VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER

"A Igreja deve atrair pela diferença e não pela igualdade" C.H. Spurgeon

VISITE A IGREJA BATISTA REGULAR EBENÉZER
R. José Severiano Câmara, 244 - Centro - João Câmara/RN

TERÇA:.........................Sociedade Masculina -.................19:30hs.
..........................................Sociedade Feminina -...................19:30hs.
QUARTA:.....................Culto de Oração -.........................19:30hs.
SÁBADO:......................Projeto Boas Novas -..................15:30hs.
..........................................Culto da Mocidade -....................19:30hs.
DOMINGO:..................Escola Bíblica Dominical -..........08:00hs.
..........................................Culto Oficial -..............................19:00 hs.

Culto de Ação de Graças

26 de abr de 2014

SE METENDO NOS PROBLEMAS DOS OUTROS

Um homem estava dirigindo em uma estrada quando passou um fazendeiro andando com  seu cachorro ao seu lado . O homem ofereceuuma carona a eles. O fazendeiro sentou no banco traseiro e colocou o cachorro atrás. Depois de olhar o cachorro que parecia cansado demais até para abanar o rabo , o motorista falou: “Você deve estar andando a um longo tempo pela aparência de seu cachorro”. Rindo o fazendeiro falou: “Não foi a viagem que o cansou. Ele estava correndo de uma lado para o outro atravessando a estrada, enfiando seu nariz em todo portão, lutando com todo muro, ele tinha que correr atrás de todo gato, e assustar toda galinha velha que ele via. Se um cachorro latia para ele, latia de volta dez vezes. Não é de se abismar que ele esteja cansado.” O velho fazendeiro empurrou para trás o chapéu em sua cabeça. Ele ficou em silêncio por um momento, então disse: “Você sabe, pessoas são assim. Se eles se cansam, não é a distância percorrida que os cansam, mas sim todo trabalho extra a que eles se dão, se metendo na vida dos outros.”
The Christian Builder

UM BEBÊ VIVE ANTES DE NASCER

Estas funções acontecem antes do nascimento do bebê:
Batimento cardíaco começa entre o 18º e 25º dia seguido à concepção.
A fecundação para o sistema nervoso inteiro é feita em torno do 20º dia.
No 42º dia o esqueleto está completo, os reflexos estão presentes.
Ondas cerebrais elétricas foram anotadas tão cedo quanto 43 dias.
O cérebro e todos os sistemas estão presentes em 8 semanas.
Se você fizer cócegas no nariz de um bebê às 8 semanas, ele moverá sua cabeça para longe elo estímulo.
De 9 a 10 semanas o bebê pisca, engole, mexe a língua, e fecha o punho.
De 11 a 12 semanas o bebê vigorosamente chupa o dedo e respira fluído aminoático.
Unhas nos dedos da mão estão presentes entre 11 a 12 semanas, cílios pelas 16 semanas.
Todos os sistemas do corpo estão funcionando pelas 12 semanas.
Direito de Nascer - Trumbull Co. Newsleiter

SETE BEM-AVENTURANÇAS DO APOCALIPSE

O livro de Apocalipse contém muitas referências ao número “sete”. O número sete é relacionado com estar completo, união, abundância, totalidade, perfeição ou trazer a um final. Um estudo cuidadoso sobre as sete bemaventuranças do Apocalipse revelam isto:
“Bem-aventurado aquele que lê, e os que ouvem...” Ap.1:3.
“Bem-aventurados os mortos que desde agora morrem no Senhor...” Ap.14:13. “Bem-aventurado aquele que vigia...” Ap. 16:15
“Bem-aventurados aqueles que são chamados à ceia das bodas do Cordeiro...” Ap. 19:9. “Bem-aventurado e santo é aquele que tem parte na primeira ressurreição...” Ap. 20:6. “Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.” Ap. 22:7. “Bem-aventurados aqueles que lavam suas vestiduras no sangue do Cordeiro...” Ap. 22:14.
A palavra bem aventurado é a mesma palavra das bem-aventuranças em Mateus 5 e Lucas 6. É traduzida da palavra grega MAKARIOS e promete felicidade e o mais alto bem para as pessoas que são bem-aventuradas.
(Dorsey L. Crow)

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 18)

Tito 1-3 e Filemon

Tito 1

 (1) PAULO, servo de Deus, e apóstolo de Jesus Cristo, segundo a fé dos eleitos de Deus, e o conhecimento da verdade, que é segundo a piedade, (2) Em esperança da vida eterna, a qual Deus, que não pode mentir, prometeu antes dos tempos dos séculos; (3) Mas a seu tempo manifestou a sua palavra pela pregação que me foi confiada segundo o mandamento de Deus, nosso Salvador; (4) A Tito, meu verdadeiro filho, segundo a fé comum: Graça, misericórdia, e paz da parte de Deus Pai, e da do Senhor Jesus Cristo, nosso Salvador. (5) Por esta causa te deixei em Creta, para que pusesses em boa ordem as coisas que ainda restam, e de cidade em cidade estabelecesses presbíteros, como já te mandei: (6) Aquele que for irrepreensível, marido de uma mulher, que tenha filhos fiéis, que não possam ser acusados de dissolução nem são desobedientes. (7) Porque convém que o bispo seja irrepreensível, como despenseiro da casa de Deus, não soberbo, nem iracundo, nem dado ao vinho, nem espancador, nem cobiçoso de torpe ganância; (8) Mas dado à hospitalidade, amigo do bem, moderado, justo, santo, temperante; (9) Retendo firme a fiel palavra, que é conforme a doutrina, para que seja poderoso, tanto para admoestar com a sã doutrina, como para convencer os contradizentes. (10) Porque há muitos desordenados, faladores, vãos e enganadores, principalmente os da circuncisão, (11) Aos quais convém tapar a boca; homens que transtornam casas inteiras ensinando o que não convém, por torpe ganância. (12) Um deles, seu próprio profeta, disse: Os cretenses são sempre mentirosos, bestas ruins, ventres preguiçosos. (13) Este testemunho é verdadeiro. Portanto, repreende-os severamente, para que sejam sãos na fé. (14) Não dando ouvidos às fábulas judaicas, nem aos mandamentos de homens que se desviam da verdade. (15) Todas as coisas são puras para os puros, mas nada é puro para os contaminados e infiéis; antes o seu entendimento e consciência estão contaminados. (16) Confessam que conhecem a Deus, mas negam-no com as obras, sendo abomináveis, e desobedientes, e reprovados para toda a boa obra.

Tito 2

 (1) TU, porém, fala o que convém à sã doutrina. (2) Os velhos, que sejam sóbrios, graves, prudentes, sãos na fé, no amor, e na paciência; (3) As mulheres idosas, semelhantemente, que sejam sérias no seu viver, como convém a santas, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras no bem; (4) Para que ensinem as mulheres novas a serem prudentes, a amarem seus maridos, a amarem seus filhos, (5) A serem moderadas, castas, boas donas de casa, sujeitas a seus maridos, a fim de que a palavra de Deus não seja blasfemada. (6) Exorta semelhantemente os jovens a que sejam moderados. (7) Em tudo te dá por exemplo de boas obras; na doutrina mostra incorrupção, gravidade, sinceridade, (8) Linguagem sã e irrepreensível, para que o adversário se envergonhe, não tendo nenhum mal que dizer de vós. (9) Exorta os servos a que se sujeitem a seus senhores, e em tudo agradem, não contradizendo, (10) Não defraudando, antes mostrando toda a boa lealdade, para que em tudo sejam ornamento da doutrina de Deus, nosso Salvador. (11) Porque a graça salvadora de Deus se há manifestado a todos os homens, (12) Ensinando-nos que, renunciando à impiedade e às concupiscências mundanas, vivamos neste presente século sóbria, e justa, e piamente, (13) Aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do grande Deus e nosso Salvador Jesus Cristo; (14) O qual se deu a si mesmo por nós para nos remir de toda a iniqüidade, e purificar para si um povo seu especial, zeloso de boas obras. (15) Fala disto, e exorta e repreende com toda a autoridade. Ninguém te despreze.

Tito 3

 (1) ADMOESTA-OS a que se sujeitem aos principados e potestades, que lhes obedeçam, e estejam preparados para toda a boa obra; (2) Que a ninguém infamem, nem sejam contenciosos, mas modestos, mostrando toda a mansidão para com todos os homens. (3) Porque também nós éramos noutro tempo insensatos, desobedientes, extraviados, servindo a várias concupiscências e deleites, vivendo em malícia e inveja, odiosos, odiando-nos uns aos outros. (4) Mas quando apareceu a benignidade e amor de Deus, nosso Salvador, para com os homens, (5) Não pelas obras de justiça que houvéssemos feito, mas segundo a sua misericórdia, nos salvou pela lavagem da regeneração e da renovação do Espírito Santo, (6) Que abundantemente ele derramou sobre nós por Jesus Cristo nosso Salvador; (7) Para que, sendo justificados pela sua graça, sejamos feitos herdeiros segundo a esperança da vida eterna. (8) Fiel é a palavra, e isto quero que deveras afirmes, para que os que crêem em Deus procurem aplicar-se às boas obras; estas coisas são boas e proveitosas aos homens. (9) Mas não entres em questões loucas, genealogias e contendas, e nos debates acerca da lei; porque são coisas inúteis e vãs. (10) Ao homem herege, depois de uma e outra admoestação, evita-o, (11) Sabendo que esse tal está pervertido, e peca, estando já em si mesmo condenado. (12) Quando te enviar Ártemas, ou Tíquico, procura vir ter comigo a Nicópolis; porque deliberei invernar ali. (13) Acompanha com muito cuidado Zenas, doutor da lei, e Apolo, para que nada lhes falte. (14) E os nossos aprendam também a aplicar-se às boas obras, nas coisas necessárias, para que não sejam infrutuosos. (15) Saúdam-te todos os que estão comigo. Saúda tu os que nos amam na fé. A graça seja com vós todos. Amém.

Filemon

 (1) PAULO, prisioneiro de Jesus Cristo, e o irmão Timóteo, ao amado Filemom, nosso cooperador, (2) E à nossa amada Áfia, e a Arquipo, nosso camarada, e à igreja que está em tua casa: (3) Graça a vós e paz da parte de Deus nosso Pai, e do Senhor Jesus Cristo. (4) Graças dou ao meu Deus, lembrando-me sempre de ti nas minhas orações; (5) Ouvindo do teu amor e da fé que tens para com o Senhor Jesus Cristo, e para com todos os santos; (6) Para que a comunicação da tua fé seja eficaz no conhecimento de todo o bem que em vós há por Cristo Jesus. (7) Porque temos grande gozo e consolação do teu amor, porque por ti, ó irmão, as entranhas dos santos foram recreadas. (8) Por isso, ainda que tenha em Cristo grande confiança para te mandar o que te convém, (9) Todavia peço-te antes por amor, sendo eu tal como sou, Paulo o velho, e também agora prisioneiro de Jesus Cristo. (10) Peço-te por meu filho Onésimo, que gerei nas minhas prisões; (11) O qual noutro tempo te foi inútil, mas agora a ti e a mim muito útil; eu to tornei a enviar. (12) E tu torna a recebê-lo como às minhas entranhas. (13) Eu bem o quisera conservar comigo, para que por ti me servisse nas prisões do evangelho; (14) Mas nada quis fazer sem o teu parecer, para que o teu benefício não fosse como por força, mas, voluntário. (15) Porque bem pode ser que ele se tenha separado de ti por algum tempo, para que o retivesses para sempre, (16) Não já como servo, antes, mais do que servo, como irmão amado, particularmente de mim, e quanto mais de ti, assim na carne como no Senhor? (17) Assim, pois, se me tens por companheiro, recebe-o como a mim mesmo. (18) E, se te fez algum dano, ou te deve alguma coisa, põe isso à minha conta. (19) Eu, Paulo, de minha própria mão o escrevi; eu o pagarei, para te não dizer que ainda mesmo a ti próprio a mim te deves. (20) Sim, irmão, eu me regozijarei de ti no Senhor; recreia as minhas entranhas no Senhor. (21) Escrevi-te confiado na tua obediência, sabendo que ainda farás mais do que digo. (22) E juntamente prepara-me também pousada, porque espero que pelas vossas orações vos hei de ser concedido. (23) Saúdam-te Epafras, meu companheiro de prisão por Cristo Jesus, (24) Marcos, Aristarco, Demas e Lucas, meus cooperadores. (25) A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com o vosso espírito. Amém.

DEVOCIONAL PARA HOJE 26/04/2014

VERSÍCULO:
   Por isso, também (Jesus) pode salvar totalmente os que por ele se chegam a Deus, vivendo sempre para interceder por eles. -- Hebreus 7:25

PENSAMENTO:
   Jesus não veio apenas para morrer por nós.  Ele não for ressuscitado apenas para nos dar vida.  Esses presentes são incríveis, mas Ele adiciona uma outra bênção com todo o resto que tem feito para nos:  até Ele puder vir e nos levar para casa com Deus, Jesus vive para interceder a Deus, pedindo graça para nós. Jesus não é apenas nosso Salvador.  Ele é nosso Defensor e nosso Irmão ao lado do Pai!

ORAÇÃO:
   Precioso Salvador, meu Jesus, como Te amo.  O Senhor negou o céu para mim.  O Senhor resignou a Sua dignidade para me redimir.  O Senhor destruiu a morte para me dar segurança.  Mas hoje, sou muito grato e muito ciente que em cada oração que ofereço e em cada passo que dou, o Senhor está na presença do Pai para me abençoar. Obrigado.  Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0426.html

25 de abr de 2014

O CONHECIDO OU O DESCONHECIDO


Quando eu vejo pessoas imobilizadas pelo medo diante de um confronto para decidir uma ação, eu me lembro de uma estória intitulada, “A porta Negra”.
Várias gerações atrás, durante uma das mais turbulentas guerras do deserto no Médio Oriente, um espião foi capturado sentenciado a morrer pelo general do exército Pérsio. O general, um homem de inteligência e compaixão, adotou um estranho e diferente comportamento em tal caso. Ele permitiu ao condenado fazer uma escolha. O prisioneiro podia escolher enfrentar o esquadrão ou passar através da Porta Negra.
Como o momento da execução estava se aproximando, o general ordenou que trouxessem o espião para uma pequena e última entrevista, o propósito primário era de receber a resposta do homem condenado: “Será morto pelo esquadrão da morte ou a Porta Negra?”
Esta não era uma decisão fácil e o prisioneiro hesitava, mas logo deixou-os saber que ele preferia muito mais o esquadrão da Morte do que os horrores desconhecidos que podiam esperá-lo atrás da misteriosa Porta. Pouco tempo depois balas foram ouvidas no jardim anunciando que a sentença havia sido cumprida.
O general olhando para suas botas virou para seu assistente e disse: “Você vê como são os homens? eles preferem o conhecido do que o desconhecido. É uma característica das pessoas terem medo do que não é definido. Mas eu dei a ele a escolha.”
“O que há atrás da Porta Negra?” perguntou seu ajudante.
“Liberdade”, replicou o general, “e tenho conhecido somente uns poucos que são bravos o suficiente para escolhê-la.”
A estória ilustra a situação que muitas pessoas encaram cada dia. Uma escolha entre o conhecido e o desconhecido. Poucos têm a coragem de voltar a viver e parar de serem afogados no mar da mediocridade - humilhado e sem brilho pelo fracasso de reconhecer seu próprio potencial. Eles têm falta da força para pararem de viver suas vidas na condição de mentalmente cloroformizados na vil massa humana...seu compromisso. A escolha é sua (Filipenses 4:13). “Pela graça sois salvos mediante a fé” (Ef. 2:8). Porque andamos por fé, e não por vista.”

Charles Beard - The Chistia Caller

ORGULHO


Nós nos orgulhamos de nosso nascimento e classe social, mas sobre Jesus ouvimos: “Não é este o filho do carpinteiro”?
Nós nos orgulhamos de nossas possessões, mas sobre Jesus ouvimos: “O Filho do Homem não tem onde reclinar a cabeça”.
Nós nos orgulhamos de nossa respeitabilidade, mas sobre Jesus ouvimos: “Pode alguma coisa boa vir de Nazaré”?
Nós nos orgulhamos de nossa aparência exterior, mas sobre Jesus ouvimos: “Olhando nós para ele, não havia boa aparência nele para que o desejássemos”.
Nós nos orgulhamos de nossa reputação, mas sobre Jesus ouvimos: “Eis aí um homem comilão e beberrão”.
Nós nos orgulhamos de nossos relacionamentos, mas sobre Jesus ouvimos: “Eis aí um amigo de publicanos e de pecadores”.
Nós nos orgulhamos de nossa independência, mas sobre Jesus ouvimos: “Jesus entregou-SE às pessoas e pediu água à mulher samaritana”. 
Nós nos orgulhamos de nossos diplomas e conhecimentos, mas sobre Jesus ouvimos, que embora jamais tivera freqüentado uma faculdade: “Como sabe este letras, não as tendo aprendido”?
Nós nos orgulhamos de nossos cargos e posições, mas sobre Jesus ouvimos: “Eu sou entre
vós como aquele que serve”.
Nós nos orgulhamos de nosso sucesso, mas sobre Jesus ouvimos: “Veio para o que era seu, mas os seus não o receberam e não creram nele. Ele foi desprezado e rejeitado”.
Nós nos orgulhamos de nossa autoconfiança, mas sobre Jesus ouvimos: “Ele desceu a Nazaré, e lá chegando, sujeitou-SE a eles”.
Nós nos orgulhamos de nossas habilidades, mas sobre Jesus ouvimos: “Que ele nada podia fazer por si mesmo”.
Nós nos orgulhamos de nossa vontade própria, mas sobre Jesus ouvimos: “Eu não busco a minha própria vontade, mas a vontade do Pai…se tu quiseres, tira de mim este cálice, porém, não seja como eu quero, mas como tu queres”.
Nós nos orgulhamos de nosso intelecto, mas sobre Jesus ouvimos: “Como o Pai me tem ensinado, assim falo estas coisas”. Nós nos orgulhamos de nosso ressentimento e rancor justificável, mas sobre Jesus ouvimos: “Pai, perdoa-lhes, que não sabem o que fazem”.
Nós nos orgulhamos no fato de termos sido feitos justiça de Deus, porém sobre Jesus ouvimos: “Aquele que não conheceu pecado, fez-se pecado por nós, para que nele fôssemos feitos justiça de Deus”. II Cor.5:21

Sword of the Lord - Milton Hubbard

O MATRIMÔNIO E SUA PERSPECTIVA BÍBLICA parte 5

QUATRO PRINCÍPIOS GERAIS DO MATRIMÔNIO E SUAS RESPONSABILIDADES

1. Uma nova unidade é formada

Duas pessoas que se tornam uma: Efésios 5:31: Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne.

a. Não podemos mais nos comportar como solteiros.

b. Não podemos mais agir de forma independente.

c. A mulher cristã não deve agir de forma independente do marido. Colossenses 3:18 Vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos, como convém no Senhor.

2. Esta nova unidade deve ter prioridade e sobrepuja qualquer outra pessoa ou prioridade.

Nem os pais!

Nem os sogros! São mais importantes que o próprio matrimônio!

Nem os filhos!

A disciplina, os distintos papéis e os assuntos econômicos são áreas onde os pais não tem direito e nem autoridade bíblica de fazê-lo.

O sistema “matriarcal” não tem base nas escrituras!

3. É uma relação permanente

Esta relação só pode ser quebrada pela morte. Não existe opção para se sair do casamento, embora já se façam até divórcios pela internet.

Marcos 10:2 Então se aproximaram dele alguns fariseus e, para o experimentarem, lhe perguntaram: É lícito ao homem repudiar sua mulher?

Marcos 10:3 Ele, porém, respondeu-lhes: Que vos ordenou Moisés?

Marcos 10:4 Replicaram eles: Moisés permitiu escrever carta de divórcio, e repudiar a mulher.

Marcos 10:5 Disse-lhes Jesus: Pela dureza dos vossos corações ele vos deixou escrito esse mandamento.

Marcos 10:6 Mas desde o princípio da criação, Deus os fez homem e mulher.

Marcos 10:7 Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher,

Marcos 10:8 e serão os dois uma só carne; assim já não são mais dois, mas uma só carne.

Marcos 10:9 Porquanto o que Deus ajuntou, não o separe o homem.

Mateus 19:9 Eu vos digo porém, que qualquer que repudiar sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, e casar com outra, comete adultério; e o que casar com a repudiada também comete adultério.

4. É uma Relação Espiritual - O casamento é uma decisão espiritual!

A mulher deveria perguntar-se: “Posso me submeter espiritualmente a este homem como cabeça ou líder espiritual?”

O Homem deveria perguntar-se: “Posso liderar e ser o cabeça espiritual desta família?”

Não existe incompatibilidade nem física e nem de personalidade, mas a rejeição e ignorância aos princípios de Deus para o casamento.

Deve haver muito esforço para desenvolver esta nova unidade, pois essa fará bem ao casal, será um testemunho poderoso e glorificará a Deus.

Não devemos deixar pendências ou registros das coisas do passado, como falhas, falta de apoio, falta de companheirismo, discussões e palavras duras.

1 Pedro 3:1 Semelhantemente vós, mulheres, sede submissas a vossos maridos; para que também, se alguns deles não obedecem à palavra, sejam ganhos sem palavra pelo procedimento de suas mulheres,

1 Pedro 3:2 considerando a vossa vida casta, em temor.

1 Pedro 3:3 O vosso adorno não seja o enfeite exterior, como as tranças dos cabelos, o uso de jóias de ouro, ou o luxo dos vestidos,

1 Pedro 3:4 mas seja o do íntimo do coração, no incorruptível traje de um espírito manso e tranqüilo, que és, para que permaneçam as coisas

1 Pedro 3:5 Porque assim se adornavam antigamente também as santas mulheres que esperavam em Deus, e estavam submissas a seus maridos;

1 Pedro 3:6 como Sara obedecia a Abraão, chamando-lhe senhor; da qual vós sois filhas, se fazeis o bem e não temeis nenhum espanto.

1 Pedro 3:7 Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações.

Tito 2:1 Tu, porém, fala o que convém à sã doutrina.

Tito 2:2 Exorta os velhos a que sejam temperantes, sérios, sóbrios, sãos na fé, no amor, e na constância;

Tito 2:3 as mulheres idosas, semelhantemente, que sejam reverentes no seu viver, não caluniadoras, não dadas a muito vinho, mestras do bem,

Tito 2:4 para que ensinem as mulheres novas a amarem aos seus maridos e filhos,

Tito 2:5 a serem moderadas, castas, operosas donas de casa, bondosas, submissas a seus maridos, para que a palavra de Deus não seja blasfemada.

Autor: Pr Eduardo Alves Cadete
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br 

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 17)

2 Timóteo  1-4

2 Timóteo  1

 (1) PAULO, apóstolo de Jesus Cristo, pela vontade de Deus, segundo a promessa da vida que está em Cristo Jesus, (2) A Timóteo, meu amado filho: Graça, misericórdia, e paz da parte de Deus Pai, e da de Cristo Jesus, Senhor nosso. (3) Dou graças a Deus, a quem desde os meus antepassados sirvo com uma consciência pura, de que sem cessar faço memória de ti nas minhas orações noite e dia; (4) Desejando muito ver-te, lembrando-me das tuas lágrimas, para me encher de gozo; (5) Trazendo à memória a fé não fingida que em ti há, a qual habitou primeiro em tua avó Lóide, e em tua mãe Eunice, e estou certo de que também habita em ti. (6) Por cujo motivo te lembro que despertes o dom de Deus que existe em ti pela imposição das minhas mãos. (7) Porque Deus não nos deu o espírito de temor, mas de fortaleza, e de amor, e de moderação. (8) Portanto, não te envergonhes do testemunho de nosso Senhor, nem de mim, que sou prisioneiro seu; antes participa das aflições do evangelho segundo o poder de Deus, (9) Que nos salvou, e chamou com uma santa vocação; não segundo as nossas obras, mas segundo o seu próprio propósito e graça que nos foi dada em Cristo Jesus antes dos tempos dos séculos; (10) E que é manifesta agora pela aparição de nosso Salvador Jesus Cristo, o qual aboliu a morte, e trouxe à luz a vida e a incorrupção pelo evangelho; (11) Para o que fui constituído pregador, e apóstolo, e doutor dos gentios. (12) Por cuja causa padeço também isto, mas não me envergonho; porque eu sei em quem tenho crido, e estou certo de que é poderoso para guardar o meu depósito até àquele dia. (13) Conserva o modelo das sãs palavras que de mim tens ouvido, na fé e no amor que há em Cristo Jesus. (14) Guarda o bom depósito pelo Espírito Santo que habita em nós. (15) Bem sabes isto, que os que estão na Ásia todos se apartaram de mim; entre os quais foram Figelo e Hermógenes. (16) O Senhor conceda misericórdia à casa de Onesíforo, porque muitas vezes me recreou, e não se envergonhou das minhas cadeias. (17) Antes, vindo ele a Roma, com muito cuidado me procurou e me achou. (18) O Senhor lhe conceda que naquele dia ache misericórdia diante do Senhor. E, quanto me ajudou em Éfeso, melhor o sabes tu.

2 Timóteo  2

 (1) TU, pois, meu filho, fortifica-te na graça que há em Cristo Jesus. (2) E o que de mim, entre muitas testemunhas, ouviste, confia-o a homens fiéis, que sejam idôneos para também ensinarem os outros. (3) Tu pois, sofre as aflições, como bom soldado de Jesus Cristo. (4) Ninguém que milita se embaraça com negócios desta vida, a fim de agradar àquele que o alistou para a guerra. (5) E, se alguém também milita, não é coroado se não militar legitimamente. (6) O lavrador que trabalha deve ser o primeiro a gozar dos frutos. (7) Considera o que digo, e o Senhor te dê entendimento em tudo. (8) Lembra-te de que Jesus Cristo, que é da descendência de Davi, ressuscitou dentre os mortos, segundo o meu evangelho; (9) Por isso sofro trabalhos e até prisões, como um malfeitor; mas a palavra de Deus não está presa. (10) Portanto, tudo sofro por amor dos escolhidos, para que também eles alcancem a salvação que está em Cristo Jesus com glória eterna. (11) Palavra fiel é esta: que, se morrermos com ele, também com ele viveremos; (12) Se sofrermos, também com ele reinaremos; se o negarmos, também ele nos negará; (13) Se formos infiéis, ele permanece fiel; não pode negar-se a si mesmo. (14) Traze estas coisas à memória, ordenando-lhes diante do Senhor que não tenham contendas de palavras, que para nada aproveitam e são para perversão dos ouvintes. (15) Procura apresentar-te a Deus aprovado, como obreiro que não tem de que se envergonhar, que maneja bem a palavra da verdade. (16) Mas evita os falatórios profanos, porque produzirão maior impiedade. (17) E a palavra desses roerá como gangrena; entre os quais são Himeneu e Fileto; (18) Os quais se desviaram da verdade, dizendo que a ressurreição era já feita, e perverteram a fé de alguns. (19) Todavia o fundamento de Deus fica firme, tendo este selo: O Senhor conhece os que são seus, e qualquer que profere o nome de Cristo aparte-se da iniqüidade. (20) Ora, numa grande casa não somente há vasos de ouro e de prata, mas também de pau e de barro; uns para honra, outros, porém, para desonra. (21) De sorte que, se alguém se purificar destas coisas, será vaso para honra, santificado e idôneo para uso do Senhor, e preparado para toda a boa obra. (22) Foge também das paixões da mocidade; e segue a justiça, a fé, o amor, e a paz com os que, com um coração puro, invocam o Senhor. (23) E rejeita as questões loucas, e sem instrução, sabendo que produzem contendas. (24) E ao servo do Senhor não convém contender, mas sim, ser manso para com todos, apto para ensinar, sofredor; (25) Instruindo com mansidão os que resistem, a ver se porventura Deus lhes dará arrependimento para conhecerem a verdade, (26) E tornarem a despertar, desprendendo-se dos laços do diabo, em que à vontade dele estão presos.

2 Timóteo  3

 (1) SABE, porém, isto: que nos últimos dias sobrevirão tempos trabalhosos. (2) Porque haverá homens amantes de si mesmos, avarentos, presunçosos, soberbos, blasfemos, desobedientes a pais e mães, ingratos, profanos, (3) Sem afeto natural, irreconciliáveis, caluniadores, incontinentes, cruéis, sem amor para com os bons, (4) Traidores, obstinados, orgulhosos, mais amigos dos deleites do que amigos de Deus, (5) Tendo aparência de piedade, mas negando a eficácia dela. Destes afasta-te. (6) Porque deste número são os que se introduzem pelas casas, e levam cativas mulheres néscias carregadas de pecados, levadas de várias concupiscências; (7) Que aprendem sempre, e nunca podem chegar ao conhecimento da verdade. (8) E, como Janes e Jambres resistiram a Moisés, assim também estes resistem à verdade, sendo homens corruptos de entendimento e réprobos quanto à fé. (9) Não irão, porém, avante; porque a todos será manifesto o seu desvario, como também o foi o daqueles. (10) Tu, porém, tens seguido a minha doutrina, modo de viver, intenção, fé, longanimidade, amor, paciência, (11) Perseguições e aflições tais quais me aconteceram em Antioquia, em Icônio, e em Listra; quantas perseguições sofri, e o Senhor de todas me livrou; (12) E também todos os que piamente querem viver em Cristo Jesus padecerão perseguições. (13) Mas os homens maus e enganadores irão de mal para pior, enganando e sendo enganados. (14) Tu, porém, permanece naquilo que aprendeste, e de que foste inteirado, sabendo de quem o tens aprendido, (15) E que desde a tua meninice sabes as sagradas Escrituras, que podem fazer-te sábio para a salvação, pela fé que há em Cristo Jesus. (16) Toda a Escritura é divinamente inspirada, e proveitosa para ensinar, para redargüir, para corrigir, para instruir em justiça; (17) Para que o homem de Deus seja perfeito, e perfeitamente instruído para toda a boa obra.

2 Timóteo  4

 (1) CONJURO-TE, pois, diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, que há de julgar os vivos e os mortos, na sua vinda e no seu reino, (2) Que pregues a palavra, instes a tempo e fora de tempo, redarguas, repreendas, exortes, com toda a longanimidade e doutrina. (3) Porque virá tempo em que não suportarão a sã doutrina; mas, tendo comichão nos ouvidos, amontoarão para si doutores conforme as suas próprias concupiscências; (4) E desviarão os ouvidos da verdade, voltando às fábulas. (5) Mas tu, sê sóbrio em tudo, sofre as aflições, faze a obra de um evangelista, cumpre o teu ministério. (6) Porque eu já estou sendo oferecido por aspersão de sacrifício, e o tempo da minha partida está próximo. (7) Combati o bom combate, acabei a carreira, guardei a fé. (8) Desde agora, a coroa da justiça me está guardada, a qual o Senhor, justo juiz, me dará naquele dia; e não somente a mim, mas também a todos os que amarem a sua vinda. (9) Procura vir ter comigo depressa, (10) Porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica, Crescente para Galácia, Tito para Dalmácia. (11) Só Lucas está comigo. Toma Marcos, e traze-o contigo, porque me é muito útil para o ministério. (12) Também enviei Tíquico a Éfeso. (13) Quando vieres, traze a capa que deixei em Trôade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos. (14) Alexandre, o latoeiro, causou-me muitos males; o Senhor lhe pague segundo as suas obras. (15) Tu, guarda-te também dele, porque resistiu muito às nossas palavras. (16) Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam. Que isto lhes não seja imputado. (17) Mas o Senhor assistiu-me e fortaleceu-me, para que por mim fosse cumprida a pregação, e todos os gentios a ouvissem; e fiquei livre da boca do leão. (18) E o Senhor me livrará de toda a má obra, e guardar-me-á para o seu reino celestial; a quem seja glória para todo o sempre. Amém. (19) Saúda a Prisca e a Áqüila, e à casa de Onesíforo. (20) Erasto ficou em Corinto, e deixei Trófimo doente em Mileto. (21) Procura vir antes do inverno. Êubulo, e Prudente, e Lino, e Cláudia, e todos os irmãos te saúdam. (22) O Senhor Jesus Cristo seja com o teu espírito. A graça seja convosco. Amém.

DEVOCIONAL PARA HOJE 25/04/2014

VERSÍCULO:
   ...aos quais Deus quis dar a conhecer qual seja a riqueza da glória deste mistério entre os gentios, isto é, Cristo em vós, a esperança da glória; o qual nós anunciamos, advertindo a todo homem e ensinando a todo homem em toda a sabedoria, a fim de que apresentemos todo homem perfeito em Cristo. -- Colossenses 1:27-28

PENSAMENTO:
   Cristo vive em mim.  Até poder me tornar completamente como Ele através do poder do Espírito (2 Co. 3:18), Ele vive em mim.  Até eu poder ir ao céu com Ele, Ele vive em mim (Jo. 14:1-21).  Onde quer que eu vá e em tudo que faço, Ele está dentro de mim.  Nosso alvo é tê-Lo formado dentro de nós perfeitamente, não que Ele apenas vive dentro de nós.  É claro, isso será feito pelo poder dEle e através do dom do Seu Espírito!

ORAÇÃO:
   Ó Deus, que a presença de Jesus dentro de mim me incentive a fazer o Seu trabalho hoje. Que a Sua graça, através da presença do seu Filho, me chame a ter o Seu caráter.  Ó Jesus, por favor, faça o meu coração como o do nosso Pai.  Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0425.html

24 de abr de 2014

OCUPADO DEMAIS PARA AMAR

Um pai e sua jovem filha eram grandes amigos e ficavam muito na companhia um do outro. Então o pai notou uma mudança em sua filha. Se ele ia caminhar, ela se desculpava e não ia. Ele se entristeceu muito com isso, mas não conseguia entender porque. Quando o aniversário dele chegou, ela o presenteou com um par de chinelos delicadamente trabalhados dizendo “Eu os fiz para você”. Então ele entendeu a razão de tudo que tinha acontecido nos três meses que se passaram e ele disse, “Minha querida, eu gostei demais dos chinelos, mas da próxima vez compre os chinelos e deixe-me ter você todos os dias. Eu prefiro ter minha filha do que ter qualquer coisa que ela pode fazer para mim”.
Alguns de nós estamos tão ocupados para o Senhor que Ele quase não nos tem. Ele diria para nós, “Eu conheço seu trabalho, seu labor, sua paciência, mas eu sinto falta do primeiro amor”.
G. Campbell Morgan
(Do livro “Sword Scrapbook”.)

ENOQUE E METUSALÉM

GÊNESIS 5:9-32 ! HEBREUS 11:5-6

Versículo para memorização - Gênesis 5:24

Enoque e seu filho Metusalém são dois personagens interessantes e importantes na Bíblia. Metusalém é o homem mais velho reportado na Bíblia. Viveu 969 anos, enquanto seu pai, Enoque, foi trasladado ou arrebatado por Deus quando tinha 365 anos, muito mais jovem do que a idade de qualquer homem registrado antes do dilúvio. Enoque significa "professor" e Metusalém significa "homem do dardo".

Quando Metusalém tinha 187 anos, nasceu seu filho Lameque. Quando Lameque tinha 182 anos, nasceu Noé. Quando Noé tinha 600 anos, veio o dilúvio. Somando as idades dos três, temos 969 anos, o que nos mostra que Metusalém morreu pouco antes do dilúvio e Lameque, o pai de Noé, morreu quando tinha 777 anos, apenas 5 anos antes do dilúvio. Foi profetizado nos dias de Metusalém que depois de sua morte viria a enchente ou o dilúvio.

Enoque é um personagem bíblico importante por duas razões. Primeiro porque andou com Deus (Hebreus 11:5 nos ensina que isso foi pela fé). Ele também é importante porque foi trasladado antes do dilúvio, que nem os homens de Deus que estarão vivos quando Jesus voltar e que serão arrebatados antes da tribulação. O pai de Enoque, Jerede, foi o segundo homem mais velho registrado na bíblia. Viveu 962 anos.

Metusalém foi um homem importante nos planos de Deus e aparentemente carregou a verdade da justiça e o julgamento de Deus, depois que Enoque (o professor) foi trasladado, até o dilúvio. Durante 120 anos viu a arca sendo preparada, mas fez o seu trabalho dado por Deus e morreu antes que o dilúvio viesse. Quando você considera quantos anos um homem vivia naquele tempo, da para imaginar quantos filhos tinham e quantas pessoas havia na terra. Até aqui, você deve ter lido o nome de 7 homens que viveram mais de 900 anos. Veja se consegue listá-los.

Os homens do tempo de Metusalém viviam treze ou quatorze vezes mais do que nós. Será que os animais também viviam tanto tempo? Se sim, que tamanho teriam os répteis (que crescem a suas vidas inteiras)?

Perguntas !ENOQUE E METUSALÉM

1.  Quem era Jerede? 
2.  Quanto tempo viveu Jerede? 
3.  Quem era o pai de Metusalém? 
4.  Qual era a idade de Enoque quando Metusalém nasceu? 
5.  O que é dito sobre a maneira como Enoque vivia? 
6.  Quem foi o bisneto de Enoque? 
7.  Enoque teve três tetranetos. Quais são o nome deles? 
8.  Qual era a idade de Enoque quando Deus o tomou? 
9.  Quem era o pai de Noé? 
10. Qual foi a idade de Noé quando veio o dilúvio? 
11. Quem foi o segundo homem mais velho da Bíblia? 
12. Quem foi o homem mais velho da Bíblia? 
13. O pai de Noé, ou seu avô, morreu no dilúvio? 
14. Qual era a idade de Metusalém quando morreu? 
15. Quanto tempo fazia que tinha morrido quando veio o dilúvio? 
16. Quantos anos tinha Noé quando nasceram seus filhos? 
17. Quantos personagens bíblicos viveram mais de 900 anos? 
18. Escreva a linhagem de Adão até Noé e suas idades. 
19. Qual é morte natural mais jovem listada nessa genealogia? 
20. Qual é o significado do nome de Enoque? <


Autor: Pr Forrest Keener
Tradução: Albano Dalla Pria
Revisão: Daniel Aaron Gardner
Edição: Calvin Gardner 04/04 
Fonte: www.palavraprudente.com.br

O MATRIMÔNIO E SUA PERSPECTIVA BÍBLICA parte 4

CINCO PROPÓSITOS DO CASAMENTO

Gênesis 2: 18 –25

Gênesis 2:18 Disse mais o Senhor Deus: Não é bom que o homem esteja só; far-lhe-ei uma ajudadora que lhe seja idônea.

Gênesis 2:19 Da terra formou, pois, o Senhor Deus todos os animais o campo e todas as aves do céu, e os trouxe ao homem, para ver como lhes chamaria; e tudo o que o homem chamou a todo ser vivente, isso foi o seu nome.

Gênesis 2:20 Assim o homem deu nomes a todos os animais domésticos, às aves do céu e a todos os animais do campo; mas para o homem não se achava ajudadora idônea.

Gênesis 2:21 Então o Senhor Deus fez cair um sono pesado sobre o homem, e este adormeceu; tomou-lhe, então, uma das costelas, e fechou a carne em seu lugar;

Gênesis 2:22 e da costela que o senhor Deus lhe tomara, formou a mulher e a trouxe ao homem.

Gênesis 2:23 Então disse o homem: Esta é agora osso dos meus ossos, e carne da minha carne; ela será chamada varoa, porquanto do varão foi tomada.

Gênesis 2:24 Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne.

Gênesis 2:25 E ambos estavam nus, o homem e sua mulher; e não se envergonhavam.

1. Para completar o homem

Desde o princípio o homem foi criado para casar-se e Deus fez isto antes da queda.

Uma pessoa solteira é incompleta no sentido emocional, social e físico, pois são poucas as pessoas que podem permanecer solteiras ou sem contrair matrimônio. Vale lembrar que a nossa segurança e auto-estima estão em Cristo e que somente Ele é quem nos completa verdadeiramente, porém, Deus instituiu o matrimônio com propósitos específicos que, quando entendidos à luz da Palavra de Deus, produzem alegria e satisfação dentro do lar.

Nestes versículos de Gênesis (Gênesis 2:24: Portanto deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e unir-se-á à sua mulher, e serão uma só carne), podemos ver que o casamento é um pacto ou um acordo e isso fica evidenciado nos votos que são feitos mutuamente.

Este pacto é de companheirismo e comunhão física, emocional e social. Portanto, devemos ser leais, fiéis a este pacto, não traindo ou prejudicando um ao outro.

2. Para procriação e boa ordem da sociedade, igreja, governo e família

Gênesis 1:27 Criou, pois, Deus o homem à sua imagem; à imagem de Deus o criou; homem e mulher os criou.

Gênesis 1:28 Então Deus os abençoou e lhes disse: Frutificai e multiplicai-vos; enchei a terra e sujeitai-a; dominai sobre os peixes do mar, sobre as aves do céu e sobre todos os animais que se arrastam sobre a terra.

A família é a célula mater da sociedade. Quando a família se corrompe a sociedade também fica corrompida. A família é a forma mais básica de administração. Tudo começa no lar. Filhos rebeldes se tornam empregados rebeldes. Sujeição e respeito são plantados dentro do lar.

1 Timóteo 3:4 que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com todo o respeito

1 Timóteo 3:5 pois, se alguém não sabe governar a sua própria casa, como cuidará da igreja de Deus?

3. Para satisfação dos desejos sexuais e emocionais e sua expressão legítima dentro de um contexto divino

Efésios 5:31 Por isso deixará o homem a seu pai e a sua mãe, e se unirá à sua mulher, e serão os dois uma só carne.

1 Coríntios 7:1 Ora, quanto às coisas de que me escrevestes, bom seria que o homem não tocasse em mulher;

1 Coríntios 7:2 mas, por causa da prostituição, tenha cada homem sua própria mulher e cada mulher seu próprio marido.

1 Coríntios 7:3 O marido pague à mulher o que lhe é devido, e do mesmo modo a mulher ao marido.

1 Coríntios 7:4 A mulher não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim o marido; e também da mesma sorte o marido não tem autoridade sobre o seu próprio corpo, mas sim a mulher.

1 Coríntios 7:5 Não vos negueis um ao outro, senão de comum acordo por algum tempo, a fim de vos aplicardes à oração e depois vos ajuntardes outra vez, para que Satanás não vos tente pela vossa incontinência.

Definições:

Autoridade / Poder = Domínio sobre seu próprio corpo

Incontinência = Falta de autocontrole que pode levar ao adultério ou fornicação

Deus sabe quais são as necessidades sexuais da mulher e do homem e estas devem ser satisfeitas dentro do contexto do casamento.

Por isso esta área não é um meio de controlar, dominar, castigar, vingar, tirar proveito, manipular ou chantagear um ao outro.

Por isso a Bíblia diz que marido e mulher devem “pagar um ao outro com a devida benevolência”, ou seja, é algo que um deve ao outro.

Devemos lembrar que a infidelidade é um golpe mortal para o casamento e também para a auto-estima da pessoa inocente. É a quebra do pacto de fidelidade e lealdade para com aquela pessoa que mais nos conhece. É a quebra de todos os mandamentos.

Não devemos olhar para o nosso cônjuge como um objeto a ser explorado. A pornografia promove a mentalidade de que a mulher é um objeto sexual que serve somente para agradar o homem e depois ser abandonada ou trocada por outro “modelo”. Ela não é a escrava ou empregada, mas a ajudadora idônea.

O adultério começa na mente, com pensamentos ilícitos.

Hebreus 13:4 Honrado seja entre todos o matrimônio e o leito sem mácula; pois aos devassos e adúlteros, Deus os julgará.

4. Para proteger e suprir as necessidades das mulheres

As mulheres solteiras estão expostas abusos e perigos de ordem sexual, econômica e emocional (Gênesis 34: 1-2).

Colossenses 3:19 Vós, maridos, amai a vossas mulheres, e não vos irriteis contra elas (trateis asperamente).

1 Pedro 3:7 Igualmente vós, maridos, vivei com elas com entendimento, dando honra à mulher, como vaso mais frágil, e como sendo elas herdeiras convosco da graça da vida, para que não sejam impedidas as vossas orações.

5. Para aprendermos a amar verdadeiramente.

O casamento nos torna mais humanos, pois desenvolvemos amor um pelo outro, bem como pelos filhos, netos, etc.

Efésios 5:33 Todavia também vós, cada um de per si, assim ame a sua própria mulher como a si mesmo, e a mulher reverencie a seu marido.

Efésios 6:1 Vós, filhos, sede obedientes a vossos pais no Senhor, porque isto é justo.

Efésios 6:2 Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa),

Efésios 6:3 para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra.

Efésios 6:4 E vós, pais, não provoqueis à ira vossos filhos, mas criai-os na disciplina e admoestação do Senhor.

1 Pedro 3:8 Finalmente, sede todos de um mesmo sentimento, compassivos, cheios de amor fraternal, misericordiosos, humildes,

1 Pedro 3:9 não retribuindo mal por mal, ou injúria por injúria; antes, pelo contrário, bendizendo;

 Autor: Pr Eduardo Alves Cadete
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br 

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 16)

1 Timóteo 1-6

1 Timóteo 1

 (1) PAULO, apóstolo de Jesus Cristo, segundo o mandado de Deus, nosso Salvador, e do Senhor Jesus Cristo, esperança nossa, (2) A Timóteo meu verdadeiro filho na fé: Graça, misericórdia e paz da parte de Deus nosso Pai, e da de Cristo Jesus, nosso Senhor. (3) Como te roguei, quando parti para a Macedônia, que ficasses em Éfeso, para advertires a alguns, que não ensinem outra doutrina, (4) Nem se dêem a fábulas ou a genealogias intermináveis, que mais produzem questões do que edificação de Deus, que consiste na fé; assim o faço agora. (5) Ora, o fim do mandamento é o amor de um coração puro, e de uma boa consciência, e de uma fé não fingida. (6) Do que, desviando-se alguns, se entregaram a vãs contendas; (7) Querendo ser mestres da lei, e não entendendo nem o que dizem nem o que afirmam. (8) Sabemos, porém, que a lei é boa, se alguém dela usa legitimamente; (9) Sabendo isto, que a lei não é feita para o justo, mas para os injustos e obstinados, para os ímpios e pecadores, para os profanos e irreligiosos, para os parricidas e matricidas, para os homicidas, (10) Para os devassos, para os sodomitas, para os roubadores de homens, para os mentirosos, para os perjuros, e para o que for contrário à sã doutrina, (11) Conforme o evangelho da glória de Deus bem-aventurado, que me foi confiado. (12) E dou graças ao que me tem confortado, a Cristo Jesus Senhor nosso, porque me teve por fiel, pondo-me no ministério; (13) A mim, que dantes fui blasfemo, e perseguidor, e injurioso; mas alcancei misericórdia, porque o fiz ignorantemente, na incredulidade. (14) E a graça de nosso Senhor superabundou com a fé e amor que há em Jesus Cristo. (15) Esta é uma palavra fiel, e digna de toda a aceitação, que Cristo Jesus veio ao mundo, para salvar os pecadores, dos quais eu sou o principal. (16) Mas por isso alcancei misericórdia, para que em mim, que sou o principal, Jesus Cristo mostrasse toda a sua longanimidade, para exemplo dos que haviam de crer nele para a vida eterna. (17) Ora, ao Rei dos séculos, imortal, invisível, ao único Deus sábio, seja honra e glória para todo o sempre. Amém. (18) Este mandamento te dou, meu filho Timóteo, que, segundo as profecias que houve acerca de ti, milites por elas boa milícia; (19) Conservando a fé, e a boa consciência, a qual alguns, rejeitando, fizeram naufrágio na fé. (20) E entre esses foram Himeneu e Alexandre, os quais entreguei a Satanás, para que aprendam a não blasfemar.

1 Timóteo 2

 (1) ADMOESTO-TE, pois, antes de tudo, que se façam deprecações, orações, intercessões, e ações de graças, por todos os homens; (2) Pelos reis, e por todos os que estão em eminência, para que tenhamos uma vida quieta e sossegada, em toda a piedade e honestidade; (3) Porque isto é bom e agradável diante de Deus nosso Salvador, (4) Que quer que todos os homens se salvem, e venham ao conhecimento da verdade. (5) Porque há um só Deus, e um só Mediador entre Deus e os homens, Jesus Cristo homem. (6) O qual se deu a si mesmo em preço de redenção por todos, para servir de testemunho a seu tempo. (7) Para o que (digo a verdade em Cristo, não minto) fui constituído pregador, e apóstolo, e doutor dos gentios na fé e na verdade. (8) Quero, pois, que os homens orem em todo o lugar, levantando mãos santas, sem ira nem contenda. (9) Que do mesmo modo as mulheres se ataviem em traje honesto, com pudor e modéstia, não com tranças, ou com ouro, ou pérolas, ou vestidos preciosos, (10) Mas (como convém a mulheres que fazem profissão de servir a Deus) com boas obras. (11) A mulher aprenda em silêncio, com toda a sujeição. (12) Não permito, porém, que a mulher ensine, nem use de autoridade sobre o marido, mas que esteja em silêncio. (13) Porque primeiro foi formado Adão, depois Eva. (14) E Adão não foi enganado, mas a mulher, sendo enganada, caiu em transgressão. (15) Salvar-se-á, porém, dando à luz filhos, se permanecer com modéstia na fé, no amor e na santificação.

1 Timóteo 3

 (1) ESTA é uma palavra fiel: se alguém deseja o episcopado, excelente obra deseja. (2) Convém, pois, que o bispo seja irrepreensível, marido de uma mulher, vigilante, sóbrio, honesto, hospitaleiro, apto para ensinar; (3) Não dado ao vinho, não espancador, não cobiçoso de torpe ganância, mas moderado, não contencioso, não avarento; (4) Que governe bem a sua própria casa, tendo seus filhos em sujeição, com toda a modéstia (5) (Porque, se alguém não sabe governar a sua própria casa, terá cuidado da igreja de Deus?); (6) Não neófito, para que, ensoberbecendo-se, não caia na condenação do diabo. (7) Convém também que tenha bom testemunho dos que estão de fora, para que não caia em afronta, e no laço do diabo. (8) Da mesma sorte os diáconos sejam honestos, não de língua dobre, não dados a muito vinho, não cobiçosos de torpe ganância; (9) Guardando o mistério da fé numa consciência pura. (10) E também estes sejam primeiro provados, depois sirvam, se forem irrepreensíveis. (11) Da mesma sorte as esposas sejam honestas, não maldizentes, sóbrias e fiéis em tudo. (12) Os diáconos sejam maridos de uma só mulher, e governem bem a seus filhos e suas próprias casas. (13) Porque os que servirem bem como diáconos, adquirirão para si uma boa posição e muita confiança na fé que há em Cristo Jesus. (14) Escrevo-te estas coisas, esperando ir ver-te bem depressa; (15) Mas, se tardar, para que saibas como convém andar na casa de Deus, que é a igreja do Deus vivo, a coluna e firmeza da verdade. (16) E, sem dúvida alguma, grande é o mistério da piedade: Deus se manifestou em carne, foi justificado no Espírito, visto dos anjos, pregado aos gentios, crido no mundo, recebido acima na glória.

1 Timóteo 4

 (1) MAS o Espírito expressamente diz que nos últimos tempos apostatarão alguns da fé, dando ouvidos a espíritos enganadores, e a doutrinas de demônios; (2) Pela hipocrisia de homens que falam mentiras, tendo cauterizada a sua própria consciência; (3) Proibindo o casamento, e ordenando a abstinência dos alimentos que Deus criou para os fiéis, e para os que conhecem a verdade, a fim de usarem deles com ações de graças; (4) Porque toda a criatura de Deus é boa, e não há nada que rejeitar, sendo recebido com ações de graças. (5) Porque pela palavra de Deus e pela oração é santificada. (6) Propondo estas coisas aos irmãos, serás bom ministro de Jesus Cristo, criado com as palavras da fé e da boa doutrina que tens seguido. (7) Mas rejeita as fábulas profanas e de velhas, e exercita-te a ti mesmo em piedade; (8) Porque o exercício corporal para pouco aproveita, mas a piedade para tudo é proveitosa, tendo a promessa da vida presente e da que há de vir. (9) Esta palavra é fiel e digna de toda a aceitação; (10) Porque para isto trabalhamos e somos injuriados, pois esperamos no Deus vivo, que é o Salvador de todos os homens, principalmente dos fiéis. (11) Manda estas coisas e ensina-as. (12) Ninguém despreze a tua mocidade; mas sê o exemplo dos fiéis, na palavra, no trato, no amor, no espírito, na fé, na pureza. (13) Persiste em ler, exortar e ensinar, até que eu vá. (14) Não desprezes o dom que há em ti, o qual te foi dado por profecia, com a imposição das mãos do presbitério. (15) Medita estas coisas; ocupa-te nelas, para que o teu aproveitamento seja manifesto a todos. (16) Tem cuidado de ti mesmo e da doutrina. Persevera nestas coisas; porque, fazendo isto, te salvarás, tanto a ti mesmo como aos que te ouvem.

1 Timóteo 5

 (1) NÃO repreendas asperamente o ancião, mas admoesta-o como a pai; aos moços como a irmãos; (2) As mulheres idosas, como a mães, às moças, como a irmãs, em toda a pureza. (3) Honra as viúvas que verdadeiramente são viúvas. (4) Mas, se alguma viúva tiver filhos, ou netos, aprendam primeiro a exercer piedade para com a sua própria família, e a recompensar seus pais; porque isto é bom e agradável diante de Deus. (5) Ora, a que é verdadeiramente viúva e desamparada espera em Deus, e persevera de noite e de dia em rogos e orações; (6) Mas a que vive em deleites, vivendo está morta. (7) Manda, pois, estas coisas, para que elas sejam irrepreensíveis. (8) Mas, se alguém não tem cuidado dos seus, e principalmente dos da sua família, negou a fé, e é pior do que o infiel. (9) Nunca seja inscrita viúva com menos de sessenta anos, e só a que tenha sido mulher de um só marido; (10) Tendo testemunho de boas obras: Se criou os filhos, se exercitou hospitalidade, se lavou os pés aos santos, se socorreu os aflitos, se praticou toda a boa obra. (11) Mas não admitas as viúvas mais novas, porque, quando se tornam levianas contra Cristo, querem casar-se; (12) Tendo já a sua condenação por haverem aniquilado a primeira fé. (13) E, além disto, aprendem também a andar ociosas de casa em casa; e não só ociosas, mas também paroleiras e curiosas, falando o que não convém. (14) Quero, pois, que as que são moças se casem, gerem filhos, governem a casa, e não dêem ocasião ao adversário de maldizer; (15) Porque já algumas se desviaram, indo após Satanás. (16) Se algum crente ou alguma crente tem viúvas, socorra-as, e não se sobrecarregue a igreja, para que se possam sustentar as que deveras são viúvas. (17) Os presbíteros que governam bem sejam estimados por dignos de duplicada honra, principalmente os que trabalham na palavra e na doutrina; (18) Porque diz a Escritura: Não ligarás a boca ao boi que debulha. E: Digno é o obreiro do seu salário. (19) Não aceites acusação contra o presbítero, senão com duas ou três testemunhas. (20) Aos que pecarem, repreende-os na presença de todos, para que também os outros tenham temor. (21) Conjuro-te diante de Deus, e do Senhor Jesus Cristo, e dos anjos eleitos, que sem prevenção guardes estas coisas, nada fazendo por parcialidade. (22) A ninguém imponhas precipitadamente as mãos, nem participes dos pecados alheios; conserva-te a ti mesmo puro. (23) Não bebas mais água só, mas usa de um pouco de vinho, por causa do teu estômago e das tuas freqüentes enfermidades. (24) Os pecados de alguns homens são manifestos, precedendo o juízo; e em alguns manifestam-se depois. (25) Assim mesmo também as boas obras são manifestas, e as que são de outra maneira não podem ocultar-se.

1 Timóteo 6

 (1) TODOS os servos que estão debaixo do jugo estimem a seus senhores por dignos de toda a honra, para que o nome de Deus e a doutrina não sejam blasfemados. (2) E os que têm senhores crentes não os desprezem, por serem irmãos; antes os sirvam melhor, porque eles, que participam do benefício, são crentes e amados. Isto ensina e exorta. (3) Se alguém ensina alguma outra doutrina, e se não conforma com as sãs palavras de nosso Senhor Jesus Cristo, e com a doutrina que é segundo a piedade, (4) É soberbo, e nada sabe, mas delira acerca de questões e contendas de palavras, das quais nascem invejas, porfias, blasfêmias, ruins suspeitas, (5) Perversas contendas de homens corruptos de entendimento, e privados da verdade, cuidando que a piedade seja causa de ganho; aparta-te dos tais. (6) Mas é grande ganho a piedade com contentamento. (7) Porque nada trouxemos para este mundo, e manifesto é que nada podemos levar dele. (8) Tendo, porém, sustento, e com que nos cobrirmos, estejamos com isso contentes. (9) Mas os que querem ser ricos caem em tentação, e em laço, e em muitas concupiscências loucas e nocivas, que submergem os homens na perdição e ruína. (10) Porque o amor ao dinheiro é a raiz de toda a espécie de males; e nessa cobiça alguns se desviaram da fé, e se traspassaram a si mesmos com muitas dores. (11) Mas tu, ó homem de Deus, foge destas coisas, e segue a justiça, a piedade, a fé, o amor, a paciência, a mansidão. (12) Milita a boa milícia da fé, toma posse da vida eterna, para a qual também foste chamado, tendo já feito boa confissão diante de muitas testemunhas. (13) Mando-te diante de Deus, que todas as coisas vivifica, e de Cristo Jesus, que diante de Pôncio Pilatos deu o testemunho de boa confissão, (14) Que guardes este mandamento sem mácula e repreensão, até à aparição de nosso Senhor Jesus Cristo; (15) A qual a seu tempo mostrará o bem-aventurado, e único poderoso Senhor, Rei dos reis e Senhor dos senhores; (16) Aquele que tem, ele só, a imortalidade, e habita na luz inacessível; a quem nenhum dos homens viu nem pode ver, ao qual seja honra e poder sempiterno. Amém. (17) Manda aos ricos deste mundo que não sejam altivos, nem ponham a esperança na incerteza das riquezas, mas em Deus, que abundantemente nos dá todas as coisas para delas gozarmos; (18) Que façam bem, enriqueçam em boas obras, repartam de boa mente, e sejam comunicáveis; (19) Que entesourem para si mesmos um bom fundamento para o futuro, para que possam se apoderar da vida eterna. (20) Ó Timóteo, guarda o depósito que te foi confiado, tendo horror aos clamores vãos e profanos e às oposições da falsamente chamada ciência, (21) A qual, professando-a alguns, se desviaram da fé. A graça seja contigo. Amém.

DEVOCIONAL PARA HOJE 24/04/2014

VERSÍCULO:
   ...sabendo que não foi mediante coisas corruptíveis, como prata ou ouro, que fostes resgatados do vosso fútil procedimento que vossos pais vos legaram, mas pelo precioso sangue, como de cordeiro sem defeito e sem mácula, o sangue de Cristo. - 1 Pedro 1:18-19

PENSAMENTO:
   Se valor fosse determinado por preço, o nosso valor é inestimável.  Deus pegou o tesouro mais precioso do céu para nos resgatar do pecado e morte e nos adotar como Seus filhos.  Prata e ouro diminuem em comparação àquele valor.

ORAÇÃO:
   Santo Deus, me ajude a viver cada dia mais ciente do meu valor inestimável para o Senhor.  Que minhas palavras, pensamentos e ações possam ser permeados com a ciência do meu valor para o Senhor — não para que pareça mais importante do que outros, mas para que eu possa viver em santidade e honra ao presente precioso que o Senhor me deu.  Através do nome de Jesus eu oro.  Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0424.html

23 de abr de 2014

O QUE É O INFERNO

Aqui está o que a Bíblia diz:
1. Um lago de fogo ......................................Ap. 20:15
2. Um profundo abismo ...............................Ap. 20:1
3. Uma horrível tempestade .........................Sl. 11:6
4. Chamas eternas .......................................Is. 33:14
5. Uma fornalha de fogo ..............................Mt. 13:41
6. Um fogo devorador .................................Is. 33:14
7. Uma prisão ..............................................II Pe. 2:4
8. Um lugar de tormentos .............................Lc. 16:23
9. Um lugar de punição ................................Mt. 25:46
10. Um lugar onde as pessoas clamam ..........Lc. 6:27
Ninguém precisa ir ao inferno. Cristo veio para salvar pecadores. Nós conclamamos você a aceitá-Lo como seu Salvador hoje.
João 1:12
Pr. José Barros Costa

O PERDÃO DE DEUS

Havia um rei que tinha sofrido muito com seus súditos rebeldes. Mas um dia eles entregaram suas armas, jogaram-se aos pés dele, e imploraram misericórdia. Ele perdoou todos eles. Um dia seus amigos disse a ele, “Você não disse que todo rebelde deveria morrer?”
“Sim”, respondeu o rei. “mas eu não vejo nenhum rebelde aqui.”
(Do jornal “Pulpit Helps”)

VOCÊ NÃO ME AMA!

Quantas vezes pais ouvem isto e quantas vezes a resposta será resistida? Algum dia espero que nossos filhos entenderão: Eu te amei o bastante: Para me preocupar sobre onde você estava indo, com quem, e a que horas te esperar em casa.
Eu te amei bastante: Para me calar e deixar você descobrir que seu melhor amigo não prestava e nem preocupava com o que acontecia.
Eu te amei o bastante: Para fazê-lo devolver uma barra de chocolate roubada e fazê-lo admitir isto, fazendo ambos levar as consequências.
Eu te amei o bastante: Para ficar atrás de você por duas horas para limpar o seu quarto, quando eu poderia tê-lo feito em 15 minutos.
Mais do que tudo, eu te amei o bastante para dizer “não” quando você me odiava por isso.
Foi o tempo mais difícil.
Eu nunca parei de te amar, e nunca vou parar.
(The Bulletin)

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 15)

2  Tess.  1-3

2  Tess.  1

 (1) PAULO, e Silvano, e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses, em Deus nosso Pai, e no Senhor Jesus Cristo: (2) Graça e paz a vós da parte de Deus nosso Pai, e da do Senhor Jesus Cristo. (3) Sempre devemos, irmãos, dar graças a Deus por vós, como é justo, porque a vossa fé cresce muitíssimo e o amor de cada um de vós aumenta de uns para com os outros, (4) De maneira que nós mesmos nos gloriamos de vós nas igrejas de Deus por causa da vossa paciência e fé, e em todas as vossas perseguições e aflições que suportais; (5) Prova clara do justo juízo de Deus, para que sejais havidos por dignos do reino de Deus, pelo qual também padeceis; (6) Se de fato é justo diante de Deus que dê em paga tribulação aos que vos atribulam, (7) E a vós, que sois atribulados, descanso conosco, quando se manifestar o Senhor Jesus desde o céu com os anjos do seu poder, (8) Com labareda de fogo, tomando vingança dos que não conhecem a Deus e dos que não obedecem ao evangelho de nosso Senhor Jesus Cristo; (9) Os quais, por castigo, padecerão eterna perdição, longe da face do Senhor e da glória do seu poder, (10) Quando vier para ser glorificado nos seus santos, e para se fazer admirável naquele dia em todos os que crêem (porquanto o nosso testemunho foi crido entre vós). (11) Por isso também rogamos sempre por vós, para que o nosso Deus vos faça dignos da sua vocação, e cumpra todo o desejo da sua bondade, e a obra da fé com poder; (12) Para que o nome de nosso Senhor Jesus Cristo seja em vós glorificado, e vós nele, segundo a graça de nosso Deus e do Senhor Jesus Cristo.

2  Tess.  2

 (1) ORA, irmãos, rogamo-vos, pela vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, e pela nossa reunião com ele, (2) Que não vos movais facilmente do vosso entendimento, nem vos perturbeis, quer por espírito, quer por palavra, quer por epístola, como de nós, como se o dia de Cristo estivesse já perto. (3) Ninguém de maneira alguma vos engane; porque não será assim sem que antes venha a apostasia, e se manifeste o homem do pecado, o filho da perdição, (4) O qual se opõe, e se levanta contra tudo o que se chama Deus, ou se adora; de sorte que se assentará, como Deus, no templo de Deus, querendo parecer Deus. (5) Não vos lembrais de que estas coisas vos dizia quando ainda estava convosco? (6) E agora vós sabeis o que o detém, para que a seu próprio tempo seja manifestado. (7) Porque já o mistério da injustiça opera; somente há um que agora o retém até que do meio seja tirado; (8) E então será revelado o iníquo, a quem o Senhor desfará pelo assopro da sua boca, e aniquilará pelo esplendor da sua vinda; (9) A esse cuja vinda é segundo a eficácia de Satanás, com todo o poder, e sinais e prodígios de mentira, (10) E com todo o engano da injustiça para os que perecem, porque não receberam o amor da verdade para se salvarem. (11) E por isso Deus lhes enviará a operação do erro, para que creiam a mentira; (12) Para que sejam julgados todos os que não creram a verdade, antes tiveram prazer na iniqüidade. (13) Mas devemos sempre dar graças a Deus por vós, irmãos amados do Senhor, por vos ter Deus elegido desde o princípio para a salvação, em santificação do Espírito, e fé da verdade; (14) Para o que pelo nosso evangelho vos chamou, para alcançardes a glória de nosso Senhor Jesus Cristo. (15) Então, irmãos, estai firmes e retende as tradições que vos foram ensinadas, seja por palavra, seja por epístola nossa. (16) E o próprio nosso Senhor Jesus Cristo e nosso Deus e Pai, que nos amou, e em graça nos deu uma eterna consolação e boa esperança, (17) Console os vossos corações, e vos confirme em toda a boa palavra e obra.

2  Tess.  3

 (1) NO demais, irmãos, rogai por nós, para que a palavra do Senhor tenha livre curso e seja glorificada, como também o é entre vós; (2) E para que sejamos livres de homens dissolutos e maus; porque a fé não é de todos. (3) Mas fiel é o Senhor, que vos confirmará, e guardará do maligno. (4) E confiamos quanto a vós no Senhor, que não só fazeis como fareis o que vos mandamos. (5) Ora o Senhor encaminhe os vossos corações no amor de Deus, e na paciência de Cristo. (6) Mandamo-vos, porém, irmãos, em nome de nosso Senhor Jesus Cristo, que vos aparteis de todo o irmão que anda desordenadamente, e não segundo a tradição que de nós recebeu. (7) Porque vós mesmos sabeis como convém imitar-nos, pois que não nos houvemos desordenadamente entre vós, (8) Nem de graça comemos o pão de homem algum, mas com trabalho e fadiga, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós. (9) Não porque não tivéssemos autoridade, mas para vos dar em nós mesmos exemplo, para nos imitardes. (10) Porque, quando ainda estávamos convosco, vos mandamos isto, que, se alguém não quiser trabalhar, não coma também. (11) Porquanto ouvimos que alguns entre vós andam desordenadamente, não trabalhando, antes fazendo coisas vãs. (12) A esses tais, porém, mandamos, e exortamos por nosso Senhor Jesus Cristo, que, trabalhando com sossego, comam o seu próprio pão. (13) E vós, irmãos, não vos canseis de fazer o bem. (14) Mas, se alguém não obedecer à nossa palavra por esta carta, notai o tal, e não vos mistureis com ele, para que se envergonhe. (15) Todavia não o tenhais como inimigo, mas admoestai-o como irmão. (16) Ora, o mesmo Senhor da paz vos dê sempre paz de toda a maneira. O Senhor seja com todos vós. (17) Saudação da minha própria mão, de mim, Paulo, que é o sinal em todas as epístolas; assim escrevo. (18) A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja com todos vós. Amém.

DEVOCIONAL PARA HOJE 23/04/2014

VERSÍCULO:
   Como está escrito: Por minha vida, diz o Senhor, diante de mim se dobrará todo joelho, e toda língua dará louvores a Deus. -- Romanos 14:11

PENSAMENTO:
   "Venha o teu reino, faça-se a tua vontade, assim na terra como no céu." "Maranata!  Venha, Senhor Jesus!"  Sim, todo joelho se dobrará.  Mas o nosso já se dobra.  Nós vivemos ansiando o dia quando todos os povos se dobrarão diante do nosso Rei.  Até aquele dia, vamos fazer todo o possível para assegurar que o maior número de pessoas se dobrem diante de Jesus naquele Dia de alegria, e não de medo!

ORAÇÃO:
   Pai, te agradeço por me salver.  Faça o meu anseio por aquele dia de vitória de Jesus me motive para ser o seu agente de reconciliação para que outros estejam prontos para aquele dia e o receberão com alegria.  Dá-me olhos para enxergara aqueles que precisam vir até Jesus hoje.  Através do nome dele eu oro. Amém.

http://www.iluminalma.com/dph/4/0423.html

22 de abr de 2014

Culto da Páscoa

Café da Manhã da Páscoa

A PÁSCOA DO SENHOR

Em Levítico 23, Deus ordenou através de Moisés que Israel celebrasse sete festas, chamadas festas solenes do SENHOR(YAHWEH). Tratava-se de festas memoriais dos grandes feitos do SENHOR entre os israelitas, que serviam para não se esquecer das maravilhas e dos milagres que Deus havia realizado pelo povo. Mas,em parte elas também eram festas que se relacionavam com a agricultura, festas de ações de graças pela colheita. Além disso, elas tinham um sentido simbólico-profé tico da salvação divina futura. Veremos que a primeira festa, a festa da Páscoa, cumpriu-se de maneira maravilhosa em Jesus Cristo.

O calendário bíblico começa com o mês primaveril de abibh. No dia 14 desse mês, ao entardecer, começa a Pessach (a Páscoa Judaica), quando o cordeiro era morto. Em Êxodo 12, Deus deu instruções detalhadas através de Moisés sobre como tudo deveria ser feito na noite em que o anjo destruidor passasse pelo Egito.

Em primeiro lugar, Moisés ordenou que no décimo dia do primeiro mês toda família deveria tomar para si um cordeiro ou um cabrito, macho de um ano, sem mácula (Êxodo 12.3-6). Essa ordenança aparentemente secundária teve cumprimento maravilhoso e impressionante em Jesus, que tornou-se o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo: Jesus foi a Jerusalém antes da Páscoa com a intenção declarada de sofrer e morrer, depois de ter ficado bastante tempo em lugar retirado, evitando a prisão ordenada pelos principais sacerdotes e fariseus (João 11.54). Seis dias antes da Páscoa Ele chegou a Betânia (João 12.1), próxima a Jerusalém. No primeiro dia da semana (Domingo de Ramos), Ele entrou publicamente na cidade e no templo acompanhado dos brados de júbilo dos discípulos e do povo (João 12.12). Ele veio a Jerusalém conscientemente para sofrer e morrer, e a respeito disso Ele havia falado com Seus discípulos em diversas oportunidades, mas eles não conseguiram entendê-lO. Na minha opinião, esse foi o décimo dia do primeiro mês, quando o cordeiro pascal tinha de ser separado, Jesus igualmente separou-se e recolheu-se, preparando-se para Sua última jornada, de sofrimento e morte, como aconteceu com o cordeiro no Egito, que antes de ser sacrificado foi separado por quatro dias (Êxodo 12.6).

Mais um aspecto da vida e do ministério de Jesus mostra os quatro dias de recolhimento de Jesus que antecederam Sua morte: conforme o Evangelho de João, o ministério público de Jesus, desde a prisão de João Batista até Sua crucificação, durou aproximadamente três anos e meio (três festas da Páscoa são mencionadas, a uma quarta são feitas referências). O batismo no Jordão, quando João Batista disse de Jesus: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo? (Jo 1.29), deve ter ocorrido algum tempo antes. Assim, parece ter transcorrido aproximadamente quatro anos entre esse acontecimento e a morte de Jesus, o que " em, sentido figurado, seria mais um cumprimento dos quatro dias de espera para a imolação do cordeiro pascal. A imaculabilidade do cordeiro (Êxodo 12.5) também aponta para a vida impecável de Jesus, que podia dizer: "Quem dentre vós me convence de pecado? E se vos digo a verdade, por que não credes?" (João 8.46).

A entrega de Jesus para ser sacrificado é descrita em João 19.14-16. Lemos no versículo 14: "E era a preparação da páscoa, e quase à hora sexta;...". Tudo aconteceu nesse dia, embora os principais sacerdotes e anciãos do povo tentassem evitar a coincidência com a festa (Mateus 26.4-5). A pressa com que o processo e a execução aconteceram, mostra como se procurou e se tinha que resolver a questão rapidamente, porque a importante festa está próxima. Jesus ficou dependurado na cruz por seis horas, das nove horas da manhã às três da tarde, quando inclinou Sua cabeça e morreu. A tradição judaica diz que às três horas da tarde os cordeiros pascais começavam a ser sacrificados, e eles somente podiam ser mortos no templo porque o sangue devia ser colocado sobre o altar (Deuteronômio 16.5-7). Como tinham que ser mortos milhares de animais, era necessário começar às três horas da tarde. A exatidão do cumprimento do simbolismo [, sinalização e selagem] em Jesus Cristo é assombrosa, como se Deus quisesse mostrar ao Seu povo mais uma vez com insistência: "Eis o Cordeiro de Deus, que tira o pecado do mundo". Os sinais que acompanharam a morte de Jesus foram visíveis para todos. Houve trevas sobre a terra desde o meio-dia até às três horas da tarde, e então, quando Jesus morreu, tremeu a Terra, fenderam-se as rochas e o véu do santuário (Templo) se rasgou em duas partes de alto a baixo (Mateus 27.45-51), exatamente na hora em que se começava a matar os cordeiros pascais no Templo.

O elemento mais importante do cordeiro pascal no Egito foi o sangue, que devia ser passado nas ombreiras e na verga das portas das casas. O sangue era o sinal [,símbolo e selo] para o SENHOR [abençoá-los]: "E aquele sangue vos será por sinal nas casas em que estiverdes; vendo eu sangue, passarei por cima de vós, e não haverá entre vós praga de mortandade, quando eu ferir a terra do Egito" (Êxodo 12.13). Da expressão "passarei por cima?, em Hebraico pessach, vem o nome Páscoa" Para os israelitas o sinal [, símbolo e selo] do sangue foi [comunicante de] sua salvação [pela ação graciosa do SENHOR], e o sangue de Jesus [sinalizado, simbolizado e selado no puro vinho, autêntico fruto da vide] tornou-se [, pela instituição do SENHOR,] o sinal [, símbolo e selo] da salvação para nós os que cremos nEle [e na eficácia do Seu sangue, o signo, a coisa simbolizada e a coisa selada]. Seu sangue [, pela sinalização, simbolismo e selagem do vinho puro, autêntico fruto da vide] mostra: aqui já houve julgamento. O castigo que nos traz a paz estava sobre Ele (veja Isaías 53.5). [Igualmente comunica salvação e as bênçãos advindas da salvação, pela ação do Espírito Santo, que além de converter os eleitos quando a Palavra é proclamada, os abençoa na Celebração da Ceia do SENHOR.]

Em Êxodo 12.22 está escrito algo muito importante, que é pouco levado em conta: "... porém nenhum de vós saia da porta da sua casa até à manhã?. Os israelitas estavam seguros somente atrás das ombreiras e da verga da porta aspergidas com o sangue" e assim também nós estamos seguros somente em Jesus, somente estamos protegidos se estivermos nEle. Por isso, antes da crucificação, Jesus falou de maneira tão insistente da necessidade de estar nEle! Estar nEle significa, acima de tudo, atender ao que Ele ordena. Do mesmo modo que os israelitas deviam acreditar em Moisés e fazer o que ele ordenado, para serem salvos da perdição.

No mesmo contexto está escrito em Êxodo 12.11: "Assim pois o comereis: Os vossos lombos cingidos, os vossos sapatos nos pés, e o vosso cajado na mão; e o comereis apressadamente; esta é a páscoa do SENHOR". Também nós crentes em Jesus devemos assumir um posicionamento espiritual semelhante ao dos judeus prontos para partir, como está escrito em Hebreus 13.14: "Porque não temos aqui cidade permanente, mas buscamos a futura". Mais adiante, a Epístola [do Apóstolo Paulo] aos Hebreus (11.10-16) diz que os crentes, como [estrangeiros e] peregrinos na Terra, estão buscando uma pátria celestial. Também nós devemos nos apressar, devemos estar sempre prontos para partir, revestidos de toda a armadura de Deus, que Paulo descreve em Efésios 6.13-17: cingidos [os lombos] com a verdade, calçados os pés com a preparação do evangelho da paz, [tomando sobretudo o escudo da fé e também o capacete salvação], tendo na mão a espada do Espírito, que é a Palavra de Deus.

São mencionados ainda mais detalhes que têm significado simbólico: Êxodo 12.8 ordena que a carne assada em fogo do cordeiro devia ser comida com "pães ázimos; com ervas amargosas a comerão". Essa é uma indicação dos amargos sofrimentos de Jesus por nós (tanto em Seu corpo, quanto em Sua alma]. Em Êxodo 12.46 está escrito que nenhum osso do cordeiro pascal devia ser quebrado " por isso, João 19.33-36 menciona que, ao contrário dos dois outros crucificados, nenhum dos ossos de Jesus foi quebrado.

Portanto, podemos dizer com Paulo: "Porque Cristo, nossa páscoa, foi sacrificado por nós" (1 Coríntios 5.7). 

(Publicado originalmente na Revista Notícias de Israel, Abril de 2000, Ano 22, número 4, pp. 11-13).

Autor: Fredi Winkler 
Adaptado por Josias Baraúna Jr.
Fonte: www.PalavraPrudente.com.br

A VERDADEIRA PÁSCOA É SANGUE E NÃO CHOCOLATE

Mas vejamos agora, qual é a verdadeira origem da Páscoa?
Não tem nada a ver com ovos nem coelhos. Sua origem remonta os tempos do Velho Testamento, por ocasião do êxodo do povo de Israel da terra do Egito. A Bíblia relata o acontecimento no capítulo 12 do livro do Êxodo. Faraó, o rei do Egito, não queria deixar o povo de Israel sair, então muitas pragas vieram sobre ele e seu povo. A décima praga, porém, foi fatal: a morte dos primogênitos - o filho mais velho seria morto. Segundo as instruções Divinas, cada família hebreia, no dia 14 de Nisã, deveria sacrificar um cordeiro e espargir o seu sangue nos umbrais das portas de sua casa. Este era o sinal, para que o mensageiro de Deus, não atingisse esta casa com a décima praga. A carne do cordeiro deveria ser comida juntamente com pão não fermentado juntamente com ervas amargas, preparando o povo para a saída do Egito. Segundo a narrativa Bíblica, à meia-noite todos os primogênitos egípcios, inclusive do Faraó foram mortos. Então Faraó, permitiu que o povo de Israel fosse embora, com medo de que todos os egípcios fossem mortos.
Em comemoração a este livramento extraordinário, cada família hebreia deveria observar anualmente a festa da Páscoa, palavra hebraica que significa "passagem" "passar por cima". Esta festa deveria lembrar não só a libertação da escravidão egípcia, mas também a libertação da escravidão do pecado, pois o sangue do cordeiro apontava para o sacrifício de Cristo, o Cordeiro que tira o pecado do mundo.
A chamada páscoa cristã foi estabelecida no Concílio de Nicéia, no ano de 325 de nossa era. Ao adotar a Páscoa como uma de suas festas, a Igreja Católica, inspirou-se primeiramente em motivos judaicos: a passagem pelo mar Vermelho; a viagem pelo deserto rumo a terra prometida, retirando a peregrinação ao Céu, o maná que exemplifica a Eucaristia, e muitos outros ritos, que aos poucos vão desaparecendo.
A maior parte das igrejas evangélicas, porém, comemora a morte e a ressurreição de Cristo através da Cerimônia da Santa Ceia. Na antiga Páscoa judaica, as famílias removiam de suas casas, todo o fermento e todo o pecado, antes da festa dos pães asmos. Da mesma forma, devem os cristãos confessar os seus pecados e deles arrepender-se, tirando o orgulho, a vaidade, inveja, rivalidades, ressentimentos, com a cerimônia do lava-pés, assim como Jesus fez com os discípulos. Jesus instituiu uma cerimônia memorial, a ceia, em substituição à comemoração festiva da páscoa. I Coríntios 11:24 a 26 relata o seguinte:
Jesus tomou o pão, "e tendo dado graças o partiu e disse: Isto é o meu corpo que á dado por vós; fazei isto em memória de mim. Por semelhante modo, depois de haver ceado, tomou o cálice, dizendo: Este cálice é a nova aliança no Meu sangue, fazei isto todas as vezes que o beberdes, em memória de mim. Porque todas as vezes que comerdes este pão e beberdes o cálice, anunciais a morte do senhor, até que ele venha."
Vários símbolos nesta ceia merecem nossa atenção. O ato de partir o pão indicava os sofrimentos pelos quais Cristo havia de passar em nosso favor. Alguns pensam que a expressão "isso é o meu corpo" signifique o pão e o vinho se transformassem realmente no corpo e no sangue de Cristo. Lembremo-nos, portanto, que muitas vezes Cristo se referiu a si próprio dizendo "Eu Sou a porta" (João 10:7), "Eu sou o caminho" (João 14:6) e outros exemplos mais que a Bíblia apresenta. Isto esclarece que o pão e o vinho não fermentado, são símbolos e representam o sacrifício de Cristo. Ao cristão participar da cerimônia da ceia, ele está proclamando ao mundo sua fé no sacrifício expiatório de Cristo e em sua segunda vinda. Jesus declarou: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino de Meu Pai." ( Mateus 26:29)
Portanto, a cerimônia da Santa-Ceia, que Jesus instituiu, que veio a substituir a cerimônia da Páscoa, traz muitos significados:
1 -        O Lava-Pés, significa a humilhação de Cristo. Mostra a necessidade de purificar a nossa vida. Não é a purificação dos pés, mas de todo o ser, todo o nosso coração. Reconciliação com Deus, com o nosso próximo e conosco mesmo - união - não somos mais do que ninguém. O maior é aquele que serve...
2 -        A Ceia significa a libertação do Pecado através do sacrifício de Cristo. Significa também estar em comunhão com ele. E sobre tudo, é um antegozo dos salvos, pois Jesus disse: "Não beberei deste fruto da videira, até aquele dia em que o hei de beber convosco no reino do meu Pai. (Mateus 26:29)
Conclusão:
Advertindo a cada cristão, que tome cuidado com os costumes pagãos que tentam sempre driblar os princípios bíblicos. Não é de hoje, que se nota como os princípios bíblicos são alterados por costumes e filosofias humanas. Adoração a ídolos, o coelho e o chocolate, são apenas alguns exemplos das astúcias do inimigo. A Bíblia, e a Bíblia somente, deve ser única regra de nossa fé, para nos orientar, esclarecer e mostrar qual o caminho certo que nos leva a Deus e que nos apresenta os fundamentos de nossa esperança maior que é viver com Cristo e os remidos, num novo céu e numa nova terra. Devemos tomar cuidado com as crendices, tradições, fábulas, e mudanças humanas disfarçadas. Minha sugestão é examinar com oração, cuidado e com tempo as Sagradas Escrituras, para saber o que hoje é crendice ou tradição, estando atento, para saber o que realmente Deus espera de cada um de nós.

Jesus foi claro "Fazei isto em memória de mim." Ele exemplificou tudo o que deve ser feito. E se queremos ser salvos, precisamos seguir o que Jesus ensina e não outras tradições ou ensinamentos. Mateus 15:9 adverte: "Em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens."

Leitura Cronológica Anual da Bíblia (Mês 12, dia 14)

1  Tess.  1-5

1  Tess.  1

 (1) PAULO, e Silvano, e Timóteo, à igreja dos tessalonicenses em Deus, o Pai, e no Senhor Jesus Cristo: Graça e paz tenhais de Deus nosso Pai e do Senhor Jesus Cristo. (2) Sempre damos graças a Deus por vós todos, fazendo menção de vós em nossas orações, (3) Lembrando-nos sem cessar da obra da vossa fé, do trabalho do amor, e da paciência da esperança em nosso Senhor Jesus Cristo, diante de nosso Deus e Pai, (4) Sabendo, amados irmãos, que a vossa eleição é de Deus; (5) Porque o nosso evangelho não foi a vós somente em palavras, mas também em poder, e no Espírito Santo, e em muita certeza, como bem sabeis quais fomos entre vós, por amor de vós. (6) E vós fostes feitos nossos imitadores, e do Senhor, recebendo a palavra em muita tribulação, com gozo do Espírito Santo. (7) De maneira que fostes exemplo para todos os fiéis na Macedônia e Acaia. (8) Porque por vós soou a palavra do Senhor, não somente na Macedônia e Acaia, mas também em todos os lugares a vossa fé para com Deus se espalhou, de tal maneira que já dela não temos necessidade de falar coisa alguma; (9) Porque eles mesmos anunciam de nós qual a entrada que tivemos para convosco, e como dos ídolos vos convertestes a Deus, para servir o Deus vivo e verdadeiro, (10) E esperar dos céus o seu Filho, a quem ressuscitou dentre os mortos, a saber, Jesus, que nos livra da ira futura.

1  Tess.  2

 (1) PORQUE vós mesmos, irmãos, bem sabeis que a nossa entrada para convosco não foi vã; (2) Mas, mesmo depois de termos antes padecido, e sido agravados em Filipos, como sabeis, tornamo-nos ousados em nosso Deus, para vos falar o evangelho de Deus com grande combate. (3) Porque a nossa exortação não foi com engano, nem com imundícia, nem com fraudulência; (4) Mas, como fomos aprovados de Deus para que o evangelho nos fosse confiado, assim falamos, não como para agradar aos homens, mas a Deus, que prova os nossos corações. (5) Porque, como bem sabeis, nunca usamos de palavras lisonjeiras, nem houve um pretexto de avareza; Deus é testemunha; (6) E não buscamos glória dos homens, nem de vós, nem de outros, ainda que podíamos, como apóstolos de Cristo, ser-vos pesados; (7) Antes fomos brandos entre vós, como a ama que cria seus filhos. (8) Assim nós, sendo-vos tão afeiçoados, de boa vontade quiséramos comunicar-vos, não somente o evangelho de Deus, mas ainda as nossas próprias almas; porquanto nos éreis muito queridos. (9) Porque bem vos lembrais, irmãos, do nosso trabalho e fadiga; pois, trabalhando noite e dia, para não sermos pesados a nenhum de vós, vos pregamos o evangelho de Deus. (10) Vós e Deus sois testemunhas de quão santa, e justa, e irrepreensivelmente nos houvemos para convosco, os que crestes. (11) Assim como bem sabeis de que modo vos exortávamos e consolávamos e testemunhávamos, a cada um de vós, como o pai a seus filhos; (12) Para que vos conduzísseis dignamente para com Deus, que vos chama para o seu reino e glória. (13) Por isso também damos, sem cessar, graças a Deus, pois, havendo recebido de nós a palavra da pregação de Deus, a recebestes, não como palavra de homens, mas (segundo é, na verdade), como palavra de Deus, a qual também opera em vós, os que crestes. (14) Porque vós, irmãos, haveis sido feitos imitadores das igrejas de Deus que na Judéia estão em Jesus Cristo; porquanto também padecestes de vossos próprios concidadãos o mesmo que os judeus lhes fizeram a eles, (15) Os quais também mataram o Senhor Jesus e os seus próprios profetas, e nos têm perseguido; e não agradam a Deus, e são contrários a todos os homens, (16) E nos impedem de pregar aos gentios as palavras da salvação, a fim de encherem sempre a medida de seus pecados; mas a ira de Deus caiu sobre eles até ao fim. (17) Nós, porém, irmãos, sendo privados de vós por um momento de tempo, de vista, mas não do coração, tanto mais procuramos com grande desejo ver o vosso rosto; (18) Por isso bem quisemos uma e outra vez ir ter convosco, pelo menos eu, Paulo, mas Satanás no-lo impediu. (19) Porque, qual é a nossa esperança, ou gozo, ou coroa de glória? Porventura não o sois vós também diante de nosso Senhor Jesus Cristo em sua vinda? (20) Na verdade vós sois a nossa glória e gozo.

1  Tess.  3

 (1) POR isso, não podendo esperar mais, achamos por bem ficar sozinhos em Atenas; (2) E enviamos Timóteo, nosso irmão, e ministro de Deus, e nosso cooperador no evangelho de Cristo, para vos confortar e vos exortar acerca da vossa fé; (3) Para que ninguém se comova por estas tribulações; porque vós mesmos sabeis que para isto fomos ordenados, (4) Pois, estando ainda convosco, vos predizíamos que havíamos de ser afligidos, como sucedeu, e vós o sabeis. (5) Portanto, não podendo eu também esperar mais, mandei-o saber da vossa fé, temendo que o tentador vos tentasse, e o nosso trabalho viesse a ser inútil. (6) Vindo, porém, agora Timóteo de vós para nós, e trazendo-nos boas novas da vossa fé e amor, e de como sempre tendes boa lembrança de nós, desejando muito ver-nos, como nós também a vós; (7) Por esta razão, irmãos, ficamos consolados acerca de vós, em toda a nossa aflição e necessidade, pela vossa fé, (8) Porque agora vivemos, se estais firmes no Senhor. (9) Porque, que ação de graças poderemos dar a Deus por vós, por todo o gozo com que nos regozijamos por vossa causa diante do nosso Deus, (10) Orando abundantemente dia e noite, para que possamos ver o vosso rosto, e supramos o que falta à vossa fé? (11) Ora, o mesmo nosso Deus e Pai, e nosso Senhor Jesus Cristo, encaminhe a nossa viagem para vós. (12) E o Senhor vos aumente, e faça crescer em amor uns para com os outros, e para com todos, como também o fazemos para convosco; (13) Para confirmar os vossos corações, para que sejais irrepreensíveis em santidade diante de nosso Deus e Pai, na vinda de nosso Senhor Jesus Cristo com todos os seus santos.

1  Tess.  4

 (1) FINALMENTE, irmãos, vos rogamos e exortamos no Senhor Jesus, que assim como recebestes de nós, de que maneira convém andar e agradar a Deus, assim andai, para que possais progredir cada vez mais. (2) Porque vós bem sabeis que mandamentos vos temos dado pelo Senhor Jesus. (3) Porque esta é a vontade de Deus, a vossa santificação; que vos abstenhais da fornicação; (4) Que cada um de vós saiba possuir o seu vaso em santificação e honra; (5) Não na paixão da concupiscência, como os gentios, que não conhecem a Deus. (6) Ninguém oprima ou engane a seu irmão em negócio algum, porque o Senhor é vingador de todas estas coisas, como também antes vo-lo dissemos e testificamos. (7) Porque não nos chamou Deus para a imundícia, mas para a santificação. (8) Portanto, quem despreza isto não despreza ao homem, mas sim a Deus, que nos deu também o seu Espírito Santo. (9) Quanto, porém, ao amor fraternal, não necessitais de que vos escreva, visto que vós mesmos estais instruídos por Deus que vos ameis uns aos outros; (10) Porque também já assim o fazeis para com todos os irmãos que estão por toda a Macedônia. Exortamo-vos, porém, a que ainda nisto aumenteis cada vez mais. (11) E procureis viver quietos, e tratar dos vossos próprios negócios, e trabalhar com vossas próprias mãos, como já vo-lo temos mandado; (12) Para que andeis honestamente para com os que estão de fora, e não necessiteis de coisa alguma. (13) Não quero, porém, irmãos, que sejais ignorantes acerca dos que já dormem, para que não vos entristeçais, como os demais, que não têm esperança. (14) Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim também aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele. (15) Dizemo-vos, pois, isto, pela palavra do Senhor: que nós, os que ficarmos vivos para a vinda do Senhor, não precederemos os que dormem. (16) Porque o mesmo Senhor descerá do céu com alarido, e com voz de arcanjo, e com a trombeta de Deus; e os que morreram em Cristo ressuscitarão primeiro. (17) Depois nós, os que ficarmos vivos, seremos arrebatados juntamente com eles nas nuvens, a encontrar o Senhor nos ares, e assim estaremos sempre com o Senhor. (18) Portanto, consolai-vos uns aos outros com estas palavras.

1  Tess.  5

 (1) MAS, irmãos, acerca dos tempos e das estações, não necessitais de que se vos escreva; (2) Porque vós mesmos sabeis muito bem que o dia do Senhor virá como o ladrão de noite; (3) Pois que, quando disserem: Há paz e segurança, então lhes sobrevirá repentina destruição, como as dores de parto àquela que está grávida, e de modo nenhum escaparão. (4) Mas vós, irmãos, já não estais em trevas, para que aquele dia vos surpreenda como um ladrão; (5) Porque todos vós sois filhos da luz e filhos do dia; nós não somos da noite nem das trevas. (6) Não durmamos, pois, como os demais, mas vigiemos, e sejamos sóbrios; (7) Porque os que dormem, dormem de noite, e os que se embebedam, embebedam-se de noite. (8) Mas nós, que somos do dia, sejamos sóbrios, vestindo-nos da couraça da fé e do amor, e tendo por capacete a esperança da salvação; (9) Porque Deus não nos destinou para a ira, mas para a aquisição da salvação, por nosso Senhor Jesus Cristo, (10) Que morreu por nós, para que, quer vigiemos, quer durmamos, vivamos juntamente com ele. (11) Por isso exortai-vos uns aos outros, e edificai-vos uns aos outros, como também o fazeis. (12) E rogamo-vos, irmãos, que reconheçais os que trabalham entre vós e que presidem sobre vós no Senhor, e vos admoestam; (13) E que os tenhais em grande estima e amor, por causa da sua obra. Tende paz entre vós. (14) Rogamo-vos, também, irmãos, que admoesteis os desordeiros, consoleis os de pouco ânimo, sustenteis os fracos, e sejais pacientes para com todos. (15) Vede que ninguém dê a outrem mal por mal, mas segui sempre o bem, tanto uns para com os outros, como para com todos. (16) Regozijai-vos sempre. (17) Orai sem cessar. (18) Em tudo dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco. (19) Não extingais o Espírito. (20) Não desprezeis as profecias. (21) Examinai tudo. Retende o bem. (22) Abstende-vos de toda a aparência do mal. (23) E o mesmo Deus de paz vos santifique em tudo; e todo o vosso espírito, e alma, e corpo, sejam plenamente conservados irrepreensíveis para a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo. (24) Fiel é o que vos chama, o qual também o fará. (25) Irmãos, orai por nós. (26) Saudai a todos os irmãos com ósculo santo. (27) Pelo Senhor vos conjuro que esta epístola seja lida a todos os santos irmãos. (28) A graça de nosso Senhor Jesus Cristo seja convosco. Amém.