no campo. (4) Bendito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e o fruto dos teus animais; e as crias das tuas vacas e das tuas ovelhas. (5) Bendito o teu cesto e a tua amassadeira. (6) Bendito serás ao entrares, e bendito serás ao saíres. (7) O SENHOR entregará, feridos diante de ti, os teus inimigos, que se levantarem contra ti; por um caminho sairão contra ti, mas por sete caminhos fugirão da tua presença. (8) O SENHOR mandará que a bênção esteja contigo nos teus celeiros, e em tudo o que puseres a tua mão; e te abençoará na terra que te der o SENHOR teu Deus. (9) O SENHOR te confirmará para si como povo santo, como te tem jurado, quando guardares os mandamentos do SENHOR teu Deus, e andares nos seus caminhos. (10) E todos os povos da terra verão que é invocado sobre ti o nome do SENHOR, e terão temor de ti. (11) E o SENHOR te dará abundância de bens no fruto do teu ventre, e no fruto dos teus animais, e no fruto do teu solo, sobre a terra que o SENHOR jurou a teus pais te dar. (12) O SENHOR te abrirá o seu bom tesouro, o céu, para dar chuva à tua terra no seu tempo, e para abençoar toda a obra das tuas mãos; e emprestarás a muitas nações, porém tu não tomarás emprestado. (13) E o SENHOR te porá por cabeça, e não por cauda; e só estarás em cima, e não debaixo, se obedeceres aos mandamentos do SENHOR teu Deus, que hoje te ordeno, para os guardar e cumprir. (14) E não te desviarás de todas as palavras que hoje te ordeno, nem para a direita nem para a esquerda, andando após outros deuses, para os servires. (15) Será, porém, que, se não deres ouvidos à voz do SENHOR teu Deus, para não cuidares em cumprir todos os seus mandamentos e os seus estatutos, que hoje te ordeno, então virão sobre ti todas estas maldições, e te alcançarão: (16) Maldito serás tu na cidade, e maldito serás no campo. (17) Maldito o teu cesto e a tua amassadeira. (18) Maldito o fruto do teu ventre, e o fruto da tua terra, e as crias das tuas vacas, e das tuas ovelhas. (19) Maldito serás ao entrares, e maldito serás ao saíres. (20) O SENHOR mandará sobre ti a maldição; a confusão e a derrota em tudo em que puseres a mão para fazer; até que sejas destruído, e até que repentinamente pereças, por causa da maldade das tuas obras, pelas quais me deixaste. (21) O SENHOR fará pegar em ti a pestilência, até que te consuma da terra a que passas a possuir. (22) O SENHOR te ferirá com a tísica e com a febre, e com a inflamação, e com o calor ardente, e com a secura, e com crestamento e com ferrugem; e te perseguirão até que pereças. (23) E os teus céus, que estão sobre a cabeça, serão de bronze; e a terra que está debaixo de ti, será de ferro. (24) O SENHOR dará por chuva sobre a tua terra, pó e poeira; dos céus descerá sobre ti, até que pereças. (25) O SENHOR te fará cair diante dos teus inimigos; por um caminho sairás contra eles, e por sete caminhos fugirás de diante deles, e serás espalhado por todos os reinos da terra. (26) E o teu cadáver servirá de comida a todas as aves dos céus, e aos animais da terra; e ninguém os espantará. (27) O SENHOR te ferirá com as úlceras do Egito, com tumores, e com sarna, e com coceira, de que não possas curar-te; (28) O SENHOR te ferirá com loucura, e com cegueira, e com pasmo de coração; (29) E apalparás ao meio-dia, como o cego apalpa na escuridão, e não prosperarás nos teus caminhos; porém somente serás oprimido e roubado todos os dias, e não haverá quem te salve. (30) Desposar-te-ás com uma mulher, porém outro homem dormirá com ela; edificarás uma casa, porém não morarás nela; plantarás uma vinha, porém não aproveitarás o seu fruto. (31) O teu boi será morto aos teus olhos, porém dele não comerás; o teu jumento será roubado diante de ti, e não voltará a ti; as tuas ovelhas serão dadas aos teus inimigos, e não haverá quem te salve. (32) Teus filhos e tuas filhas serão dados a outro povo, os teus olhos o verão, e por eles desfalecerão todo o dia; porém não haverá poder na tua mão. (33) O fruto da tua terra e todo o teu trabalho, comerá um povo que nunca conheceste; e tu serás oprimido e quebrantado todos os dias. (34) E enlouquecerás com o que vires com os teus olhos. (35) O SENHOR te ferirá com úlceras malignas nos joelhos e nas pernas, de que não possas sarar, desde a planta do teu pé até ao alto da cabeça. (36) O SENHOR te levará a ti e a teu rei, que tiveres posto sobre ti, a uma nação que não conheceste, nem tu nem teus pais; e ali servirás a outros deuses, ao pau e à pedra. (37) E serás por pasmo, por ditado, e por fábula, entre todos os povos a que o SENHOR te levará. (38) Lançarás muita semente ao campo; porém colherás pouco, porque o gafanhoto a consumirá. (39) Plantarás vinhas, e cultivarás; porém não beberás vinho, nem colherás as uvas; porque o bicho as colherá. (40) Em todos os termos terás oliveiras; porém não te ungirás com azeite; porque a azeitona cairá da tua oliveira. (41) Filhos e filhas gerarás; porém não serão para ti; porque irão em cativeiro. (42) Todo o teu arvoredo e o fruto da tua terra consumirá a lagarta. (43) O estrangeiro, que está no meio de ti, se elevará muito sobre ti, e tu mais baixo descerás; (44) Ele te emprestará a ti, porém tu não emprestarás a ele; ele será por cabeça, e tu serás por cauda. (45) E todas estas maldições virão sobre ti, e te perseguirão, e te alcançarão, até que sejas destruído; porquanto não ouviste à voz do SENHOR teu Deus, para guardares os seus mandamentos, e os seus estatutos, que te tem ordenado; (46) E serão entre ti por sinal e por maravilha, como também entre a tua descendência para sempre. (47) Porquanto não serviste ao SENHOR teu Deus com alegria e bondade de coração, pela abundância de tudo. (48) Assim servirás aos teus inimigos, que o SENHOR enviará contra ti, com fome e com sede, e com nudez, e com falta de tudo; e sobre o teu pescoço porá um jugo de ferro, até que te tenha destruído. (49) O SENHOR levantará contra ti uma nação de longe, da extremidade da terra, que voa como a águia, nação cuja língua não entenderás; (50) Nação feroz de rosto, que não respeitará o rosto do velho, nem se apiedará do moço; (51) E comerá o fruto dos teus animais, e o fruto da tua terra, até que sejas destruído; e não te deixará grão, mosto, nem azeite, nem crias das tuas vacas, nem das tuas ovelhas, até que te haja consumido; (52) E sitiar-te-á em todas as tuas portas, até que venham a cair os teus altos e fortes muros, em que confiavas em toda a tua terra; e te sitiará em todas as tuas portas, em toda a tua terra que te tem dado o SENHOR teu Deus. (53) E comerás o fruto do teu ventre, a carne de teus filhos e de tuas filhas, que te der o SENHOR teu Deus, no cerco e no aperto com que os teus inimigos te apertarão. (54) Quanto ao homem mais mimoso e delicado no meio de ti, o seu olho será maligno para com o seu irmão, e para com a mulher do seu regaço, e para com os demais de seus filhos que ainda lhe ficarem; (55) De sorte que não dará a nenhum deles da carne de seus filhos, que ele comer; porquanto nada lhe ficou de resto no cerco e no aperto, com que o teu inimigo te apertará em todas as tuas portas. (56) E quanto à mulher mais mimosa e delicada no meio de ti, que de mimo e delicadeza nunca tentou pôr a planta de seu pé sobre a terra, será maligno o seu olho contra o homem de seu regaço, e contra seu filho, e contra sua filha; (57) E isto por causa de suas páreas, que saírem dentre os seus pés, e para com os seus filhos que tiver, porque os comerá às escondidas pela falta de tudo, no cerco e no aperto, com que o teu inimigo te apertará nas tuas portas. (58) Se não tiveres cuidado de guardar todas as palavras desta lei, que estão escritas neste livro, para temeres este nome glorioso e temível, o SENHOR TEU DEUS, (59) Então o SENHOR fará espantosas as tuas pragas, e as pragas de tua descendência, grandes e permanentes pragas, e enfermidades malignas e duradouras; (60) E fará tornar sobre ti todos os males do Egito, de que tu tiveste temor, e se apegarão a ti. (61) Também o SENHOR fará vir sobre ti toda a enfermidade e toda a praga, que não está escrita no livro desta lei, até que sejas destruído. (62) E ficareis poucos em número, em lugar de haverem sido como as estrelas dos céus em multidão; porquanto não destes ouvidos à voz do SENHOR teu Deus. (63) E será que, assim como o SENHOR se deleitava em vós, em fazer-vos bem e multiplicar-vos, assim o SENHOR se deleitará em destruir-vos e consumir-vos; e desarraigados sereis da terra a qual passais a possuir. (64) E o SENHOR vos espalhará entre todos os povos, desde uma extremidade da terra até à outra; e ali servireis a outros deuses que não conheceste, nem tu nem teus pais; ao pau e à pedra. (65) E nem ainda entre estas nações descansarás, nem a planta de teu pé terá repouso; porquanto o SENHOR ali te dará coração agitado, e desfalecimento de olhos, e desmaio da alma. (66) E a tua vida, como em suspenso, estará diante de ti; e estremecerás de noite e de dia, e não crerás na tua própria vida. (67) Pela manhã dirás: Ah! quem me dera ver a noite! E à tarde dirás: Ah! quem me dera ver a manhã! pelo pasmo de teu coração, que sentirás, e pelo que verás com os teus olhos. (68) E o SENHOR te fará voltar ao Egito em navios, pelo caminho de que te tenho dito; nunca jamais o verás; e ali sereis vendidos como escravos e escravas aos vossos inimigos; mas não haverá quem vos compre.

Deuteronômio  29

 (1) ESTAS são as palavras da aliança que o SENHOR ordenou a Moisés que fizesse com os filhos de Israel, na terra de Moabe, além da aliança que fizera com eles em Horebe. (2) E chamou Moisés a todo o Israel, e disse-lhes: Tendes visto tudo quanto o SENHOR fez perante vossos olhos, na terra do Egito, a Faraó, e a todos os seus servos, e a toda a sua terra; (3) As grandes provas que os teus olhos têm visto, aqueles sinais e grandes maravilhas; (4) Porém não vos tem dado o SENHOR um coração para entender, nem olhos para ver, nem ouvidos para ouvir, até ao dia de hoje. (5) E quarenta anos vos fiz andar pelo deserto; não se envelheceram sobre vós as vossas vestes, e nem se envelheceu o vosso sapato no vosso pé. (6) Pão não comestes, e vinho e bebida forte não bebestes; para que soubésseis que eu sou o SENHOR vosso Deus. (7) Vindo vós, pois, a este lugar, Siom, rei de Hesbom, e Ogue, rei de Basã, nos saíram ao encontro, à peleja, e nós os ferimos; (8) E tomamos a sua terra e a demos por herança aos rubenitas, e aos gaditas, e à meia tribo dos manassitas. (9) Guardai, pois, as palavras desta aliança, e cumpri-as, para que prospereis em tudo quanto fizerdes. (10) Vós todos estais hoje perante o SENHOR vosso Deus; os capitães de vossas tribos, vossos anciãos, e os vossos oficiais, todos os homens de Israel; (11) Os vossos meninos, as vossas mulheres, e o estrangeiro que está no meio do vosso arraial; desde o rachador da vossa lenha até ao tirador da vossa água; (12) Para entrardes na aliança do SENHOR teu Deus, e no seu juramento que o SENHOR teu Deus hoje faz convosco; (13) Para que hoje te confirme por seu povo, e ele te seja por Deus, como te tem dito, e como jurou a teus pais, Abraão, Isaque e Jacó. (14) E não somente convosco faço esta aliança e este juramento; (15) Mas com aquele que hoje está aqui em pé conosco perante o SENHOR nosso Deus, e com aquele que hoje não está aqui conosco. (16) Porque vós sabeis como habitamos na terra do Egito, e como passamos pelo meio das nações pelas quais passastes; (17) E vistes as suas abominações, e os seus ídolos, o pau e a pedra, a prata e o ouro que havia entre eles, (18) Para que entre vós não haja homem, nem mulher, nem família, nem tribo, cujo coração hoje se desvie do SENHOR nosso Deus, para que vá servir aos deuses destas nações; para que entre vós não haja raiz que dê veneno e fel; (19) E aconteça que, alguém ouvindo as palavras desta maldição, se abençoe no seu coração, dizendo: Terei paz, ainda que ande conforme o parecer do meu coração; para acrescentar à sede a bebedeira. (20) O SENHOR não lhe quererá perdoar; mas fumegará a ira do SENHOR e o seu zelo contra esse homem, e toda a maldição escrita neste livro pousará sobre ele; e o SENHOR apagará o seu nome de debaixo do céu. (21) E o SENHOR o separará para mal, de todas as tribos de Israel, conforme a todas as maldições da aliança escrita no livro desta lei. (22) Então dirá à geração vindoura, os vossos filhos, que se levantarem depois de vós, e o estrangeiro que virá de terras remotas, vendo as pragas desta terra, e as suas doenças, com que o SENHOR a terá afligido; (23) E toda a sua terra abrasada com enxofre, e sal, de sorte que não será semeada, e nada produzirá, nem nela crescerá erva alguma; assim como foi a destruição de Sodoma e de Gomorra, de Admá e de Zeboim, que o SENHOR destruiu na sua ira e no seu furor. (24) E todas as nações dirão: Por que fez o SENHOR assim com esta terra? Qual foi a causa do furor desta tão grande ira? (25) Então se dirá: Porquanto deixaram a aliança do SENHOR Deus de seus pais, que com eles tinha feito, quando os tirou do Egito; (26) E foram, e serviram a outros deuses, e se inclinaram diante deles; deuses que eles não conheceram, e nenhum dos quais lhes tinha sido dado. (27) Por isso a ira do SENHOR se acendeu contra esta terra, para trazer sobre ela toda a maldição que está escrita neste livro. (28) E o SENHOR os arrancou da sua terra com ira, e com indignação, e com grande furor, e os lançou em outra terra como neste dia se vê. (29) As coisas encobertas pertencem ao SENHOR nosso Deus, porém as reveladas nos pertencem a nós e a nossos filhos para sempre, para que cumpramos todas as palavras desta lei.

DEVOCIONAL PARA HOJE 23/11/2014

VERSÍCULO:
   Que a paz de Cristo seja o juiz em seu coração, visto que vocês foram chamados para viver em paz, como membros de um só corpo. E sejam agradecidos. -- Colossenses 3:15

PENSAMENTO:
   Paz — aquele estado ilusório que incorpora todo o bem-estar da vida. Por causa de Jesus, nós temos paz verdadeira — satisfação no corpo, alma e espírito. Seus relacionamentos com outros, Sua vitória sobre o pecado, morte e o túmulo nos asseguram que podemos ter paz também! Então, ao recebermos o espírito de Cristo nos nossos corações, nós podemos viver com nossos irmãos e irmãs, mesmo que seja numa paz imperfeita. Além disso, à medida em que Paulo muda suas metáforas, nós somos o corpo de Cristo, e é claro que um corpo não quer estar em guerra contra si mesmo. Portanto, viva em paz com os outros, e faça-o com ações de graça.

ORAÇÃO:
   Pai Abençoado de todos os cristãos, por favor dê-me um coração para amar seu povo. Eu sei que à medida em que o caráter de Cristo permear minha vida, eu apreciarei cada vez mais a preciosidade de cada um dos seus filhos, e chegarei a ver aqueles membros difíceis da família como os grãos de areia dos quais o senhor moldará minha pérola. Eu oro para que me dê a graça até que meu coração seja do tamanho do meu compromisso de amar todos os seus filhos. No nome de Jesus eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1122.html

22 de nov de 2014

COMPROMISSO

Compromisso é uma decisão, não um sentimento. É uma promessa que você cumpre independente das emoções do momento. A emoção diz: “termine, desista, abandone”, mas o compromisso diz: “fique, continue, permaneça aqui.” Por que você fica?
Porque você fez uma promessa. Porque suas palavras significam algo. Porque você disse o que você diria. Porque você se comprometeu.
O compromisso não é afetado pelas circunstâncias. Você não mede esforços e então decide se viverá ou não, de acordo com seu compromisso.
Isso não é compromisso, é conveniência. O compromisso permanece verdadeiro até quando as circunstâncias estão difíceis. 
O compromisso envolve caráter. É manter sua palavra mesmo quando não for fácil. É fazer o que você disse que faria, mesmo quando não sentir vontade de fazê-lo. Os casamentos são edificados num compromisso. Famílias são edificadas num compromisso. Igrejas, amizades, carreiras, tudo construído num compromisso.
As pessoas que querem um casamento, uma família, uma igreja, uma carreira, ou amizade sem compromisso, estão somente jogando um jogo. Elas estão brincando com um substituto barato, esperando encontrar a substância real gratuitamente. “Isso não vai acontecer”!
Sim, o compromisso custa algo. Mas melhor ainda, o compromisso compensa.

(Greg Cummings - Pulpit Helps)

MEU LADO DÓI

Um garoto de cinco anos saiu da Escola Dominical todo entusiasmado, e relatou aos pais que a professora havia contado a história de como Deus criara Eva de uma costela de Adão. Alguns dias mais tarde, o menino se queixou: “Mamãe, meu lado dói. Acho que estou tendo uma esposa”.
(Pulpit Helps)

MUDANÇA

Houve um tempo em que eu tremia só de pensar em mudança. Eu gosto da minha casa, que em muitos aspectos é bem agradável. No entanto, como sei que logo vou ter de mudar, comecei a estudar a planta de minha futura residência. Quanto mais estudo a Palavra de Deus, mais entusiasmado fico com a nova casa. Meu entusiasmo é tanto que já estou ficando ansioso para me juntar àquele que está preparando meu lugar nas mansões do Pai. Não sei por que, mas a casa onde moro está começando a ficar meio sem graça.
(M. R. Dehaan)

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 3, dia 01)

Deuteronômio  24-26

Deuteronômio  24

 (1) QUANDO um homem tomar uma mulher e se casar com ela, então será que, se não achar graça em seus olhos, por nela encontrar coisa indecente, far-lhe-á uma carta de repúdio, e lha dará na sua mão, e a despedirá da sua casa. (2) Se ela, pois, saindo da sua casa, for e se casar com outro homem, (3) E este também a desprezar, e lhe fizer carta de repúdio, e lha der na sua mão, e a despedir da sua casa, ou se este último homem, que a tomou para si por mulher, vier a morrer, (4) Então seu primeiro marido, que a despediu, não poderá tornar a tomá-la, para que seja sua mulher, depois que foi contaminada; pois é abominação perante o SENHOR; assim não farás pecar a terra que o SENHOR teu Deus te dá por herança. (5) Quando um homem for recém-casado não sairá à guerra, nem se lhe imporá encargo algum; por um ano inteiro ficará livre na sua casa para alegrar a mulher que tomou. (6) Não se tomará em penhor ambas as mós, nem a mó de cima nem a de baixo; pois se penhoraria assim a vida. (7) Quando se achar alguém que tiver furtado um dentre os seus irmãos, dos filhos de Israel, e escravizá-lo, ou vendê-lo, esse ladrão morrerá, e tirarás o mal do meio de ti. (8) Guarda-te da praga da lepra, e tenhas grande cuidado de fazer conforme a tudo o que te ensinarem os sacerdotes levitas; como lhes tenho ordenado, terás cuidado de o fazer. (9) Lembra-te do que o SENHOR teu Deus fez a Miriã no caminho, quando saíste do Egito. (10) Quando emprestares alguma coisa ao teu próximo, não entrarás em sua casa, para lhe tirar o penhor. (11) Fora ficarás; e o homem, a quem emprestaste, te trará fora o penhor. (12) Porém, se for homem pobre, não te deitarás com o seu penhor. (13) Em se pondo o sol, sem falta lhe restituirás o penhor; para que durma na sua roupa, e te abençoe; e isto te será justiça diante do SENHOR teu Deus. (14) Não oprimirás o diarista pobre e necessitado de teus irmãos, ou de teus estrangeiros, que está na tua terra e nas tuas portas. (15) No seu dia lhe pagarás a sua diária, e o sol não se porá sobre isso; porquanto pobre é, e sua vida depende disso; para que não clame contra ti ao SENHOR, e haja em ti pecado. (16) Os pais não morrerão pelos filhos, nem os filhos pelos pais; cada um morrerá pelo seu pecado. (17) Não perverterás o direito do estrangeiro e do órfão; nem tomarás em penhor a roupa da viúva. (18) Mas lembrar-te-ás de que foste servo no Egito, e de que o SENHOR teu Deus te livrou dali; pelo que te ordeno que faças isso. (19) Quando no teu campo colheres a tua colheita, e esqueceres um molho no campo, não tornarás a tomá-lo; para o estrangeiro, para o órfão, e para a viúva será; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em toda a obra das tuas mãos. (20) Quando sacudires a tua oliveira, não voltarás para colher o fruto dos ramos; para o estrangeiro, para o órfão, e para a viúva será. (21) Quando vindimares a tua vinha, não voltarás para rebuscá-la; para o estrangeiro, para o órfão, e para a viúva será. (22) E lembrar-te-ás de que foste servo na terra do Egito; portanto te ordeno que faças isso.

Deuteronômio  25


 (1) QUANDO houver contenda entre alguns, e vierem a juízo, para que os julguem, ao justo justificarão, e ao injusto condenarão. (2) E será que, se o injusto merecer açoites, o juiz o fará deitar-se, para que seja açoitado diante de si; segundo a sua culpa, será o número de açoites. (3) Quarenta açoites lhe fará dar, não mais; para que, porventura, se lhe fizer dar mais açoites do que estes, teu irmão não fique envilecido aos teus olhos. (4) Não atarás a boca ao boi, quando trilhar. (5) Quando irmãos morarem juntos, e um deles morrer, e não tiver filho, então a mulher do falecido não se casará com homem estranho, de fora; seu cunhado estará com ela, e a receberá por mulher, e fará a obrigação de cunhado para com ela. (6) E o primogênito que ela lhe der será sucessor do nome do seu irmão falecido, para que o seu nome não se apague em Israel. (7) Porém, se o homem não quiser tomar sua cunhada, esta subirá à porta dos anciãos, e dirá: Meu cunhado recusa suscitar a seu irmão nome em Israel; não quer cumprir para comigo o dever de cunhado. (8) Então os anciãos da sua cidade o chamarão, e com ele falarão; e, se ele persistir, e disser: Não quero tomá-la; (9) Então sua cunhada se chegará a ele na presença dos anciãos, e lhe descalçará o sapato do pé, e lhe cuspirá no rosto, e protestará, e dirá: Assim se fará ao homem que não edificar a casa de seu irmão; (10) E o seu nome se chamará em Israel: A casa do descalçado. (11) Quando pelejarem dois homens, um contra o outro, e a mulher de um chegar para livrar a seu marido da mão do que o fere, e ela estender a sua mão, e lhe pegar pelas suas vergonhas, (12) Então cortar-lhe-ás a mão; não a poupará o teu olho. (13) Na tua bolsa não terás pesos diversos, um grande e um pequeno. (14) Na tua casa não terás dois tipos de efa, um grande e um pequeno. (15) Peso inteiro e justo terás; efa inteiro e justo terás; para que se prolonguem os teus dias na terra que te dará o SENHOR teu Deus. (16) Porque abominação é ao SENHOR teu Deus todo aquele que faz isto, todo aquele que fizer injustiça. (17) Lembra-te do que te fez Amaleque no caminho, quando saías do Egito; (18) Como te saiu ao encontro no caminho, e feriu na tua retaguarda todos os fracos que iam atrás de ti, estando tu cansado e afadigado; e não temeu a Deus. (19) Será, pois, que, quando o SENHOR teu Deus te tiver dado repouso de todos os teus inimigos em redor, na terra que o SENHOR teu Deus te dá por herança, para possuí-la, então apagarás a memória de Amaleque de debaixo do céu; não te esqueças.

Deuteronômio  26

 (1) E SERÁ que, quando entrares na terra que o SENHOR teu Deus te der por herança, e a possuíres, e nela habitares, (2) Então tomarás das primícias de todos os frutos do solo, que recolheres da terra, que te dá o SENHOR teu Deus, e as porás num cesto, e irás ao lugar que escolher o SENHOR teu Deus, para ali fazer habitar o seu nome. (3) E irás ao sacerdote, que houver naqueles dias, e dir-lhe-ás: Hoje declaro perante o SENHOR teu Deus que entrei na terra que o SENHOR jurou a nossos pais dar-nos. (4) E o sacerdote tomará o cesto da tua mão, e o porá diante do altar do SENHOR teu Deus. (5) Então testificarás perante o SENHOR teu Deus, e dirás: Arameu, prestes a perecer, foi meu pai, e desceu ao Egito, e ali peregrinou com pouca gente, porém ali cresceu até vir a ser nação grande, poderosa, e numerosa. (6) Mas os egípcios nos maltrataram e nos afligiram, e sobre nós impuseram uma dura servidão. (7) Então clamamos ao SENHOR Deus de nossos pais; e o SENHOR ouviu a nossa voz, e atentou para a nossa miséria, e para o nosso trabalho, e para a nossa opressão. (8) E o SENHOR nos tirou do Egito com mão forte, e com braço estendido, e com grande espanto, e com sinais, e com milagres; (9) E nos trouxe a este lugar, e nos deu esta terra, terra que mana leite e mel. (10) E eis que agora eu trouxe as primícias dos frutos da terra que tu, ó SENHOR, me deste. Então as porás perante o SENHOR teu Deus, e te inclinarás perante o SENHOR teu Deus, (11) E te alegrarás por todo o bem que o SENHOR teu Deus te tem dado a ti e à tua casa, tu e o levita, e o estrangeiro que está no meio de ti. (12) Quando acabares de separar todos os dízimos da tua colheita no ano terceiro, que é o ano dos dízimos, então os darás ao levita, ao estrangeiro, ao órfão e à viúva, para que comam dentro das tuas portas, e se fartem; (13) E dirás perante o SENHOR teu Deus: Tirei da minha casa as coisas consagradas e as dei também ao levita, e ao estrangeiro, e ao órfão e à viúva, conforme a todos os teus mandamentos que me tens ordenado; não transgredi os teus mandamentos, nem deles me esqueci; (14) Delas não comi no meu luto, nem delas nada tirei quando imundo, nem delas dei para os mortos; obedeci à voz do SENHOR meu Deus; conforme a tudo o que me ordenaste, tenho feito. (15) Olha desde a tua santa habitação, desde o céu, e abençoa o teu povo, a Israel, e a terra que nos deste, como juraste a nossos pais, terra que mana leite e mel. (16) Neste dia, o SENHOR teu Deus te manda cumprir estes estatutos e juízos; guarda-os pois, e cumpre-os com todo o teu coração e com toda a tua alma. (17) Hoje declaraste ao SENHOR que ele te será por Deus, e que andarás nos seus caminhos, e guardarás os seus estatutos, e os seus mandamentos, e os seus juízos, e darás ouvidos à sua voz. (18) E o SENHOR hoje te declarou que tu lhe serás por seu próprio povo, como te tem dito, e que guardarás todos os seus mandamentos. (19) Para assim te exaltar sobre todas as nações que criou, para louvor, e para fama, e para glória, e para que sejas um povo santo ao SENHOR teu Deus, como tem falado.

DEVOCIONAL PARA HOJE 22/11/2014

VERSÍCULO:
   Sempre dou graças a meu Deus por vocês, por causa da graça que lhes foi dada por ele em Cristo Jesus. Pois nele vocês foram enriquecidos em tudo, isto é, em toda palavra e em todo conhecimento.  -- 1 Coríntios 1:4-5

PENSAMENTO:
   O apóstolo Paulo era incrível. Ele está escrevendo para uma das mais problemáticas igrejas, mas ainda encontra motivo para dar graças por eles. Primeiro, ele é grato por eles porque Jesus morreu por eles. Quando Deus estende sua graça a outros, como podemos nós não fazer o mesmo? Segundo, ele reconhece que as áreas dos abusos cometidos por eles também são uma razão para dar graças — pode ser que eles tinham distorcido os dons, mas quando controlados para honrar a Deus, eles (os dons) poderiam trazer bênçãos à igreja. Apesar dele ter palavras duras a seguir, o exemplo de Paulo nos relembra que um filho de Deus é algo a ser estimado, mesmo que seja um filho com problemas.

ORAÇÃO:
   Pai gracioso, dê-me um coração para ver razões para ser grato por todos os seus filhos. Eu confesso que às vezes é tão fácil ver os outros baseado na maneira como eles me vêem, como eles concordam comigo em relação a minhas opiniões teológicas, ou em quantos problemas eles me causam. Perdoe-me, pois eu sei que se o senhor tivesse feito o mesmo comigo, eu jamais seria um dos seus filhos. Por favor, ajude-me a me alegrar com os seus filhos. No nome de Jesus eu oro. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1121.html

21 de nov de 2014

Plano de Leitura Bíblica em um Ano (Mês 2, dia 28)

Deuteronômio 22-23

Deuteronômio 22

 (1) VENDO extraviado o boi ou ovelha de teu irmão, não te desviarás deles; restituí-los-ás sem falta a teu irmão. (2) E se teu irmão não estiver perto de ti, ou não o conheceres, recolhê-los-ás na tua casa, para que fiquem contigo, até que teu irmão os busque, e tu lhos restituirás. (3) Assim também farás com o seu jumento, e assim farás com as suas roupas; assim farás também com toda a coisa perdida, que se perder de teu irmão, e tu a achares; não te poderás omitir. (4) Se vires o jumento que é de teu irmão, ou o seu boi, caídos no caminho, não te desviarás deles; sem falta o ajudarás a levantá-los. (5) Não haverá traje de homem na mulher, e nem vestirá o homem roupa de mulher; porque, qualquer que faz isto, abominação é ao SENHOR teu Deus. (6) Quando encontrares pelo caminho um ninho de ave numa árvore, ou no chão, com passarinhos, ou ovos, e a mãe posta sobre os passarinhos, ou sobre os ovos, não tomarás a mãe com os filhotes; (7) Deixarás ir livremente a mãe, e os filhotes tomarás para ti; para que te vá bem e para que prolongues os teus dias. (8) Quando edificares uma casa nova, farás um parapeito, no eirado, para que não ponhas culpa de sangue na tua casa, se alguém de algum modo cair dela. (9) Não semearás a tua vinha com diferentes espécies de semente, para que não se degenere o fruto da semente que semeares, e a novidade da vinha. (10) Com boi e com jumento não lavrarás juntamente. (11) Não te vestirás de diversos estofos de lã e linho juntamente. (12) Franjas porás nas quatro bordas da tua manta, com que te cobrires. (13) Quando um homem tomar mulher e, depois de coabitar com ela, a desprezar, (14) E lhe imputar coisas escandalosas, e contra ela divulgar má fama, dizendo: Tomei esta mulher, e me cheguei a ela, porém não a achei virgem; (15) Então o pai da moça e sua mãe tomarão os sinais da virgindade da moça, e levá-los-ão aos anciãos da cidade, à porta; (16) E o pai da moça dirá aos anciãos: Eu dei minha filha por mulher a este homem, porém ele a despreza; (17) E eis que lhe imputou coisas escandalosas, dizendo: Não achei virgem a tua filha; porém eis aqui os sinais da virgindade de minha filha. E estenderão a roupa diante dos anciãos da cidade. (18) Então os anciãos da mesma cidade tomarão aquele homem, e o castigarão. (19) E o multarão em cem siclos de prata, e os darão ao pai da moça; porquanto divulgou má fama sobre uma virgem de Israel. E lhe será por mulher, em todos os seus dias não a poderá despedir. (20) Porém se isto for verdadeiro, isto é, que a virgindade não se achou na moça, (21) Então levarão a moça à porta da casa de seu pai, e os homens da sua cidade a apedrejarão, até que morra; pois fez loucura em Israel, prostituindo-se na casa de seu pai; assim tirarás o mal do meio de ti. (22) Quando um homem for achado deitado com mulher que tenha marido, então ambos morrerão, o homem que se deitou com a mulher, e a mulher; assim tirarás o mal de Israel. (23) Quando houver moça virgem, desposada, e um homem a achar na cidade, e se deitar com ela, (24) Então trareis ambos à porta daquela cidade, e os apedrejareis, até que morram; a moça, porquanto não gritou na cidade, e o homem, porquanto humilhou a mulher do seu próximo; assim tirarás o mal do meio de ti. (25) E se algum homem no campo achar uma moça desposada, e o homem a forçar, e se deitar com ela, então morrerá só o homem que se deitou com ela; (26) Porém à moça não farás nada. A moça não tem culpa de morte; porque, como o homem que se levanta contra o seu próximo, e lhe tira a vida, assim é este caso. (27) Pois a achou no campo; a moça desposada gritou, e não houve quem a livrasse. (28) Quando um homem achar uma moça virgem, que não for desposada, e pegar nela, e se deitar com ela, e forem apanhados, (29) Então o homem que se deitou com ela dará ao pai da moça cinqüenta siclos de prata; e porquanto a humilhou, lhe será por mulher; não a poderá despedir em todos os seus dias. (30) Nenhum homem tomará a mulher de seu pai, nem descobrirá a nudez de seu pai.

Deuteronômio 23

 (1) AQUELE a quem forem trilhados os testículos, ou cortado o membro viril, não entrará na congregação do SENHOR. (2) Nenhum bastardo entrará na congregação do SENHOR; nem ainda a sua décima geração entrará na congregação do SENHOR. (3) Nenhum amonita nem moabita entrará na congregação do SENHOR; nem ainda a sua décima geração entrará na congregação do SENHOR eternamente. (4) Porquanto não saíram com pão e água, a receber-vos no caminho, quando saíeis do Egito; e porquanto alugaram contra ti a Balaão, filho de Beor, de Petor, de Mesopotâmia, para te amaldiçoar. (5) Porém o SENHOR teu Deus não quis ouvir Balaão; antes o SENHOR teu Deus trocou em bênção a maldição; porquanto o SENHOR teu Deus te amava. (6) Não lhes procurarás nem paz nem bem em todos os teus dias para sempre. (7) Não abominarás o edomeu, pois é teu irmão; nem abominarás o egípcio, pois estrangeiro foste na sua terra. (8) Os filhos que lhes nascerem na terceira geração, cada um deles entrará na congregação do SENHOR. (9) Quando o exército sair contra os teus inimigos, então te guardarás de toda a coisa má. (10) Quando entre ti houver alguém que, por algum acidente noturno, não estiver limpo, sairá fora do arraial; não entrará no meio dele. (11) Porém será que, declinando a tarde, se lavará em água; e, em se pondo o sol, entrará no meio do arraial. (12) Também terás um lugar fora do arraial, para onde sairás. (13) E entre as tuas armas terás uma pá; e será que, quando estiveres assentado, fora, então com ela cavarás e, virando-te, cobrirás o que defecaste. (14) Porquanto o SENHOR teu Deus anda no meio de teu arraial, para te livrar, e entregar a ti os teus inimigos; pelo que o teu arraial será santo, para que ele não veja coisa feia em ti, e se aparte de ti. (15) Não entregarás a seu senhor o servo que, tendo fugido dele, se acolher a ti; (16) Contigo ficará, no meio de ti, no lugar que escolher em alguma das tuas portas, onde lhe agradar; não o oprimirás. (17) Não haverá prostituta dentre as filhas de Israel; nem haverá sodomita dentre os filhos de Israel. (18) Não trarás o salário da prostituta nem preço de um sodomita à casa do SENHOR teu Deus por qualquer voto; porque ambos são igualmente abominação ao SENHOR teu Deus. (19) A teu irmão não emprestarás com juros, nem dinheiro, nem comida, nem qualquer coisa que se empreste com juros. (20) Ao estranho emprestarás com juros, porém a teu irmão não emprestarás com juros; para que o SENHOR teu Deus te abençoe em tudo que puseres a tua mão, na terra a qual vais a possuir. (21) Quando fizeres algum voto ao SENHOR teu Deus, não tardarás em cumpri-lo; porque o SENHOR teu Deus certamente o requererá de ti, e em ti haverá pecado. (22) Porém, abstendo-te de votar, não haverá pecado em ti. (23) O que saiu dos teus lábios guardarás, e cumprirás, tal como voluntariamente votaste ao SENHOR teu Deus, declarando-o pela tua boca. (24) Quando entrares na vinha do teu próximo, comerás uvas conforme ao teu desejo até te fartares, porém não as porás no teu cesto. (25) Quando entrares na seara do teu próximo, com a tua mão arrancarás as espigas; porém não porás a foice na seara do teu próximo.

DEVOCIONAL PARA HOJE 21/11/2014

VERSÍCULO:
   Venham! Cantemos ao Senhor com alegria! Aclamemos a Rocha da nossa salvação. Vamos à presença dele com ações de graças; vamos aclamá-lo com cânticos de louvor. -- Salmos 95:1-2

PENSAMENTO:
   Alegria não conhece melhor expressão do que riso e música. Cantamos ao Senhor porque estamos alegres! Nossa música não é inibida ou reprimida, mas exuberante e cheia de som, assim como é cheia de alma. Ações de graças trazem-nos à presença do Pai, e nossa alegria em sermos salvos nos leva a cantar.

ORAÇÃO:
   Ó mais maravilhoso e glorioso Deus, muito obrigada por me salvar do pecado, da morte, da lei e da futilidade. Obrigado por me salvar e me dar segurança, através de seu Santo Espírito, para que eu possa vir diante do Senhor com alegria exuberante e transbordante. Seu amor e graça não só me deram esperança, mas fizeram de mim seu filho. Escute o meu coração e seja abençoado através das minhas canções de louvor. No nome de Jesus eu oro e proclamarei teus louvores para todo o sempre. Amém. 

http://www.iluminalma.com/dph/4/1120.html